Adeus imagem tremida

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode


Saiu um novo algorítimo que pega a imagem totalmente ferrada e milagrosamente a recompõe. Bem do jeito que aqueles famosos softwares do FBI fazem nos filmes, mas sem a necessidade de digitar linhas de comando complexas como eu já cansei de ver em filmes como Arquivos X.
O lance é sinistro. Veja o antes e depois aqui do lado. ( foto de fonte é sacanagem!) Segue a matéria:

SÃO PAULO – Pesquisadores americanos e canadenses desenvolvem um algoritmo que trata fotos tremidas.

O software analisa a foto e determina o movimento feito pela câmera no instante do clique. O algoritmo, que se baseia na análise estatística de um grande número de fotos, consegue detectar até padrões complexos de movimento, como ziguezagues. Em seguida, o programa utiliza um processo de desconvolução para eliminar o aspecto tremido da imagem.

O resultado é o melhor que já se obteve até hoje ao tratar esse tipo de problema. Detalhes completamente borrados tornam-se nítidos nas imagens tratadas. Mesmo assim, há limitações. Muitas fotos mostram falhas resultantes do processo, que se torna menos eficiente quando existem borrões de movimento, ruído ou áreas extensas de puro branco ou preto.

O algoritmo vem sendo desenvolvido há quatro anos. É um trabalho conjunto de pesquisadores do Institituto de Tecnologia de Massachusetts e da universidade de Toronto.

Em sua versão atual, o programa demora cerca de 15 minutos para processar uma foto. Para que ele se tranforme num aplicativo comercial (ou num plug-in para o Photoshop, o que é mais provável) será preciso otimizar o código de modo a reduzir esse tempo para, no máximo, dois ou três minutos.

Se realmente virar um produto, o software deverá rodar no computador e, inicialmente, atender aos profissionais e amadores avançados. Daqui a alguns anos, quando as câmeras digitais tiverem processadores mais poderosos, é possível que um algoritmo desse tipo seja incorporado à própria máquina. Ele será, então, útil também para os leigos em fotografia.

Maurício Grego, da INFO

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

6 respostas

  1. Cara eu olhei ontem num microsoft explorer e realmente dá umas doideiras no template. A culpa é do brownser da microsoft que é uma merda. Mude para o Firefox. Além de mais seguro é melhor.

  2. O algorítimo para “desborrar” imagens já existia, mas precisava que se soubesse o exato movimento feito pela câmera. O que os cara fizeram foi achar um método de descobrir qual o movimento da câmera usando apenas a imagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.