bizarro, ciência, Curiosidades, incrível

O mais lento experimento científico do mundo

Written by Philipe Kling David · 2 Minutos de leitura >

Imagine o bizarro experimento de observar uma gota cair.

É isso mesmo, o mais lento experimento científico do mundo é a observação de uma singela gota. Você deve estar se perguntando como isso é possível, uma vez que a gota de água cai a quase dez metros por segundo, atraída pela gravidade.
Ocorre que o experimento não era com uma gota de água. Era com uma gota de betume. Segundo a  Wikipedia,

O betume (do latim ‘bitumen’) é a mistura sólida, pastosa ou mesmo líquida de compostos químicos (hidrocarbonetos) que pode aparecer na Natureza ou obtida em processo de destilação do petróleo. Sinônimo: pez mineral.

Substância facilmente inflamável, de cor escura e pegajosa. É constituído de carbono e hidrogênio, dentre outras substâncias.

Do betume são obtidos vernizes, massas de revestimento, bases para pintura. Para a pavimentação de ruas é utilizado o betume formado de resíduos do petróleo destilado.

O betume é popularmente conhecido como piche.

O Prof. John Mainstone e o Prof. Thomas Parnell (postumamente) se associaram para ganhar o prêmio Ig-Nobel Prize for Physics no ano de  2005 por este curioso experimento. Além disso, eles entraram no Guiness Book como o mais longo experimento científico no mundo.

A experiência foi decorrente do trabalho do professor Thomas Parnell, que era professor de Física na Universidade de Queensland, na Austrália. Ele começou o experimento em 1927!

O objetivo era ilustrar que materiais que vemos no dia-a-dia podem ter propriedades surpreendentes. O experimento visava demonstrar a fluidez e viscosidade do piche, que é usado para calafetar barcos. O piche é um dos materiais mais viscosos que existem. Na temperatura ambiente, o piche chega até a parecer uma pedra, podendo ser partido em pedaços com uma marreta.

Parece incrível descobrir que ainda na temperatura ambiente, se for deixado em descanso por tempo suficiente, o piche escorre, porque na realidade ele é um fluido! O experimento visava demonstrar isso.

Em 1927, o ano em que nasceu o Papa Bento XVI, o professor Parnell aqueceu um pedaço de piche e derramou dentro de um funil de vidro com a ponta selada. Eles deixaram o piche dentro do funil vedado durante três anos para que o liquido se “acomodasse”. Em 1930 eles cortaram a parte selada do funil, permitindo assim que o Piche escorresse livremente, atraído apenas pela gravidade da Terra. Desde então, a gota vem se formando para fora do funil. Tão lentamente, que 81 anos após o início do experimento, só uma fração do líquido gotejou.

Retirado do paper da experiência, aqui estão os dados das gotas e seus respectivos anos:

         Year		    Event
	1930		    The stem was cut
	1938(Dec)	    1st drop fell
	1947(Feb)	    2nd drop fell
	1954(Apr)	    3rd drop fell
	1962(May)	    4th drop fell
	1970(Aug)	    5th drop fell
	1979(Apr)	    6th drop fell
	1988(Jul)	    7th drop fell
	2000(28 Nov)        8th drop fell
fonte

Leva entre sete e oito anos para uma gota pingar.  O experimento foi mantido este tempo todo protegido por uma câmara de vidro, mas não houve controle de temperatura, o que significa que através das décadas sutis variações térmicas decorrentes das estações do ano podem ter influído na taxa de escorrimento. Especialistas conseguiram estimar o grau de viscosidade do piche baseando-se na velocidade com que a gota se formou e chegaram ao surpreendente resultado de que o piche é 100 bilhões de vezes mais viscoso que a água.  Durante os 81 anos em que o piche está formando gotas, ninguém conseguiu testemunhar uma gota caindo. Neste site é possível assistir em tempo real o experimento, mas não se anime, é mais fácil ficar olhando a grama crescer.

Como podemos ver, o piche é um dos materiais com maior viscosidade da Terra, tendo 107
como valor de viscosidade. Para se ter uma idéia, a viscosidade da água é 1,0030 × 10-3. Mas bizarro mesmo é a viscosidade do vidro. Sim, o vidro é líquido!A viscosidade do vidro é 1040!

Para saber mais sobre viscosidade e conhecer a taxa de viscosidade de outros materiais como ácidos, ar, alcool, entre aqui.

Comments

comments

Written by Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

20 respostas para “O mais lento experimento científico do mundo”

  1. E eu acha tedioso ficar naquela maravilhosa sala de espera, esperando ser atendido por um Médio que costumeiramente tem o habito de atrasar UM POUQUINHO.

  2. “Mas bizarro mesmo é a viscosidade do vidro. Sim, o vidro é líquido!A viscosidade do vidro é 1040!”

    Isso quer dizer que o vidro também pode gotejar?!?!?!?!? O_O

  3. caraca…foi tao chato essa materia q fiquei sem o q dizer..ate me deu cansarço…caraca philipe…nao q seja desinteressante..mas isso me deu soninho
    zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz =D

  4. po, que bacana.. quer dizer entao que o vidro é liquido?
    bem que tu podias escrever algo em relação ao vidro, né!?
    afinal, dificil de acreditar que aquilo é liquido.
    Então um vidro de 500 anos atras não tem o mesmo formato de sua concepção?

  5. mano, to lendo aqui no internet… só pq o bagulho tem viscosidade não significa que é liquido.
    ajuda ae, faz uma materia sobre vidro!!!

  6. É, ja´tinha visto essa de que o vidro não é sólido. Que um cubo de gelo é sólido, mas que o vidro é apenas duro. Bom, dizem que já foi comprovado que alguns vitrais daquelas catedrais antigas encontram-se com o formato alterado justamente por causa disso.

  7. “Isso quer dizer que o vidro também pode gotejar?!?!?!?!? O_O”

    Sim! Mas não nessa geração… Nem na próxima, nem na outra… hehehe
    Daqui a uns milhares de anos (ou mais) ele pinga!

  8. [quote comment=”34089″]po, que bacana.. quer dizer entao que o vidro é liquido?
    bem que tu podias escrever algo em relação ao vidro, né!?
    afinal, dificil de acreditar que aquilo é liquido.
    Então um vidro de 500 anos atras não tem o mesmo formato de sua concepção?[/quote]

    Segundo a Wikipedia,:

    “Certos autores consideram o vidro um sólido amorfo, ou seja, sem estrutura cristalina, porém, o vidro apresenta características de um líquido em sua ordenação atômica, mesmo em temperatura ambiente, ou seja, quando tem a aparência de sólido, por se tratar de uma substância de alta viscosidade (1040 Pa·s a 20 °C).”

  9. eu ja ia comentar que o vidro é um liquido… um exemplo sao as rosáceas (vitrais circulares na entrada das catedrais), onde a base é mais espessa que o topo devido ao escoamento do vidro, algumas rosáceas com mais de 400 anos.

  10. [quote comment=”34248″]Gostou da minha sugestão né! esse experimento das gotas é sensacional! pela media de 8 a 9 anos, esse ano cai mais 1 gota![/quote]

    Foi uma ótima dica. Valeu mesmo.

  11. :] achei muito bom,muito bom mesmo,essa pagina por que estou procurando alguma coisa para minha feira de ciências ai ainda bem que encontrei esse site vai ajudar muito na feira de ciências…

    beijos e tchau…. 🙂 ;] =D :happy: 😆

  12. pois eu não achei nada de desinteresante nessa pagina,ao contrario desse cara que disse ai philipe achei super interessante
    ……. beijão. 😛

  13. puthz cara daqui apoco memos tem um vidro pingando aqui mesmo na minha ferte kkkkkkkkkkkkkkkkkkk :shocked: :shocked: 😛 😛

Deixe um comentário para Danilo Ferreira Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.