Tecido à prova de bombas (Basicamente roupas de adamantium!)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Zetix é o nome deste tecido totalmente “gump” que resiste a multiplas explosões de carros-bomba sem se romper nem rasgar. Na verdade, Zetix absorve a energia das explosões graças a uma estrutura interna tão avançada que faz com que este tecido seja uma nova promessa tecnologica para ser usado em uniformes militares, cobertura de janelas, defesas militares e anti-furacão. O tecido também poderá até ser usado em suturas médicas. Toda a inovação de Zetix vem graças a sua estrutura que parece desafiar as leis da Física.

O tecido é construído sobre o princípio da “Auxetics” (não consegui traduzir isso). Basicamente isso quer dizer que quanto mais estirado é o tecido, mais ele engrossa. Parece estranho, uma vez que tudo que conhecemos quando é esticado, afina. Mas não o Zetix.

Para entender como ele funciona, temos que entender o comportamento do tecido em situação de estresse. Quando você pula de uma ponte usando uma corda de bungee jump, ela vai se afinar para gerar maior comprimento, funcionando como um elástico contendo a sua queda. Assim, nesta situação comum, a corda afina e graças a isso, ela aumenta o comprimento, o que garante que você não tome um puta solavanco e apenas suas perninhas fiquem ali balançando no vazio enquanto você vira carne moída lá nas rochas.

Entretanto, quando você enrola uma linha em torno da corda de bungee jump, algo que desafia a lógica ocorre: Toda a estrutura engorda quando estica. Este princípio bizarro se chama helical-auxetics.

Quando você usa duas dessas estruturas juntas, você obtém o que Reed Richards chamaria de estrutura Auxetics.

No nível microscópico, quando você constrói milhões de pequenas cordinhas assim, você faz um tecido com esta propriedade embutida, o que dá como resultado global uma estrutura de tecido tão forte que é capaz de dissipar a energia de multiplas explosões sem se romper. Na verdade, o tecido parece ter propriedades milagrosas.

De acordo com o Dr. Patrick Hook, o criador desta idéia genial e diretor da Auxetix Ltd. o tecido é “projetado para salvar vidas”. E além disso, elepode fazer este trabalho repetidamente. “A maioria dos tecidos voltados para conter alto estresse como explosões, aguenta uma única explosão e em seguida tem que ser substituído. Após o primeiro ataque, uma significativa proteção é perdida”.

Nesta foto podemos ver a diferença entre o tecido balístico comum e o tecido de helical-auxetic.

O tecido pode “proporcionar proteção contínua o que daria aos serviços de emergência tempo extra para resgatar reféns ou pessoas feridas”, ele pode oferecer uma proteção eficaz contra as forças naturais, como furacões, bem como a ser implantado em sistemas de confinamento, barracas militares, mosquiteiros, e uniformes táticos, um mercadão de 2 bilhões de dólares.

Outra vantagem do Zetix é seu baixo custo quando comparado com os tecidos balísticos existentes. Mas ainda não existe uma previsão de quando este tecido estará disponível para o consumidor civil.

Fonte: Gizmodo

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

7 respostas

  1. [quote comment=””][quote comment=””]Ahahah agora os homens bombas nao vao mais precisar se matar! xD[/quote]

    Boa
    xD[/quote]

    A roupa pelo menos vai ficar inteira. Manchada de sangue, mas inteira, hehehe.

  2. Se hipoteticamente ele não morresse pela explosão, a pressão gerada pelos “catolés” de C4 que o terrorista usaria, iriam transformar o corpo dele em purê.

    Dai pelo menos ele teria um funeral.

Deixe um comentário para mateus w esculapio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.