Pin It

Video: Possessão demoníaca?

Nossa, que sinistro este video da criança aparentemente possuída pelo capeta.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=dScdr8Dly4g&feature=related[/youtube]

Realmente é impressionante de ver. Não é de estranhar que nos tempos antigos e em muitos lugares ainda hoje, ao ver uma pessoa comportando-se assim, os parentes próximos acreditem que seu ente familiar está possuído por espíritos, demônios e coisas do tipo.

O caso do menino aí em cima é um caso de contaminação por raiva. O garoto provavelmente está num estágio avançado da doença.A Raiva é uma doença causada por um vírus da família rhabdoviridae, gênero Lyssavirus. O agente causador da raiva pode infectar qualquer animal de sangue quente, porém só irá desencadear a doença em mamíferos, como por exemplo cachorros, gatos, ruminantes e primatas (como o homem).
Todos os anos 10 milhões de pessoas recebem vacina após terem sido mordidas por animais selvagens. Cerca de 40000 a 70000 pessoas não vacinadas morrem todos os anos.

É transmitida pela mordida ou arranhadela de um animal infectado, mais freqüentemente cães não vacinados, gatos, lobos, raposas ou morcegos. É por vezes impossível de saber se o animal apresentava comportamentos agressivos devido à doença ou se os manifestava por outra razão, logo é importante consultar o médico logo após o contato para receber a vacina, que neste caso previne o aparecimento da doença mesmo após a infecção, desde que administrada imediatamente.

O vírus está presente na saliva do animal e é introduzido nos tecidos após a integridade da pele ficar comprometida pela mordida. A progressão nos animais é semelhante à dos seres humanos (ver mais adiante). Os animais selvagens perdem o medo e os mais dóceis animais de estimação tornam-se agressivos. Há casos anedóticos de transmissão por aerossois de dejetos de morcegos que se depositam em mucosas intactas (boca, olho, nariz). Alguns raros casos foram transmitidos após transplante de córnea infectada.

A raiva existe em animais selvagens em todo o mundo exceto em algumas ilhas (como Grã-Bretanha, Irlanda e ilhas do Hawaii). Nas áreas tropicais pode existir em animais de rua (cães abandonados). Um reservatório de difícil eliminação são as colônias de morcegos.

O período de incubação da doença é invulgarmente longo, nunca sendo menos de 3 semanas e podendo ir até dois anos. Os danos causados são devidos a encefalite (inflamação e danos no cérebro). A morte é certa (mortalidade de 100%) assim que se iniciem os sintomas. Na fase inicial há apenas dor ou comichão no local da mordidela, náuseas, vômitos e mal estar moderado (“mau humor”). Na fase excitativa que se segue, surgem espasmos musculares intensos da faringe e laringe com dores excruciantes na deglutição, mesmo que de água. O indivíduo ganha por essa razão um medo irracional e intenso ao líquido, chamado de hidrofobia. Cientificamente, a raiva não pode ser chamada de hidrofobia, pois esse é apenas um dos sintomas da doença. Logo que surge a hidrofobia a morte já é certa. Outros sintomas são episódios de hostilidade violenta (raiva), tentativas de morder e bater nos outros e gritos, alucinações, insônia, ansiedade extrema, provocados por estímulos aleatórios visuais ou acústicos. O doente está plenamente consciente durante toda a progressão. A morte segue-se na maioria dos casos após cerca de quatro dias. Numa minoria de casos, após esses quatro dias surge antes uma terceira fase de sintomas, com paralisia muscular, asfixia e morte mais arrastada. A morte é certa em 100% dos casos. Não há sobreviventes da doença.

Se você ou alguém que você conhece foi mordido por um cão de rua ou um animal desconhecido, é fundamental tomar a vacina anti-rábica ou você poderá acabar como este garoto aí.

Eu fiquei com pena do moleque. Ele deu o azar de nascer num lugarejo rural da Índia, Camboja, Brasil, África ou similar. Nesses lugares praticamente não existem medicamentos para raiva e os caras devem ter ficado rezando em volta do moleque até ele finalmente morrer. Em qualquer outro lugar civilizado os médicos induziriam o coma e -embora ilegal- iam fazer eutanásia nele. Algo mais digno que deixar chegar nesse estado.

Fonte: Wikipedia

21 Comments

  1. Horrivel cara..uma dúvida..não tem cura?

    Reply
  2. só no estágio inicial. Agora tem uma coisa, se o cão morder no pescoço, a doença se alastra em poucas horas. Se o cão morder na perna, aí dá mais tempo.

    Reply
  3. Meu Deus, que horror…

    Reply
  4. Philipe eh a favor da Eutanasia?

    Reply
  5. Philipe, dá para perceber no olhar da criança a total falta de sanidade, e um estado de bestialização, como um retorno do cérebro ao seu estado mais animal, outra característica presente nas pessoas contaminadas, é espumar, e claro, toda a reação que teve foi claro por causa da presença de água.

    As feições da criança sugerem vietnam, Thailandia ou Camboja, pois a criança tem traços orientais e pele escura, diferente de descendente de índios brasileiros que costumam manter além do traço oriental, um nariz mais achatado.

    Reply
  6. philipe, nada a ver com este post, mas procurei por seu site todo e nao achei, lembra daquele artista que fazia esculturas que pareciam cruzamento de seres humanos e animais? tinha ate uma escultura de uma cadela que parecia humana amamentando sua cria… pois e, sabe me informar o nome dele?

    Reply
  7. Cruel. É de sentir pena do menino mesmo, principalmente se pensarmos que não tem cura e ele já está morto. Triste.

    Aqui tem o áudio original com fotos do exorcismo de Anneliese Michel, que inspirou o filme “O Exorcismo de Emily Rose”… Situaçãozinha desagradável também, não?

    http://www.youtube.com/watch?v=x4n9vK0_mdk

    Reply
  8. O mais foda é saber que a pessoa está condenada a morte. Pelo menos dura pouco o sofrimento, apesar de intenso: 4 dias.

    A lei proibe a eutanasia, mas deve ser um procedimento padrão nesses casos…. E na minha opinião, é muito mais humano que deixar a pessoa morrer nesse estado.

    Reply
  9. “Todos os anos 10 milhões de pessoas recebem vacina após terem sido mordidas por animais selvagens.”

    Qual o sentido de se receber a vacina após ter sido mordido? o certo não seria antes? e após, algum soro com os anticorpos já prontos?

    Reply
  10. isto e realmente assustador é falta de Deus principalmente da familia desta criança só com JESUS que este mal é expulsado para o lugar dele o inferno.

    Reply
  11. [quote comment="25673"]isto e realmente assustador é falta de Deus principalmente da familia desta criança só com JESUS que este mal é expulsado para o lugar dele o inferno.[/quote]

    Tenho certeza que o Valdir só leu o título. :lol:

    Reply
  12. [quote comment="24553"]“Todos os anos 10 milhões de pessoas recebem vacina após terem sido mordidas por animais selvagens.”

    Qual o sentido de se receber a vacina após ter sido mordido? o certo não seria antes? e após, algum soro com os anticorpos já prontos?[/quote]

    Eu acho que este tipo de vacina só se aplica após um contágio potencial. É como soro anti ofídico, que a gente só toma se for picado de cobra.

    Reply
  13. Que loucura, não sabia que a raiva não tem cura ao surgirem os primeiros sintomas! Nem mesmo sabia que matava tão rápido! É praticamente um “veneno”! Vou tomar mais cuidado ao andar aqui pelas ruas do meu bairro que aqui vive chaio de vira-latas :argh:

    Reply
  14. é puro demonio.
    podem diser que é doença talves até psicologica mais nao é ele esta mesmo é endemoniado.

    Reply
  15. [quote comment="26441"]é puro demonio.
    podem diser que é doença talves até psicologica mais nao é ele esta mesmo é endemoniado.[/quote]

    Se vc está brincando, isso foi de extremo mau gosto. Senão, é por causa de gente como vc, ignorante, que doenças sérias, ao inves de serem tratadas, são vistas como possessoes e o “endemoniado” morre.

    E Philipe, eu vi um caso na wikipedia que realmente é bizarro, de uma sobrevivente de raiva. Tá aqui ó:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Jeanna_Giese

    Reply
  16. Realmente assustador!!a 1º vez q vi esse vídeo , fique chocada , durante dias não saia da minha memória essa imagem, não consigo assistir novamente. O estrago q o vírus da raiva faz é sem dúvida dramático,Esse caso não tem nada a ver com possessão demoníaca.Se tivesse tido um tratamento adequado assim q aconteceu a contaminação, a criança estaria bem hoje.

    Reply
  17. Aqui no Brasil os casos de raiva vêm diminuindo consideravelmente. Em 2002 foram só dez casos, bem diferente do período entre 90 e 98: 338 casos. O problema é que embora os números de infectados tenham diminuídos, o morcego hematófago tem sido o maior responsável pela transmissão da doença por aqui.
    Abraços

    Reply
  18. tenho analisado a possessao demoniaca, e ate onde xeguei, naum encontrei relato de possessao em crianças alguem pod mi explicar o pq, e o pq naum ha possessao demonica no meu da rua ? nunca ouvir ou vi algo sobre, se alguem tem algum relato por favor compartilhe seu conhecimento comigo, cabobrito2@hotmail.com

    Reply
  19. tenho analisado a possessao demoniaca, e ate onde xeguei, naum encontrei relato de possessao em crianças alguem pod mi explicar o pq, e o pq naum ha possessao demonica no meu da rua ? nunca ouvir ou vi algo sobre, se alguem tem algum relato por favor compartilhe seu conhecimento comigo.

    a possessão só faz sentido quando é realizada num altar de uma igreja geralmente neopentecostal e nesse lugar até criança pode sofrer possessões(tem videos no youtube ), penso eu pela quantidade de vezes que é falado no demonio e na sua suposta força que acaba entrando na mente dos mais fracos, repararam que hoje na maioria dos casos somente reliogiosos sofrem com isso?

    Reply
  20. a possessão só faz sentido quando é realizada num altar de uma igreja geralmente neopentecostal e nesse lugar até criança pode sofrer possessões(tem videos no youtube ), penso eu pela quantidade de vezes que é falado no demonio e na sua suposta força que acaba entrando na mente dos mais fracos, repararam que hoje na maioria dos casos somente reliogiosos sofrem com isso?

    Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

x
Clique em CURTIR para receber as melhores histórias da web!