O QG do Mundo Gump

O pessoal do site Noite Sinistra me convidou, por intermédio do meu amigo Fred Predador para contar um pouco sobre meu ambiente de trabalho. Eles estão pedindo que vários autores e blogueiros mostrem onde criam e trabalham. Eu achei a ideia legal e resolvi participar.

Durante os quase dez anos de vida deste blog, eu já trabalhei em cada muquifo escroto que você não pode imaginar…

O pior de todos foi quando eu me mudei de casa. Foi um período complicado porque o apê que eu morava de aluguel foi colocado à venda, aí pra piorar, eu estava comprando um Apê na planta que não tinha sido entregue e faltava dois anos pra acabar, e fui morar de favor na casa de um amigo da minha sogra, pagando um aluguel bem de “amigo” mesmo. Mas como eu sou GUMP, assim que eu mudei pra lá, o cara vendeu a casa de modo que eu precisei num ano só fazer mudança três vezes!

Se não fosse minha sogra, que tinha se mudado pouco antes para outra cidade, eu ia ficar debaixo da ponte, porque de fato a especulação imobiliária tava um absurdo em Niterói -RJ.

A casa dela era pequena, e – logico – era uma casa para apenas um casal, de modo que a minha bagulhada (monumental) de coisas, livros, produtos químicos, computadores, mesa de desenho, espadas, caveiras… Tudo ficou meio que provisório.

Nessa época meu escritório era num corredor. Caralho, como foi ruim aquilo! Era do lado do banheiro, e se alguém desse um barrão, o jeito era cheirar o delicado buquê de fezes frescas, porque a casa não tinha janelas.

Sim, é isso mesmo que você leu, a casa não tinha janelas. Ela era um corredor comprido e escuro, prensada entre duas outras casas do mesmo estilo. Imagine-se morando num submarino! Era praticamente a casa da minha sogra – que repito – salvou minha pele num momento crucial.

Mas eu disse, como eu sou GUMP, adivinha só o que aconteceu no DIA que eu me mudei para a casa dela que estava vazia? A PORRA DA CASA TAMBÉM VENDEU!

Mas felizmente a dona topou esperar eu conseguir me mudar de lá. E isso demorou um pouco, porque quando meu apê que comprei na planta entregou, eu não me mudei pra lá… Eu vendi e comprei outro simultaneamente! Entre vender o meu e comprar outro foram menos de 15 dias.

Teve até um dia, que eu ganhei um camarão que a irmã da minha sogra tinha pescado lá em Macaé… Ela demorou pra trazer e eu achei meio estranho que ele tava meio verde, mas sabe como é pobre, camarão a gente NUNCA rejeita, mesmo verde. Taquei tempero naquela porra e fritei os bichos.

Veio…

Nem vou contar da diarreia porque você já pode imaginar, mas o pior não foi ela. O pior mesmo foi que saiu um fedor de xavasca com cancro daquela porcaria de camarão que ENTRANHOU na casa. A casa era apertada, escura e úmida. Com cheiro de xavasca então, ficou praticamente a “Maria casquinha da esquina”.

Mas… é foda, nem sei porquê eu  to contando isso. Meu post não era para falar daquela casa, era pra mostrar o meu escritório.

Bom, eu trabalho em um home-office, de modo que o quarto que deveria ser do Davi é meu escritório e isso obriga o moleque a dormir no quarto comigo e com a Nivea. É uma merda essa situação? É. Mas não tem jeito, porque é a melhor solução uma vez que ele só usa o quarto pra dormir, e eu uso o escritório o dia todo. Além do mais, ele demorou treze anos pra nascer… Sabe como é: Não mandei chegar atrasado, malandragem!

Só posso me mudar para um três quartos quando a porra da especulação imobiliária CRIMINOSA que se aboletou no Rio de Janeiro passar, e isso deve ser depois da Olimpíada. Assim, a gente vai levando conforme dá.

O problema é que eu não trabalho com uma coisa só. Tem horas que eu estou desenhando, tem horas que estou pintando, tem dias que estou fotografando, e dias que eu estou esculpindo e também estou escrevendo no blog todo santo dia, escrevendo livros, fazendo videos, 3d, sites… Eu faço um monte de merda, e minha vida – como previsivelmente vcs sabem – é de maluco. Com tantas atividades rolando num espaço restrito, preciso de mais fotos que o normal para mostrar onde eu trabalho.

escritorio1

 

Eu gosto do meu escritório, porque acho que apesar de ter coisa pra caramba, ele não é muito muvucado. Eu agradeço à minha amiga Anne, que certo dia deu um toque na gente, que meu escritório tinha “muita informação”. De fato, era cavernoso, lotado de livros, bonecos, dragão na parede, espadas, (hã? Ah sim, eu falei ali atrás dragão na parede. Tinha um ork também) cristaleira com cerca de 500 bonecos…

A solução veio quando eu projetei este armário enorme aí, onde minha mesa e pc ficam embutidos. Nessa foto não da pra ver, mas em cima dela é armário de fora a fora. Tem de tudo aí dentro. De Tolueno (um produto químco que causa câncer) a raio laser.

Ali no tripe é meu rig de fazer filme para o filme do zumbi. Como eu gosto muito de espadas, tenho algumas no escritório. Na verdade tenho muitas, mas a maioria esta guardada por falta de espaço adequado.

mesadetrabalho

espadas

 

escritorio outro lado

mesinha

 

mesinha2

Do outro lado podemos ver minha mesa de desenho. É essa coisa preta ali na parede. Ela é foda porque não ocupa espaço como uma mesa arquimedes. Ela fica rente a parede e quando eu preciso dela, só puxo a mesa pra frente e ela se monta, regula altura e tudo mais. Ela é bem versátil e resistente e serve para pintar, esculpir e desenhar.

Essa camada pretinha dela é uma cobertura que só uso para disfarçar a nojeira que uma mesa de artista que trabalha de verdade é.  Essa tampa se separa da mesa e funciona como fundo escuro para fotografia de bonecos e por isso, ela é preta.

mesafodida

Como sou escultor de miniaturas, tenho bonecos espalhados pelo escritório. Não tantos quanto eu gostaria, mas mais do que eu deveria.

 

bonecos

 

Como sou formado em Psicologia, tenho um porrilhão de livros de psicologia, e como sou designer, tenho um porrilhão maior ainda de livros de design, de modo que só socando um comodo inteiro do chão ao teto de livros (onde era o quartinho de empregada) e guardando o que é mais útil em armários fechados do outro lado do cômodo:

livros erevistas

 

Todos estes armários estão LOTADOS – completamente abarrotados de livros, revistas e o da direita, material de arte. Aquela parte aberta ali debaixo do Alien são papéis de desenho.

Por trabalhar com duplicação de personagens, moldes e etc, eu costumo ter também uns instrumentos incomuns num escritório, como compressor, aerógrafo e bomba de alto vácuo (que nem é minha, é do meu amigo Americo, que deixou comigo) A câmara de vácuo eu que fiz, porque sou meio metido a Magáiver!

bagunca

Material de arte tem praticamente tudo que vc imaginar. Eu tenho um pouco de vicio em colecionar colas, e eu acredito que tenho 90% de todas as colas disponíveis no mercado hoje na minha coleção.

De ecoline a tinta que brilha no escuro… Tem tinta que não acaba mais dentro dos armários e também no quartinho de empregada, que virou a extensão underground do meu escritório.

materialdearte

Não por acaso, pelo fato de ter crânios, caveiras, braços decepados (eu trabalho com efeitos especiais também) e tudo mais, numa das minhas mudanças esqueci uma caixa na garagem. Era justamente uma que tinha caveiras, ratos de borracha e umas espadas… O porteiro da madrugada (evangélico dos mais radicais) foi fazer a ronda pelo prédio e achou. Ele ficou um tempão sem falar comigo, porque achou que eu era um pai de santo que baixava o Exu Caveira, hahahaha.

Fora este espaço que eu uso para trabalhar, tenho outros espaços da casa que acabo ocupando, como alguns armários da cozinha (como eu disse, eu tenho muitos produtos quimicos). Também tenho um espaço discreto onde guardo alguns dos meus bonecos. Segura que agora vai rolar um NERD PORN!

bonecosfull

Eu tenho um armário só pra estocar os bonecos que eu crio… Mas praticamente já não tá cabendo mais.

Aqui em baixo é minha coleção de miniaturas de chumbo. Eu comecei a trabalhar como escultor de miniaturas de 65mm para a antiga IDD miniaturas. Muitas dessas aí eu que fiz, com agulha e durepoxi. Tem muitas que eu comprei também.

bonecos1

Deve ter na base de umas 350 a 500 delas… Nunca contei.  Aqui em baixo são alguns bonecos que eu fiz, uns para tutorial, outros just for fun… E essa pedra brilhante ali é um segredo que não posso contar, mas é foda.

bonecos2

 

Aqui temos mais alguns bonecos e pra variar… Uma espada. De aço, pesada pra caramba. Eu que fiz, obviamente. Essa cabeça de defunto da direita é o que restou de um prop de filme, que era o corpo todo, mas joguei no lixo e fiquei só com a cabeça dele. Já o bebê deformado quase me levou para a cadeia em uma aventura Gump com a primeira dama, que um dia, quando eu tiver saco, eu conto.

ogre

Bom é isso aí. Acho que tem que falar também do blog no meme, então la vai:  O Mundo Gump é um blog com 9 anos, dedicado aos fatos estranhos da vida, sem deixar de lado a arte, as curiosidades, tecnologia, mistérios e também é um espaço onde eu crio contos, relato situações estranhas que vivem acontecendo comigo, exponho minhas ideias e é um espaço em que eu me divirto fazendo muitos amigos…

 

 

 

Related Post

27 comentários em “O QG do Mundo Gump”

  1. Sensacional Philipe^^

    Vou enviar ao Noite Sinistra este post para a próxima edição do "Covil do terror" (Que também será replicado no Rusmea.com^^)

    Obrigado por participar! o/

    Grande abrax^^

  2. Muito bom Phil, a coleção de miniaturas é insana. Me deu inveja, admito, e fiquei muito curioso sobre a pedra segredo e tantos outros mistérios e historias gumps que você não contou ainda…

  3. O QG é show! Gostei da sua criatividade pra resolver os problemas de espaço, pensei que fosse muito mais sinistro do que realmente é hehehehe, mas é compreensível visto que agora tem o Davi. Por falar nisso vai ser bem difícil segurar a curiosidade do garoto conforme ele for crescendo, não tenho dúvidas que ele será muito bem instruído quanto a isso como também motivado a conhecer todo esse material, seu uso e funcionalidades, mas não rola um certo medo, principalmente com os produtos químicos? Já pensou em montar um escritório fora de casa com uma decoração com fim de deixar tudo isso exposto? Imagina se fosse num container, seria foda hahahahah

    • Pensar, ja pensei, mas custa uma nota preta. Daí só me resta tentar ganhar dindim… Os meus produtos perigosos costumam estar bem guardados, até pq o moleque é foda, bobeou ele ta fazendo merda.

  4. Essa pedra com certeza não saiu dos seus rims (se é que você tem os dois ainda).

    Algo me diz que ela tem alguma ligação com Leonard… mas.. acho que nunca saberemos.

    Quem sabe o velho não existe de verdade e já participou de algum evento em sua vida e todos os seus contos são baseados em um fato verídico e experiências que o próprio Leonard te contou a luz de uma fogueira.?!

  5. Phillipe, ficamos gratos, a muito queria conhecer o QG do Mestre Gump. Uma pergunta que não quer se calar e, se caso entro em terreno íntimo antecipo minhas desculpas: Vc é formado em psicologia, design e outros adjetivos, vc faz um poquinho de cada profissão para tirar sua renda ou ultimamente se dedica a somente uma? Como consegue escrever tão bem? Dedicação? Leitura extensa? Sou carreteiro, viajo com minha esposa, moro em Leopoldina MG e ôntem como muitas vezes que passo em Três Rios sentido Rondônia lembro do Mestre, precisando da carreta, ela está a sua disposição para carga e carona. Abraços e bom combate.

    • Grande Luciano. Caraca, quantas horas de viagem é de Leopoldina até Rondônia?
      Cara sobre o lance da Psicologia, eu estudei o assunto porque tinha interesse, mas não pretendia trabalhar com ela diretamente, como não trabalho, Quando entrei na faculdade de Psicologia eu já trabalhava fazendo design e assim continuei. Eu faço muito trabalho de webdesign, ilustração e eventualmente design de produtos.
      Eu não acho que escrevo muito bem, mas eu gosto de escrever, e sempre gostei. Eu conto um pouco sobre como comecei a escrever neste link aqui: http://www.mundogump.com.br/sobre/

  6. Phillipe, ficamos gratos, a muito queria conhecer o QG do Mestre Gump. Uma pergunta que não quer se calar e, se caso entro em terreno íntimo antecipo minhas desculpas: Vc é formado em psicologia, design e outros adjetivos, vc faz um poquinho de cada profissão para tirar sua renda ou ultimamente se dedica a somente uma? Como consegue escrever tão bem? Dedicação? Leitura extensa? Sou carreteiro, viajo com minha esposa, moro em Leopoldina MG e ôntem como muitas vezes que passo em Três Rios sentido Rondônia lembro do Mestre, precisando da carreta, ela está a sua disposição para carga e carona. Abraços e bom combate.

  7. Dá para excluir as repetições? Eu não sou gay não, apenas admiro boa leitura e pessoas com formação multicultural, mas espero te conhecer um dia. Fica na paz Mestre.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares