Capturado um filhote de Yeti?? Veja o video que bizarro.

Olha só que coisa mais bizarra esse… Sei lá que merda é essa. Vamos chamar de “símio”. Segundo o video, esse pequeno ser que parece ser uma “criança Yeti” teria sido capturado no cáucaso. Chama atenção o rosto desprovido de pelos e a pelagem super escura e comprida do resto do corpo. Diferente da maioria de videos de “migué” do homem das neves-yeti e similares, esse mostra o bichinho em um belo close, quase dormindo. Seja como for, pode não se tratar de nada relacionado ao famigerado “pé grande”. Esse pode ser apenas mais um símio ainda desconhecido pela ciência ou até algo mais trivial, como um simples macaco mutante, ou ainda um animal local que não é bem conhecido por esses bandas aqui. Seja como for, o video é bem interessante.
Seja como for, eu já vi macaco pra dedéu ao longo da minha vida e nunca vi nada com a cara desse aí. Vai ser interessante saber mais sobre esta curiosa criatura.

Há quem suspeite que isso se trate de um Irchinaki, os famosos “hobbits” do Alasca e Canadá …

“Irchinaki” – na língua Inuit significa “pequenos”, e é atribuída a um suposto povo de pequenos seres, que habitaria em todo o Ártico, no Canadá e nos Estados Unidos, em cavernas, montanhas ou no subsolo. Esquimós costumam relatar encontros com essas criaturinhas peludas, e referem-se a eles como pequenos homens com orelhas pontudas, olhos escuros e pele escura. Estas criaturas seriam fortes, rápidas e muito inteligentes, além de hábeis em caçar com arco e flecha, vestir roupas feitas de peles de animais e manter sua vida sem contatos com outros indivíduos.

Os Irchinaki são geralmente considerados bons vizinhos. Eles podem trazer os caçadores ou crianças perdidas para a casa, ou até mesmo ajudar a puxar o carro para fora da lama grossa, mas há outros, mais malicioso e até mesmo perigosos, suspeitos nos desaparecimentos de crianças e adultos na região.

Acredita-se que um misterioso incidente teria relação com o povo pequeno. O caso teria acontecido em 2008, quando um caçador que estava na floresta há três horas de carro da cidade de Marshall, localizado na parte sudoeste do estado do Alasca, deu de cara com um menino perdido no meio de um pântano. O caçador achou bizarro, e era! Ele então perguntou-lhe onde seus pais estavam e como ele chegou naquele lugar, mas o menino estava tão assustado e confuso, aparentemente em choque, que só dizia: “Eu não sei.”

O caçador, obviamente achou tudo isso muito estranho, e como a neve estava alta em um lugar onde havia uma criança abandonada, não havia nenhum vestígio de pegadas. O caçador levou o menino para sua casa, e depois de questionar um pouco e acalmar o moleque, descobriu-se que ele com os irchinaki, onde se encontrou com uma mulher que foi raptada por eles há mais de quarenta anos e queria ajudar o menino. Aparentemente, ele foi “deixado para trás” pela tribo de pequenas pessoas a apenas alguns minutos antes de o caçador o encontrar, talvez propositalmente, como forma de devolver o menino à sua civilização.

Outro evento intrigante teria ocorrido na cidade de Palmer, no sul do Alasca em 2005. Um morador local contou às autoridades que viu uma criança bonita, que apareceu em um bosque perto de sua casa. Tempos depois sua filha desapareceu. Como resultado, uma busca em larga escala pela a menina foi levada à cabo e ela nunca foi encontrada.

Acredita-se que o povo irchinaki vivam nas montanhas e na ilha de Nelson, onde já se localizaram um diminuto trenó e ferramentas em miniatura, a maioria do tamanho de pequenos brinquedos.

Os casos envolvendo encontros com homens pequeninos que ajudam às pessoas e/ou as atacam são incrivelmente vastas por todo o mundo, e aparecem até em lendas amazônicas. Por exemplo, no folclore europeu, podemos observar uma abundância de diferentes personagens mitológicos distingunido-se pela sua pequena estatura – gnomos, fadas, elfos, anões, pequeninos, Lyudka etc.

Na  Polônia, existem histórias sobre os krasnolyudkah e skshatah.
Segundo a crença popular, eles podem aparecer em diferentes formas (mesmo zoomórficas), incluindo na forma de criaturas de pequena estatura. Mas, como regra, as tendências de destaque em uma classe separada de anões míticas são observados.  Sejam essas criaturas pequenas um conjunto de histórias, lendas e folclore ou não, há pelo menos uma certeza científica com relação a povos pequenos: Eles já existiram!

A evidência fóssil da existência de “pessoas pequenas” foi descoberta em 2003 na ilha de Flores, na Indonésia. Homo floresiensis, foi apelidado de “hobbit”, e tinha mais ou menos a mesma altura que os intrigantes membros do povo irchinaki.
Capturado um filhote de Yeti?? Veja o video que bizarro.
Se esse video é uma prova de que ainda podem existir indivíduos de pequeno porte habitando vatas regiões ainda desabitadas do planeta, não sabemos, não é possível ainda dizer que sim nem que não, mas também nunca devemos fechar nossos olhos às evidências. Vamos ver se o caso se desenrola. Eu apostaria minhas fichas em algum tipo de primata ainda não catalogado. (se não for mais um dos muitos 171 que rolam por aí)

fonte

Related Post

8 comentários em “Capturado um filhote de Yeti?? Veja o video que bizarro.”

  1. É estranho porque o animal anda e depois senta, parecido com um macaquinho. Não sou expert em yetis (lógico) mas eles não deveriam ficar parados sempre em pé, levemente curvado pra frente? Ou de repente os filhotes andam desse jeito? Parece que embrulharam um macaquinho num monte de pelo de rabo de cavalo. Acho que enquanto não sai mais vídeos desse bicho é ficar na dúvida mesmo.

  2. Uma vez eu comecei a ler um conto sobre um grupo de amigos que ia acampar em uma casa do lago, chegando lá eles encontravam os “caseiros” mortos e uma esfera cilíndrica, mas eu nunca terminei de ler esse conto. Alguém pode me passar o link dele?

  3. Parece mesmo um macaco com uma pele. Se o cara quis dar um ar de autenticidade à criatura, o tiro saiu pela culatra, a filmagem tá péssima e o ser parece diferente na primeira parte, pode até ser legítimo, mas nesse caso o autor acabou trabalhando contra si mesmo.

  4. O bichinho usa sapatos verdes? É um gnomo. Zuera.
    Parece que o cara colocou uma peruca num macaco e usou sapatos de tecido pra camuflar o polegar opositor.

  5. Cadê os pés? e porque não aparece um vídeo dele por inteiro mostrando tudo?
    Parece um macaco.
    O estranho é que os macacos mesmo têm os lábios pra dentro e não pra fora como nós, e o rosto não tão achatado.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares