O porquê da ferramenta.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Meu amigo Hinútil surgiu finalmente com uma possível explicação para o post da ferramenta
A explicação é essa:

A memória funciona por associação, criando e fortalecendo conexões entre neurônios ativados quando vemos ou pensamos em ferramentas, cores, cheiros, formas, emoções… Quanto mais uma associação se repete, mais aquelas conexões são ativadas, e mais elas se fortalecem.

Isso é o que se imagina que acontece quando vemos, usamos ou pensamos em ferramentas, por exemplo. Cada vez que você usa um martelo, o seu cérebro deve ir fortalecendo as conexões da associação ferramenta-martelo.

Aí chega a hora de fazer um teste desses que você recebeu por e-mail. Hora, também, do seu cérebro, lendo a palavra “ferramenta”, consultar suas conexões e pegar o que ele encontrar primeiro que se associe com “ferramenta”. Afinal, a ordem era ser rápido, não é?

Acontece que um martelo é, junto com a chave-de-fenda, a ferramenta mais comum nos lares. E “martelo” também é uma palavra muito mais fácil do que a comprida “chave-de-fenda”… Portanto, há grandes chances daquela primeira associação ser com “martelo”. E se esse não foi o seu caso, aposto que foi “chave-de-fenda”…

E a cor? Também sem mistérios. Dê uma olhada em sua caixa de ferramentas, na seção de ferramentas de um supermercado, ou nas ferramentas em exposição em qualquer loja de material de construção. O vermelho, seguido do amarelo, é a cor predominante nos cabos de ferramentas, provavelmente por uma questão de segurança: vermelho e amarelo são cores que chamam a atenção, dão bom contraste com o preto, cinza e marrom das ferramentas, e além do mais, tradicionalmente são associadas ao perigo das ferramentas. Portanto, mesmo se o seu martelo pessoal não tem cabo vermelho ou uma listra vermelha no punho, o vermelho é a cor mais provavelmente associada à idéia de “ferramenta”!

E todas aquelas contas antes? Ah, aquilo é o truque mais velho e manjado dos mágicos. É assim que o leitor fica pensando que é mágica, mesmo. A função número 1 das contas é manter o leitor concentrado. A função número 2 é só despistar. E a função número 3, a mais importante de todas, é deixar seu cérebro, que está sempre doido para encontrar uma nova associação, achando que o martelo vermelho foi “induzido” por aqueles números.

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

5 respostas

  1. Muito bom! Recebi o teste ontem – tu vê, coisas velhas ainda podem ser novas na interenet 🙂 – e fiquei intrigado. Bom saber do truque dos mágicos, heheheh, agora eles não me pegam mais 😀

    Abraço
    HunterKiller

    1. Essa como eu disse no texto, é a explicação do meu amigo, que é designer, não psicologo como nós dois. No caso, sinta-se à vontade para contribuir com sua explicação, mas sem esquecer o embasamento científico, claro.

      1. Um psicóloco grudado no embasamento científico como unica saída. Um claro – “ñ entendi porr nenhuma e vim latir pq ñ entender doi.” Pobre alma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.