Decepção e vergonha de ser brasileiro

Compartilhe

Um dos grandes inconvenientes de morar no Brasil é sentir vergonha sempre que abro um jornal.

Quer dizer… A vergonha é quase uma sensação onipresente para quem tem um mínimo de esclarecimento neste país. Quando você está no sinal e vê crianças pedindo esmola, controlados com cabresto por um sujeito vagabundo que está bebendo uma garrafa de pinga sentado no meio fio, bem ao lado da polícia, que nada faz, você sente vergonha. Quando você cai de carro num buraco, que não devia estar ali, mas está, porque a camada de asfalto contratada e paga com o SEU dinheiro foi na verdade embolsada pela máfia do asfalto, e o que foi colocado é 1/5 do licitado, você sente vergonha. Quando você se depara com a realidade dos hospitais degradados, pobres sofrendo, a falta de moradia, a sujeira, a miséria intelectual que grassa galopante e sem fronteiras pelos estados do país, você sente uma vergonha tremenda.

30186 CIA 7053 300x200 Decepção e vergonha de ser brasileiro
Viaduto que não liga nada a lugar nenhum. Um clássico da incompetência que se repete pelo país afora todo ano.

Você liga a televisão é escândalo em cima de escândalo. O povo já ficou anestesiado e nem liga mais quando surge uma notícia de deputado levando grana. Dinheiro na cueca, troca de interesses, pontes que não ligam nada a lugar nenhum, verbas milionárias para estádio de futebol, licitações estranhas, relações suspeitas entre o poder público e o setor privado.

Negociatas, maracutaias, benefícios, prerrogativas…

Empreiteiros, burocratas, a dança dos aditivos contratuais, a inflação, o auto-aumento salarial, os super-salários acima do teto do funcionalismo, reforma de apartamento funcional de político a 280 milhões, a compra de votos, benefícios governamentais a banqueiros enquanto o povo é escorchado em juros impagáveis, financiamentos públicos de interesses privados, questões fundiárias de todo tipo, funcionários fantasmas, verbas e mais verbas com nomes estranhos, como “indenizatória”, “auxílio-paletó”. A falta de ordem generalizada, o descaramento em se negar a dar explicações sobre situações comprometedoras, a imprensa partidária atuando como cabo eleitoral deste ou daquele grupo, políticos com ficha suja na Interpol, excelências com folhas corridas mais sujas que pau de galinheiro, alguns acusados de assassinato esperando seus crimes prescreverem, porque no Brasil, sobretudo para “autoridades”, a justiça tarda – e também falha…

A violência também dá vergonha, e a hipocrisia de certos setores também. Quando juntas, a vergonha atinge graus apocalípticos na nossa alma.

Eu e provavelmente você,  estamos de saco cheio do Brasil. Cada desgraça que acontece por simples burrice, ou descaso com o compromisso de zelar pelo bem da população, gera uma “passeata pela paz”, que na verdade é uma procissão 2.0, cheia de simbolismos, cartazes, panfletos, pombinha, florzinha, balão de gás, gente se abraçando, camisetinhas e tudo mais, e que não dá em NADA! Mas isso não impede que o ciclo se repita indefinidas vezes. Só muda o nome da vitima e a papagaiada ridícula feita em nome da paz.

535877 515440298508866 1201160640 n 222x300 Decepção e vergonha de ser brasileiro

Se eu fosse elencar cada merda que eu vejo que e dá raiva de ainda não ter dado no pé deste país – que é maravilhoso, mas ao mesmo tempo consegue ser uma bosta completa – eu não terminaria este post em 2013, mas talvez em 2027.

Há problemas de todos os níveis no Brasil. Isso é um fato.

Eu fico puto quando vejo estrangeiros acreditando na propaganda internacional que fazem do Brasil. Sim, caro leitor. Tem gente lá fora (e muita) que acha mesmo que o Brasil conseguiu acabar com a miséria! Que o Lula fez uma mágica lá e… Puf! Todo mundo rico!

Graças a isso, Lula vai ter coluna no New York Times. Hahaha quem diria…

A ideia publicitada é de que realmente precisávamos de um presidente vindo do povo, e que somente uma pessoa do povo poderia olhar pelos miseráveis, salvando-os, coitadinhos, de sua desgraça infligida pelos governantes poderosos de sempre… É um enredo  irresistível para um estrangeiro inocente, que só fica sabendo das coisas através de jornais, que por sua vez também não se dão ao trabalho de esmiuçar as informações divulgadas pela propaganda chapa-branca.

De longe  tudo é lindo. De longe, até o Tião Macalé poderia se passar por galã…

Tiao Macale2 Decepção e vergonha de ser brasileiro

Tchã! Nojento!

Tem gente que acha que tudo que o Brasil faz é mal feito. Que não somos realmente bons em nada. Discordo.

Acho que somos bons em gastar dinheiro inutilmente, em vender uma imagem que não condiz com a realidade e em fazer coisas para o “inglês ver”.

Aliás, pegando este dito popular, de “coisa para inglês ver”, este é um termo dum tempo em que os Ingleses dominavam o mundo. A terra da Rainha era a potência que submetia o planeta aos seus desmandos e o Brasil já andava fazendo e causando situações demagógicas. Segundo a Wikipedia, a origem da expressão tem várias versões, mas provavelmente deriva de uma situação vivenciada no Período Regencial da história brasileira.

Click here to learn more

Os britânicos, que tinham explorado a escravidão durante mais de duzentos anos, sobretudo monopolizando o tráfico de negros africanos, passaram a liderar os movimentos antiescravistas. As razões disso são diversas, mas prevalece a tese de que isso se deu por razões econômicas. Toda a Europa já estava envolvida pelo iluminismo, e uma das possibilidades é que os doutrinadores liberais, dentre eles, Adam Smith tenham influenciado essa postura, ai afirmar que o trabalho escravo era mais caro do que o trabalho livre. Assim, a partir de 1807, a Inglaterra proibiu o tráfico de escravos em suas colônias, abolindo definitivamente a escravidão em seus territórios a partir de 1833. Daí em diante, começaram uma agressiva campanha pelo fim do escravismo nos demais países, inclusive aproveitando-se de sua supremacia marítima na ocasião. Em 1826 obrigou o Brasil, que havia recentemente adquirido sua independência, a firmar um tratado de abolição do tráfico em três anos, o que não foi efetivamente cumprido. Mas o Brasil, politicamente independente desde 1822, era economicamente dependente dos ingleses, porque eles lideravam a aquisição da produção do café, que estava em plena expansão e também forneciam a maior parte dos produtos manufaturados aos brasileiros. Além disso, os principais banqueiros do mundo eram os ingleses, que fomentavam a concessão de empréstimos e financiamentos aos produtores de café e aos que iniciavam a industrialização do país. Dessa forma, e também por conta da vinculação política estabelecida desde a chegada da Corte portuguesa ao Brasil, em 1808, a pressão britânica era intensa, o que levou o Governo Regencial — que administrava o país em razão da menoridade do príncipe Dom Pedro II, e que fora colocado no trono com a abdicação de seu pai, Dom Pedro I do Brasil — a promulgar uma lei, em 1831, que declarava livres os africanos desembarcados em portos brasileiros desde aquele ano. Mas o sentimento geral era de que a lei não seria cumprida, fazendo circular pela Corte, inclusive na Câmara dos Deputados, o comentário de que o Regente Feijó fizera uma lei só “para inglês ver”. Ficou, assim, a expressão que designa tanto leis que só existem no papel como também qualquer outra coisa feita apenas para preservar as aparências, sem que efetivamente ocorra. fonte

Enquanto a origem do termo “pra inglês ver” nos dá a ideia que era usado somente para leis, com o avanço do Brasil, ao longo das décadas, aperfeiçoamos isso e hoje fazemos não apenas leis como estatísticas, obras faraônicas, e mega-eventos de grande porte.
Sim, estou voltando ao tema copa/olimpíada porque esses dois eventos são o supra-sumo do “pra inglês ver”.

Todos sabemos que o interesse publico em tais eventos é tão somente pela cachoeira de dinheiro dos cofres públicos que os grandes eventos podem desencadear. Quem realmente vai ver o espetáculo da bola? Você acha que é o povão? Você realmente acha isso? O povo tem uma esperança distante de se beneficiar com um ou outro “legado”, que os eventos deixam. De fato, isso é mesmo a única coisa que – em tese, num país sério – poderia ser a vantagem de grandes eventos. Os legados brasileiros, por sua vez, não são grande coisa. Outro dia li no jornal que muitas sedes dos jogos concluíram que grande parte dos legados, sobretudo na questão do tráfego urbano – um dos maiores flagelos do país – não vão ficar prontos para a copa. Isso significa, em português claro um “perdeu playboy” para o otário do povo, que pagou uma coisa e levou outra: Estádios.

Que ótimo, né? Priorizaram o circo. Mas no necessário para o cara ganhar o pão, dizem  que acabou o dinheiro. Poucos estados (senão nenhum) conseguiu cumprir tudo que havia sido prometido, o que nos leva a teorizar que a proposta foi um clássico “pra inglês ver”.

Mas engana-se quem pensa que o Brasil esta parado esperando o tempo passar. Segundo o artigo que saiu na imprensa internacional, especificamente no jornal da Bélgica, o Nieuwblad:

O governo está investindo dinheiro publico  para ensinar profissionais do sexo a aprender idiomas preparando o mercado sexual para a copa do mundo de 2014.

Confiram a matéria completa com fotos de uma das salas disponibilizadas e pagas pelo governo no link abaixo!

 http://www.nieuwsblad.be/sportwereld/cnt/DMF20130502_00563954?pid=2433353

putaescolada Decepção e vergonha de ser brasileiro
Pelo menos alguém está se preparando para novos “negócios”

Eu ficaria só com vergonha, se eu soubesse que estão dando dinheiro publico para prostitutas estudarem inglês somente para fomentar o negócio do turismo sexual. Não é de hoje que fazemos isso. Dá uma olhada neste épico e lindo e educativo video do Arnold no Brasil, com todo apoio da Riotur.

Graças a este tipo de publicidade feito ao longo de décadas, a brasileira é considerada uma puta de nascença em grande parte dos países estrangeiros.

É brasileiro? Ah, então joga bem futebol. É brasileira? Então é puta.


Mas como eu dizia, eu ficaria Só com vergonha, mas a verdade é que eu fico MUITO PUTO!

Porra, tudo bem, ensinar alguma coisa é bom. Todo mundo deve saber pelo menos dois idiomas para sobreviver no mundo de hoje. Seja puta, seja garçom, seja padre, seja vendedor da feira. Quanto mais idiomas souberem, ótimo! Agora, investir grana nisso, quando a realidade de muitas escolas do brasil é esta aqui em baixo acho mais que decepcionante. Chega a parecer uma tentativa suicida do governo de ver acontecer um remake da revolução francesa. Só que isso não vai acontecer, porque além de analfabetos e ingóbeis, somos acomodados. Se tocar um sambinha, uma micareta, um calypso, tá safo!

“Vem neném, vem neném, vem neném,  veeeem…”

escola precc3a1ria1 1 Decepção e vergonha de ser brasileiro

condic3a7c3b5es precc3a1rias de ensino Decepção e vergonha de ser brasileiro
Isso é condição de alguém aprender? É este país que arrota na ONU que acabou com a pobreza.

E o que dizer de frases lapidares dos nossos representantes?

Podemos fazer o diabo na hora da eleição

– Dilma Rousseff

escola de merda Decepção e vergonha de ser brasileiro

Não bastando isso, essa degradação total com o que devia ser o bem mais valioso que poderíamos legar à gerações futuras, a riqueza imaterial da cultura, damos lição de moral no exterior e posamos de “os fodões”, perdoando dividas milionárias de diversos países, entubando o prejuízo para fazer um bonito lá fora, afinal, temos que fazer jus à publicidade de quem “acabou com a pobreza”.

PNUD Brasil Brasil perdoa US 1 bi em dívida externa Decepção e vergonha de ser brasileiro

Outro dia, fui pegar meu pai aqui no aeroporto do Rio… Veja bem, não foi no aeroporto de Rondônia, nem no aeroporto do Acre (nada contra esses lugares, mas é fato que eles recebem menos dinheiro do governo que o Rio). Foi no Aeroporto do Rio de Janeiro, a tão falada, cantada e publicitada Cidade Maravilhosa.

Espera-se que um destino turístico que é um dos principais do país, senão o principal, sobretudo um que tenha uma das novas maravilhas do mundo, um que vai receber jogos da Copa do Mundo, o “centro nervoso das grandes mudanças do país”, como diz o Governador e o prefeito, a cidade com o segundo maior PIB do país teha um aeroporto decente…
Não tem. Vergonhosamente, NÃO TEM UMA PORRA DUM AEROPORTO QUE PRESTE!

Quem conhece, sabe que o aeroporto do Rio é uma esculhambação que talvez tenha o mérito único de dar logo um choque de realidade no turista estrangeiro.

Bem vindo à Miséria social-intelectual-governamental, caro turista!

O aeroporto internacional do Rio é tão, mas tão decadente, que algumas coisas chegam a parecer engraçadas. Um exemplo, alguns carros modernos não cabem (sim, é isso mesmo) não CABEM no espaço da cancela de pagar o ticket para entrar no estacionamento.
Os problemas se avolumam, e começam justamente pela MERDA, pelo LIXO COMPLETO que é aquele estacionamento. Confuso, sem sinalização direito, depredado, com asfaltos esburacados e soltando, esburacado, sem vagas, sempre lotado, sub-dimensionado. Algumas áreas do estacionamento estão cheias de mato, o que reflete o grau de descaso. Aí para resolver, o que eles fazem? Eles fecham com tapumes grandes áreas do estacionamento, que já era lotado, com gente parando onde não deve e se sujeitando a pagar a caríssima tarifa para empresa privada que explora o serviço. Isso produz uma confusão miserável, que só não é maior que a confusão interna. O Aeroporto do Galeão, (rebatizado Tom Jobim dada a nossa mania escrota de ficar rebatizando coisa velha com nome de gente morta), é o retrato do Brasil quando o assunto é confusão.

O povo se aglomerando na saída do portão do desembarque fala alto, é 100% mal vestido, as crianças correm em carrinhos, se estapeiam, não são repreendidos pelos pais, causam uma balbúrdia tremenda, há pouco lugar para sentar, é tudo sujo, caindo aos pedaços, os caras que deviam fiscalizar estão ali aliciando turistas alemães com cara de bobo para tentar trocar dólar pra eles num câmbio negro… Os taxistas estão ali, mafiados, esperando mais otários turistas infelizes que serão roubados em tarifas caríssimas, com voltas e voltas inúteis (o velho truque que todo mundo conhece).

Uma vez lá dentro da área de desembarque há pelo menos uma lei: A lei do caos!

Sim, porque vários aviões chegam e desembarcam juntos. A falta de infra do aeroporto superlota a área de desembarque. O turista, vai para uma fila de imigração, onde após uma lentíssima, monumental lerdeza, tem seu passaporte carimbado numa burocracia besta, e desce para a área de bagagem. Ocorre que como a alfândega demora ERAS, a bagagem dos gringos está rodando naquela bosta de esteira, que quando não está quebrada é lerda. A superlotação de malas na esteira atrasa as bagagens de quem é brasileiro e passou direto. Ou seja, passar direto não adiantou LHUFAS.

O que resulta em confusão de gente, já que não tem fluxo. Então, o espetáculo que resulta é um show de gente mal educada, gente falando alto, criança chorando cachorro latindo, gente de dando cotovelada, gente te empurrando sem pedir licença…

Tudo isso pra você pegar a bagagem e descobrir que estouraram seu cadeado, roubaram seus pertences! Que lindo! Adeus relógio, adeus telefone celular mais barato que o super-tributado similar vendendo aqui…

Terminada a confusão louca, você sai do aeroporto com a sensação de ter vivido o ataque de Guerra dos Mundos. Mas espere só até você se deparar com um engarrafamento monumental, porque uma manifestação fechou alguma via do rio com pneus fumegantes. Ou então pior, é tiroteio na (apropriadamente batizada) “Faixa de Gaza” – a área que compreende um complexo monumental de favelas perigosas ao redor da via que conduz ao aeroporto:

278319320 Decepção e vergonha de ser brasileiro
Se for tiroteio, pule do carro e deite, porque só em filme de Hollywood lataria de carro comum segura bala.

Claro, como vem muito turista, convém colocar uns tapumes decorados ali, afinal, nesse governo a gente também faz coisa “para inglês não ver”.

wall Decepção e vergonha de ser brasileiro
Pra que resolver o problema se você pode maquiar o cocô, né?

O fato é que o turista que chega no Rio se fode. Se vier de navio então, se fode nauticamente! A Baía da Guanabara não foi despoluída (apesar das promessas para os ingleses na Eco 92 e o dindim investido pelo Japão – Devidamente embolsado) Então você chega navegando no cocô. Desce numa confusão monumental equivalente a do aeroporto e pega sua bagagem numa montanha de malas que te faz procurar a câmera do Topa tudo por dinheiro, já que “só pode ser pegadinha”. Desembarcou? Quer ligar pra alguém? Não pode. Acredite se puder, meu amigo…

NÃO TEM NENHUM TELEFONE PUBLICO NO PORTO

Aí você fica puto e vai reclamar. Não pode. Por que? A moça informa que não receberam a verba para comprar o livro de reclamações. (Juro. Isso aconteceu mesmo!)

Saindo dali, o turista está sujeito a UNICAMENTE se dar mal na mão da mafia dos taxistas. Não há NADA que se possa fazer. Não tem ônibus, trem, metrô para o turista. Se resolver andar em busca de um orelhão, ele vai chegar no mais perto, que fica do lado da CANDELÁRIA!!! (longe pra caralho) E isso se der sorte de não ser assaltado ou atropelado no caminho.

Enquanto o aeroporto aqui é sucateado num nível sub-saariano, sai a notícia que finalmente o governo da Dilma resolveu investir em aeroportos! Uhuuu! Finalmente!!!

Não, pera…
Brasil vai dar crédito de U 176 milhões à Cuba para modernizar aeroportos Economia Correio Braziliense Decepção e vergonha de ser brasileiro

Sim, meu amigo. A nossa sanha de fazer gracejos “para inglês ver” é uma coisa que não tem limites.

Em troca, Cuba vai mandar pra cá 6000 médicos, cuja formação o Conselho Federal de Medicina criticou duramente. O governo diz que a razão é o déficit de profissionais, o que é um argumento meio anacrônico quando pensamos no tanto de universidade federal de medicina em greve; bem como a qualidade de “padrão internacional” de alguns dos nossos hospitais publicos.

75573 Decepção e vergonha de ser brasileiro

Eu não estou aqui pra dizer se a vinda desses 6000 médicos sem validação de diploma aqui é bom ou não é. Dada a condição desumana da saúde pública brasileira, eu diria que talvez até seja. Pelo menos é melhor que nada. Mas é tanta coisa risível que esses merdas desses políticos brasileiros inventam para mamar na teta do povo, que já trabalha 5 meses só pra bancar o governo, que chega a parecer piada. Mas não é piada. É trágico. Veja isso:

bolsanovela Decepção e vergonha de ser brasileiro

É a festa da bolsa, pessoal! Bolsa família, bolsa novela, vale gás, vale leite, vale transporte, meia entrada para “estudante”, …

Você tem que ter uma fé inabalável para pensar que este país tem jeito. Mas a verdade é que é extremamente improvável que tenha.

É foda. É lamentável. Não somos mais o país do futuro. Somos o país sem futuro. O escritor vienense Stefan Zweig estava completamente errado. Não temos mais futuro, só um presente trágico e permanente. E atrás de nós, um passado desgraçado.

63 comentários em “Decepção e vergonha de ser brasileiro”

  1. Felipe, quanto aos médicos, no último revalida(exame para validação do diploma em uma faculdade de medicina de outro país), nem 10% dos inscritos passaram na prova, que seria de conhecimentos básicos para a área médica. Como eles não conseguem entrar por conhecimento o governo resolveu liberar a entrada de médicos estrangeiros. Ou pior, “comprar” médicos ruins de outro país.
    Não seria mais lógico investir em estruturação da saúde no país do que pagar aeroporto pra outro pais em troca de médicos ruins?
    Além de que se for pra importar médicos ruins, ficamos com os daqui mesmo, sendo bons, medianos ou ruins, porque os ruins daqui ainda são melhores que os de comprados de cuba.

  2. E o pior de tudo isso è que as pessoas de bem, os profissionais, trabalhadores, educadores, políticos e empreendedores honestos e bem intencionados, SOMEM, no meio de tanta pouca-vergonha. fica parecendo que no Brasil só tem, como voce disse, jogador de futebol e puta. Mas á verdade é que tem muita gente boa, mas sufocada, invisìvel no meio de tanta bagunça e oportunismo.
    Certa vez, conversando com uma “Francesa’, sobre vário assuntos dentre os quais,CORRUPÇÃO, INFLAÇÃO e jornadas escolares onde ela dizia que lá na França, as crianças praticamente permanecem o dia todo na escola, sem tempo para ficar nas ruas aprendendo a ser marginais e que corrupção, praticamente não existe, ela me disse uma palavra que ficou gravada na minha mente:: ela disse que o povo brasileiro è muito “CONFORMADO”.
    Que tal se essa nossa conversa tivesse sido hoje, com esse monte de “bolsa-tudo”? Eu tambem tenho vergonha e tambem FICO MUITO PUTOOOOOO com tudo isso!

  3. É seu Philipe, isso é o que eu mais tenho visto no facebook, ou seja, reclamação atrás de reclamação. É gente falando do trânsito, do imposto, é Canal do Otário pra cá, é Príncipe do Brasil pra lá, com duas coisas em comum: todo mundo reclamando e ninguém podendo fazer absolutamente nada. Quem pensa que votar muda alguma coisa, lamento informar, mas se mudasse mesmo seria proibido, e não obrigatório. O jeito é abandonar o barco antes que afunde de vez (segundo assunto mais comentado no face), mas aí vem a pergunta: mudar para onde? Esses dias comentei em um post da timeline de alguém sobre isso e a resposta definitiva ainda não veio, pois a Europa está muito mal das pernas (talvez se safando só a Alemanha), os EUA também. Talvez o Canadá (frio pra cacete) ou a Austrália? Alguma sugestão de lugar onde não se morra de frio, pague-se dignamente pelo que consome e não sustente com 70% do que se ganha um governo corrupto?

    • Está ai uma coisa que eu nunca havia parado pra pensar: “Se votar mudasse alguma coisa, seria proibido, e não obrigatório”

      Nossa…vou filosofar nisso por muitos dias.

  4. Brasil; ninguém segura esse atraso!!! Meu pai (militar reformado) vivia dizendo aos brados que pra moralizar essa merda toda, só uma revolução sangrenta- mas eu acho que nem isso, nem terremoto, nem a vinda do Messias… Tem de começar do zero, trazer outras caravelas de além-mar, outras intenções…

  5. Quer mais?

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/05/cartao-para-tratamento-de-usuario-de-crack-custara-r-4-milhoes-mensais.html

    Isso mesmo! Já temos o bolsa maconha!!

  6. Toda essa esbórnia com o erário tem nome, chama-se Luiz Inácio Apedeuta da Silva. Ele e sua quadrilha (PT), e demais siglas fisiológicas, praticamente já fizeram o país regredir algumas décadas. Está aí. Só não enxerga quem não quer. E tem mais: segurem-se, depois do término desta piada que é sediar copa do mundo, num país que não presta de forma mínima os serviços essenciais aos seu cidadãos, a recessão vai “pegar pra capar”.

  7. Nao concordo contigo que o grande beneficio dos mega eventos em países sérios sejam as obras de infra estrutura (legado). A GRANDE vantagem dos mega eventos é a divulgação internacional do país. Se voce fizer uma analise de varias sedes de mega eventos e os impactos no turismo nos anos posteriores verá que além de um aumento substancial do numeor de turistas ha um incremento no comercio interno e exterior, aumento do valor do solo, maior arrecadacao de impostos…. Ou seja em países sérios ser sede de um mega evento compensa (e muito) pois melhora a imagem do país. E essa melhora pode permanecer ao longo de decadas dependendo como o país trabalha o pós jogos. Nesse contexto o exemplo mais celebre é Barcelona que depois de 92 (mais de 20 anos) virou um dos principais destinos turisticos.

    Agora em países onde a bagunça é generalizada o que vai acontecer é que vamos materializar a imagem que o estrangeiro já tem do país. Uma zona do caralho literalmente.

    • Você está certo. Estive por mais de um mês na África do Sul e pude ver a infra estrutura que eles fizeram para a Copa e pude ver que deram continuidade, o que está fazendo muito bem ao país.
      Mas no Brasil eu vejo que não vai ter legado, só vai ter roubo mesmo…

  8. Há tempos que o povo precisa se unir e movimentar uma revolução nesse país. Mas o caso é que as classes mais baixas ganham “auxílios” do Estado, e como não têm um mínimo de instrução, acham que estaria errado brigar com o governo; a classe alta tem privilégios concedidos pelos governantes pra estimular o “desenvolvimento” do país; e a classe média assiste novela, big brother, e parcela um carro zero e um micro-apartamento em 15 anos.
    Resumindo, todos estão acomodados em seus casulos de dinheiro e diversão, e brigar por direitos em manifestações de rua virou coisa de “gente que não tem mais o que fazer”.
    Achei muito interessante sua matéria, Philipe, e você tem toda a razão quando diz que o Brasil não tem futuro do jeito que está. É um desestímulo lutar pelo país, já que as pessoas não saem de suas bolhas pra lutar por um mínimo de moralidade.
    Desculpe pelo comentário enorme, mas se ver bem, foi proporcional ao tamanho do post! Abraços!

  9. Esse país é uma vergonha. Leis que beneficiam marginais (até porque quem faz essas leis são os próprios). Como você falou muito bem, meu amigo, não existe futuro para esse país, talvez só com algo muito grande, coisa que o povo brasileiro não está preparado para fazer. Amo esse país, mas tenho vergonha de ser todo dia humilhado por esses políticos. Sorte de quem tem condições de sumir daqui e morar no exterior.

  10. EXistem zilhoes de sites que apontam as falhas do nosso Brasil. Porém, nenhum propõe uma solução concreta pra isso tudo! Facil apontar. Difícil é ajudar a resolver.

    • Então proponha, se tu consegue imaginar algo.

      Não é porque ninguém tem ainda a solução que vai deixar de se indignar e denunciar. Daí sim, é jogar a toalha.

    • A solução é o brasileiro tomar vergonha na cara. Mas isso NUNCA vai acontecer. O motivo é só procurar algum artigo de sociologia e antropologia sobre o Brasil, que fica melhor explicado.

      Então fica “sussa” e aproveita o caos.

    • A grosso modo, apenas tirando TODOS (e digo todos mesmo) governantes do poder, e recomeçar do zero, aí sim resolveria o problema.
      Dinheiro o país tem, e muito, devido a quantidade de impostos pagos por nós, única coisa que falta é saber administrar, coisa que esses governantes sabem e muito, porém, governam para o próprio bem deles.

    • Também existem zilhões de sites que apontam possíveis soluções, o problema é colocá-las em prática quando o próprio povo brasileiro é facilmente corruptível e acomodado…

    • É possível consertar tudo o que tem de errado no Brasil, mas impossível de executar porque vai contra os interesses da minoria que governa o nosso país.
      – Reforma tributária, para incentivar investimentos e diminuir a alta carga que incide sobre nossos produtos;
      – Reforma jurídica, para acabar com a impunidade, fazendo com que não apenas os 3 Ps vão a prisão, mas também os ricos, famosos e poderosos;
      – Reforma política, para acabar com a farra que é hoje o nosso sistema político;
      – Reforma educacional, para acabar com a ignorância que é nossa população em geral;
      Como vê, nenhum desses items passa, a tributária não passa pq o Governo tem medo de ficar sem caixa para tocar seus “programas” sociais. Pois teriam que cortar na carne, coisa que eles não querem.
      A jurídica não avança pq eles mesmos poderiam ser sujeitos a prisão se a a justiça for intolerante.
      A política por motivos óbvios, além da educacional, pois povo ignorante é mais fácil de se manobrar…

  11. Cara,
    Vc escreveu uma excelente matéria!
    Vou dar pelo menos uns 5 cliques nos banners do mundogump (é o mínimo que poderia fazer para te recompensar).
    Parabéns!
    Abraços

  12. Nesse post você escreveu a “pedra filosofal” da indignação que eu gostaria de escrever.
    Fato! Puro fato! Vejo os jornais do horário nobre das 4 grandes emissoras todos os dias. O interessante é notar que os telejornais das 3 emissoras menores, seus âncoras, de certa forma, podem opinar sobre os assuntos da matéria do dia. Mas os âncoras da emissora oficial governamental, os 2 filhotes de Simpsons, Willian “Homer” e Patrícia “Pateta”, só veiculam o que agrada ao pagante das propagandas institucionais.
    Enquanto nos outros jornais falam do sucateamento dos hospitais públicos, a devassa da Polícia Federal nos contratos das empreiteiras dos “primos” dos deputados federais e a falência escabrosa da polícia e da educação, o Jornal Alienacional gasta 7 minutos em horário nobre para falar sobre o bebê hipopótamo que nasceu no zoológico de Porto Alegre. E os sorrisos ignóbeis que um âncora troca com o outro? Valha-me Zeus!
    Fico cada vez mais convicto de que a verdadeira felicidade reside na mais completa ignorância…

  13. TA na hora de pegar em armas e tirar esse lixo a força, enforcar em praça publica um por, toda essa corja que desgraça o Brasil…afinal muitos deles ja disseram que só saem de la mortos.

  14. É JUSTAMENTE POR CONSTATAR ESSE ESTADO DE COISAS QUE TEMOS MUITO O QUER FAZER. OLHANDO DE CARA ESSA MISERIA EM TODOS OS SENTIDOS CONFESSO SER DESANIMADOR MAS ALGUMA COISA TEM DE SER FEITA.

  15. Infelizmente, não vejo uma solução acessível para essa situação caótica. Eu vejo que tudo no Brasil é feito em proveito próprio, e imagino que até uma certa “revolução” acabaria sendo para beneficiar algumas minorias. Talvez uma revolta sangrenta, levando toda a população para as ruas resolveria, mas é impossível acontecer, é melhor assistir os “jornais” da vida e acompanhar a “vida” de certos “artistas” de novela.
    Acho que uma boa solução, um pouco mais acessível, seria descentralizar o poder do Brasil. Para nós, moradores do Sul, vejo uma boa alternativa nos separar do resto do País, criando um País independente. Mas não sei até onde isto é plausível.

  16. Cara, fazia tempo que não via algo tão tosco quanto o vídeo do Arnold que você colocou aí kkkkkkkkkkkkk.
    destaque para o boquete na cenourinha, demais!

  17. Existe um movimento separatista no Sul do Brasil, o nome do movimento é o sul é o Meu País, que pretende a unificação do Paraná, Santa Catarina e Rio grande do sul e a separação do resto da federação, que no nome é bonito, Federação Brasileira, mais na pratica não somos uma federação, o poder esta centralizado em Brasilia, eles que citam as ordens, os estados não tem autonomia como é o caso dos Estados Unidos, que São um federação e tem autonomia para decidir o que é melhor para seu estado. O movimento não é racista, muitos tem preconceitos devido a mídia globo vincular informações falsas para incriminar o movimento, Nós do movimento, queremos apenas que nossos impostos fiquem no município em que trabalhamos, e não enviado para Brasilia, que é dividido entre os corruptos depois reenviados para nós em forma de migalhas. Esse são dados verídicos, 70 % que os municípios produzem ficam com Brasilia, 15 para os estados e 9 para os município,o movimento pretende uma federação municipalista, porra, eu resido no meu município e trabalho, pagos impostos para meu município, não moro em Brasilia, porque meu dinheiro tem que ficar com os canalhas de Brasília, viva a separação do sul do Brasil. sobre o movimento entrem nesse link para vocês saberem mais sobre o movimento que esta fervilhando no sul do Brasil: http://www.youtube.com/watch?v=d3avly7eVJA
    são 4 videos

  18. O que movimenta o país são os municípios, então os impostos devem ficar nos municípios, para termos melhor qualidade de vida, e não enviados para Brasilia, que nos devolve apenas 9 % do que produzimos, por isso as prefeituras estão quebradas…o Brasil é um federação só no papel, mais na pratica, nosso governo é centralizado, foi tudo imposto, de cima pra baixo, a onde na história do Brasil o povo escolheu esse tipo de governo ? foi tudo imposto de cima pra baixo…Federação é nos USA, onde cada estado recebe o que produz, cada estado tem sua leis, tem autonomia, o nome já diz, Estados Unidos…e no Brasil, a onde fica o Brasil, fica em Brasilia, é pra onde vai todo nosso suor, e onde nós moramos em nossos municípios, ficam sem recursos que deveriam ser investidos para termos uma boa qualidade de vida, pela alta carga tributária que pagamos..

    • Concordo plenamente com você! Pagamos altos impostos para depois tudo ir para Brasília, onde o dinheiro praticamente não chega em nosso município! Eu moro em Nova Friburgo(onde alagou e teve o desastre) e ainda hoje, as ruas estão lotadas de LAMA! Não pode chover que logo alaga e as ruas ficam sujas! O pior é que nós colocamos barreiras nos principais pontos da cidade, mas tem um monte de lugar que não tem nada e a prefeitura não fala nada com a gente! Eu acho isso um absurdo!

  19. Fui buscar esse texto lá na página 150:

    Sai daí

    Há quem diga que eu sou um trouxa
    Por meter a boca, que eu procuro briga
    Que eu só meto o malho e que não tem saída
    Que é assim mesmo a vida do eleitor

    Há quem diga que eu não sei de nada
    Que não vai dar em nada e que vai terminar em pizza
    Que eu que tenho culpa, porque que eu dei bobeira
    E que eu até votei nele para senador

    Eu, por mim, mandava pra um asilo
    Ou então fuzilo, ou dou pra um crocodilo
    É disso que eu preciso ou já não tem mais jeito
    De presidente a prefeito nesse bacanal…

    Eu quero é matar, explodir o senado
    Atacar, cumprir meu dever
    Eu quero expulsar os filhos da puta
    Apagar, quem sobrar vou prender,

    Há quem diga que eu sou um trouxa
    Por cobrar postura, que eu me contradigo
    Que a memória é falha e essa é a política
    que eu cheguei cedo pra briga de senador

    Há quem diga que eu não posso fazer nada
    Que não vai dar em nada e que é caso de justiça
    Comissão de ética, CPI de brincadeira
    E que eu que me candidate pra vereador

    Mas eu quero cobrar, fim do ato secreto
    brigar, cumprir meu dever
    Eu quero é mostrar aos ratos da pátria
    Limpar, Brasil vai renascer

    Mas eu quero cobrar, fim do ato secreto
    brigar, cumprir meu dever
    Eu quero é mostrar aos ratos da pátria
    Limpar, Brasil vai renascer…

    LEMBRA DISSO?

  20. Olá Felipe!

    Cara sempre venho aqui para ler coisas sobre espaço, ET, teorias e essas coisas malucas mas que são muito legais.
    Quando comecei a ler essa matéria eu imaginei que seria uma coisa simples só um desabafo, mas conforme eu fui lendo percebi que tudo mas tudo mesmo é um enorme descaso, ( eu ia usar um termo legal aqui mas envolve palavrão então achei melhor não por pois não quer que minha mensagem caia na seleção automática kk).
    Meu, como pode o brasil se fazer de bonzão ajudando outros países sendo que aqui, ta uma vergonha? Não dá pra acreditar que estão perdoando dividas de outros países, nunca perdoaram a nossa! Nunca perdoaram os meus impostos, minha luz, meu gás!
    Não que seja errado ajudar os outros, eu acho que a iniciativa é boa, mas assim não né?
    as vezes fico pensando se tudo isso existe de verdade, ou se vivemos como num Show de Trouman.
    Parabéns pala matéria excelente como sempre!

  21. O triste de morar no Brasil é o país que tem o maior número de resmungões por km², e o pior é que normalmente é gente que tem condições de dar no pé daqui mas nunca vai, os que reclamam são o que tem barriga cheia, estranho, gente que acha o máximo esse negócio cuspir pra cima, fetiche sadomasoquista esquisito, coisa de crianção , fala muito e faz pouco pra melhorar as coisas e acha que esse falatório é grande coisa e o distingue dos demais. Ms vc vê que triste mesmo seria desse pessoal que acordasse no dia seguinte e estivesse numa “suiça” onde não houvesse do que reclamar, iriam correndo pegar um avião pro terceiro mundo.

    • Você está certo numa coisa, a maioria das pessoas que reclamam são pessoas que tem condições de dar no pé daqui. Este é exatamente o meu caso, eu inclusive, tenho família na Europa. Não vou embora porque não quero. Mas posso ir na hora que quiser… E é por isso que me acho no direito de reclamar, porque acho uma senhora putaria poder dar no pé daqui e deixar esta porra fodida para o pobre e o miserável que não tem voz. Que não tem elemento de comparação e não sabe o quanto é ruim.
      Claro que isso me passa pela cabeça muitas vezes. Ainda mais depois que nasceu meu filho e eu vejo a condição do ensino no Brasil. Caro e ineficiente.
      Eu acho que as pessoas que reclamam são as que tem condições, porque são elas que saem dessa bosta aqui e vêem lá fora como é. Voltam com uma nova dimensão de como poderia ser o Brasil. Geralmente, elas reclamam porque elas PAGAM a mamata. Elas reclamam, porque elas QUEREM que o país melhore, e não porque são ACOMODADOS CONFORMADOS como provavelmente você é. É o MEU imposto que banca a farra política e a farra dos vale-isso-vale-aquilo. Acho que é justo que o cara que se fode, o cara que cumpre TODAS as suas obrigações de cidadão, reclame. Você pode não gostar de ler reclamações, é um direito seu pensar que já está na suíça e todos os problemas, todas as poucas vergonhas são inexistentes. Certamente você não deve pagar nem um quinto do que eu pago de imposto, mas tudo bem, este blog tem mais de 4000 posts. Você só lê reclamação se quiser. Agora é meu direito inalienável de fazê-las.

  22. Eu fico indignado ao saber que a Inglaterra, que é uma merdinha de pais, um pouco maior que Santa Catarina, e com 50 milhões de Habitantes, podem ser a 6 economia do mundo e com uma das maiores rendas per capita. Eu fico aqui imaginando cara, é um pais pequeno, inchado, não tem mais a onde aumentar a área de produção, porque não tem mais espaço, Logico, eu sei que eles usam tecnologia de ponta e tal, mais não entra na minha cabeça, saber que o Brasil é um pais continental, com uma população jovem, disposta a trabalhar, ao contrario da Inglaterra, que tem um população velha, e o Brasil ainda estar patinando no quesito, saneamento, logística, infra-estrutura, saúde e educação, eu fico fudido cara, nossa carga tributária é maior do que inglesa, e eles lá tem emprego, bons salários, transporte e saúde dignas, eles tem tudo cara, olha o tamanho da Inglaterra, e o Brasil, pais continental, com terras a serem cultivadas, pessoas para trabalhar e a gente esta na merda. Eu sei que eles exportam tecnologia e a gente exporta commodities, Mais o Brasil nunca deixou de ser colonia dos países europeus, Exportamos minério de compramos liga de aço, exportamos petroleou cru, e compramos gasolina, exportamos soja, e compramos óleo, pelo amor de Deus, e o governo tem a cara de pau, de dizer que o Brasil é autossuficiente em petróleo, o Paraguai sem ter nenhuma refinaria, e sem produzir petróleo a gasolina é bem mais barata, isso ai ridiculo, e o NIÓBIO ?

  23. Excelente texto e compartilho plenamente da sua opnião, eu sou um dos poucos que fica PUTO como voce, essa merda de país nao tem jeito e se tiver é coisa pra daqui a 500 anos.

  24. Aí eu pergunto, vale a pena se preocupar ou ficar puto?
    Esses problemas são apontados desde a época de meu avô e com certeza o bisavô vivia estressado se preocupando com as mazelas do Brasil.
    Eu cheguei a conclusão que não adianta apontar problemas, votar corretamente, etc. Brasileiro quer deixar de ser um malandro, até que a primeira oportunidade de se sair bem a custa da honestidade os outros, joga a toalha.
    Eu cheguei a conclusão que tenho que viver bem e honestamente, ficar o mais independente possível do sistema (por exemplo, não tenho Smartphone para não ficar estressado com as péssimas qualidades da internet móvel brasileira) e evitar os portais de notícias ao estilo Cidade Alerta que não agrega em nada no bem estar.

  25. Viva a independência do sul, o sul é o meu pais, vamos separar Paraná, Santa Catirina e Rio Grande do Sul, e formar um nação justa, trabalho no meu municípios, quero que meus impostos fiquem no meu município, e não vão pra brasília, secessão já, unificação, o Brasil vive uma farsa, republica federativa é uma farsa, eu quero uma republica municipalista, viva o sul livre, .o sul é o meu pais

  26. Concordo em separar o Sul, do resto da “federação”. Não digo que melhoraria 100% a situação, mas digo com toda a certeza que melhoraria nossa vida em alguns pontos. Outra forma de TENTAR melhorar essa “republica federativa” seria tornar o voto não-obrigatório.

  27. Phelipe, como sempre adoro seus posts sobre o nosso tão judiado país, dá raiva, faz o dia começar amargo, mas é necessário e muito pertinente. Já morei em Cingapura e pude viver na pele o que é uma país que funciona de verdade. E quando voltei pra cá vivi uma espécie de choque que durou algumas semanas.
    Moro no Rio, mas adoro o Sul do país, e lendo os comentários pude ler sobre o movimento separatista e achei muito interessante. Você poderia fazer um post falando um pouco sobre esse movimento e analisando as possíveis consequências, boas e ruins, que isso poderia ocasionar???
    Fica o pedido!
    Beijos
    Juju

    • Realmente é um ponto interessante para um post.
      Esse povo que acha que o separatismo é a solução tem um raciocinio extremamente simplista. Se voce apontar as consequencias dessa estupidez eleitoreira(me desculpem a sinceridade) aposto como muita gente vai mudar de ideia.

      Se quiser ate escrevo um par de linhas

        • O raciocinio simplista do separatista esta baseado apenas em quero pagar menos imposto, ou no caso dos mais estupidos (que se fodam os nordestinos).

          Vamos primeiramente a um erro de conceito basico, quase todos os separatistas acreditam que na sua vontade de separar (em caso de estados) deve ser consultado apenas os residentes nesse estado. A constituiçao preve que todos os estados em que houvesse consequencias deveria ser feita a consulta. Quando um estado se separa ha uma alteracao no numero de senadores e na representacao em deputados, por isso deveria ser feita uma consulta entre todos os estados.

          No caso de separacao país- país a coisa é ainda mais complicada. Nao basta a vontade de estados mais ricos quererem ficar livre dos pobres, a consulta deve ser o que é melhor pro Brasil e pros brasileiros e nao pros sulistas (que em termos juridicos ainda nem existem como cidadaos). É esse pensamento muito egoista e injusto. Nesse mesmo raciocinio alguns estados com alta arrecadacao por conta de uma atividade economica especifica poderia querer tambem virar país (Rio e Espirito Santo virando um horiente medio nos tropicos) um Pará-Vale do Rio Doce como país do minerio.

          Agora que ja vimos que é egoista e injusto vamos pensar se de fato separando do Brasil os sulistas ficariam mais ricos. Na mentalidade pequena separando do Brasil os sulistas param de mandar dinheiro pra brasilia e continuam com sua vida normal.

          Na vida real as coisas sao bem diferentes. Se nao fosse permitido a qualquer brasileiro (ou `qualquer nordestino` como gosta o extremista ) se declarar sulista, pelo principio da reciprocidade nao seria permitido as pessoas nascidas no país do sul se declararem brasileiros, logo a mundarada de gauchos que compraram meio mato grosso, bahia, pará pra plantar soja seriam obrigados a passar pra brasileiros, pois nossa constituicao diz que estrangeiros nao podem ser donos de terras no Brasil.

          Outro problema vem da economia, se voce perder um minuto do seu tempo analisando as principais industrias do sul vai ver que ha um forte predominio da agricultura e metal mecanico. Agora imagina se essa industria passa a ser parte de outro país, qualquer compra de materia prima (aco, agrotoxico) e qualquer venda devera ser tratada como exportacao e importacao.

          Nao preciso nem desenhar pra voce entender que para industrias como a WEG, Marcopolo, Random ser brasileira e nao sulista é melhor pois o maior mercado consumidor é brasileiro, logo esse grande pib que os sulistas pensam que tem seria transferido para outros estados do Brasil.

          Na parte das pequenas coisas o transtorno tambem seria inimaginavel, os sulistas iriam ter que remunerar o brasil para usar nossos consulados e embaixadas no exterior ou entao ter que abrir novos consulados e embaixadas em outros países.

          Se nao fossem adotar nossa moeda iriam ter que reinventar a sua propria casa da moeda, comprar as filias do banco do brasil para criar o banco do sul.

          Aposentadorias deveriam ser transferidas de um país pra outro…

          O raciocinio simplista do separatista ignora muitas coisas e pode dar a falsa impressao que tudo mudaria pra melhor. Acredito que algumas coisas poderiam mudar pra pior e outras pra melhor, o que tenho certeza é que nao seria esse mar de rosas que o pensamento raso leva a crer.

          • Valeu, Brother. Me poupou um grande trabalho de dizer isso. Eu tava evitando pq o post tava tomando um rumo bem diferente nos comentarios.

          • … sem contar que (se não me engano) é cláusula pétrea da constituição que não se pode separar o país, ou seja, teria que ser por meio de guerra mesmo. O Paraná na linha de frente seria o que mais levaria chumbo, seguido por SC. Se sobrasse alguma coisa seria o RS, que na verdade é a quem mais interessa esse movimento separatista. Enfim, não me parece uma boa ideia mesmo.

  28. Moro a muito tempo fora do país, exatamente 21 anos. Mas jamais deixei de acompanhar a política do Brasil e a economia. E realmente toda a sua revolta tem fundamento, infelizmente. As vezes eu gostaria de não saber tanto, pois seria melhor para mim. O ano passado eu voltei ao Brasil depois de mais de 16 anos sem pisar em solo brasileiro. Meu choque foi de que muito mudou, para melhor! Mas me senti um turista na primeira vez, me furtaram o celular da companhia, não entendia direito o que falavam por causa de gírias e nem sabia de valores das coisas. Gostei do que eu vi, mas fora da cidade que eu tenho meus pais, vi muita coisa errada, a começar pela próprias pessoas. Carrões correndo que nem loucos, desrespeitando regras básicas de trânsito, motos cortando os carros pelo corredor com os carros em movimento, buzinas, falta de gentileza total, uma anarquia o trânsito. Mas isso o que eu vi, coisas pequenas.
    O que vc fala no post, é o que mais me impede de querer voltar ao Brasil, pois aqui fora tenho acesso a boa saúde, boa eduacação para a minha filha, acesso a bons carros e baratos, o imposto é simples, quase inexistente.
    Abre-se e fecha-se empresa com facilidade de um dia apenas…
    Aí vou e abro os sites da Folha, do Estadão e da Veja. Dá vontade de chorar pelo meu país…
    Pior ainda é ver o povo anestesiado por causa de bolsa disso e daquilo. Compraram a consciência do povo brasileiro, e compraram barato!
    Infelizmente…

  29. Sobre o movimento o sul é o meu país, vejam esse videos, para esclarecer melhor as idéias de quem tem dúvida, segue o link

    http://www.youtube.com/watch?v=d3avly7eVJA

  30. Muito bom o seu post, concordo com tudo que foi dito.
    No entanto a primeira foto, a qual mostra um viaduto que liga nada a lugar nenhum, não é verdade. Este viaduto localiza-se na entrada do município de Bom Princípio no RS. Esta foto foi tirada quando estava em fase de construção, atualmente a obra está concluída. Esta obra foi criada para desviar a RS-122 do município, pois anteriormente era preciso passar por dentro do município para seguir viagem, a qual hoje em dia é desviado o caminho com pista duplicada e tudo mais.. Esta obra ajudou bastante quem precisa pegar esta estrada.

  31. Segue em anexo a pesquisa que o movimento fez nas principais cidades do sul do Brasil, um plebiscito só para ver a opinião da população em relação a separação do Brasil. se no dia o plebiscito tivesse validade, com os dados obtidos o sul seria separado, pois a maioria da população concorda com a ideia

    http://meusul.net/news/page/2/

  32. http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/05/cartao-para-tratamento-de-usuario-de-crack-custara-r-4-milhoes-mensais.html

    ERA SÓ O QUE FALTAVA!
    E O DINHEIRO SAI DE ONDE?……!

  33. A muito tempo não comentava aqui no site, mas devo lhe dar o parabéns Felipe pois disse tudo de forma correta não exagerou em nada…
    Mas para nossa infelicidade isso é só o começo, não foi a toa que desarmaram a população, a urna eletrônica é uma farsa, entre outras coisas que deveria investigar…

    Até mais…

  34. RAPHAEL matou à pau! Também moro na região sul, mas tô fora (deste movimento). Alias, quero cumprimenta-lo pela lucidez de raciocínio. Muito inteligente também. Vê-se que é pessoa bem centrada e firme nas suas convicções. Parabéns!

  35. Sintam-se à vontade para ficarem mais envergonhados; eu fiquei:
    http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=metropole-inteligente-asia-custara-menos-copa-mundo&id=010125130508

  36. Caro Philip, excelente matéria que vai na linha do blog que criei. Aliás, com suas dicas sobre como criar um blog. Sou iniciante, ainda tem pouca coisa lá, mas se puder, dá uma divulgada:
    http://vaenganah.blogspot.com.br/

    Esses políticos me tiram do sério de fazer subir a pressão.
    Adorei o contra-cheque aqui do post. É real? é de conhecido seu? Eu não sabia que ram isentos de imposto.
    Abço. MAuro

  37. Eu tenho vergonha de ser brasileira e me recuso a dizer que sou. Aqui na Europa dizem que o Brasil esta na potencia economica e que ja nao existe a pobreza,que o cidadao brasieiro esta a caminho do pais de primeiro mundo…Onde? Eu estive 5 meses no Brasil e vi que a realidade e outra, que o Brasil esta pior que antes! Eu li uma materia que agora os senhores do poder querem importar professores, se ja nao bastasse a importacao de medicos.Ao inves de importar por que este pais nao da uma condicao melhor para o brasileiro? Para que importar medicos se os hospitais nao tem equipamentos e os hospitais encontram-se em situacoes pessimas? O problema deste pais nao e a falta dos medicos mas sim os equipamentos para que eles possam trabalhar,o Brasil tem medicos excelentes o que falta e serem reconhecidos Como profissionais, no Brasil tem otimos professores o que falta e serem valorizados e terem um salario digno. Ao inves dos senhores pagarem ingles para prostitutas por que nao colocam aulas de ingles em escolas publicas desde a 1. serie do ano escolar? Infelizmente o Brasil esta vendendo uma falsa imagem ao exterior, para midia internacional.Pelo menos aqui quando pergunta aos estrangeiros imigrantes o que eles pensam do Brasil ai vem a resposta: Brasil? Futebol e mulheres sexy faceis e baratas, prostitutas..

  38. Cara Philipe, estava relendo este post…
    Seria teu patreon se tu fizesse uma versão no Universo Gump desse texto! Ficaria animal, atual, informativo e sem dúvida muito engraçado (humor negro p nós cariocas claro!). Abraço e sucesso!;)

  39. Me mandaram seu post agora e eu tenho uma pergunta:
    Vc está falando de 2013 ou de 2018?
    Pq tá tudo igual? Não! Muito pior!
    Sou também desta desgraça de São Paulo

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.