Atravessando o rio Amazonas “like a boss”

 

Quando a gente pensa em barco para navegar no Rio Amazonas, o que vem a nossa mente são aqueles barcos cheio de redes e pés-rapados pessoas desprovidas momentaneamente de capital, né? Tipo:

 

Atravessando o rio Amazonas "like a boss"

É que a mídia fala pouco da navegação no Amazonas. Quando fala é que um desses barcos cheios de gente afundou:

Atravessando o rio Amazonas "like a boss"

Mas nem todos são assim. Tem barcão de luxo por lá. Saca só a moral que é esse aqui que eu achei:

Atravessando o rio Amazonas "like a boss" Atravessando o rio Amazonas "like a boss" Atravessando o rio Amazonas "like a boss" Atravessando o rio Amazonas "like a boss" Atravessando o rio Amazonas "like a boss" Atravessando o rio Amazonas "like a boss"

 

Os barcos de cruzeiro  do Aqua Expeditions  pelo rio Amazonas são nada comuns.

Atravessando o rio Amazonas "like a boss"

Estes cruzeiros de luxo rolam em barcos muito menores do que você normalmente esperaria para um navio de cruzeiro. Mas pense nisso como o cúmulo da exclusividade.  São apenas 12 suítes encontrados em todo o barco. Esqueça a cabeçada. Esqueça as veias do Biriba na beira da piscina cheia de crianças melequentas e o Roberto Carlos. Esse é pra quem pode, véi. 

Todas as suítes oferecem vistas panorâmicas do rio Amazonas.  O nascer do sol é inesquecível! E o rango de qualidade!

Atravessando o rio Amazonas "like a boss"

 O Aqua MV foi projetado pelo arquiteto peruano Jordio Puig, e possui uma classificação de 5 estrelas. Nada mal hein?

fonte

Antes que me pergunte, este NÃO é um post comissionado, não ganho nada pra falar desse troço, mas bem que alguém rico aí do outro lado podia me pagar um passeio nesse barquinho, hein? Não seria nada mal.

Related Post

11 comentários em “Atravessando o rio Amazonas “like a boss””

  1. “Quando a gente pensa em barco para navegar no Rio Amazonas, o que vem a nossa mente são aqueles barcos cheio de redes e pés-rapados, né?”

    Que declaração mais preconceituosa e desrespeitosa com o povo da região amazônica!

    • Pé Rapado:Diz-se o cidadão que é humilde, muito pobre, e/ou que não representa muito status no meio em que vive. Não há uma datação correta para o surgimento do termo, mas o poeta Gregório de Matos (1623-1696) já a utilizava para se referir aos pobres e matutos, que não possuíam nem um par de sapatos. Um “pé-rapado”, por andar sempre descalço, nunca lavaria seus pés, pois sempre voltaria a sujá-los. Assim, ele somente “rapava” da sola a sujeira mais grossa.

      Preconceito, meu caro Wagner é pensar que ao chamar alguém de pobre estou diminuindo-o. Pobre é apenas e tão somente alguém que não tem muito dinheiro.

  2. Pé rapado? Respeite, seu peste.
    Nós andamos de barco assim porque não há fiscalização. O poder público é ausente. Não por sermos pé-rapados. :/
    Quero ver você ficar igual a um lorde num barco entulhado de gente.

  3. Ótima Postagem, não sei por que tem gente que se sentiu ofendido, afinal de contas vc esta divulgando um serviço turístico de qualidade da região que pode fazer muita gente mudar de ideia nas próximas ferias, algumas pessoas só querem ver o circo pegar fogo.

  4. Cara, eu detesto gente politicamente correta que não pode ver nada que já aponta preconceito, desrespeito e tudo de ruim. Mas, esse barco de luxo aí hein, adoraria descobrir algum tio rico que pudesse pagar um passei nesse barco pra mim.

  5. Eu só não consigo entender porque a necessidade de se elitizar tudo no mundo, criaram esse barco só para deixar bem claro que rico merece conforto e pobre merece o que tem de pior. Odeio a tal separação de classes, porque não enxergo ninguém pela conta bancária e sim pelo caráter e coração.

    • Cara eu não vejo por este lado. Eu penso que um cara teve uma boa ideia de criar um sistema de cruzeiros hidroviários, nos moldes dos marítimos. O Amazonas se presta bem a este tipo de navegação, de modo que é apenas um caso de um empreendedor criando um serviço. É como um hotel, sempre haverá um hotel caro com confortos para quem pode pagar.

  6. Ja vi um desses no porto de Manaus, só vi e na vontade ficarei, não gastaria meu rico dinheirinho se posso ir em um barco por 25 contos u.u

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares