Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Demorou, demorou mas aconteceu. A maldita pedra nos rins voltou a dar as caras na minha vida e dessa vez foi sério.

Eu estava bem aqui no blog, trabalhando no layout, tentando descobrir a natureza do bug da pagina branca quando senti uma fisgada forte nas costas, do lado direito.

Todo mundo pensaria que aquilo ali se tratava de uma dor de coluna na região lombar, mas depois de 4 crises de pedra nos rins, você começa a ficar malandro com os sintomas.

Levantei, corri pra cama e deitei, esperando que a dor passasse. Mas como já era de se esperar, não passou. Aliás, não só não passou como aumentou bem.

Fiquei ali agüentando o quanto deu, usando uma bolsa de água quente para tentar amenizar o sofrimento. Mas vendo que a dor não estava disposta a parar, corri pro hospital.

O meu sogrão dirigiu feito piloto de formula 1 e cheguei lá agradecendo por ser só pedra nos rins e não desastre de automóvel.

Engraçado que essas coisas são quase sempre iguais no início. Você chega no hospital, tem uma dona na recepção, que se faz de cega para com a sua expressão de “socorro-pelo-amor-de-deus-eu-tô-morrendo-porraaaaaa” e pede lentamente os deus dados, carteirinha do plano de saúde, telefone, endereço e etc.

Larguei -como sempre – a primeira dama desembaraçando a burocracia do hospital e fui entrando para o serviço de urgência. O médico de plantão conversava animadamente com uma paciente amiga dele.

Cheguei lá e fiquei até esperando uns dois minutos, sentindo uma das piores dores que o ser humano pode sentir e nada. Risos, piadas, conversa vai, conversa vem, “lembra do fulano?”…

Eu ficando puto. A dor só aumentava. Invadi a sala e disse ao médico que estava em crise renal aguda, se ele podia me atender. O medico fez cara de poco caso e disse pra eu deitar na enfermaria que ele “já ia”.

O “Já ia” dele levou o que me pareceu meia hora. Imagine meia hora em trabalho de parto de um ouriço pelo bingulim e você imaginará minha situação. Eu parei de suar frio e comecei a vomitar.

O mais estranho é que no meio da dor me lembrei de pedir para fotografar o momento
O mais estranho é que no meio da dor me lembrei de pedir para fotografar o momento

A dor é tão cabulosa que você vomita. Mas como eu não tinha nada no estômago pra vomitar, vomitei em seco várias vezes, o que é outra sensação de merda.

O médico finalmente chegou na enfermaria e mandou fazer o clássico buscopan+plasil intravenoso. Como sempre, não resolveu merda nenhuma. E a coisa foi ficando nisso. Todos os sintomas piorando e eu podia sentir a pedra me rasgando as entranhas lentamente.

Vendo que a medicação não fazia efeito, o médico sugeriu que eu fosse fazer uma tomografia do calculo. Fui para a sala de tomografia e vi na cara do técnico, que a situação não era das melhores.

Brinquei de professor Xavier antes da tomografia
Brinquei de professor Xavier antes da tomografia

Era um pedrão enorme perto da insignificância de minhas pedras anteriores. O medico caiu na real e veio me dizer…

-Poxa, você devia estar sentindo uma dor do caramba, né?

Eu fiquei sem fala. Estava, na verdade, escolhendo qual seria o mais apropriado arranjo de palavrões para jogar na cara do desgraçado, que ficou conversando quando eu estava quase parindo pelo pau um monolito da stonehange.

Mais medicamento, menos efeitos, mais dores. Daí surge uma vaga e o cara resolve me internar.

eu ainda não sabia, mas ia acabar tendo que operar
eu ainda não sabia, mas ia acabar tendo que operar

Então foi isso. Eu passei o dia internado, mas não só. Surgiu meu medico, examinou o laudo da tomografia e foi franco ao dizer que seria praticamente impossível urinar aquela pedra que já estava na bexiga.Ele disse que tinha que operar.

A palavra “operar” é uma das que mais me dão cagaço. Mas topei. O cara explicou -não sei pra que- que ele ia enfiar uma espécie de pinça pelo meu pinto e ia buscar a pedra lá na bexiga. (imagina a dor!)

Eu fui parar no centro cirúrgico e lá eu fiz a cirurgia para extrair a pedra de dentro de mim. Felizmente tomei uma anestesia na coluna e não lembro de nada. Como se não bastasse isso, o meu medico (que acompanhou a saga das pedras desde o episódio 2) resolveu fazer uma cirurgia plástica em mim.

Não, não foi mudança de sexo.

Ele achou que o meu canal da uretra era estreito demais para a pedra mais a cânula passar, e então o cara (BME sports!) abriu e alargou o canal do meu bingulim no bisturi, de fora a fora, do pinto até a bexiga!

Eu anestesiado. Até minha mãe precisou ajudar os maqueiros, hehe. Ê pôôio!
Eu anestesiado. Até minha mãe precisou ajudar os maqueiros, hehe. Ê pôôio!

Na primeira noite a Nivea dormiu comigo no hospital e de ontem pra hoje foi a minha mãe que me acompanhou.

Ao acordar da cirurgia, vi que tinha um canudo entrando pelo meu bingulim
Ao acordar da cirurgia, vi que tinha um canudo entrando pelo meu bingulim

A dor da pedra, felizmente passou, mas o pesadelo mais horrendo em termos de dor que eu já senti, foi a retirada da sonda. Ruim mesmo foi quando tentei fazer xixi.

Sim, meu amigo. Imagine cem mil navalhas quentes descendo por dentro de você.

É assim que estou agora. Ainda urinando sangue, mas pelo menos a quinta pedra se foi.

Pedra Assassina 5 – Renascido do inferno

Comments

comments

Demorou, demorou mas aconteceu. A maldita pedra nos rins voltou a dar as caras na minha vida e dessa vez foi sério.

Eu estava bem aqui no blog, trabalhando no layout, tentando descobrir a natureza do bug da pagina branca quando senti uma fisgada forte nas costas, do lado direito.

Todo mundo pensaria que aquilo ali se tratava de uma dor de coluna na região lombar, mas depois de 4 crises de pedra nos rins, você começa a ficar malandro com os sintomas.

Levantei, corri pra cama e deitei, esperando que a dor passasse. Mas como já era de se esperar, não passou. Aliás, não só não passou como aumentou bem.

Fiquei ali agüentando o quanto deu, usando uma bolsa de água quente para tentar amenizar o sofrimento. Mas vendo que a dor não estava disposta a parar, corri pro hospital.

O meu sogrão dirigiu feito piloto de formula 1 e cheguei lá agradecendo por ser só pedra nos rins e não desastre de automóvel.

Engraçado que essas coisas são quase sempre iguais no início. Você chega no hospital, tem uma dona na recepção, que se faz de cega para com a sua expressão de “socorro-pelo-amor-de-deus-eu-tô-morrendo-porraaaaaa” e pede lentamente os deus dados, carteirinha do plano de saúde, telefone, endereço e etc.

Larguei -como sempre – a primeira dama desembaraçando a burocracia do hospital e fui entrando para o serviço de urgência. O médico de plantão conversava animadamente com uma paciente amiga dele.

Cheguei lá e fiquei até esperando uns dois minutos, sentindo uma das piores dores que o ser humano pode sentir e nada. Risos, piadas, conversa vai, conversa vem, “lembra do fulano?”…

Eu ficando puto. A dor só aumentava. Invadi a sala e disse ao médico que estava em crise renal aguda, se ele podia me atender. O medico fez cara de poco caso e disse pra eu deitar na enfermaria que ele “já ia”.

O “Já ia” dele levou o que me pareceu meia hora. Imagine meia hora em trabalho de parto de um ouriço pelo bingulim e você imaginará minha situação. Eu parei de suar frio e comecei a vomitar.

O mais estranho é que no meio da dor me lembrei de pedir para fotografar o momento
O mais estranho é que no meio da dor me lembrei de pedir para fotografar o momento

A dor é tão cabulosa que você vomita. Mas como eu não tinha nada no estômago pra vomitar, vomitei em seco várias vezes, o que é outra sensação de merda.

O médico finalmente chegou na enfermaria e mandou fazer o clássico buscopan+plasil intravenoso. Como sempre, não resolveu merda nenhuma. E a coisa foi ficando nisso. Todos os sintomas piorando e eu podia sentir a pedra me rasgando as entranhas lentamente.

Vendo que a medicação não fazia efeito, o médico sugeriu que eu fosse fazer uma tomografia do calculo. Fui para a sala de tomografia e vi na cara do técnico, que a situação não era das melhores.

Brinquei de professor Xavier antes da tomografia
Brinquei de professor Xavier antes da tomografia

Era um pedrão enorme perto da insignificância de minhas pedras anteriores. O medico caiu na real e veio me dizer…

-Poxa, você devia estar sentindo uma dor do caramba, né?

Eu fiquei sem fala. Estava, na verdade, escolhendo qual seria o mais apropriado arranjo de palavrões para jogar na cara do desgraçado, que ficou conversando quando eu estava quase parindo pelo pau um monolito da stonehange.

Mais medicamento, menos efeitos, mais dores. Daí surge uma vaga e o cara resolve me internar.

eu ainda não sabia, mas ia acabar tendo que operar
eu ainda não sabia, mas ia acabar tendo que operar

Então foi isso. Eu passei o dia internado, mas não só. Surgiu meu medico, examinou o laudo da tomografia e foi franco ao dizer que seria praticamente impossível urinar aquela pedra que já estava na bexiga.Ele disse que tinha que operar.

A palavra “operar” é uma das que mais me dão cagaço. Mas topei. O cara explicou -não sei pra que- que ele ia enfiar uma espécie de pinça pelo meu pinto e ia buscar a pedra lá na bexiga. (imagina a dor!)

Eu fui parar no centro cirúrgico e lá eu fiz a cirurgia para extrair a pedra de dentro de mim. Felizmente tomei uma anestesia na coluna e não lembro de nada. Como se não bastasse isso, o meu medico (que acompanhou a saga das pedras desde o episódio 2) resolveu fazer uma cirurgia plástica em mim.

Não, não foi mudança de sexo.

Ele achou que o meu canal da uretra era estreito demais para a pedra mais a cânula passar, e então o cara (BME sports!) abriu e alargou o canal do meu bingulim no bisturi, de fora a fora, do pinto até a bexiga!

Eu anestesiado. Até minha mãe precisou ajudar os maqueiros, hehe. Ê pôôio!
Eu anestesiado. Até minha mãe precisou ajudar os maqueiros, hehe. Ê pôôio!

Na primeira noite a Nivea dormiu comigo no hospital e de ontem pra hoje foi a minha mãe que me acompanhou.

Ao acordar da cirurgia, vi que tinha um canudo entrando pelo meu bingulim
Ao acordar da cirurgia, vi que tinha um canudo entrando pelo meu bingulim

A dor da pedra, felizmente passou, mas o pesadelo mais horrendo em termos de dor que eu já senti, foi a retirada da sonda. Ruim mesmo foi quando tentei fazer xixi.

Sim, meu amigo. Imagine cem mil navalhas quentes descendo por dentro de você.

É assim que estou agora. Ainda urinando sangue, mas pelo menos a quinta pedra se foi.

Pedra Assassina 5 – Renascido do inferno

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

80 ideias sobre “Pedra Assassina 5 – Renascido do inferno

  • 2 de setembro de 2009 em 10:08
    Permalink

    Só pela descrição da dor já me dá agonina…mas bom que deu tudo certo…

    Força ai na recuperação!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 10:09
    Permalink

    CARALHO…….eu tenho a mesma raiva que vc quando se trata de lentidão e pouco caso nos hospitais.
    Já sigo seu blog faz 1 ano, é a primeira vez que comento. Queria então dar os parabéns!!!
    Suas historias são ótimas e os posts tbm.
    Sou cozinheiro de um restaurante tailandês aqui no Rio, o Sawasdee, não sei se vc ja ouviu falar, e criei um blog de culinária faz 1 mes. Depois se tiver tempo quando voltar da internação, de uma olhadinha.

    Cara, melhoras pra vc…..eu sei como é ficar internado, é uma bosta.

    Abraçoss

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 10:10
    Permalink

    P.S: Ri muito quando vc falou: “O meu sogrão dirigiu feito piloto de formula 1 e cheguei lá agradecendo por ser só pedra nos rins e não desastre de automóvel.”

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 10:10
    Permalink

    Oi Philipe! Venho a um mês a ler o teu Blog desde o primeiro Post. Claro que não li tudo, mas passei pelas centenas de postagens que aqui tens. Parabéns, há muito que um blog não me prendia assim tanto de curiosidade. E as melhoras na tua recuperação. Abraço.

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 10:34
    Permalink

    Cara, tbm já sofri com isso. Mas felizmente, eu não tinha uma pedra tão gigante que necessitasse de intervenção cirúrgica, nem nada. Só no buscopan foi passando a dor. Até hoje não sei se a pedra saiu no mijo, ou se o organismo absorveu.
    Mas a partir daí, eu comecei a sempre tomar uma ou duas garrafas de água por dia. Nunca mais tive.

    []’s e boa sorte na recuperação!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 10:46
    Permalink

    Phelipe, acopanho teu blog a bastante tempo brother, não sofro de nenhum problema renal, mas melhoras ae irmão, se recupera logo pra voltar a colocar no ar teus posts geniais, hehe “engraçados”, mas foi cômica a forma que vc narrou tua epopéia da 5º pedra, hehe.

    boa recuperação ae brother!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 10:50
    Permalink

    Veio, fiz a mesma operação sua. o pior é tirar o estenti (mola) depois de 1 semana.
    A minha foi tirada na clinica, sem anestesia, e com uma enfermera olhando tudo ao lado, e o doutor colocando uma canula do tamanho de um lapis no meu socio…
    Suei feito um porco na brasa, pior sensação do mundo.
    Abraços e Boa sorte….

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 10:52
    Permalink

    Cara, desejo melhoras pra vc!
    E recomendo que vc não se esqueça de tomar muita água diariamente!

    PS. acredito que todo mundo deve estar dizendo isso pra você agora, mas se essa é a quinta pedra que vc tem, realmente vc deve estar se descuidando nesse quesito.
    Abraços

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 10:54
    Permalink

    Quem já teve (eu), sabe o que é isso. Minha primeira descoberta foi há cinco anos, eu tava acordando pra mais um dia normal de trabalho, vou ao banheiro de repente, uma pressão estranha, estranha, estranha… xixixixixixixixix, borra de café??? Borra de café? Que porra é isso! Eu não me lembro de ter tomado borra de café na noite anterior e nem um dia se quer. Meu amigo… 30 minutos depois… Senti vontade de parir um filho, eita dor de lascar o cara no meio, pedi socorro, acuda help, tudo de uma só vez.
    Daí por diante, foram três anos de dor semanal, mensal, bimestral e tudo AL. Vive a base de injeção na veia de BUSCOPAN e VOLTAREN, quando muito dor as duas quase ao mesmo tempo. Até que um belo dia, mijando (de novo), no trabalho, lá num escritório que tinha 12 mulheres como funcionárias, to lá naquela chuáaaaaaaaaaa gostoso. Para tudo, a mangueira entupiu, eu fiquei bolado, olhei pra baixo, será a borra de novo? Não, pior, não saia nada, e foi inchandooooo a coisa foi apertando, a dor, vou correr, chamar a ambulância, já tava preparado pra chamar as meninas do escritório agarrado no pinto e tudo. Quando de repente explode um jato de urina, sangue e tiro foram bater no vaso sanitário, um barulho de moeda caindo em louça, meus Deus, uma pedrinha saiu voando de dentro. Resumindo, me mijei todo, todo sujo de sangue. Pedi pra ligar pra minha ex-mulher, pra me tirar de lá, e trazer roupas, foi dor viu, mas me livrei dela por muito tempo.

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 11:20
    Permalink

    A proposito… voce sofre por nao conheçer a palavra de Deus, Jesus pode te ajudar sabia? ^^

    Nao falo de religiao nem igreja… falo de tirar o pó da biblia e ler o novo testamento de pouco em pouco, aprender e crer.
    É um privilegio que poucos conheçem ^^.

    Melhoras

    Resposta
    • 2 de setembro de 2009 em 13:45
      Permalink

      Quer dizer então que Jesus te salva de ter pedra nos rins? Aquele mundaréu de peao sofrendo em hospital público, católicos, evangélicos e demais, tão lá porque o cara ai tá é de sacanagem? Quer dizer então que todos devemos deixar de procurar médicos e pessoas de verdade, que existem, trabalham, comem, dormem, podem ser vistas e tocadas, e ficar em casa com um cálculo renal do tamanho de uma uva, sofrendo as dores de um parto masculino, e ter fé, acreditar que um fantasminha camarada venha para livrar meu corpo profano do objeto instruso que se formou lá dentro?

      Tá de sacanagem né colega?
      O grande e eterno problema dos crentes é isso. São descabidos. Vivem enfiando essa mesma ladaínha em momentos que o assunto simplesmente não bate! “Olha, sua filha tá morrendo engasgada com um bagaço de laranja, mas não faz nada! Espere, abra a bíblia e se você tiver fé, um fantasminha de uma historia vai se fazer presente e salvar a vida da sua menininha de 3 anos. Isso SE ELE QUISER que ela viva. Porque pode ser que ele, no alto da sua questionável sapiência, possa querer sacanear com a coitadinha e com você! Mas tenha fé! Ele te ama!”

      Putz… como que alguém consegue acreditar assim tão cegamente nessas balelas?!

      Resposta
    • 2 de setembro de 2009 em 13:53
      Permalink

      Philipe, me arrepio só de imaginar sua dor e desconforto. Me curvei em aflição tal qual um gênio do mal corcunda ao bolar mais um plano. Já fiz um exame parecido e tenho noção da dor e desconforto de toda essa epopéia lascinante.

      Fico feliz em saber que já está melhor e de volta ao blog. Em pouco tempo estará plenamente cicatrizado e tudo isso será apenas mais uma história Gump! Lembre-se de sempre tomar água durante o dia. Aquele abraço!

      Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 11:21
    Permalink

    Hey rapaz…
    Que horrível heim…
    Melhoras pra vc viu!
    Abraço.

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 11:22
    Permalink

    Desejo uma rápida melhora!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 11:24
    Permalink

    Cara….nós estamos construindo uma fortaleza com as pedras que meu pai fornece. Pena que ultimamente elas tem sido pequenas devido a um tratamento a laser que esfarela as safadas!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 11:35
    Permalink

    como vc disse.

    buscopan intravenoso eh um classico
    aqui na cidade se o kra tah morrendo eles dão isso na veia
    diagnosticar q é bão nada

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 12:10
    Permalink

    E eu cobrando do cara, no último post, pra ele continuar as séries que ele não continuou até hoje…

    Melhoras, Philipe!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 12:11
    Permalink

    Tudo que eu posso dizer numa hora dessas é o clássico “May the FORCE be with you”

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 12:52
    Permalink

    Poxa e eu pensando em “xingar” vc pelo site estar com pouca atualização….fiquei até com peso na consciencia…..

    Melhoras cara 😎

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 13:09
    Permalink

    “um monolito da stonehange” putaquepariu!!!! uuuuuehaeuhauehaueh

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 13:15
    Permalink

    Como assim, do nada o cara diz:
    “Eh, esse cara ta com a uretra muito pequena, vou dar uma alargadinha pra ver no que da”

    E o melhor de tudo eh que no meio dessa dor imensa, anestesia geral e plastica no Philipe JR. ele ainda lembra de pedir pra tirarem fotos uaheuaheuhaueah

    *Teclado em ingles do caralho, desculpa falta de acentuacao ><

    Resposta
    • 2 de setembro de 2009 em 15:22
      Permalink

      PQ eu pensei: Se é pra me foder assim, pelo menos transformo isso num post.

      Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 13:28
    Permalink

    podem me chamar de maldoso, mas euri…. embora saiba que é foda a dor de pedra nos rins, conhecidos meus já tiveram e quase morreram disso

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 13:29
    Permalink

    Melhoras man…
    karamba, vou me lembrar de nunca ter isso 😛

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 13:41
    Permalink

    Cara, como eu te entendo, eu tambem ja fiquei na pedra e mais de uma vez, a ultima eu tava viajando no exterior e tive uma baita crise, acabei tendo de voltar e operar para tira-la tb. Melhoras para vc.

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 13:41
    Permalink

    vc nao gosta de bebe agua ou eh seu rim que eh bixado?

    Resposta
    • 2 de setembro de 2009 em 15:21
      Permalink

      Os dois. Eu bebo mesmo pouca água. E tem o problema genético da formação de cálculo.

      Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 13:43
    Permalink

    UTZAQUILAMIERDA!! Lembrei de quando fui me operar de apendicite aguda e acordei com aquela maldita sonda atravessando meu pênis!

    Caralho, a maldita da enfermeira respondeu “um pouquinho”, depois de eu perguntar se doía pra tirar a sonda e pouco antes de começar a puxar a maldita manguerinha na maior velocidade que conseguia.

    Minha namorada tava do meu lado e teve um susto ao ver minha cara de terror e meus urros (acho que hospital todo deve ter escutado) de dor!

    Sim, e o inferno continua por pelo menos suas próximas três urinadas! É como se você estivesse mijando ácido quente.

    Horrível mesmo… Desejo umas 3 retiradas de sonda dessas, por dia, ao Daniel Dantas.

    Abraços, brother!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 13:48
    Permalink

    PelamordeDeus O_o espero nunca ter de passar por isso… Putz! Melhoras pra vc Philipe!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 14:00
    Permalink

    ow cara, já que é teu 5to episódio, c sabe qual a composição da pedra? pode ser algum descuido na dieta (não falando de água), sei lá.. tem cálculo de tudo quanto é tipo
    isso de aumentar o diâmetro da uretra é bem válido, já que chegou na bexiga significa que do ureter passou, entao com a uretra mais larga essa pedra talvez passaria
    eu acho IMPRESSIONANTE uma pessoa achar que rezando, ela vai curar um problema que um profissional que estuda 6 anos + 4 anos as vezes não consegue.. quer dizer, eu apanho durante DEZ ANOS e quem salvou foi jesus.. ainda bem que a gente n estuda medicina focando a gratidão dos pacientes :/

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 14:18
    Permalink

    SINTO MUITO MESMO. Sei que é horrível, mas a melhor notícia é que passa………. Melhoras e força aí.
    Abraços

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 14:33
    Permalink

    não entendi o cara disse q abriu o canal, pq seu pinto era muito pequeno, por isso a pedra não conseguia passar?

    tenso

    Resposta
    • 2 de setembro de 2009 em 15:17
      Permalink

      Não, cara. O canal dentro do pinto, que era estreito.

      Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 15:03
    Permalink

    Toma bastante água. Eu faço assim: todo dia deixo uma garrafinha daquelas de 600 ml de água perto do computador, onde trabalho, com o tempo fui pegando o costume. Ultimamente tomo umas 2 garrafinhas dessas por dia, chega a fazer um pouco de falta não ter a água perto hehe.

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 15:21
    Permalink

    eu faço o mesmo q o cara ae de cima
    sempre tenho uma garrafa de 1,5L de agua fitrada do lado do meu computador, que é onde eu trabalho mais.

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 15:23
    Permalink

    ja vi homem grande e forte se contorcer de dor por causa de pedras nos rins. melhoras philipe!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 15:24
    Permalink

    Gump,
    Tenha uma ótima recuperação, pois sei muito bem a dor que é pedra nos rins, pois e equiparada a dor de parto ou muito pior e meu pai sofre disso.
    Estai orando pela sua recuperação!

    🙂 Saps!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 15:31
    Permalink

    Cara, manda manipular Extrato de Mentol 500mg, 28 cápsulas, toma uma por dia, que vai dissolver as pedras aos poucos.

    Eu fiz isso e nunca mais tive problemas, e minha tia que teve um caso feio como o seu, tomou isso e também “derreteu” a pedra.

    E não se preocupa que não vai dissolver teus rins, mas tu vai ficar com gosto de menta na boca quase o dia todo.

    Resposta
    • 3 de setembro de 2009 em 9:20
      Permalink

      Dica foda de boa. Vou fazer isso. Eu sabia que tinha um troço que tinha este poder, mas não sabia o que era.

      Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 16:09
    Permalink

    Muito tensa a historia velho, mas te desejo uma boa recuperação. Vou fazer uma cirurgia do tornozelo sabado, e fico com cagasso só de pensar nisso tmbm. Operação eh dose!

    Melhoras meu velho!
    (Eu to ligado que nao era o canal que era pequeno não, fale a verdade… kkk)

    Resposta
    • 3 de setembro de 2009 em 9:19
      Permalink

      Meu pinto não é dos maiores mesmo não, reconheço. Mas pelo menos ele encosta na perna, hehehe. Tem uns aí que nem isso. Aliás, essa semana meu amigo speed me mostrou um video mega vizarro dos caras com o menor pau do mundo. Pena que não posso postar aqui, pois esse é um dos mais gumps do século.

      Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 16:32
    Permalink

    “Eu fiquei sem fala. Estava, na verdade, escolhendo qual seria o mais apropriado arranjo de palavrões para jogar na cara do desgraçado, que ficou conversando [b]quando eu estava quase parindo pelo pau um monolito da stonehange.[/b]”

    EAEIAUHEIAUHEIUAHEIAHUEAIEUHAHEUIAEHIAHEIAUHEIUAHEEHAUIHEAUIEHAUIEHIAUHEAUIHEIAUHEIAUHEIAHIEHAE
    Vou reler a saga toda. Mas antes vou secar o garrafão aqui de casa, só pra prevenir.

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 17:33
    Permalink

    OUT!
    omg que dor vc deve ter sentido cara! sinto muito por vc, mas pelo menos a pedra foi la pra pqp! melhoras Philipe e espero que isso nao volte a acontecer

    abraços 😐

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 17:53
    Permalink

    porra, só de ler tua descrição ja fico no cagaço !
    muito foda a historia, melhoras ae.
    vo beber agua ! ahsusuhauhshsh

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 18:44
    Permalink

    Poxa, mano, que sorte que deu pra operar….

    Graças a Deus que vc tinha plano de saúde, já se imaginou no SUS?

    BOA SORTE NA RECUPERAÇÂO E BEBE ÀGUA, VÈIO!!!!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 19:00
    Permalink

    Philipe se cuida viu!
    Bjus e boa recuperação para o melhor blogueiro!

    😀

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 19:01
    Permalink

    BME Sports foi boa hahahaha, nunca tive coragem de assistir aquilo.

    Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 19:52
    Permalink

    “eu estava quase parindo pelo pau um monolito da stonehange.” – Boa, transformou seu sofrimento em nosso divertimento aqui hoje!

    E o cara ali em cima ainda comentou que seu pinto eh pequeno! Hahahah, fala serio… e ainda tem gente que acha facil vida de blogueiro.

    Parabyens, abracos! x_x

    Resposta
    • 3 de setembro de 2009 em 9:16
      Permalink

      hehehe. è tudo uma questão de escala. Perto do Kid Bengala eu sou o Mr. nanodick mesmo.

      Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 21:39
    Permalink

    Sei que não é motivo de rir, mas dei trela na parte “Eu fiquei sem fala. Estava, na verdade, escolhendo qual seria o mais apropriado arranjo de palavrões para jogar na cara do desgraçado”

    Po*** bixo, isso é paia(não sou carioca) minha familia inteira tem problema de Pedras minha vó morreu disso e meus tios e minha mãe tem o mesmo problema.

    CONCERTEZA também tenho, já acordei de madrugada com dores tão fortes que dava vontade de morrer (sério mesmo)

    Acho que sei mais ou menos como é. Boa sorte Amigo Gump =D

    Resposta
    • 3 de setembro de 2009 em 9:11
      Permalink

      Cara é assim mesmo. Na primeira crise, a minha inaugural, eu tinha uns 18 anos e pedi pro medico me dar um remédio pra eu morrer.
      O médico colocou a mão na cintura, deu uma rebolada e me imitou com voz de viadinho:
      – Ai, ui, me dá um remédio que eu quero morrrrêêêêê…
      Nada pior que ser ownado pelo médico em plena crise de calculo renal. Fiquei muito, muito puto.

      Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 22:48
    Permalink

    Nossa…
    Imagino você no SUS Philipe:

    – Ahhh, moça me ajuda, tá saindo um caminhao de brita 10 do meu pau!
    – Urologista só daqui a 6 meses, quer marcar?
    – :omg:

    Resposta
    • 3 de setembro de 2009 em 9:09
      Permalink

      Hahahah caminhão de brita 10 do pau é foda. Pior que o SUS é assim mesmo. Já vi com os próprios olhos.

      Resposta
  • 2 de setembro de 2009 em 22:51
    Permalink

    mermaum to suando frio aqui….isso é muito horrivel, deus me guarde

    Resposta
  • 3 de setembro de 2009 em 0:35
    Permalink

    Aff eu ja passei por isso também cara, fiquei horas me remexendo com a dor esperando passar e nada, dai tive que ser internado também, mas o meu caso não era tão grave, depois de tomar o buscopan melhorei e fui pra casa, dai depois de uns dias bebendo agua igual um elefante no meio do deserto saiu a pedrinha, as outras sumiram com o tempo pq eu passei uns 2 meses diretao tomando mtaaaa agua.

    Mas veja pelo lado bom, pelo menos agora que você ja passou por isso você não corre o risco de sofrer um ataque destes la em PORTO DE GALINHAS, ja imaginou o caos??? kkkkkkkkkkkk

    melhoras!!!

    Resposta
    • 3 de setembro de 2009 em 9:08
      Permalink

      Era justamente nisso que eu pensava o tempo todo. Quem tem pedra assim é uma bomba relógio. Felizmente já sei que este problema eu não terei em Porto de Galinhas. Enfim, é uma merda, mas toda merda tem seu lado bom, hehehe.

      Resposta
  • 3 de setembro de 2009 em 0:37
    Permalink

    Caralhoooo

    Cara, boa recuperação e tô torcendo por tu. Espero que seja a últia vez. Juro que fiquei impressionado. Uma coisa que parecia não ser muito grave acabar em cirurgia… terrível. Mas taí, melhoras mesmo. Flw

    Resposta
  • 3 de setembro de 2009 em 8:14
    Permalink

    Caramba Philipe, melhoras ai, ja q passou, fico mal tb só de pensar na dor, falam q é as piores dores q existem senao a pior!! Eu nunca tive isso gracas a Deus, bebo agua pra caramba tb..
    boa recuperação abracos.

    Resposta
  • 3 de setembro de 2009 em 8:45
    Permalink

    Força aí na recuperação, Philipe!

    Melhoras 😉

    Resposta
  • 3 de setembro de 2009 em 11:16
    Permalink

    Cara, na primeira foto eu achei que você tinha passado dessa pra melhor. Aiai.
    Melhoras para você..e vê se toma água menino!

    Resposta
  • 3 de setembro de 2009 em 18:27
    Permalink

    Argh, crise renal é horrivel!!

    No começo desse ano eu tive uma pedra nos rins tb…um minuto eu tava bem e no outro eu tava tendo a pior dor da minha vida.
    Fui pro hospital, fiz tomografia e lá tava a pedra…fiquei um dia internada tomando remedio….detalhe que o Buscopan me fez ficar o dia todo vomitando!
    Pior que dizem que quase sempre a crise volta né? Espero que não…

    Estimo melhoras de verdade…essa dor é horrenda e deve ser muito pior em homens =/

    Resposta
  • 4 de setembro de 2009 em 9:33
    Permalink

    Philipe, já passei por essa terrível experiência. Não sei o que é pior nisso tudo: a dor ou a galera sem noção que vem te falar na hora da crise “bebe um pouco de água que melhora”. Cambada de PDP!

    Nem quando tive meu filho senti uma dor tão cabulosa quanto a que senti na crise renal. :shocked: Parir pelas vias normais é fichinha perto disso aí.

    Melhoras para vc aí, cara!
    Bjão!

    Resposta
    • 4 de setembro de 2009 em 10:20
      Permalink

      Valeu mesmo, Danica.
      Aproveito para estender meu agradecimento aos leitores que estimaram as melhoras. Estou quase bom. Só não vou dizer “pronto pra outra”, porque isso ninguém merece.

      Resposta
  • 4 de setembro de 2009 em 17:21
    Permalink

    Posta uma foto da pedra pra gente ver… minha sogra operou e tirou 7 do tamanho de uma azeitona das grandes cada uma…fiquei pasma…

    Resposta
    • 4 de setembro de 2009 em 18:58
      Permalink

      A minha é do tamanho de um feijão mais ou menos. Pouco mais de 1cm. EM geral essas bem maiores são destruídas a laser e quando não dá, elas são retiradas com microcururgia, cortando o rim e retirando.

      Resposta
  • 4 de setembro de 2009 em 20:19
    Permalink

    como e que tem uns féla da puta que ainda tiram com vc nessas horas? melhoras p vc velho.

    Resposta
  • 4 de setembro de 2009 em 21:15
    Permalink

    Brrrr! :/ Já tive duas destas, a primeira foi fichinha perto da segunda, saiu no mesmo dia, um grãozinho de arroz. Mas na última as crises iam e vinham… Tive que fazer a tal da litotripsia (bombardeamento)umas três vezes durante um mês, (pelo SUS – mas tirando a demora de chegar no lab às sete da manhã e sair às 2 da tarde, foi um serviço eficiente, veja só!). Um belo dia ela saiu sem maiores problemas, só uma ardida na hora que quase me fez lavar o assento de mijo. Parecia um torrão de açúcar mascavo. Lendo seu post, percebo que passei pelo menor dos males.
    Eu ainda amaldiçôo o dia em que proibiram as farmácias de aplicar buscopan. Sua descrição do atendimento no PS me lembra aquela enfermeira do pokémon que é a mesma em todo lugar.
    Te desejo melhoras, cara.

    Resposta
  • 8 de setembro de 2009 em 15:34
    Permalink

    Bom, como outras pessoas já falaram aí acima, agora é tomar muita água, consumir menos cloreto de sódio nos alimentos e mais cálcio e se dedicar a não voltar a aparecer. De qualquer forma a pedro no rim é bem mais comum em homens entre 25 e 35 anos (até mais que em mulheres).
    Abraços
    Clarissa

    Resposta
  • 5 de abril de 2010 em 21:14
    Permalink

    cara passei pela mesma situaçao q vc e estou passando acabei de chegar do hospital,q cirurgia horrivel,a sensaçao da nestesia é ruim e a primeira urinada é como se estivesse saindo 5 gatos de ré e com as maos abertas. ainda cinto dores estou com esse famoso catéter dentro do meu bilau, q merda será q vou sentir dor na hora de tirar o catéter? abraçosssss

    Resposta
    • 5 de abril de 2010 em 23:02
      Permalink

      Cara, não vou te iludir. Vai doer PRA CARALHO. Mas a retorada dura um segundo. O foda é a mijada logo após. Mas olha o lado bom é que em dois dias a dor melhora 80%. A recuperação é bem rapida. Vc tem que tomar antibiotico, pois a merda é se der uma infecção dentro do seu pau, cara. Isso vai ser foda.

      Resposta
    • 6 de dezembro de 2012 em 21:36
      Permalink

      Gato de ré AUHEIUEHAIUahe morri agora.

      Resposta
  • 10 de outubro de 2010 em 23:31
    Permalink

    eu tô achando que meu pai é x-man, ele com pedra no rim (a maior que ele teve), e foi trabalhar normalmente (ele é pedreiro).

    Resposta
  • 12 de dezembro de 2012 em 23:11
    Permalink

    Caramba, já tive crise renal também, horrível. Só não concordo MESMO com quem disse que a dor do parto é fichinha perto disso. E olha que a minha pedra era das grandes! Mas quando tive minha filha meu amigo… Ahhhh eu vi estrela. NEM SE COMPARA.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eu dei duro aqui

Com 15 anos de sangue suor e lágrimas, eu me esforcei para fazer um dos blogs mais antigos e legais do Brasil. Mis de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários, mais de 20 livros, canal, programa de rádio, esculturas... Manter isso, você pode imaginar, não é barato. Talvez você considere me apoiar no Patreon e ajudar o Mundo Gump a não sair do ar.
Ajuda aí?

Conheça meus livros

error: Alerta: Conteúdo protegido !!