Caranguejo “Monstro” encontrado no mar

O encontro se deu enquanto Paul Worsley praticava mergulho e pesca submarina.
Durante a pesca submarina, ele investigava a vida marinha nas proximidades de um naufrágio de navio de guerra em Lyme Bay, na costa britânica.  Lá Paul encontrou uma criatura incrível. Era um caranguejo gigante.

Tomando muito cuidado com as poderosas garras da criatura, Paul conseguiu capturá-lo, colocá-lo em um saco e o trouxe à superfície. Tão logo seus companheiros viram o bicho começaram a cumprimentá-lo efusivamente, pois ali estava o maior caranguejo já visto.
Aquela pesca submarina tornou-se inesquecível para Paul. Mergulhador experiente com varias horas de mergulho no currículo, Paul impressionou-se com o estranho animal, porque em todos os seus anos fazendo pesca submarina, nunca havia visto nada daquele tipo.

Após o fim da pesca submarina, ele e seus amigos mediram e pesaram o animal. Ele pesava 7,7kg e sua carapaça enorme suporta duas grandes pinças, com tamanho compatível com a cabeça de um ser humano.

Assim que perceberam que a pesca submarina havia retornado uma coisa incomum, eles trataram de compará-lo com o maior caranguejo que se conhecia até agora, um exemplar conservado no Museu de História Natural de Paris. Assim, concluíram que de fato o bicho é o maior mesmo. Nessa espécie, pois o King Crab do mar do norte  não conta.

Infelizmente, o caranguejo de Mr. Worsley não será exibido em nenhum museu. Um amigo do mergulhador o comeu.

Fonte: Daily Mail

14 Comentários

  1. Rodrigo 3 de julho de 2008
  2. Jordana 4 de julho de 2008
  3. Philipe 4 de julho de 2008
  4. Deco666 4 de julho de 2008
  5. Philipe 4 de julho de 2008
  6. thainá 4 de julho de 2008
  7. Philipe 4 de julho de 2008
  8. Cappucceno 4 de julho de 2008
  9. Alessandro 10 de julho de 2008
  10. Anônimo 8 de maio de 2009
  11. Tulipa 15 de abril de 2010
  12. juh 13 de maio de 2010
  13. leila 5 de junho de 2010
  14. Laurinha 16 de dezembro de 2010


Deixe seu comnetário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *