Brasil vai ajudar a Bolívia dando 10 milhões

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Realmente… Nós somos um país rico. Somos a Suíça da América do sul. Chego a me perguntar se os mendigos famintos e os moleques de rua vivendo na miséria, as pessoas comendo cactus no nordeste em função da seca são só ilusões criadas pela Matrix para me manter neste sonho.
O país vai tão bem que os nossos deputados federais podem se dar ao luxo de não trabalhar nas sextas-feiras, nas segundas e agora já levanta-se a possibilidade de só darem meio expediente nas terças. Afinal, para quê trabalhar se o país vai tão bem? Qualquer otário sabe que em time que está ganhando, não se mexe.

O Brasil na verdade é um lugar maravilhoso e sem problemas, onde todo mundo tem dinheiro, todo jogador de futebol tem closets recheados de tênis de todas as cores e óculos do chão ao teto. Todo mundo vive bem ao ponto de podermos dar, em nome de nosso bom samaritanismo, dinheiro para os países desprivilegiados, como podemos ver nesta notícia aí em baixo.

Senado brasileiro aprova ajuda de US$ 10 milhões para a Bolívia

Brasília, 18 abr (EFE) – O Senado brasileiro aprovou uma ajuda de US$ 10 milhões para financiar projetos agrícolas e uma série de assentamentos rurais na Bolívia.

O dinheiro, previsto em projetos de cooperação que o Governo assinou com a Bolívia, será canalizado pelo Ministério das Relações Exteriores, através da Embaixada do Brasil em La Paz.

De acordo com o texto aprovado no Senado, “os recursos serão usados no fortalecimento da cooperação bilateral”, com ênfase nas áreas de desenvolvimento agrícola e agricultura familiar.

O documento acrescenta que “o objetivo é prestar assistência na implantação de uma política de reforma agrária e ajudar na regularização migratória e no sustento de famílias brasileiras assentadas” em regiões de fronteira.

O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) afirmou que o Brasil, em sua condição de “líder regional”, deve colaborar com os países mais pobres da América do Sul e ajudar estas nações a encontrarem caminhos para um maior desenvolvimento.

O auxílio foi aprovado pela ampla maioria governista com o apoio de partidos da oposição, que, apesar de votarem a favor da medida, lembraram as polêmicas surgidas com a Bolívia por causa da nacionalização de hidrocarbonetos no país, que afetou os interesses da Petrobras.

Para o senador José Agripino (DEM-RN, ex-PFL), a ajuda “é necessária”, mas é um “incômodo” concedê-la a um país que “criou tantos problemas para a Petrobras”.

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

4 respostas

  1. Cada uma que este país inventa… Milhares de brasileiros em uma tremenda dificuldade e eles querendo doar dinheiro. Está certo que a Bolívia está pior do que o Brasil, mas eu sempre achei que “dar esmolas” sempre foi uma ajuda muito burra, uma ajuda que vicia. A África nunca vai sair de onde está se continuar recebendo esmolas. É necessário ajudar de outras maneiras. Criar oportunidades de eles se erguerem sozinho. Qualquer país do mundo pode conseguir isso, se realmente se esforçar… O Brasil tem tudo pra ir pra frente. Mas as peças estão tudo com defeito (só funcionam 3x por semana, e ainda assim muito mal). E ainda querem “pagar de bonzinho”, sendo que estamos longe de ser uma potência econômica. E mais ainda: querem ajudar um vizinho que roubou a Petrobrás. Estamos indo muito bem mesmo, obrigado. ¬¬”

  2. Fernando eu ia aproveitar o momento para fazer uma piadinha com o Clodovil, mas deixa quieto, hehehe.
    Irmão Colpani, dá pra entender sim, cara. Eles simplesmente acham que o dinheiro vem dos céus. Eles não vêem dinheiro como um resultado direto de mortes e violência, mas apenas como um número um crédito.
    Isso retira emoção e humanidade do dinheiro. Esta ignorância gera aberrações como a percepção generalizada de que o dinheiro da união não é de ninguém. Assim fica fácil pra eles desumanizarem o capital nacional e aumentarem os próprios salários em mais de 80%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.