CARGO – um dos curtas de zumbi mais legais que eu já vi

Olha só que fantástica a história deste filme, que mostra um pai tentando salvar o seu bebê durante um apocalipse zumbi.

13 comentários em “CARGO – um dos curtas de zumbi mais legais que eu já vi”

  1. Olá! Como está o andamento da curta baseada no conto zumbi, vai dar ou já tem um ano de promessas, e as atualizações estão bem escassas. Sinto falta das esculturas também! Motive seus fãs, revigore nossos ânimos!

    Responder
    • As duas coisas estão paradas realmente. O filme e as esculturas.
      O filme esta passando por uma nova versão de roteiro, já que tive problemas de saúde com o elenco e também com a primeira versão do roteiro. Outro problema FODA de resolver (olha que ridículo) é que não pode filmar com arma falsa no Brasil. É Lei federal que trata de armamento e simulacros em via publica. Para filmar na rua, você tem que (acredite se puder) usar ARMAS REAIS, e isso demanda levar para o set o dono da arma com suas devidas documentações e habilitações para portá-las, bem como munição de festim.
      Agopra, uma pistiola é mole. Foda é filmar com metralhadora, com arma de sniper…

      Meu filme se passa no centro do Rio, e justamente no lugar onde hoje está uma monstra duma obra de revitalização do porto do Rio. Então o jeito que tem é pagando dois mil de propina “pros hômi” e fazendo no mocó no início da amanhã e final da madrugada, quando quase ninguém poderia ver. Só que eu não tenho grana de propina e acho um abuso esta porra baseado num caralho duma lei que até se aplica a bandido, mas a filme???
      A venda dos bonecos (boa no zumbi C) e fraquíssima no zumbi padre pq varias pessoas disseram que queriam que iam comprar, eu fiz, investi e me fodi com todos os que tiraram o corpo fora, esse prejú me impediu de comprar os materiais importados de maquiagem, e eu preciso agitar isso ainda. Não sei como vai ser por enquanto.
      Outro problema, este o mais complicado, é que meu filho nasceu no meio do projeto, e isso simplesmente fodeu o tempo livre que eu tinha, já que não tenho babá, minha mulher é militar e sai de casa as 5:30 da manhã e eu fico com ele. Não tenho mais tanto tempo, o que significa uma logística foda de gerenciamento do tempo, de modo que equacionar tudo isso é bem complicado. Todas as oportunidades de captação de verba que aparecem aqui são da Riofilme, que -linda bosta – só dá dinheiro para empresa aberta na cidade do Rio com mais de 2 anos de vida. Aí me fode, pq minha produtora não é da cidade do Rio.
      Desse modo, enquanto não houver:
      1-Grana para pagar os atores
      2-Grana dos equipamentos da maquiagem
      3-Solução para a questão da filmagem com arma de plastico em via publica
      4-Mais tempo para alocar neste projeto que não dá lucro.
      5-Novo roteiro mais facilmente realizável

      Não vai ter curta.

      Quanto ao passo-a-passo das esculturas, estou com muita vontade de esculpir. Só que prometi a minha esposa que até o Davi fazer um ano eu ia segurar a onda com produtos quimicos aqui em casa, pq 90% do material que eu uso tem um certo grau de toxicidade. Como ele fica comigo, não tenho como esculpir sem ser perto dele. Desse modo, preciso que ele esteja mais fortinho, para evitar problemas. Felizmente, isso deve acontecer em breve, pq ele ja esta com quase nove meses.

      Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares