A solução para o leite contaminado/adulterado

Sharing is caring!

Eu não tomo leite a um porradão de tempo. Isso tem duas explicações. A primeira é que eu tenho a convicção que só o ser humano em seu completo egocentrismo se acha no direito de tomar leite depois de adulto. Veja na natureza: Em sua harmonia perfeita de milhões de anos de evolução, os animais mamíferos tomam leite quando filhotes. Os mamíferos mamam em suas mães quando bebês e depois de jovens são sumáriamente desmamados, passando a comer o que a dieta de seus organismos implica. Animais da base da cadeia alimentar comem vegetais e os do topo comem carne, ovos, etc.

Aí vem o homem e resolve ter a brilhante idéia de apertar a teta de um animal, que fica vendo seu filhote berrando de sede e de fome ali ao lado, de modo que encha um balde de leite para o humano roubar pra si.

Não vou entrar no mérito da questão se tomar leite é bom ou ruim. Claro que é bom. Leite tem cálcio, vitminas, ferro e muita coisa boa para o homem. Mas roubamos o leite de um mamífero para nós. Será ético fazer isso? Por que nós não tomamos leite de ratos? Já se pergutou isso? Afinal, é um mamífero também. E ainda por cima a população deles está até sobrando. Aqui no Rio a estatística aponta uma projeção de seis ratos por habitante. Pela lógica, depois de pasteurizado, o leite de rato deve ser tão saudável quanto o de uma vaca.

Se o leite da vaca pode ser considerado indispensável, o do rato também pode.

O outro motivo pelo qual eu não bebo leite é que quando eu trabalhava projetando vagões de trem, conheci um cara que era especializado em refrigeração de vagões e cointêineres marítimos. (contêiner é aquela caixa de aço que o navio usa para levar produtos de um país para o outro)

Antes de trabalhar com isso, este cara, fazia as maquinas de beneficiamento de leite de um porradão de cooperativas na área do Rio, São Paulo e todo aquele trecho do Vale do Paraíba.

Esse mesmo cara, que via e mexia com leite todo dia, me disse que ele não tomava, não deixava ninguém tomar perto dele e que os filhos nunca (veja bem a ênfase) NUNCA tomaram leite de caixinha nem squinho na vida, porque segundo ele (que repito) vive disso, o leite industrializado raramente presta. (O “raramente” foi meu. Ele falou que é uma merda mesmo.)

Eu me espantei com aquilo e o cara me deu uma puta aula sobre todas as safadezas que se faz com o leite que as pessoas inocentemente consomem. O cara inclusive dava um exemplo. O filho da vizinha mamava e dormia duas horas. Acordava chorando. Mamava novamente e dormia mais duas horas. Um dia a vizinha veio questionar como o filhinho dele que tem a mesma idade mais ou menos, dormia muito mais horas entre cada mamada. A explicação foi uma só. O leite.

Então a vizinha do cara experimentou dar o mesmo leite que esse cara dava pro filho dele e para supresa geral, a criança da casa ao lado ferrou no ronco como nunca. Acabou aquele lance de acordar com fome. Por que? Porque o leite do cara era beneficiado numa fazendinha que ele mesmo inspecionava. Ele sabia o caminho daquele leite da hora que ele saía da teta até a hora que entrava na boca da criança. Sabia que era leite puro e não “bebida láctea” como ele chama tudo que é leite de supermercado e padaria.

O cara me falou que a Parmalat (essa mesma, do escândalo recente, que foi novidade pra todo mundo, menos para mim e pra Nivea, que só acreditou em mim depois que estourou na Tv) e várias outras cooperativas adulteravam o leite. O cara sabia até a fórmula. A fórmula, segundo ele, não faz mal*. Ela não é veneno. Mas ela faz o leite render muito mais, porque tudo que é adicionado tem a função de equilibrar a acidez do leite com água.

É aquilo que eu sempre reclamo. O típico golpezinho medíocre. O mau do brasileiro é se achar “o esperto”. Desde o mercado que te cobra estacionamento até a companhia de eletricidade que chuta pra cima seu consumo, a empresa de telefonia que adultera sua conta, é a CEDAE que chuta seu consumo pra cima, tv a cabo que te cobra coisa que você não consumiu… Tem o clássico golpe do cara que vende frango congelado cheio de água para o gelo pesar como carne de frango, tem o mercado que coloca o lado da carne bonito na bandeja e por baixo, fora do alcance da vista do freguês, é 3 cm de puro sebo. A peixaria que te vende dois kg de camarão, sendo que ali tem 650g apenas de cabeças. Enfim, são milhares de pequenos golpinhos que os brasileiros aplicam em si mesmos. O do leite é apenas mais um.
Isso é detestávelmente cultural. Para o cara ganhar 5% sobre a venda do leite, ele arrisca a carreira, a credibilidade do setor, empresa e a moral colocando água no leite e metendo soda cáustica e peróxido de hidrogênio para equilibrar o PH e disfarçar o calotinho.* Antigamente, (pode perguntar para sua vó) o leite sujava o copo. O copo ficava branco. Faz o teste aí. Coloca o leite no copo e derrame. O copo fica transparente. O leite hoje é bem mais aguado. *

O pessoal pode até pensar que a solução é buscar em marcas desconhecidas, de menor alcance, de empresas regionais um leite de melhor qualidade. Lêdo engano. Segundo o cara lá, isso é a mesma merda. Os laticínios de interior que compram o leite de pequenos criadores de gado leiteiro, vendem leite mijado.* (lá tem gente que bota água para render e depois e mija no leite para a uréia reequilibrar a acidez). Isso é assim desde que o mundo é mundo. Não é nenhuma novidade não.

Mas sabe como é. Eu acreditei no cara. Meu pai por exemplo, não. Então é aquilo. Alguém te fala um troço, pode ser verdade ou não. Você opta por acreditar ou não em algo de acordo com sua cabeça e seu hábito de consumo. Eu parei de beber leite na hora. Mas muita gente para quem eu contei isso, não acreditou em mim. O pessoal achava que eu era militante anti-leite. Isso é assim também com disco voador. Uma vez eu peguei carona para um controlador civil de tráfego aéreo que me confirmou (sem saber que eu gostava do assunto) que esse negócio de UFO existe mesmo e que é uma merda na vida do controlador. Um piloto de jatinho me falou a mesma coisa. Eu acreditei neles. Mas sei que muita gente não acreditaria.

Então, com o leite foi assim. Quando estourou na grande mídia a notícia da adulteração do leite, eu fiquei todo satisfeito vendo a Nivea ter que aceitar que eu estava certo e falando a verdade o tempo todo.

Bom, voltando ao motivo que deu origem ao post, eu queria apenas dizer, que se você tem filhos, consome muito leite em casa, tem um quintal ou até mesmo uma varanda, não compre leite. COMPRE A VACA!

Sim, a vaca! É mais jogo. Vejamos.

Por R$750,00 você pode comprar uma incrível MINI VACA. Isso mesmo, uma mini-vaca de 85 centímetros. Ela é uma vaca normal e produz leite tanto (ou até mais) que uma vaca adulta.

Agora vejamos. Uma família com duas crianças que tomam leite de manhã de tarde e de noite, vai gastar uma fábula de leite por um ano. De acordo com a Embrapa, o brasileiro passou a tomar mais leite depois de 1998. O consumo hoje bate a média de 130 litros por pessoa/ano. Na verdade, essa media tá bem baixa pq considera que as pessoas tomem só 350ml de leite. Quem tem criança sabe que elas bebem bem mais que isso, óbvio. Mas os adultos como eu, que não bebem, baixam a media per capta do consumo.

Nessa perspectiva, um pai com três bacuris em casa vai gastar R$ 780,00 por ano só para dar o leitinho longa-vida mijado ou oxigenado pra eles. Comprando a vaca, você não vai gastar nada disso. Só precisa levar ela para pastar no quintal e com isso, ela apara a grama pra você sem custo. Veja que legal. Você pode cobrar do seu vizinho pra sua vaca comer a grama dele também. Além disso, ela gera esterco que é um adubo natural que você até pode vender na floraria do seu bairro e ganhar uns trocados. As vacas são pacíficas e até gostam de crianças, mas não mais do que as crianças gostam delas…

As vaquinhas são calmas, não latem, não mordem, ocupam poucos espaço e custam a mesma coisa que um cão de guarda. Além do mais, ela vai fornecer nada menos que algo entre 12 e 20 litros de leite por dia! (uma vaca leiteira oficial tamanho GG produz +ou- 30 litros) Isso é bem mais do que os bacuris vão conseguir consumir, o que vai dar uma sobra de leite que te permitirá vender, fazer doces, queijos, manteigas, requeijão, etc. Além disso, a mini-vaca pode te dar OUTRA MINI-VACA, e assim na primeira novilha, você já pagou seu investimento inicial!

Para quem ficou curioso, a mini-vaca é uma vaca normal. Não é doença. Não é vaquinha bonzai. É uma vaca comum que nasceu pequena. Então os caras foram cruzando as vaquinhas com os boizinhos pequenos, e o resultado é uma vaquinha leiteira ornamental. Mais ou menos do jeito que o lobo acabou virando um chiuaua.

Eu gostaria de ter uma vaquinha dessa.

*Coisas que o sujeito que já não lembro mais o nome me falou antes de uma reunião.

Comments

comments

Luminária Ufo

25 comentários em “A solução para o leite contaminado/adulterado”

  1. Essa parte me lembrou de um episódio dos Simpsons, em que o Tony Gordo vende leite de ratas pra escola de Springfield, hehehe.

    [quote post="1410"]Não vou entrar no mérito da questão se tomar leite é bom ou ruim. Claro que é bom. Leite tem cálcio, vitminas, ferro e muita coisa boa para o homem. Mas roubamos o leite de um mamífero para nós. Será ético fazer isso? Por que nós não tomamos leite de ratos? Já se pergutou isso? Afinal, é um mamífero também. E ainda por cima a população deles está até sobrando.[/quote]

    E eu não duvido desse negócio de leite mijado não. Uma vez eu abri a caixinha, coloquei o leite no copo e já senti o cheiro típico de mijo. Joguei tudo na hora.

    É, o jeito é comprar uma vaquinha mesmo. Foda que em casa não tem espaço.

    Responder
  2. Ainda bem que só tomo o leite que vem do sitiozinho do meu vizinho, vantagens de morar em cidade pequena….aqui é costume comprar leite não industrializao para as crianças, pelo menos tenho certeza que não é mijado*.

    Responder
    • É porque algumas pessoas que mantêm blogs, de vários assuntos, tecnologia por exemplo, ganham essas coisas para testar e depois postar a opinião no blog.
      Um colega meu dividia o apê com um cara que escrevia blog de tecnologia e o indivíduo foi agraciado com um Samsung Galaxy II, na época do lançamento, totalmente de grátis!

      Responder
  3. Vc diz que não toma leite.. Mas deve comer os derivados, né? É pior até, pq se gasta muito mais leite fazendo derivados do que tomando…

    O problema de comprar uma vaca é que ela vai ter que dar cria todo ano pra vc poder tirar leite. E ai vc tira o leite do filhote do mesmo jeito! Não é mais facil parar com o leite??

    Vc pergunta “Será etico fazer isso?” (tirar o leite dos bezerros)
    Não é etico e nunca foi, mas existem propagandas bonitinhas pras pessoas acreditarem que é bom e faz bem.
    E ainda: É ético matar animais pelo simples prazer de comer carne?
    (Sendo que é comprovado que pode se viver sem carne tranquilamente.)

    E ai? Deveria tentar ser ético em todos os lados.

    Responder
  4. Voce diz que o leite e roubado dos bezerros, so que os bezerros nao bebem todo o leite porque e muito e se nao tirar o escesso o umbro da vaca endurece causando dor e febre, potanto se voce nao sabe o que fala fica quieta porque os bezerros nao fiam sem leite !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Responder
  5. Pelo termo suponho que você é da terrinha.
    Seja como for, aquele leite lá é para o filhote e não para um ser adulto de outra espécie. Todo mamífero tem essa característica do empedramento do leite. Até os seres humanos. Nem por isso colocamos maquinas de sucção no peito das mulheres gravidas, porque isso seria violência. Mas a pergunta é: Não é menos violência por ser com um animal?
    Temos direito de tomar o leite que deveria ser para um filhote de outra espécie?

    Responder
  6. o que e mais garantido e que tomem o LEITINHO QUENTINHO DO PAPAI TABAJARA. e nao tem perigo de leite adulterado pois suas vacas nunca cometeram adulterio porque se usa a super cerca eletrifiqueitor TABAJARA.

    Responder
  7. na minha opinião
    para a vaca ter menos sofrimento
    não devemos tomar leite de maneira nenhuma
    pois deve doer para caramba!!!sustentar
    essa populaçô humana!!!

    Responder
  8. E porque os vegetais tem que sofrer,serem cortados,picados,esmagados,triturados para satisfazer as necessidades humanas,porque temos que comer outros animais,porque temos que nos locomover e esmagar milhões de minúsculos seres debaixo da sola de nossos pés,porque temos que manipular os elementos e fazer o vidro o aço o plástico,porque somos o unico animal que toma leite,come queijo,vai ao espaço,pousa na lua,olha as estrelas e galáxias quer pousar em marte,quer curar doenças,fazer clones,entender os códigos genéticos,porque comemos pizza,porque,porque,porque não nos contentamos em ficar vegetando no pasto o que temos de diferente,porque temos que respirar e poluir a atmosfera e o solo com nossos dejetos porque,que direito temos?!?!deveríamos viver apenas da luz do sol não nem isso não é justo, é realmente somos uma porcaria vamos devolver tudo ao Pai pois não somos dignos de tantos presentes e habilidades pois se os animais as tivessem não pensariam duas vezes em tomar leite,sorvete ir a lua e afins e escrever tantas bobagens.

    Responder
  9. Adorei, isso é verdade sou de São Paulo e morei dois anos no interior de Minas Gerais no final da década de 70, minha mãe comprava leite de um fazendeiro e o leite era muito diferente, tinha gosto, hoje é pura água e achei seu blog procurando informações sobre mini vacas, estava pensando exatamente nisso q vc fala no final.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.