A arte da reciclagem

É impressionante o que artista Long-Bin Cheng faz com coisas velhas, que acabariam tendo como destino certo o latão de lixo se não fosse o olhar (e o trabalho genial) dele. Veja só:

O cara pega livros velhos e inservíveis, como grossos livros de computação velhos, manuais de máquinas jornais velhos e listas telefônicas obsoletas, empilha e mete a lixa até sair esculturas assim:


%name A arte da reciclagem

%name A arte da reciclagem

%name A arte da reciclagem

%name A arte da reciclagem
%name A arte da reciclagem

O artista taiwanês resolveu começar a esculpir em listas telefônicas em 1990. Desde então, não parou mais e seu trabalho ganhou o mundo.


%name A arte da reciclagem

%name A arte da reciclagem

%name A arte da reciclagem%name A arte da reciclagem%name A arte da reciclagem

Para fazer este trabalho incrível, Long Bin Cheng empilha os livros cuidadosamente e com a ajuda de uma lixadeira elétrica, vai desbastando o bloco até libertar magníficas figuras.

%name A arte da reciclagem

%name A arte da reciclagem

Os detalhes mais sutis são feitos com uma mini-retífica:

%name A arte da reciclagem

Após o período de trabalho, a peça está finalmente pronta para ser exposta nos principais museus e galerias de arte do mundo, valendo milhares de dólares a mais do que valia quando era apenas um monte de papéis velhos.

%name A arte da reciclagem

É difícil de acreditar que obras de arte tão legais iriam parar no lixo se não fosse a visão deste cara.

fonte

Artigos relacionados

Comments

comments

2 comentários em “A arte da reciclagem”

  1. Sensacional, esse cara realmente é gênio!

    Me impressiona a criatividade de algumas pessoas, quando eu crescer, quero ser assim que nem ele!

    Ótimo post!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.