Poema da surpresa repentina

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Tive uma surpresa repentina
Quando a noite findava ao lume
Com a brisa que entrava sorrateira
trazendo à alcova seu perfume
seu cheiro de menina,
mulher derradeira

Da surpresa fiz o encanto
Em todos os beijos que lhe roubei
Como o perfume que furtei do vento
Do teu corpo que adorei
Na memória apaguei seu pranto
No desejo, forjei meu pensamento

Na escuridão onde nada se via
Senti você ao meu lado
Em meio a surpresa repentina
Busquei seu corpo afobado
Só encontrei a cama fria
Que preenchi com tristeza libertina

Comments

comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eu dei duro aqui

Com 15 anos de sangue suor e lágrimas, eu me esforcei para fazer um dos blogs mais antigos e legais do Brasil. Mis de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários, mais de 20 livros, canal, programa de rádio, esculturas... Manter isso, você pode imaginar, não é barato. Talvez você considere me apoiar no Patreon e ajudar o Mundo Gump a não sair do ar.
Ajuda aí?

Conheça meus livros

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.