Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Rapaz, quem leu o meu conto do Ganzu vai se identificar! A Vida imita a arte. Ó que fofinho:

rare-catbus-esque-worm-takes-its-name-after-ghiblis-totoro

Este curioso animal parece um pokemón e foi descoberto pela primeira vez em novembro de 2007 por pesquisadores da Lomonosov Moscow State University e da Tropical Centre Vietnã-Rússia, o monstrinho secreto só foi formalmente descrito na literatura científica em junho de 2013. O anúncio formal causou uma pequena comoção na comunidade científica devido a designação taxonômica do verme: Eoperipatus Totoro. A primeira parte, Eoperipatus, refere-se a fisiologia primitiva do animal e do fato de que ele anda de um jeito bem diferente de uma “minhoca”.

Nada de anormal até aí, mas então nós começamos a ver um “Totoro”, que é uma clara homenagem ao personagem do filme de 1988 de Hayao Miyazaki chamado “Meu Vizinho Totoro”.
My Neighbour Totoro

Enquanto a cabeça do pequeno bicho tem alguma semelhança com personagem-título do filme do estúdio Ghibli, os cientistas acharam seu corpo de minhoca com perninhas mais parecido com o Catbus:
catbus

O animal que parece um misto de verme com centopéia, chega a medir 6cm aproximadamente. Com certeza ele é um pouco menos bonito com todas as suas pernas na imagem, mas fica fácil entender de onde a descrição “catbus” veio.
rare-catbus-esque-worm-takes-its-name-after-ghiblis-totoro3

rare-catbus-esque-worm-takes-its-name-after-ghiblis-totoro2

 

Pessoalmente, a parte da cabeça me lembra mais algum tipo de pokemón.
fonte

Criatura bizarra recém descoberta lembra um pokemón

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

10 ideias sobre “Criatura bizarra recém descoberta lembra um pokemón

    • 15 de outubro de 2014 em 21:46
      Permalink

      Nossa. Parece filme de terror ele esguichando o muco! Mas até que as perninhas sao meio que “fofinhas” rsrsrs!

      Resposta
  • 15 de outubro de 2014 em 4:48
    Permalink

    E qual o nome completo dele? Esqueceu de colocar no post ou eu quem não vi?

    Resposta
  • 22 de outubro de 2014 em 14:27
    Permalink

    foi nesse vermezinho que vc se inspirou pra criar o Ganzu?
    eu não pude ver o vídeo que o “Alexandre” linkou no comentário acima, mas pelo comentário do “Digo” até muco ele esguicha, da mesma forma que a criatura do seu conto!!

    Resposta
    • 22 de outubro de 2014 em 17:58
      Permalink

      Por incrível que pareça é tudo coincidência. Quando escrevi o ganzu me inspirei num bicho fossil que viveu no pleistoceno, mas ele não era como descrevi e nem esguichava ácido.

      Resposta
  • 25 de outubro de 2014 em 0:20
    Permalink

    Kkkkkkkk busca minha Poke-bola porque esse eu não tenho kkkkkkkk
    Bem estranho esse bichinho hein kkkkkkk

    Resposta
  • 7 de novembro de 2014 em 18:21
    Permalink

    Só um adendo pra contribuir com o conhecimento das pessoas que lêem essa matéria (conhecimento nunca é demais! =]):
    Por mais diferente que “essa espécie” pareça, ela faz parte de um filo (Onychophora) no qual todas as 185 espécies descritas são extremamente parecidas (pra não dizer iguais, na visão de qualquer não-especialista no grupo).
    É um grupo considerado como o “elo perdido” da evolução entre os filos Anellida (minhocas, sangue-sugas etc) e Arthropoda (insetos, aranhas etc) por possuir características dos 2 grupos

    Resposta
    • 29 de janeiro de 2015 em 14:28
      Permalink

      Eu vim para os comentários só pra dizer isso…rs E o segundo termo de um nome de espécie é SEMPRE com letra minúscula.

      Resposta
  • 7 de dezembro de 2014 em 19:31
    Permalink

    Esse animalzinho não é tão recém descoberto não… lembro de ter estudado ele na faculdade em 2009, na minha disciplina de Biologia dos Invertebrados. Mas ele é muito legal mesmo! 🙂

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Related Posts