Como fazer fotografia Macro – Safari no jardim 2

Tenho feito bom proveito da minha câmera nova tirando fotos de bichos. Empolgado com a boa aceitação das fotos da quele post da morte da mosca, resolvi compartilhar algumas fotos que eu fiz em modo macro com vocês, além de explicar um pouco do meu processo de criação dessas fotos.
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

O objetivo aqui não é escrever a palavra final sobre fotografia macro, até porque eu só sei o básico e sei que há um longo caminho a percorrer nesta técnica. Ela abrange uma gama vasta de conhecimentos da fotografia e de outros, não necessariamente ligados somente a arte da fotografia, mas bastante ligados a ela, como a composição, luz, temperatura de cor, etc.

Resumidamente, uma foto macro é uma foto de uma coisa pequena, que com a ajuda das lentes da câmera, fazemos ficar maior. Algumas vezes tão maior, que vemos coisas que nossos olhos não permitem ver.

Por sua característica de ampliar as coisas impressionantemente, a fotografia macro encontrou nos insetos e na História Natural um um manancial de temas infinito. Flores, líquens, dinheiro… Tudo que tiver detalhes pequenos faz a festa dos fanáticos pelo macro.
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

Há muitas maneiras de fazer uma fotografia macro. Geralmente, quase todas as câmeras vem equipadas com este modo, que pode ser encontrado com um ícone universal de uma florzinha. Obviamente que a qualidade do resultado final depende de inúmeros fatores que vão bem além de colocar na florzinha e clicar. Não há muito que se possa fazer para obter um macro de boa qualidade com uma câmera digital do tipo point e shot. Point & Shot são essas câmeras digitais pequenas em que a lente e o conjunto ótico vem incorporada ao corpo da câmera. Como este tipo de câmera é focado no usuário médio, o produto pega uma faixa de recursos pensado para o usuo médio. Pouca gente faz fotos macro e a maioria quando faz, faz fotos de flor. Assim, é um macro de coisa media. Com isso, o esquema de lentes é pensado para atender apenas a esta demanda. Obviamente que quando você explora os limites da escala, vai chegar num ponto em que a point & shot vira um pé no saco. Impondo mais restrições que soluções. É nesta hora que você precisa apelar para uma DSLR ou uma SLR (câmera tipo reflex, que funciona com espelho e que troca de lentes. Também chamada pelo povo de câmera profissional – o que não está certo, já que profissional nunca é o equipamento, mas sim quem usa.)

Quando você migra para uma câmera assim, tem à sua disposição um manancial de equipamentos para fotografar e macro que só é limitado pelo quanto você quer (ou pode) gastar. Pra você ter uma idéia, uma das melhores lentes disponíveis para fotografia Macro chama-se Canon MP-E 65mm. Esta lente sozinha custa mais de 3000 reais no Brasil. Como eu sou do tipo que não gosta de torrar grana e tenho um prazer de tentar contornar essas limitações com gambiarras e macetes, eu uso um misto composto de duas lentes.

Essas duas lentes são: A lente do kit (a lente do kit tem este nome porque é comum comprar uma câmera e vir nela uma lente, que não é a maravilha do universo, mas quebra um galho. Geralmente, esta lente pega uma ampla faixa de distâncias sendo a mais curta 18mm e tem um pequeno grau de zoom, chegando a 55mm, que é um zoom chulé).

A outra lente custa relativamente barato pelo que ela te dá. É uma lente prime, isto é, uma lente que não tem zoom. Esta lente ta sempre cravada em 50mm, que é um pouco menos que o zoom maximo que a lente do kit te dá. A diferença desta segunda lente é que por sua construção ela é uma lente muito clara. Quando você compra uma lente de “câmera profissional”, você olha duas coisas: A distância que diz se ela é pra perto ou para longe ou para ambos, e a quantidade de luz que ela deixa passar. As melhores deixam passar mais luz. Assim, quanto mais luz a lente permite passar, mais cara ela é. Neste caso, esta lente é bem furreca, com o corpo de plastico e um anel de foco que é uma bosta, mas olha que bom: Ela é claríssima. O máximo de luz que ela permite passar é 1.8. Luz bragarai! Pra efeito comparativo, a lente do kit em sua maior abertura deixa passar 3.5 (note que quanto menor o valor, mais luz passa).

O macetão é pegar esta lente prime de 50mm e usar ela invertida, colada na lente do kit.Dessa forma, ficam duas lentes na maquina, uma de boca com a outra.

Eu colo com fita crepe, mas existem uns anéis que permitem conectar a frete de uma lente com a frente de outra. Mas a fita crepe é minha melhor amiga.

O resultado de montar um setup assim é que você transforma a lente invertida numa puta duma lente de aumento cavalar.  Com isso o grau de proximidade que essa configuração permite, você “chega” muito perto dos animais. É impactante.  Mas a coisa não acaba aí.

Com o setup de duas lentes sendo uma invertida, você só está na borda do macro parrudo. Para um maior nível de aumento, tem um segundo macete. Este é: Tire as lentes e coloque a lente do kit invertida. Nesse segundo setup, é obrigatório ter um anel chamado anel de inversão. Ele se prende na ponta da lente do kit como se fosse um filtro, só que ele tem um encaixe para o corpo da Cãmera. Com ele, você monta a lente do kit invertida diretamente na câmera. Meu, isso é um zoom cabuloso! Este aqui é um zoom obsceno mesmo. Mas nada que não possa melhorar mais! Se o seu lema é “quero ver o átomo!” como o meu, então o que você precisa é de um tubo extensor. O tubo extensor é nada além de um cano mais sofisticado, com basicamente três seções, que permitem diferentes montagens. Eles se lugam entre a lente e a câmera. O que ele faz é colocar a lente mais pra frente e com isso a lente focará ainda mais detalhes. BIZONHAMENTE MAIS!

É neste o ponto de zoom máximo que eu cheguei até o momento.(o olho composto de uma mariposa):
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

Mas se ainda não é suficiente pra você, há a possibilidade de usar, além de uma lente grande angular invertida+tubo extensor, uma lente de aumento. As lentes de aumento se chamam de teleconverter, e funcionam ampliando numa razão específica (existem diversos tipos com preços, e com variados graus de qualidade, distorção e aberração cromática) geralmente 2X. Isso significa que você terá um zoom que é BIZONHO X 2. Como ainda não peguei a lente de aumento da minha amiga Vivian, não sei dizer o que é o Bizonhamente, mas suponho que seja de 8 a 10 vezes o maior aumento que você poderia alcançar com as lentes de macro do tipo filtro, que são as soluções de baixo custo e com pior resultado. Pelo o que eu estimo, com este conjunto descrito, você vai tirar fotos com este grau de detalhe:
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

Esta foto é a única deste post que não é minha. É o detalhe de uma asa de borboleta com o maior macro que você pode ter antes da câmera virar um microscópio.

Uma coisa que você nota logo que começa a fazer fotos macro é: Porra que troço difícil!

Você mira, não acerta o foco. Quando acerta, o bicho se mexeu, o vento balançou o galho, você respirou. A merda sai do foco. Ou o bicho sai do enquadramento, ou o bicho assusta e voa, ou sai subexposto, ou superexposto, granulado, faz o foco no ponto errado. Tudo está contra você num ensaio de macro e é justamente esta montanha de dificuldades que nos faz explodir de felicidade quando um clique dá certo. Há momentos em que você só tem uma chance. E é tudo ou nada. Quando você consegue, puxa vida, é mega-gratificante. Então você quer logo mostrar pra todo mundo aquela foto foda que você fez e tão logo a exibe, algum amigo seu te manda outra de algum fotografo gringo de sobrenome impronunciável que é parecida com a sua só que vinte mil vezes melhor. Você se sente um merda, um mentecapto, um bosta, um zé ruela. E volta para o mato disposto a conseguir alcançar o próximo degrau evolutivo. E o ciclo se repete.

A maioria das pessoas se foca na questão do zoom, querendo mergulhar cada vez mais para dentro do inseto, quando uma coisa importante acaba sendo deixada de lado: O flash. Ocorre, que para fazer um macro foda, você precisará de MUITA luz.  Cada fotógrafo resolve este problema com uma solução. A maioria acaba indo pelo caminho mais fácil de comprar conjuntos de flashes especiais para fotografia macro. Mas há quem resolva isso no melhor esquema McGyver (que é o meu caso)!

Como eu não pretendo me alongar muito nos detalhes, que podem ser chatos e cansativo pra quem só quer ver bichinho, vou deixar este blablablá mais técnico para depois e passar direto para algumas fotos que eu tirei. Se alguém quiser mais detalhes, ou explicações técnicas sobre a técnica, é só comentar que eu posso fazer outro post mais técnico mais pra frente.

Aqui estão algumas fotos macro que eu fiz. Espero que gostem:

Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

Feita neste fim de semana, esta é a foto mais difícil que eu já fiz na vida. Foram quase 100 cliques só para obter este. As libélulas voam em velocidades que chegam a 100km/h e manobram no ar com incrível velocidade. Por conta de sua habilidade no ar, elas tem apelidos como “cavalinho do diabo”. Conseguir fazer uma foto nítida, em panning (acompanhando o objeto com a maquina enquanto ele se desloca no ar, de modo a mantê-lo no foco e borrar o fundo) em macro, de uma libélula em pleno vôo é uma façanha. Um amigo meu que é fotógrafo, disse que isso só não é impossível porque eu consegui.
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

Reconhece este carinha aqui? Você já deve ter visto ele em algum banheiro:
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2
Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

Como fazer fotografia Macro - Safari no jardim 2

Antes que me pergunte, minha câmera é uma Canon EOS T3i. Eu uso três lentes para macro, a 18-55 do kit, a 50mm 1.8 prime e uma Sigma 70-300 macro. Se você gostou, tem mais fotos de insetos no meu álbum do facebook

Related Post

84 comentários em “Como fazer fotografia Macro – Safari no jardim 2”

  1. Excelentes fotos! A libélula em pleno voo tá do caralho. Mas Philipe, gostaria de uma dica sua. A única câmera que eu tenho é uma “point-and-shoot” e na semana passada uma tia chegou de viagem e trouxe uma Canon T3I com a lente 18-55mm. Eu obviamente fiquei super empolgado quando vi e pedi pra dar uma fuçada no brinquedo. Achei a câmera sensacional e fiquei super afim de comprar uma, o problema é que to meio sem saber onde comprar. O que tu me recomenda? Dá pra comprar aqui no Brasil mesmo ou só fora?

    • Cara no Brasil nego rouba descaradamente. Se puder, compre no Paraguai. Pela nova legislação alfandegária, se vc for de avião, tem direito de passar com uma câmera sem pagar imposto, mas só pode uma. Aqui essa maquina chega a custar 5000 dependendo da loja. La vc compra por menos de mil.

  2. Lindas fotos!

    Esses bichinhos são alta engenharia!Incrivel que num simples jardim haja tal variedade.  (Soh fico pensando  quando conhecermos a fauna de outros planetas…).

  3. Uma dica, mata uma barata e posta uma foto macro disso. deve ficar super massa aquela gosma dela toda espalhada haha

    (quem sabe vc não acha a barata anabolizada q vc colecionava por ai haha)

    []’s

  4.  http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5714911-EI8145,00-Fotografo+registra+louvaadeus+andando+de+bicicleta+na+Indonesia.html
    da uma olhada nessa macro

  5. Tenho uma macro de libélula aqui:

    http://www.todarophotowork.com/Various/My-best-shots/21542771_x6PSc7#!i=1720287806&k=XpRjkVk

    A propósito, minha câmera é uma Canon T3i também. 🙂

  6. Belas fotos, parabéns. Eu uso uma Nikon D90 com a lente Micro Nikkor 105mm, agora comprei uma 50mm para usar invertida mas ainda não brinquei com ela. Da uma olhada  nas fotos e me da umas dicas de como melhorar, onde estou errando. Agradeço. Salles

    https://www.facebook.com/profile.php?id=100000350332563&sk=photos

  7. Cara,a FUDER,muito legal,gostaria de uma dica sua,não sou profissional nem tenho uma ótima câmera fotografo por hobby tenho uma nikon d-60 e pretendo comprar uma d-90 estou atrás de uma objetiva macro e vi a nikkor 60mm afs micro 2.8 ed será que ela me ajudaria? Volto a falar sou amador mas adoro fotos macro.

  8. Caraa, sem palavras pra dizer o quanto gostei desse post… to o dia inteiro procurando posts do tipo e o seu é de longe o melhor, e essas fotos? perfeitas!!!
    Só preciso de uma ajuda… comprei uma canon t3 pra usar no meu blog, não quero trabalhar com fotografia, só preciso boas fotos pro meu blog, com boa iluminação, bom macro (claro que não precisa ser tão poderoso). Acontece que minha camera veio com o kit de lente 18×55 e eu não consigo de forma alguma tirar foto de perto do objeto, ela desfoca e por nada eu consigo focar… estou vendo pra comprar uma 50mm por causa da claridade mas vai demorar pra chegar.
    Minha pergunta é: Oque eu posso usar pra conseguir tirar fotografias de perto? Um exemplo do que eu quero focar: Um batom (captar os brilhos dele), entende? Não é nada difícil como essas suas fotos lindas, mas não consigo fazer com a 18×55
    Um anel inversor me ajudaria?
    Preciso de um Tubo extensor pra isso?

    Poor favor eu imploro, me ajudaaaaa.. to desesperada pois comprei a câmera pra melhorar o blog e não estou conseguindo usar para oque eu preciso :(((

    Já estou curtindo no face, adorei o blog e esse post me conquistou hauahauha

    Volto mais tarde pra ler sua resposta rsrs
    Beijos!

    • Pamela, obrigado por suas palavras gentis. O que vc precisará no caso é uma combinação de lente (a 50mm 1.8 é uma escolha excelente, é uma das melhores lentes da Canon e curiosamente, uma das mais baratas!) e um conjunto de tubos extensores.
      Aí entra aquele lance, qual seu orçamento? Se tiver uma graninha a mais, eu recomendaria comprar tubos extensores da Kenko, que vem com os contatos para a lente continuar operando em modo automatico. Ta na faixa dos 130 dolares. Se a grana estiver curta, dá um pulo no dealextreme e pega o conjunto de tubos baratinho que vende lá, se não me engano na faixa dos vinte dolares.

      Se você quer dar um puuuta zoom, aí o que eu recomendo é usar um anel de inversão de 30 reais na 18-55 virada em 18. Vai dar um MEGA zoom. Se você virar ela para 55 dá um closeup muito bom, mas nada absurdo.

      • A valeeu por responder… comprei o anel que é baratinho, como vou comprar a lente 50mm daqui um tempo to guardando essa grana…
        Vamos ver se vou conseguir boas fotos agora.. rsrs
        Brigadão e tudo de bom!

        • aí, uma dica extra, no ebay vc vai achar mini estudio com ilumiaçao e fundo infinito de mesa. É perfeito para este tipo de fotoque vc pretende, e nem é caro.

  9. Boa noite
    preciso tirar fotos macro de algumas flores, e que estas fotos tenham uma ótima definição,
    suas dicas irão me ajudar muito

    estou na duvida entre 2 cameras Canon T3i e a Nikon D3200,

    qual é melhor?

    • Eu nunca testei essa nikon para falar, mas pelo que sei as maquinas da Nikon são fodaças e a qualidade das lentes são sensacionais. Eu tenho a T3i, e estou bastante satisfeito com ela, mas macro é algo que faço por curiosidade, não comprei a maquina para macro e sim para fazer curta metragem de zumbi (que eu ainda não fiz) então para o que eu perciso, a T3i me atende bem. Creio que mais importante que o corpo seja o conjunto óptico. Talvez, estudar o conjunto óptico que vai te dar o melhor resultado seja um critério interessante desempate entre os corpos das câmeras. A Canon tem uma lente que é Aclamada mundialmente em macro. Chama-se MP-E 60mm. Mas prepara o bolso que a facada é HORRÍVEL! è tão caro que vc vai a Nova York, compra lá e e volta com ela por quase a matede do preço que estão cobrando por ela aqui. Mas é um LENTAÇO. Certamente a Nikon tem uma lente nesses moldes, que tb deve ser o olho da cara.

    • Funciona perfeitamente. Mas vai dar um macro maior (mais zoom) com a 18-135 em 18. Também dá pra inverter ela, usando um anel de inversão, e aí em 18 vai te dar um puta zoom! (monstruoso mesmo)

  10. Fotografar libélulas em voo realmente é difícil. O melhor momento para fazê-lo é enquanto estão se refrescando, normalmente em lagoas e piscinas. Elas pairam no ar enquanto dão rápidos toques na água.

  11. vi um post seu mostrando fotos macros eu tenho 3 lentes uma 18-55 (kit) uma 100mm 2.8 macro e uma 75-300mm e ja sabia dessa parada de inverter as lente mas com essas que eu tenho sera que daria elas sao grandes e pesadas sera que da certo???? mas o que me levou aki é sobre a iluminaçao o que vc usa no quintal fotos externas, flash da camera estoura se chega muito perto se puder me ajudar eu tmb sou adpto as gambiarras he he he abraços

    • Cara, muitas vezes faço aem fash nenhum. Eu fiz uma outra gambiarra aqui para fazer o flash nativo da maquina iluminar legal o bicho. Basicamente, comprei uma pasta dessas de elastico, branca e meio translucida. No fundo dela, recortei uma forma tipo um leque, e na base do leque, cortei no diametro exato da lente. Entao, eu enfio o difusor em leque na lente, e ele ajuda a distribuir melhor a luz. Muito raramente, uso um setup com flash extereno e difusor especifico. Tb comprei um ringflash e achei ruim. O que vale a pena mesmo e um mini refletor de leds potentes. Esse valeu cadacentavo que foi.

    • Ah, sobre a lente… ao usar invertida, inverte se tb a funcionalidade. Assim a grande angular passa a ser a zoom. Quanto mais wide, mais zoom. Entao compre o anel de reversão para a 18 55. Virando ela pra 18 da um zoom monstro.

  12. Olá, tenho uma Canon P510…

    http://www.nikon.com.br/Nikon-Products/Product/Compact-Digital-Cameras/26329/COOLPIX-P510.html#tab-ProductDetail-ProductTabs-TechSpecs

    Não entendo nada sobre fotografia, mas acho super legal e o fato de eu ser biólogo me levou a comprar esta câmera para catalogar algumas espécies, só que não estou tendo muito sucesso com as fotografias macro. Quando utilizo o zoom alcanço regiões onde os olhos realmente não consegue ver, só que quando passei para insetos, mesmo a uma pequena distância, não consigo focar. A pergunta é: eu que sou um péssimo fotógrafo ou meu equipamento não suporta esse tipo de façanha?? rsrs… o que eu poderia fazer pra melhorar?

    Grato…

  13. Oi Philipe……Preciso de uma dica…..eu faço fotos de gestantes, mães e filhos, crianças….ao ar livre….não tenho curso, mas gosto mto de fotografar….tenho uma nikon l120….mas quero comprar uma com disparo mais rapido….pois essa demora voltar apos uma foto….gosto de tirar fotos com fundo embaçado…faço isso no modo macro da minha l120…rsrs….to querendo comprar uma nikon d3200 ou d5200….. qul vc acha legal pro meu trabalho…..to procurando um curso on line….onde eu moro não tenho acesso a cursos…por favor me ajuda…..bjus grata

  14. Fuçando na internet encontrei eu site. Salvei com carinho. Vou passar p/ meus amigos, se vc permitir. É pura cultura, com textos gostosos de ler.
    Vou deixar a puxação de saco pra lá e pedir umas informações s/fotografia(macro) porque sou leigo no assunto e vc manja pra cacete.
    Tenho uma camera canon eos rebel t1, uma lente ef-s 18-55 e uma lente ef-s 55-250.
    O que seria certo eu adquirir?
    a)uma lente 50mm 1.8; b)um anel adaptador; c)um anel de inversão(para inverter as lentes 18-55 e 55-250); d)um tubo extensor; e)flash(que tipo, marca).
    Um abraço

    • Primeiramente obrigado pela força aí. Essa divulgação é muito importante pra mim, bem como as palavras de incentivo. Agora sobre o macro, tudo depende do grau de macro que você quer obter. Você conseguirá um macro bem interessante para animais de medio porte, (gafanhoto, barata besouro grande) usando um simples tubo extensor, que é barato, rapido e facil de usar e tem pra vender no Deal Extreme por cerca de 12 dolares.
      Já para um macrão maior, vamos dizer, para formiga, você poderá usar a lente invertida. Basta comprar um anel de lente invertida, (tem no mercado livre) que você rosqueia como se fosse um filtro na lente e pluga ela ao contrario na maquina. Felizmente, as bocas de diâmetro das suas duas lentes é a mesma, de modo que te permitirá usar as duas em lente invertida. Ao inverter a lente você tem que saber duas coisas:

      1- Você perde o controle do diafragma
      2- Quanto mais grande angular, mais zoom vai dar nela invertida. Assim, a sua 18-55 se estiver virada em 18 vai dar um macro MONSTRO.

      Caso você queira manter o controle do diafragma, que é importante, porque ao fechar ele você aumenta a definição da foto e ela fica menos embaçada, pegando o bicho inteiro no foco, a solução é pegar sua lente 18-55 comprar um anel de lente invertida, e usar uma outra lente invertida ligada na sua lente 18-55 que será quem vai controlar a entrada de luz. A lente da frente pode ser idealmente, uma lente bem clara, tipo a 55mm 1.8 que é tb bem leve e perfeita para isso.

      Já o flash, tem muitas opções possíveis. De soluções caseiras a soluções caríssimas. Muita gente vai te dizer que é imprescindível e tal (realmente, em certas condições é, porque com a maquina em alta velocidade para evitar tremer, mais iso baixo para não granular e diafragma fechado para dar definição, vai entrar pouquissima luz. Isso demandará um flash potente.) No entanto, muitas das minhas fotos eu faço de boa sem flash. Uma coisa que eu uso eventualmente nem é o flash, mas sim um refletor de led portátil. Há amigos meus que tb usam lanternas de led potentes. Funciona lindamente! Minha sugestão é. Foque primeiro na parte ótica. depois de completado o setup ótico, aí você começa a pesquisa de iluminação. Até la da pra fazer maravilhas no sol.

  15. Meu, pena que só li seus comentários hoje, comprei semana passa um Cibershot Sony DSC-HX300 com 50x de zoom ótico, achei que ia ser bom para tirar fotos macro, mas não tenho conseguido bons resultados.
    Vou juntar um grana e montar um conjuto exclusivo para fotos macro, depois de ver suas fotos fiquei impressionado.
    vlw

  16. Parabéns por seu blogue. Essas dicas são mesmo indicativas, especialmente a última: são para iniciantes e amadores e vale a pena algum curso de especialização.

    Valeu, irei regressar por aqui.

  17. As flores são temas fáceis de encontrar e fotografar. Para ver flores coloridas em seu sonho, significa bondade, compaixão, bondade, prazer, beleza, ganhar e. Também é simbólica da perfeição e da espiritualidade. 😀

  18. Mas as regras foram feitas para serem quebradas. Para uma mudança de ares, experimente fotografar “debaixo” da flor, colocando-a contra o céu para um rico fundo azul. Nesse caso, faça várias fotos ajustando ligeiramente a exposição entre elas para ter certeza de conseguir o resultado desejado.

  19. Muito bom, gostei, está de parabéns! Pena que eu não tenho como montar uma objetiva direto no corpo da máquina, eu tenho uma H2. Até que já tem uma boa macro (“média”, como vc diz). Estou usando uma Zenith 58mm abertura 2.0 montada em reverso no tubo da H2 e estou conseguindo ótimos resultados. Mas meu maior aliado mesmo é o tripé. Claro, assuntos bem estáticos. Com esta montagem, estou conseguindo “ver” até a granulação de negativos da época em que eu usava uma câmera analógica!

  20. Bacana! Estou começando no macro agora… Tenho a 50mm e uma 18-135mm. Pelo que entendi, posso inverter a 18-135mm no corpo da câmera e a 50mm invertida na ponta da 18-135mm? Além disso, posso colocar os tubos extensores? Isso não impede passagem de luz ou algo assim? Além do mais, como você faz para manter o pulso firme nas fotos (imagino que com um zoom desse, qualquer respirada é uma tremida absurda)? Tripé?

    Muito boas dicas, obrigado!

    • Cara vc pode colocar a 50 invertida na ponta da outra sim. Mas não rola tubo extensor neste caso, pq vai cair muito a luz.
      Eu mantenho o pulso firme usando somente “a tecnica do sniper”. Eu respiro fundo, solto o ar e clico com o pulmão vazio. Eu não uso tripé em foto de macro na natureza pq é pouco pratico. O que eu faço é fotografar com um sol inclemente em cima, jogando o iso no maximo que der sem granular, de modo que eu possa subir a velocidade do obturador e reduzir o shake ainda mais.

  21. amigo, tenho somente a lento do kit. quais lentes ou qual lente devo comprar para ter uma macro tipo aquelas fotos de olhos de moscas e insetos?
    http://www.adorofotografar.com.br/ver-detalhe-produto.asp?url=71 para luz eu tenho isso .

    sera que você pode me ajudar??

    obrigado.

    • A 18-55 serve. Compre um anel de inversão. Vite ela para 18 e meta bronca. (em 18 vira microscópio. Invertida quanto mais grande angular, mais microscópio vira!)

  22. "Quando você consegue, puxa vida, é mega-gratificante. Então você quer logo mostrar pra todo mundo aquela foto foda que você fez e tão logo a exibe, algum amigo seu te manda outra de algum fotografo gringo de sobrenome impronunciável que é parecida com a sua só que vinte mil vezes melhor. Você se sente um merda, um mentecapto, um bosta, um zé ruela. E volta para o mato disposto a conseguir alcançar o próximo degrau evolutivo. E o ciclo se repete". kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  23. bom texto. Eu tô começando agora com foto e foto macro. Descobri esses dias a sobrepor as lentes básicas (no meu caso, 18-55 e 50mm 1.8), mas não tenho ainda o anel inversor nem tubos extensores. Mas os resultados ficaram ótimos. O segredo tb é luz, muita luz. No caso de insetos… tô apanhando feio. Formigas por exemplo não sossegam o facho e algumas ficam nervosas.

  24. Então teremos que criar uma gambiarra de luz tb… mas não será possível automatizar… pq é assim tb né? o flash ring só acende qdo clica? E tb deixar o carinha ligado direto vai assustar os bichinhos… ou não?

    abço:)

  25. Vixe. As “crianças” chegaram (anel e tubo). Amigo! Diferentão o esquema mesmo! Brisa vira ventania. Respirar? Esquece! Tripé no jardim… pra mim não deu, a não ser, se juntar os pezinhos e transformá-lo em monopé. E o mais legal: tem que se esparramar pelo chão mesmo, sem medo ou vergonha. tive trabalho com luz e sinto que perdi cores… O tempo tá nublado por aqui (Campinas) Joguei o ISO a 1000 e ficou aquele fundão branco. Tenho muito o que aprender. quando puder dá umas dicas de luz. Valeu. Feliz Natal!

  26. Qual macro mais proximo dos atomos eu terei: utilizando tubo extensor com 18-105mm, ou 18-105mm invertida ou 18-55 com tubo extensor ou 18-55 invertida ou uma conectada na outra invertida com ou sem tubo extensor e onde eu colocaria a lente prime ?
    resumindo, qual maior aproximaçaõ eu terei com disponibilidade de uma prime, uma 18-55 (52mm de filtro) e 18-105 (67mm de filtro)? falta comprar tubo extensor e aneis de conversão/inversão… só depende da sua ajuda

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares