Os abduzidos do Egito: Um ônibus com 20 pessoas foi mesmo levado para o espaço? Veja o video.

Acredite se puder, existe por aí pelas “internets” um video de conteúdo mais que incrível. O video é Gump num nível sem precedentes.
O video mostra um grupo de turistas que desapareceu em 1965. A filmagem começa num ônibus de turismo, cheio de gente. Não há audio. O filme mostra o que dizem ser os últimos minutos de mais de 20 pessoas na superfície deste planeta.

Essas pessoas estão viajando por um terreno rochoso e aparentemente difícil, que supõe-se seria em algum lugar do Egito. Em um certo momento, o ônibus para e todos os turistas descem. O Câmera, que parece interessado em “registrar o momento para a posteridade” desce por último. Vemos pessoas andando calmamente por um terreno acidentado, há uma idosa que é amparada e todos parecem calmos e relaxados. Andam como se estivessem decididos e nenhum deles demonstra qualquer sinal de medo, temor, empolgação exagerada…
Eles passam por uma placa com uma inscrição em Árabe, que segundo dizem: Significa “não ultrapassar”.
A comitiva de turistas, (todos parecem ter mais de 40 anos) segue seu caminho até uma espécie de planície de pedra, onde há uma laje de forma retangular enterrada no solo.

Tudo é filmado em VHS.

Os caras ficam ali, esperando alguma coisa. Mas o que? A tal coisa só vai dar as caras de noite. Parece frio e eles estão agora iluminando o lugar com lanternas. Os olhos fixos no céu. Estão esperando… Quando o segundo corte do video surge há uma luz no céu. A câmera desce para focalizar as pessoas que olham em êxtase para a luz no céu. A luz se torna muito intensa e azul. As pessoas entram em clímax. Há um homem de joelhos, numa pose que esperaríamos ver vindo de alguém diante de um ser supremo, uma entidade divina ou similar. O brilho se torna muito intenso.
Na cena seguinte, só temos a câmera, aparentemente caindo no chão. Não há mais ninguém.

Essas pessoas foram levadas por um disco voador? Confira o video da abdução de 22 pessoas:

Se o video não for falso, trata-se de um incrível registro de 22 pessoas que ao que parece, foram ao local ermo com a firme intenção de serem abduzidas. Diz o texto que fala do episódio que ele aconteceu em 1965. Este video aparece num documentário em espanhol, onde inclusive a filha de um casal que estava no grupo e não sabia do filme, foi chamada para ver se eram seus pais e realmente confirma que eram eles.

O Egito nunca negou o desaparecimento dessas pessoas. Curiosamente (ou não) o filme foi encontrado em um quartel da KGB e vendido no mocó por um ex-oficial (até aí normal, já que eles venderam até mísseis com a quebra do bloco soviético).

No documentário, um especialista da CIA, fez um estudo sobre a filmagem e descobriu que são reais, não parecem ser falsas, a luz que passava sobre eles movimentava-se muito rápida e havia mudanças de cor. Ele diz que um efeito de azul que tem na imagem, é muito característico de um objeto que se move em relação ao observador. Ele ainda diz que:

“a magnitude da luz azul significa que o objeto se move em uma espantosa velocidade e comprova a realidade da película, ele continua observando a luz e quando a câmera cai no chão a leitura da luz mostra que o objeto atingiu a velocidade da luz, que é um limite do nosso universo e que a nave alcançou essa velocidade em segundos”.

Apesar da monguice que o cara diz, eu não posso afirmar que este video é real, e nem que ele é falso. Não me cabe dizer no que você deve acreditar ou não, mas essa história está muito cheia de inconsistências para poder ser levada à sério.

Tudo começa com a data: 1965.
Em 1965, não havia filmagem em video vhs portátil. Isso só foi efetivamente popularizado nos anos 80. O VHS foi inventado em 1976 nos EUA. Logo, a chance disso estar registrado uma abdução coletiva em 1965 requer uma maquina do tempo ser adicionada na história.

Logo, o video não pode ter sido gravado em VHS. Quando a câmera cai, podemos ver um típico ruído branco surgir na tela. O ruido branco indica que o material foi registrado em mídia magnética e não em película, como seria de esperar nos anos 60, quando câmeras de super 8 eram populares. Elas iriam perder sua hegemonia cinematográfica para o video apenas vinte anos depois. Isso é um dos calcanhares que Aquiles do video, uma vez que um turista certamente iria registrar algo em um suporte de mídia ao seu alcance, e este suporte seria com muita probabilidade o formato super8.

O fato de não haver VHS em 1965 não quer dizer que o video seja falso. Na verdade, pesquisando para este post, eu descobri que havia SIM videotape e câmeras compactas de videotape nessa época. Porém, elas foram lançadas JUSTAMENTE em 1965, e como todo lançamento, deviam estar proibitivas para pessoas comuns.

Sony CVC 2000 de 1965
Sony CVC 2000 de 1965

Você pode ver a CVC 2000 da Sony e outros modelos da época neste link de museu.

O maior problema com essas câmeras de videotape anteriores ao VHS é que elas dependiam de energia elétrica. Acho improvável terem usado uma dessas em campo, porque simplesmente era inviável por não haver tomadas naquele lugar ermo.

O video em si é legal, mas algo que estraga MUITO a credibilidade dele é a presepada do documentário. Primeiro que as alegações do especialistas são risíveis para dizer o mínimo. Com base na intensidade da luz ele infere que a nave acelerou a 300.000 km/s?
Fala sério! Forçou.

Depois tem aquela presepada de ondinhas selenoidais percorrendo a imagem. Aquilo não está analisando NADA. É uma animação tosca, feita para parecer uma análise. É só um desenho animado em loop acrescentado sobre o video, junto com três timecodes que também estão em loop. Isso tem a mesma credibilidade daquelas informações e gráficos da visão do Robô exterminador no filme Terminator – O exterminador do Futuro.

Na parte final do video, temos a suposta filha do casal desaparecido em meio ao grupo. Ela reconhece (com interpretação de qualidade “A usurpadora” da rede Televisa) os pais em meio as imagens borradas e mal definidas do video. Até aí beleza. Mas vamos pensar. Olha a moça (eu clareei a imagem):

orfa

me parece que uma criança que lembre de seus pais desaparecidos em 65, devia ser mais velha que essa moça.
Quantos anos ela parece ter?

Eu chutaria 29,30.

Mas ela “não vê os pais desde que sumiram em 1965”.
Para que ela tenha memória dos pais nessa época, ela PRECISA ter nascido ANTES de 1965. Dificilmente ela teria memória deles definida antes dos três anos, de modo que podemos supor que ela devia ter 3 anos ou mais em 1965. Logo, se ela nasceu em 1962, ela tem hoje 52 anos. Eu ainda não descobri qual é o nome desse documentário em espanhol, de modo que vamos supor que este video seja da década de 90 (porque podemos estimar mais ou menos pela quebra do bloco soviético). Em 1990, ela teria 28 anos, o que parece bater com o video em espanhol.
Puxando de memória eu consegui me lembrar que já vi este cara bigodudo da camisa listrada num antigo documentário de segredos da KGB apresentado pelo ex 007, o ator inglês Roger Moore. Fui procurar para ver se era, e não deu outra, no fim do documentário, lá estava ela, bem como a cena inteira e muito melhor qualidade. (bem bonitona ainda, apesar de uma péssima atuação)

Vendo o documentário, percebi que a alegação que o grupo desapareceu em 65 pode ter sido um simples erro de digitação. O filme diz que o grupo, composto em sua maioria por engenheiros, programadores e pessoas russas de alto nível técnico formaram um suposto culto religioso-extraterrestre com viés egípcio. São esses membros do culto que sumiram na verdade em 1985, o que condiz com a câmera em VHS e as coisas parecem se encaixar melhor no tempo.
No documentário dos mistérios da KGB podemos ver as imagens supostamente da Câmera VHS com melhor qualidade, principalmente quando a câmera cai.
Os “seguidores” do culto acreditam que de acordo com o Livro Egípcio dos Mortos o deus egípcio Osíris é o único que teve trazer a tecnologia para a terra e é dele o dever de proteger o conhecimento. Todos os membros o culto russo “Os Seguidores” eram de sólida formação técnica na área de ondas de rádio, Informática, Eletrônica, Física e trabalhavam como engenheiros e técnicos para os serviços secretos militares russos e russos e para a KGB. Eles descobriram que havia uma data e um local em que os “deuses” retornariam. E é por isso que esses caras foram se meter no meio do nada, a espera de um encontro que resultou no desparecimento deles.

Se isso é verdade ou não, eu não sei, mas a história me parece muito roteirizada.
Seja como for, é um caso curioso e intrigante. Há casos bem estranhos de desaparecimentos em grupos, como aquela aldeia inteira de esquimós, e alguns bem legais de abduções, como o Caso de Travis Walton e diversos outros, alguns ate coletivos, mas se este video for real, certamente este é o caso mais interessante de abdução coletiva ever.

disappeard

Com base no video do documentário com o Roger Moore, eu suponho que um canal de Tv do Mexico pegou pedaços e fez as presepadas em cima, já que elas não aparecem no video do “Segredos da KGB”.

Seja como for, apesar da gigantesca chance de ser uma fraude, cultos envolvendo extraterrenos são comuns, vide os Raelianos, aqueles doidos do heavens Gate que cometeram suicídio em massa e até a cientologia, que baseia seus pilares num alien oriundo de um livro de ficção científica.

1463_heavens_gate_468

Com tantas crendices e presepadas envolvendo as questões ufológicas e de abdução não me admira a grande maioria das pessoas desacreditarem o assunto peremptoriamente.

Related Post

19 comentários em “Os abduzidos do Egito: Um ônibus com 20 pessoas foi mesmo levado para o espaço? Veja o video.”

  1. E abrindo os videos no Youtube, voce se depara com isso..
    http://youtu.be/epXvTNJGnis

    Tirando a porquice da reportagem, é, no minimo do minimo, muito intrigante….

  2. No primeiro vídeo é narrado “1985”, talvez por falha do cara que narrou, mas… como historiador, estava vendo as roupas da galera do busão >>> elas caem mais no estilo ANOS 80 naquelas paragens do que nos ANOS 60 (mas como a resolução do vídeo está baixa, difícil ver mais detalhes, mas cortes de cabelo também denunciam modas ANOS 80). O modelo do busão também pode ser um indício histórico do provável ano/década que foram realizada a gravação.
    Difícil ter credibilidade nesse caso.

    OVNIs, com certeza existem, mas neste vídeo anos 60 (se for nos anos 60 mesmo) parece algo, digamos… roteirizado demais em vários pontos. Como a galera praticamente estava indo para um fim específico, religioso-extraterreno, enfim, pareciam obviamente tranquilos para o “arrebatamento”. Fizeram questão de filmar a plaquinha de entrada proibida, algo bem teatral e ensaiado. Parecia mais um grupo fazendo novena, na maior tranquilidade. Agora, o estranho é: se desaparecerem de fato, nunca mais foram vistos, isso soa como um possível sequetro/terrorismo, ou sei lá o que.

    Se foram realmente abduzidos, ou se o vídeo é uma fraude zoada, uma coisa é certa: essas análises toscas (desanimam qualquer pesquisador sério e a ufologia cai na banalidade, e os sensacionalistas deitam e rolam).

    Ps: aqueles gráficos e os números “analisando” a suposta abdução é muito hilário, puts…

  3. O narrador fala “1985” claramente duas vezes no início do vídeo. Fiz uma busca por “Abdução Egito 1985” no Google e pelo menos duas referências indicam essa mesma data: um outro vídeo cópia no YouTube e um post da página Universalismo – UFO no Facebook.

  4. “[…] ele continua observando a luz e quando a câmera cai no chão a leitura da luz mostra que o objeto atingiu a velocidade da luz[…]”

    A não ser que a física que nós conhecemos esteja bem errada , nenhum objeto com massa pode chegar na velocidade da luz…

  5. "Mas ela “não vê os pais desde que sumiram em 1965?.
    Para que ela tenha memória dos pais nessa época, ela PRECISA ter nascido ANTES de 1965. Dificilmente ela teria memória deles definida antes dos três anos, de modo que podemos supor que ela devia ter 3 anos ou mais em 1965"

    ela não precisa ter a lembrança dos pais para reconhecê-los, ela poderia ter nascido em 65 mesmo, existem fotos…

  6. O vídeo diz 1985. Tinha um filme que passava de madrugada na Globo, há muito tempo atrás. Sobre um grupo de aposentados que iam de ônibus ao deserto atrás de disco voador, e sumiam numa névoa…era frustrante, porque acabava aí.

  7. e no vídeo que mostrou com melhor qualidade não aparece o efeito de branco como no primeiro vídeo qd a câmera cai no chão. “Quando a câmera cai, podemos ver um típico ruído branco surgir na tela. O
    ruido branco indica que o material foi registrado em mídia magnética e
    não em película”

    Esse ruído não é visivel no segundo vídeo.

  8. A pessoa que aqui em questao avaliou o video nao prestou atencao e fez uma analise equivocada. Isso aconteceu em 1985, como o proprio locutor fala na reportagem em espanhol…por isso, foi filmado em vhs. Existe um software que avalia se teve ou nao mudancas na frequência do video, ou sej, se foi introduzido computação grafica. O video nao apresenta nenhum tipo de alteração

  9. Esse vídeo é maior farsa descarada. Ou como se diz atualmente, um FAKE. 300.000 km por segundo uma nave teria que se desmaterializar, e os passageiros? Voce acredita em papai noel, fada madrinha e por ai vai……????

  10. O sistema Alpha Centauri é na verdade composto de três estrelas. As estrelas principais no sistema, Alpha Centauri chamadas de Alpha Centauri A e Alpha Centauri B é cerca de 4,37 anos-luz distante da Terra. A terceira estrela, chamada Alpha Centauri C é gravitacionalmente associada com o primeiro, mas na verdade é um pouco mais perto da Terra em 4,24 anos-luz de distância. Porque alguem iria viajar milhares de anos-luz só para "abduzir" um bando de lunáticos aqui na terra?

    Leia mais em: http://ciencia.me/amZyr

  11. Muitos dizem ser falso esse vídeo , mas vamos pensar: são pessoas que aparentam ser de idade, sera que pessoas com essa idade ia sair no meio do nada para mentir?. e qual a finalidade deles se reunirem para fazer um vídeo falso?. eu acredito que seja verdadeiro porque jà passei por uma experiencia assim quando eu tinha 8 anos de idade quando morava na época na paraíba ( Brasil!)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares