Criaturas inacreditáveis do fundo do mar – parte 2

As profundezas dos oceanos encerram muitos mistérios. Hoje a tecnologia de construção de submarinos de alta profundidade e sondas de observação de abismos vem trazendo à luz criaturas que eram completanmente desconhecidas até agora. São bichos que parecem saídos diretamente de um filme de ficção científica. Confira:

Polvo pelágico –Um polvo transparente que brilha no escuro. Foi documentado nadando em oceano aberto numa fenda na costa do Havaí

Peixe vaca – esta coisinha engraçadinha foi vista na costa de Kona, também nas imediações do Havaí. O peixe vaca é conhecido também como peixe caixa transparente. Ele tem esta forma de caixa e leva o titulo de vaca por causa dos chifrinhos.

Hidromedusa – A hidromedusa foi documentada numa área nunca antes investigada no mar de Weddel, da Antártida. Ela tem esses tentáculos com terminações bioluminescentes para atrair as presas.

Borboleta do mar – também no mar de weddel, foi encontrada esta criatura ultra-estranha. Estes animais são sempre bem diferentes em formas e cores, e por isso, são chamados de borboletas do mar.

Lula translúcida – Este tipo de lula brilha na escuridão, com seus pontos vermelhos e púrpuras para atrair as presas. Existem mais de 300 de tipos diferentes de lula nos oceanos.

Verme Bristle – Esta é a cara de um animal super estranho chamado verme-bristle. Ele foi visto nos mares frios da Antartida. Sua boca termina num tipo estranho de corneta. Tão bizarro que se me dissessem que viram isso nadando naquela lua de Jupiter,  Europa,  eu talvez até acreditaria.

Um copepod nada no fundo do mar. Essas são criaturas microscópicas chamadas Zooplanctons. São os alimentos de anêmonas e outros animais. O copepodio é parente dos camarões.

Água viva de espécie desconhecida – A escuridão do mar da antártida é o lugar perfeito para estes animais, que usam células bioluminescentes parara atrair suas presas graças a um show mágico de luzes e cores.

O famoso Krill da Antártida – este é um minpusculo camarãozinho transparente. Aqui ele tem o estômago cheio de algas amarelas. Este animal é basicamente o lastro de uma cadeia alimentar enorme nos oceanos. As baleias adoram comer este bichinho.

Água viva sifomedusa – Um tipo bizarro de água viva que parece mais uma flor.

Filhote de peixe-escorpião – ele é totalmente transparente. Muitos dos animais marinhos, por não possuírem grandes defesas, acabam usando a transparência como forma de camuflagem.

Outra água viva de forma curiosa nada na escuridão. Ela é tão cristalina que podemos ver com clareza uma massa colorida em seu interior.

Uma larva de camarão pega uma malandra caroninha num filhote de água viva nas águas do havaí.

Lula opalescente – Ela usa seus poderosos olhos para se guiar na absoluta escurdão do mar em busca de pequenas presas.

Muitos peixes em fase larval, como este linguado parecem verdadeiros fantasmas de tão transparentes.

Água viva caixa – os tentáculos deste perigoso animal podem chegar a 4,5metros. Em média uma adulta tem mais de 60 tentáculos urticantes.Para evitar o contato com eles, os surfistas na austrália pegam onda vestindo meias-calça de mulher.

Fitas com milhares de ovos de nudibrânquios formam verdadeiras flores no leito rochosos dos oceanos.Mais de 10 milhões de ovos podem ecoldir de uma única dessas “flores espirais”

Ascidianos – Estes animais são filtradores que passama  vida em grandes colônias. Estes aqui são ascidianos com pontos brancos.

Água viva bizarra- Parece um chapéu de caipira. Esta água viva flutua nos oceanos ao sabor das correntes.

detalhe do olho de um polvo gigante do pacífico. Estas criaturas enormes tem tentáculos que podem alcançar mais de 5 metros e são super inteligentes, conseguindo até mesmo abrir um pote de maionese (de rosca!) se assim desejarem. Estudos mostram que estes cefalópodes tem memória de curto e longo prazo, como nós humanos.

Atlanta Peroni – Um tipo de verme submarino sem concha

Zooplancton desconhecido de padrão iridiscente

Verme do mar – Eu também fiquei tentando entender onde começa e onde acaba este bicho, que mais parece o capacete dos soldados de Esparta. Este foi fotografado abaixo de 1000 metros de profundidade, no Triângulo das Bermudas

Bebê polvo – Um pqueno bebê-polvo nada a favor da corrente. Se escapar de virar almoço ou jantar de diversos animais marinhos, ele irá se tornar um grande predador.

Água-viva coração – Este animal incrível foi visto abaixo de 5km de profundidade, no mar de Sargasso.

Fonte: NatGeo

115 Comentários

Compartilhe suas ideias