Arte, bizarro, Curiosidades, incrível

Agentes digitais

Written by Philipe Kling David · 4 Minutos de leitura >

Como vocês sabem eu adoro ficção científica. Gosto muito mesmo, ao ponto de escrever uma história de SCI-Fi de vez em quando.

Uma coisa que eu noto em filmes de ficção científica é a gradual evolução dos computadores e a interface assistida. (Eu gosto tanto deste assunto que quase fiz uma pós-graduação com este tema)

Eu sempre tive bastante curiosidade sobre apresentadores e personalidades virtuais. Um dos que mais me marcou foi Max Headroom. Eu era guri ainda e assistia ao Max apresentar clipes. Naqueles idos anos da década de 80, os computadores com interface gráfica eram um sonho distante e um apresentador virtual soava como algo tão inusitado quanto impossível. E de fato era impossível. Lembro da minha cara de desapontamento no dia em que eu descobri que o Max Headroom que eu pensava ser 3d era de fato um boneco um cara maquiado com apliques de espuma de látex.

Com o passar do tempo vieram os filmes, e com eles, os computadores inteligentes. Como esquecer da voz grave e sóbria do computador HAL de 2001?

HAL era só uma inteligência. Ele não tinha uma cara, nem expressões faciais ou comportamentos. Ele era apenas uma espécie de lente vermelha, que ocultava atrás de si milhares de circuitos de inteligência artificial. Isso fazia de HAL uma espécie de Deus (por estar em qualquer lugar da nave e ao mesmo tempo em nenhum) naquele microcosmo, pois ele tinha controle sobre todas as coisas na nave. Inclusive controle sobre a vida dos astronautas.

Tal qual uma divindade, HAL era representado apenas por este olho. Vermelho, numa potencial e sutil referência diabólica.

Outro sistema de interface assistida aparece em ALIEN. Ela é  a “Mãe”. A Mãe é a entidade que controla a nave e todas as funções. O mundo pode estar acabando, o alien solto, a tripulação morta, a nave prestes a explodir e a mãe com sua voz tranquila informa que faltam segundos para a evacuação da Nostromo.  A Mãe de aliens é certamente uma namorada em potencial para HAL. Se Hal estava prestes a sumir, sendo marcado apenas por um olho vermelho, a Mãe de fato não tinha nenhum indício de presença que não sua voz ecoando pelos escuros e úmidos corredores do cargueiro espacial.

A interface cara a cara com o gestor virtual parecia fadada ao desaparecimento completo na ficção científica. Mas Alien inova ao transcender este conceito trazendo robôs orgânicos à baila. O que seriam os robôs orgânicos senão o estágio máximo da evolução de um gestor virtual?No filme de Ridley Scott, o robô chegou num ponto tão avançado de produção que se tornara indistinguível do ser humano em todos os aspectos, a menos que sangrasse ou desse defeito.

Os gestores virtuais acompanharam a evolução das técnicas cinematográficas e de efeitos especiais, como o advento do 3d. Um dos melhores gestores virtuais 3d que surgiram no cinema foi o “Dr. Know” no filme Inteligência Artificial. O avatar na forma de um velho holográfico sabia tudo (ou supostamente deveria saber). “Dr. Know” era uma espécie de Google pré-pago.

No cinema a Inteligência artificial é algo que percorre praticamente todos os filmes, seja na mente humana-mecânica de Robocop à irredutível máquina de matar coberta de carne humana em O Exterminador do Futuro. O conceito de equipamentos inteligentes que operavam com sintetizadores de voz humana não foram personagens exclusivas do cinema, aparecendo também em seriados, como o carro “Super máquina”.

Hoje, quando passamos uma década do que deveria ter sido a era do HAL 9000, fica a questão: Onde está o computador que reconhece, fala com o proprietário e toma certas decisões?
Creio que o estagio de inteligência artificial esperado por Stanley Kubrick ainda não chegou no ponto em que deveria, mas estamos dando passos nessa direção.

No cinema, os personagens virtuais já tem uma boa presença. Essa presença varia em amplo espectro de realismo, mas há um porém. No cinema, o personagem não é desenhado em tempo real, uma demanda fundamental para uma entidade virtual inteligente, que opere como um avatar.

Com o avanço no hardware, teremos maquinas cada vez mais potentes, o que permitirá cada vez mais cálculos e camadas de dados sendo lidas, combinada se carregadas.
Por outro lado, no mundo da aparência, os jogos tiveram um papel importante na criação das personagens virtuais. Desde Lara Croft, as personagens virtuais evoluíram sistematicamente. Hoje elas se movem e parece muito mais reais. O avanço das placas gráficas com shaders tão impressionantes que soariam como milagre a meros cinco anos atrás já permitem a simulação da pele em tempo real, o que aumenta dramaticamente o impacto dos personagens virtuais criados com esta tecnologia. Os games de computador ajudaram a popularizar as placas gráficas e a demanda por equipamentos cada vez mais poderosos para jogar vai beneficiar os futuros personagens virtuais de tempo real.

No video abaixo vemos um exemplo disso. O processador da placa gráfica (GPU) calcula em tempo real uma série de canais, estabelecendo a transmissão da luz através da pele.
Este rosto é calculado em tempo real na tela. Diferente de um filme, que é a soma de 24 fotogramas ou mais por segundo gerados à priori, neste caso abaixo, o computador está desenhando a cabeça do cara em 3d ao vivo. E a pele do modelo reage com a luz 3d instantaneamente.

Os avanços já são visíveis do nível de qualidade 3d que poderemos testemunhar nas próximas décadas. Enquanto os processos mentais das entidades virtuais estão sendo criados e os gráficos que permitirão mostrar esses personagens na nossa tela estão avançando, temos um bom exemplo de avatar. Ela é chamada de Assistente Virtual. Basicamente é uma entidade, um agente virtual que controla as funções básicas de um computador caseiro. Suas funções englobam realizar pesquisas, tocar arquivos de multimídia, verificar e-mails, gerenciar a agenda pessoal e compromissos dos usuários e etc. Tudo isso utilizando um sistema de reconhecimento de fala e voz sintetizada em português. A Denise entende comandos e perguntas feitas através de linguagem natural, como se o usuário estivesse falando com uma pessoa de verdade. Parece ficção científica né? Olha só:

Denise está sendo desenvolvida pela empresa Guile 3d Studio, no Brasil e na Califórnia. Isso vai emplacar? Não sei. O mercado é algo difícil de determinar. Mas poucas coisas no mundo podem dar a sensação de que estamos naquele futuro que muita gente sonhou no passado quanto ter uma entidade virtual dessas para poder conversar. No video 3 podemos ver que o computador está interligado com vários circuitos da casa. Isso permitirá que Denise opere toda a casa do cara.
Isso é muito perto do que a “Mãe” e Hal faziam em seus respectivos filmes. Com a tendência da tecnologia ultrapassar as limitações físicas, sendo incorporada na geladeira, fogão, celular e até tênis, não vai ser difícil prever que em um futuro próximo, Denise e suas sucessoras serão onipresentes e de acordo com o ambiente, oniscientes.

Denise já está em beta test. Eu me cadastrei no sistema para ser beta tester da Denise. Vamos ver se me aceitam lá.

Denise ainda tem cara de computação gráfica. Mas não podemos esquecer que há um longo caminho pela frente, que pode ser acelerado ou retardado de acordo com a demanda pelas tecnologias na área de games (logo, acho que vai acelerar) que conduzirá a Denise cada vez mais real. É conveniente lembrar do video do personagem virtual da Image metrics.

Já pensou na Denise com um grau de realismo assim?

Se o futuro for assim, esta é uma ideia ao mesmo tempo legal e assustadora. Mas não vejo a hora de ver acontecendo.
Este post foi uma sugestão do Ivan Zoz

Comments

comments

Written by Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

20 respostas para “Agentes digitais”

  1. Post muito bom, acredito que esta tecnologia abre espaço para muitas discussões filosóficas. Bem lembrado o HAL do filme do Kubrick, mas o que acho assustador são as expressões humanas artificiais.

    Esse o último vídeo é impressionante. O problema foi esses gemidos que ela deu, acho que minhas visitas pensaram que eu estava assistindo pornografia.

    Recomendo baixar um pouco o volume afim de evitar constrangimentos hehehe.

  2. imagine isto num futuro não tao distante implantado no windows de todo mundo no lugar daquele clip de papel pois
    acho que a tendencia é a moda pegar depois da denise estar no mercado. eu mesmo estou louco por uma copia ja usei ultra hal, namorada virtual, chatbots tudo somado com o textaloud mais as vozes da fernanda do site loquendo tentei traduzi pra portugues e criar uns avatares usando camsuit e o crazytalk da reallusion e nem chegou perto da denise 1.0 ou a nicole deste programa ae.
    pocha como vc criou um post tão bem feito e tão rapido assim felipe? fala verdade Felipe vc ja tem uma copia da denize ai no seu pc e vc so foi mandando a secretina escrever e ir pesquisando né? hehehe
    ja pensou ela com a cara do juca? achu que eles tão precisando de desiner como vc la na equipe pra faser outras gatinhas virtuais quen sabe rola um trampinho ae…

    PARABEN!!! e obrigado pela atenção me sinto onrado. :]

  3. Só pra ser chato, o Max Headroom NÃO era um boneco. Era um ator real, Matt Frewer, com uma maquiagem pesada e “enxertos” de espuma e latéx.

    1. maquiage pesada e enxertos de espuma? enão n ta errado era um BÓNECO mesmo todo embonecado 😛 heheheheheh

    2. É verdade, eu vi a foto do cara com a roupa do max no momento em que eu pesquisei esta foto pra postar.
      Aqui tem inclusive o passo-a-passo da transformação. Eu me referia ao lance do boneco porque a maquiagem antes de ser colada no cara foi totalmente esculpida a mão.
      http://www.john-humphreys.com/Max%20Headroom/John%20Humphreys%20-%20Max%20Headroom.htm
      Max não era o que parecia ser, na verdade, o que eu esperava que ele fosse, saca? Isso foi frustrante.

  4. GERTY de Moon(2009) é genial também. Não sei se você viu, mas tem expressões faciais em forma de smiles, o que é bem interessante considerando que supostamente na época que se passa o filme eles poderiam ter feito melhor que isso se quisessem. Da pra viajar bastante pensando nisso.
    Sem falar que GERTY tem a voz do mestre Kevin Spacey.
    Se não viu o filme ainda, fica aqui a dica.

    http://www.imdb.com/title/tt1182345/

    1. Chegou na minha frente, eu iria sugerir exatamente o mesmo, já estava até com a página do imdb aberta… 😛 O personagem-computador Gerty foi um conceito sensacional nesse filme ímpar e o que ele faz no filme mais ainda.

  5. pior que não tem nem sequerer previsão de lançamento para a verção em portugues pelo oque eu vi la no forum deles… recebi um e-mail deles hoje mas todo em ingles e n fala nada de novo o beta que pedi nada e ai philipe vc teve algun sucesso em obter o beta?
    se tiver manda ums videos ai pra nois de vc brincando com a denise pode ser? eu sei que vc é o cara e que vai conceguir o beta hehehe sem querer puxar saco mas ja puxando
    n vejo a ora de por as mão nela ja to ficando apaixonado entro0 no site deles e no forum todo dia pra ver se ten alguma novidade to pirando ja hehehehehe :love:

    1. Ivan, eles se negaram a me deixar fazer beta testing na Denise. Por isso fiquei com a pulga atrás da orelha com relação a eficácia disso aí.

  6. to comessando a achar que é jogada de marketing pois pelo oq eu vi eles do guile trabalhan e con animação de ms agents e não com A.I e etc…as coizas que a denise fas é tudo de outros softwares que eles mesmos mencionam no site. no caso eles apenas estarian juntando tudo numa coiza só seila… mas ja é grande coiza pois a tempos procuro un chaterbot em portuges que eu possa usar no meu pc.
    se tiver alguma dica porfavor me mande por e-mail que eu ficarei eternamente grato.
    link meio escondido no site deles

    http://www.guile3d.com.br/nicole_page.asp

    detalhe eu testei quase todos os programas ali mencionados se junta tudo da quase uma denise ben diser 0_0 desculpeme pelo post muilo longo foi mals :omg:

  7. meio off topic mas tudo bem, caras nao sei se eh jogada deles mas ela esta a venda e a versão “mais barata” custa $189,00 dolares.

Deixe um comentário para Patola Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.