Video: Possessão demoníaca?

Nossa, que sinistro este video da criança aparentemente possuída pelo capeta.

Realmente é impressionante de ver. Não é de estranhar que nos tempos antigos e em muitos lugares ainda hoje, ao ver uma pessoa comportando-se assim, os parentes próximos acreditem que seu ente familiar está possuído por espíritos, demônios e coisas do tipo.

O caso do menino aí em cima é um caso de contaminação por raiva. O garoto provavelmente está num estágio avançado da doença.A Raiva é uma doença causada por um vírus da família rhabdoviridae, gênero Lyssavirus. O agente causador da raiva pode infectar qualquer animal de sangue quente, porém só irá desencadear a doença em mamíferos, como por exemplo cachorros, gatos, ruminantes e primatas (como o homem).
Todos os anos 10 milhões de pessoas recebem vacina após terem sido mordidas por animais selvagens. Cerca de 40000 a 70000 pessoas não vacinadas morrem todos os anos.

É transmitida pela mordida ou arranhadela de um animal infectado, mais freqüentemente cães não vacinados, gatos, lobos, raposas ou morcegos. É por vezes impossível de saber se o animal apresentava comportamentos agressivos devido à doença ou se os manifestava por outra razão, logo é importante consultar o médico logo após o contato para receber a vacina, que neste caso previne o aparecimento da doença mesmo após a infecção, desde que administrada imediatamente.

O vírus está presente na saliva do animal e é introduzido nos tecidos após a integridade da pele ficar comprometida pela mordida. A progressão nos animais é semelhante à dos seres humanos (ver mais adiante). Os animais selvagens perdem o medo e os mais dóceis animais de estimação tornam-se agressivos. Há casos anedóticos de transmissão por aerossois de dejetos de morcegos que se depositam em mucosas intactas (boca, olho, nariz). Alguns raros casos foram transmitidos após transplante de córnea infectada.

A raiva existe em animais selvagens em todo o mundo exceto em algumas ilhas (como Grã-Bretanha, Irlanda e ilhas do Hawaii). Nas áreas tropicais pode existir em animais de rua (cães abandonados). Um reservatório de difícil eliminação são as colônias de morcegos.

O período de incubação da doença é invulgarmente longo, nunca sendo menos de 3 semanas e podendo ir até dois anos. Os danos causados são devidos a encefalite (inflamação e danos no cérebro). A morte é certa (mortalidade de 100%) assim que se iniciem os sintomas. Na fase inicial há apenas dor ou comichão no local da mordidela, náuseas, vômitos e mal estar moderado (“mau humor”). Na fase excitativa que se segue, surgem espasmos musculares intensos da faringe e laringe com dores excruciantes na deglutição, mesmo que de água. O indivíduo ganha por essa razão um medo irracional e intenso ao líquido, chamado de hidrofobia. Cientificamente, a raiva não pode ser chamada de hidrofobia, pois esse é apenas um dos sintomas da doença. Logo que surge a hidrofobia a morte já é certa. Outros sintomas são episódios de hostilidade violenta (raiva), tentativas de morder e bater nos outros e gritos, alucinações, insônia, ansiedade extrema, provocados por estímulos aleatórios visuais ou acústicos. O doente está plenamente consciente durante toda a progressão. A morte segue-se na maioria dos casos após cerca de quatro dias. Numa minoria de casos, após esses quatro dias surge antes uma terceira fase de sintomas, com paralisia muscular, asfixia e morte mais arrastada. A morte é certa em 100% dos casos. Não há sobreviventes da doença.

Se você ou alguém que você conhece foi mordido por um cão de rua ou um animal desconhecido, é fundamental tomar a vacina anti-rábica ou você poderá acabar como este garoto aí.

Eu fiquei com pena do moleque. Ele deu o azar de nascer num lugarejo rural da Índia, Camboja, Brasil, África ou similar. Nesses lugares praticamente não existem medicamentos para raiva e os caras devem ter ficado rezando em volta do moleque até ele finalmente morrer. Em qualquer outro lugar civilizado os médicos induziriam o coma e -embora ilegal- iam fazer eutanásia nele. Algo mais digno que deixar chegar nesse estado.

Fonte: Wikipedia

21 Comentários

  1. luiz 16 de julho de 2008
  2. Philipe 16 de julho de 2008
  3. Cris 16 de julho de 2008
  4. Bruno 16 de julho de 2008
  5. Predador Design 16 de julho de 2008
  6. Rogerio 17 de julho de 2008
  7. Juliano Ferreira 17 de julho de 2008
  8. doxx 17 de julho de 2008
  9. Thales 17 de julho de 2008
  10. valdir campos 24 de julho de 2008
  11. Philipe 24 de julho de 2008
  12. Philipe 24 de julho de 2008
  13. João 27 de julho de 2008
  14. dihonkson 27 de julho de 2008
  15. Vitor 29 de agosto de 2008
  16. mariza 15 de setembro de 2008
  17. Clarissa 27 de novembro de 2008
  18. cb brito 10 de abril de 2009
  19. andrew macarthy 23 de julho de 2009
  20. andrew macarthy 23 de julho de 2009
  21. alessandro 20 de julho de 2013


Deixe seu comnetário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *