Turtle Taxi: Garantia de chegar atrasado

Tem coisa que existe e a gente duvida até a morte. Turtle taxi é uma dessas coisas. Diferentemente da maioria dos outros serviços de táxi, o turtle taxi táxi japonês atende a pessoas que não estão realmente com pressa e preferem um “passeio de lazer” ao ir do ponto A ao ponto B.

turtle-taxi-550x367

Surpreendentemente, há muitos que gostam desse bizarro serviço que é deliberadamente lento.  O sucesso junto a essas pessoas sem pressa, fez com que a popularidade do serviço, que começou em dezembro de 2013 explodisse.

 

O serviço de táxi foi criado pelo Grupo Kotsu Sanwa – eles designaram apenas 10 de seus 500 táxis em Yokohama para o serviço  “turtle taxi ‘, e especificamente treinaram os motoristas de táxi para acelerar e desacelerar o mais suavemente possível. Eles também disseram para gerenciar as “forças centrífugas”, e evitar a todo custo as curvas fechadas.
Quando um cliente entra em um turtle taxi, eles tem que pressionar o botão ‘Yukkuri’ (que significa “lento”). Isso irá ativar um carrilhão musical e um lembrete visual de plástico com a ilustração de uma tartaruga – para que o motorista saiba que estará no modo turtle taxi.


turtle-taxi2-550x367
O serviço vem crescendo em popularidade no Japão, sobretudo com  idosos, mulheres grávidas, mães com crianças pequenas, e os turistas que gostariam de desfrutar um percurso mais calmamente.

“Os arranques e freadas são muito suaves, pois não há nenhum movimento brusco”, disse um cliente com um bebê de um ano de idade. “É perfeito para aqueles momentos em que eu não quero que meu filho acorde”.

O turtle Taxi recebeu um feedback positivo impressionante – e o número de pedidos para o serviço subiram 15% no ano passado. A empresa agora tem planos para implementar o sistema em todas as suas unidades no próximo ano e estender o serviço para outras cidades, como Tóquio, Kanagawa,  e Saitama.

turtle-taxi3-550x367

 

Eu não tenho duvidas que isso poderá ser uma boa ideia a ser adotada em outros lugares, como Rio de Janeiro e São Paulo. Por outro lado, é uma coisa a se pensar se o carioca gostaria de pagar ao taxi (cujo taxímetro – quando não está adulterado – corre por tempo, bandeira e distância percorrida)

Infelizmente, o golpe nos turistas por taxistas calhordas de irresponsáveis continua a acontecer. Volta e meia vejo conhecidos reclamando que indo do aeroporto do Rio para o centro da cidade o motorista passou pela Barra e Copacabana.

Também já tentaram me dar esse mesmo migué em Buenos Aires. Desconfiamos, questionei o trajeto e o cara se emputeceu (se entregou ali), começou a querer bater boca. Parou o carro e nos expulsou com o dedo em riste, hahaha.

Evidentemente, os abjetos que praticam esse tipo de abuso não representam todos os taxistas, nem lá nem aqui. Há muita gente honesta e honrada nesta profissão.

Certa vez peguei um taxista que dirigia tão mal que tive vontade de perguntar se ele tinha mesmo carteira de motorista. O cara parecia estar em modo “Velozes e Furiosos”, dando umas cortadas insanas, desviando de bater das coisas no último segundo. Em pelo menos duas “acrobacias” do cara eu quase gritei.  “Vai porrraaaaaaaaar!”

Felizmente consegui me conter, quando comecei a pensei que talvez eu estivesse numa pegadinha e o cara era um dublê ou algo assim. Mas não era. Era só um doido mesmo. Certamente que ele “não estava puro”.

Nessas horas, um Turtle taxi cairia bem.

fonte

Related Post

2 comentários em “Turtle Taxi: Garantia de chegar atrasado”

  1. É uma situação muito revoltante. Sou de São Paulo, que não é nenhuma referência no quesito taxistas honestos, mas na primeira e única vez que fui para o Rio fui surpreendido negativamente rsrs. Fui a trabalho, e como não conhecia absolutamente nada sobre os caminhos e geografia da cidade, antes de ir perguntei para o cara que ia me recepcionar qual era o melhor trajeto pra ir do aeroporto do Galeão até a Barra, e ele falou que era a Linha Amarela, que é uma linha reta entre um e outro. Fui com isso na cabeça e quando desembarquei no aeroporto, ao invés de ir direto nos guichês de taxis oficiais que fica ao lado das esteiras de bagagem, saí pela porta e um sujeito já veio em minha direção gritando: Taxi????!

    E eu inocentemente disse que sim, o cara perguntou pra onde eu iria e eu respondi que pra Barra, e DIRETO PELA LINHA AMARELA (afinal, não faria papel de trouxa e seria enganado) e ele falou: – Ok, vamos fechar em R$ 100,00….. eu falei: O que?!? Caro pra caralho!!… e ele falou que é muito longe, tem muito transito e que pelo guiche de taxi oficial sairia no mínimo R$ 150,00….. Ao invés de ir no guchê confirmar eu acreditei no cara e fui com ele.

    Primeiro que era um esquema totalmente clandestino. O “taxi” era um carro preto comum, sem nenhuma indicação de taxi normal. Fomos pela bendita linha amarela, com um puta transito, quando no meio do caminho um animal conseguiu bater na traseira do meu “taxi” mesmo com o transito parado (???). Ainda bem que o carro em qu eu estava tinha engate e aparentemente nao havia estragado nada, já o carro que bateu em nós ficou totalmente arrebentado parado no meio da pista. Chegando no local, qual não foi minha surpresa quando o porta-malas não queria abrir pra eu pegar minha bagagem, por causa da batida? O motorista depois de uns 10 minutos e muitas porradas no porta-malas conseguiu abrir.

    Depois que terminei o trabalho, fui pegar um taxi para voltar ao aeroporto num ponto que ficava em frente ao hotel, já estava atrasado para o voo e fui falando pro cara: Até o Galeão pela linha amarela da uns R$ 100 reais né? e o Cara responde: Que nada, da uns R$ 70 só…. (e aí caiu a ficha que o trouxa foi enganado na ida)…. Esse segundo taxista sim, com taxi oficial, era bom caráter, conseguiu fazer a correria e pegar uns atalhos pra escapar do transito monstruoso que é a linha amarela e me deixar a tempo de pegar o voo, por R$ 68 e uns quebrados.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares