Soneto da desilusão twitteresca

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Foi numa mensagem tão pequena,
em cento e poucos caracteres.
Expondo meu sofrimento na arena,
dizendo que já não me queres.

Twittei desesperado,
Postei risos e brincadeiras.
Tentando não parecer machucado,
Usei a máscara mais zombeteira.

Dei RT e até abri um trend topic,
na esperança que assim ninguém notasse.
De soslaio ganhei um block
Quando só queria que o twitter baleiasse.

E online me deixou numa página aborrecida,
Saiu, fazendo logoff da minha vida.

Comments

comments

6 respostas

  1. Na verdade não é o soneto… Para ser um soneto cada verso deve ter 10 sílabas… A última sílaba é definida como a tônica da última palavra

    1. Cara eu nunca ouvi falar que um soneto tem regras para sílabas. Você poderia me passar alguma referência que diga isso? Procurei na Wikipedia e não achei nenhuma referência a estruturação silábica num soneto.
      Que eu saiba, um soneto é um poema de forma fixa, composto por 14 versos. Neste caso aqui, é um soneto inglês, formado por três quartetos e um dístico.

  2. Quanto ao número de sílabas poéticas pode ser 10 ou 12. O dístico final, chamado de chave de ouro, deve ser um resumo do tema do poema, uma espécie de resumo. Nomralmente os temas são líricos: amor, saudade, amizade, amor à pátria, desterro, atos heróicos.
    Pode até ser um poema com versos livres e brancos, mas soneto não é mesmo. Fica a dica para Camões e Shakespeare.
    Abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eu dei duro aqui

Com 15 anos de sangue suor e lágrimas, eu me esforcei para fazer um dos blogs mais antigos e legais do Brasil. Mis de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários, mais de 20 livros, canal, programa de rádio, esculturas... Manter isso, você pode imaginar, não é barato. Talvez você considere me apoiar no Patreon e ajudar o Mundo Gump a não sair do ar.
Ajuda aí?

Conheça meus livros

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.