Rio fica fluorescente no Canadá

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Tão logo o fenômeno misterioso se deu, ninguém sabia como a água do rio Goldstream tinha ficado daquela cor fluorescente. Após análise, descobriram que alguém havia derramado propositalmente ou acidentalmente um composto chamado fluoresceína na água.

Até agora não foi possível localizar os culpados. A coloração durou várias horas e aparentemente nenhum peixe foi maltratado ou colorido por efeito do corante, que é comumente utilizado como agente traçador em estudos de água.

Um estudo realizado no Pacific Environment Canada’s Environmental Science Centre, em North Vancouver confirmou que a água não estava tóxica.

O Sr. Elder  gravou a visão estranha e enviou as imagens no YouTube, onde eles atraíram mais de 800.000 acessos.

Olha só que doideira. Parece um rio de sangue do Predador:

A fluoresceína é um xanteno, uma classe de compostos largamente utilizados como corantes. Foi sintetizada pela primeira vez pelo químico alemão Johann Friedrich Adolf von Bayer. Ela recebeu este nome em função da coloração fluorescente amarelo-esverdeada que apresenta em solução alcalina, também conhecida como uranina.

A fluoresceína, especialmente na forma de seu sal sódico, a uranina, é comumente usada como corante de desinfetantes, assim como para traceamento de tubulações e tanques, tanto de água tratada, quanto de esgoto, para detecção de vazamentos, pela forte fluorescência que apresenta, mesmo em soluções muito diluídas. Ela também é usada largamente na determinação de bromo e iodo, formando os compostos: eosina (coloração rosa) e eritrosina (coloração rosa-arroxeado), respectivamente. A eosina é utilizada para tingir lã e seda, cosméticos, tintas e papéis, além de ser um “corante microscópico”, colorindo um grupo de leucócitos existentes no sangue, os eosinófilos. A eritrosina, tem amplo uso na coloração de alimentos e em dentifrícios indicadores de placa bacteriana. Além disso este composto é usado em oftalmologia.

fonte fonte

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

4 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.