14 Comentários

  1. wagner a. r.

    cara o Anderson não é o cara que se possa chamar de sortudo definitivamente, mas é um personagem cativante, e meu o cabelinho zumbi??? cara da muito top.

    Responder
  2. BEZALEL

    Cara, como é que o Anderson consegue dinheiro para andar de táxi pra cima e pra baixo? Não vi ele nem uma vez ir ao banco ou ao caixa eletronico.já que você é tão detalhista (como tem que ser, é claro, um bom escritor como você é.)
    Mas tá tudo redondinho, por enquanto…continue!

    Responder

    1. Se não me falha a memória, ele foi ao banco 24 horas na rodoviária, e em alguma parte lá atrás eu disse que ele tinha uma grana guardada, que vinha juntando para viajar para Portugal e ver a mãe dele. Nos anos 90, havia bem menos bancos e terminais de saque espalhados, de modo que era mais comum que as pessoas fizessem saques de dinheiro em mais quantidade e guardassem. A maioria da galera, aliás, não deixava a grana parada no banco, porque a inflação era galopante, não havia ainda o Plano real. Todo mundo recebia e queimava rapido a grana, porque no dia seguinte ela valia bem menos. Por isso muita gente trocava em dolar e deixava guardado em casa. Outra coisa que era muito mais comum que hoje era o uso do talão de cheques.

      Responder
      1. Carlos Dente

        Nos anos ’90, o Presidente Collor era uma realidade mais presente…

        Responder
  3. Máximus Brutus

    Kkkkkkkkkkkk, ele é muito fraco, depois do verme e vendo o Kbelinho Zumbi, ele deveria imaginar que a Mara poderia também ser um! Sei não… Acho que o Play é escuto e a Mara vai atrair ele para poder arrancar todas as partes dele para a velha!

    Responder
  4. Headbanger

    Espero que ele dê um soco certeiro na garganta do infeliz, seguido de outro no nariz e um chutão nas bolas.

    Ou que corra mais rápido que o Usain Bolt!

    Responder
  5. Pedro Carneiro (Gafanhoto)

    A história tá começando a ficar esquisita. Acho que tem mais uma (ou duas) asseclas do inferno vindo aí.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.