80 Comentários


    1. Não é ceticismo xiita, cara. Tô só emitindo minha impressão. Eu quero mais que isso emplaque, mas baseado em coisas que eu já vi acontecer, sei lá. Acho que com isso vai ser igual ao motor movido a água que aquele cara fez no início dos anos 80 e depois deram sumiço nele, lembra?

      Responder
      1. Guilherme

        Pode postar isso aí …..mas parece lenda ou no máximo uma máquina a vapor.
        abraço

        Responder

      2. Mas lembre-se que, agora, graças à liberdade da internet, isso pode mudar, talvez.
        Estes inventos podem chegar à todo mundo se forem popularizados via internet.
        Eu agora acredito que invenções miraculosas podem finalmente fugir da ganância das grandes empresas.

        Veja o exemplo do Linux. Algo gratuito que conquistou o mundo (nem tanto hehaehe).

        Obs.: não sou xiita linux. Nem o uso aliás hehe.

        Responder
        1. JOSE PEREIRA

          eu estou contribuindo para mudar a forma de produzir energia,melhorei o motor magnetico e gravitacional

          Responder

      3. Caro Philipe,

        Vou lhes dar uma excelente notícia em resposta as suas PALAVRAS: …Acho que com isso vai ser igual ao motor movido a água que aquele cara fez no início dos anos 80 e depois deram sumiço nele, lembra? Este cidadão está morando nos ESTADOS UNIDOS e muito rico, pois, negociou sua invenção e recebe Royalties altíssimos anual.

        Quando for aos E.U.A. vá a Oklahoma e pesquise que você pode falar com ele. Fiz esse caminho e me dei bem.

        Sou do ramo ENERGÉTICO, minha empresa é a 1ª PRODUTORA INDEPENDENTE DE ENERGIA ELETROMAGNÉTICA AUTOSSUSTENTÁVEL CONTÍNUA, LIMPA E 100% ECOLOGICAMENTE CORRETA NO BRASIL E NO MUNDO.

        Quer ser um INVESTIDOR, ACIONISTA, SÓCIO COTISTA ou SÓCIO DIRETOR, INVESTINDO no MÍNIMO USD$. 100.000.000,00 (…).

        E não estou preocupado com esse “EU ACHO” MENCIONADO por VOCÊ.

        Responder
  1. Rafael Martini

    Mto loco!!!
    Isso daria para ser implementado no Maglev Cobra?
    Aí sim, seria um projeto MATADOR! ehehehe…

    Mas como você disse, nada adianta se isso for tomar o espaço de quem já domina o mercado a muito tempo.
    Como por exemplo akela pilha a base de água! Bastar encer de água novamente para aproveitar a pilha… mas acho que o inventor vai morrer tentando fazer isso decolar no mercado.

    Tem um brasileiro que mora nos EUA que tmb inventou um tipo de cartão de memória absurdamente poderoso e pequeno… é tipo, uma tecnologia quantica. Saiu uma matéria sobre ele na Veja, mas mesmo o Brasil o rejeitou implementando uma tecnologia francesa muitíssimo inferior em cartões de credito e débito.
    Não me lembro o nome dele…mas posso procurar a matéria se quiser.

    Responder
      1. Rafael Martini

        Achei!!!
        Cientista Brasileiro revoluciona Indústria da Nanotecnologia de Semi-condutores e Já Fatura U$$600 milhões em Royalties
        Postado por Espaço Democrático de Debates às 08:00 Marcadores: Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento, Symetrix
        Quem é Carlos Paz de Araújo, o brasileiro desconhecido em seu próprio país, mas dono de 600 patentes que lhe renderam US$ 150 milhões. Agora, ele diz que vai revolucionar os computadores

        Link:
        http://espacointeressenacional.blogspot.com/2009/06/cientista-brasileiro-revoluciona.html

        Responder

  2. Cara eu espero que emplaque… mesmo que isso seja uma facada em meu coração… A 5 anos estou “solitariamente” desenvolvendo um motor usando estes mesmos princípios… mas como eu disse, tenho que fazer quase tudo sozinho, pois NINGUÉM, do meio acadêmico onde eu passei, acredita muito num projeto desse âmbito.

    De certa forma é bom que alguém conseguiu levar esse projeto a frente… mas não pretendo desistir.

    Responder
  3. carlos

    Já tinha visto outros motores parecidos no youtube. Mas com a eficiência deste não. Isto é energia livre sim. Ela é liberada pela interação dos imãs permanentes. Forças de repulsão e atração utilizadas de forma inteligente de maneira que o rotor seja impulsionado. Aposto que o que limita a velocidade do rotor são as inúmeras perdas por rolamentos e frição entre o ar e as partes móveis do motor. O restante é convertido em energia útil entregue pelo eixo à hélice. Se não fosse isso a chance das rotações aumentarem exponencialmente poderia destruir o motor pela força centrifuga. Aquelas peças frágeis de plástico não iriam aguentar isso.
    Superados estes pequenos problemas iniciais pode ser que estejamos vendo o nascimento de um novo futuro energético.
    Imagine uma unidade destas acoplada a um pequeno gerador e acumulador em cada residência do mundo. poderíamos ter energia limpa. Não me importo nem de pagar por ela, mas só de saber que a energia não provém de comabustíveis fósseis, termoelétricas, usinas nucleares ou mesmo a custa de grandes hidroelétricas que inundam grandes áreas já seria muito bacana.
    Adeus aquecimento global ( se é que ele existe pq tem gente que acredita que é coisa inventada ).
    Poder plugar seu carango elátrico neste gerador e recarregar as baterias. Ligar a tv, o computador, aquecer a casa ou qualquer outra destas necessidades básicas de uma residência moderna e saber que a energia que estou usando é realmente limpa. Cara, isso vale muito.
    Quem sabe talvez tenhamos no futuro usinas magnéticas, mantendo toda a rede de distribuição de energia atual.
    Levar de maneira prática e barata energia a qualquer lugar do mundo. Desde NI até os menores recantos da áfrica. Adeus guerras por petróleo.
    Iria ser um novo mundo.
    Eu quero a planta deste negócio. 😉

    Responder

    1. Cara se pensarmos bem, esse lance pode ser até parte do motor do próprio carro, acabando de vez com as baterias que são o maior entrave para os carros elétricos serem adotados em massa. O problema é imaginar o que vai ser das milhões de pessoas que vivem da cadeia do petróleo.

      Responder
    2. João Maurício

      Desculpa cara mas “energia livre” é contra qualquer lei natural. A fricção, o atrito e a resistência do ar não são pequenos problemas que podem ser resolvidos como você disse. Eles separam EXATAMENTE a física que vivemos e que nos aprofundamos do mundo de Harry Potter.
      Se alguém já ouviu falar da dualidade onda-partícula de elétrons por exemplo, sabendo que está associado a sua velocidade e interação com a matéria sabe que matéria e energia possuem um limiar de interação. Se fosse possível gerar energia do nada seria possível gerar um elétron do nada e depois um átomo. Isso obviamente desequilibraria qualquer estrutura natural.

      Acredito que a tecnologia em aproveitamento energético atual tem muito a melhorar e que sofre com os entraves de uma sociedade afundada em guardanapos sujos de Big Mac e Ketchup. Se um dia nós formos bons o suficiente pra conviver com a NATUREZA talvez consigamos 99% em aproveitamento. Seria um sonho, de fato.

      Responder
      1. Antonio sousa

        Quem gera a força para girar todos os planetas, estrelas e etc? Energia para criar o motor existe, falta saber usá-la.

        Responder
    3. iniram

      …..tenho possibilidade de obter financiamento, estava pensando em uma indústria de motores magnéticos (para inúmeros usos) se tiverem um projeto contatem-me

      iniram
      mariniiniram@yahoo.com.br
      055 11 99115-9769

      Responder
      1. Messias

        Boa noite Iniram.
        Se eu tiver um projeto de um motor que não usa combustível, já patenteado como devo proceder para iniciar uma pesquiza

        Responder
  4. daniel

    esse motor nao vai emplacar as malditas petroliferas imperialistas shell, bp, exxonmobil nao vao deixar escreva o que eu estou falando

    Responder
    1. felipe

      CARA, essas empresas só na vao deixar se a populaçao quizer porque se todo mundo apoiar essa ideia do magnetismo e passar a nao utilizar essas energias sujas um dia vao se tocar que o dinheiro vem do povo e se nao apoiar o povo na vem dinheiro.

      Responder
  5. João Maurício

    Só uma coisa, não dá pra “multiplicar” energia, se é uma máquina com um magnífico aproveitamento, o máximo que ela poderia fazer seria transformar uma boa parte da energia da martelada. O ventilador é muito forte e demora muito tempo, não dá pra imaginar que aquela porrada “forneceu” tanta energia assim, senão a própria máquina poderia gerar a energia pra uma nova martelada e assim permanecer, o que seria um moto-perpétuo.
    Eu fiquei meio ‘de cara’ com esse motor magnético, mas a curiosidade científica me deixa muito ansioso pra que seja real essa descoberta, e que novas possam ser feitas a partir dessa.

    PHILIPE, FAZ MAIS UM BONECO AÍ PRA NÓIS! (te mandei um email sobre isso, sou fã de suas esculturas de sculpey!)

    Responder
  6. Dablice

    Um princípio que pode ser usado num aparelho assim é o seguinte: o conceito de vácuo absoluto e algum aparelho magnético que contrabalance ou anule a gravidade DENTRO DA CAIXA DIFERENCIAL. Sabe-se que, se você lançar um objeto no espaço, ele seguirá em linha reta indefinidamente, enquanto não existir nada que bloqueie o seu trajeto. Assim também uma engrenagem girando em local de vácuo absoluto. Sempre existe um meio. Na ponta do extremo está a solução.

    Responder
  7. Emaús Moraes

    Esse motor do vídeo é magnético e não elétrico. Isto é, ele não gera energia elétrica e nem funciona com energia ou por causa dela, a única energia gerada por ele é a ENERGIA MECÂNICA, que também é fonte inicial para se obter energia.
    Por exemplo, as usinas hidrielétrica, termoelétrica, eólica, entre outras, precisam de energia mercânica para girar o eixo da turbina que gera energia elétrica que provém da água, vento, etc, exceto as placas solares/fotovoltaícas que utiliza a energia solar(luz).
    Esse é o objetivo desse motor magnético. Agora imaginem se esse motor magnético tivesse o mesmo tamanho que um turbina de uma usina hidrelétrica, certamente a rotação seria muito mais veloz, ou seja, seria o suficiente para rotacionar o eixo de uma turbina gerando eletricidade.
    Teoricamente, aquela martelada que o cara deu atrás do motor, foi para tirar/romper a trava do eixo dele, fazendo
    com o eixo(e hélice) girasse livremente.
    Mas infelizmente, vai demorar para que os governos utilizem esse tipo de motor magnético por questões política empresarial e corrupção. Ainda mais, o Brasil que possui outros poços de petróleo no pré-sal.
    Entretanto, creio que será encontrado várias utilizações (inclusive para os carros elétricos) para o motor magnético de modo pessoal, consequentemente, irá fazer parte da vida de várias pessoas.
    Após isso, os governos irão adotar esse tipo de motor para utilização em grande escala para a sociedade.

    Responder

    1. Eu tenho essa percepção também. Creio que eles estejam preparando varios estudos de fontes energéticas alternativas para quando as reservas de petróleo se esgotarem.

      Responder
    2. felipe

      Dava pra fazer um liquidificado!!! HASIHASIAS

      O BOTAO DE LIGAR SERVIRIA COMO UMA TRAVA PARA O MOTOR NAO GIRAR E QUANDO APERTASSE O BOTAO, LIBERARIA A TRAVA E O MOTOR IRIA GIRAR…

      E PORQUE EU ADORO FAZER SUCOO HSIHASIHIAS

      Responder
      1. rogerio

        motor magnetico nao teria este resultado de torque a nao ser como foi demonstrado com baterias,ate meu neto faria igual,valeu pela comparacao com liquidificador,,,mais parece com britadeira sao un grandes palhacos..

        Responder
  8. Guilherme

    Concordo com a maioria … mas vamos esquecer os “governos” corruptos, vamos botar pilha é na iniciativa privada … alguém tem o telefone do Eike Batista ? 😀

    Responder
  9. Estrategica

    é possivel fazer isso, o sistema é muito simples ate da para fazer em casa
    eu mesmo consegui

    Responder
  10. Fernando

    Motores magnéticos não existem.
    Mas é prato cheio para mágicos, ignorantes, e vigaristas.

    Responder
    1. Philipe3d

      Há um documentário mostrando um motor magnético sendo desmontado na frente de uma junta de físicos da universidade de Delft na Holanda.

      Responder
      1. Fernando

        Me admiro que logo você vá acreditar em vídeos do youtube…
        (experimente perguntar sobre o assunto alguém que SAIBA um mínimo de física. Pode ser lá na Coppe, por exemplo)

        Responder
        1. Philipe3d

          Desacreditar de um video apenas porque ele está no youtube revela uma estupidez tão grande quanto acreditar em algo só porque um video diz que acontece.
          De fato, devemos investigar este caso. Só tem um problema, o assunto só se tornará “real” ante os olhos da ciência tradicional, quando ele for publicado, e hoje a fila de publicações científicas internacionais em certas áreas, ultrapassa os quatro anos de espera.
          E quem me disse isso é justamente um professor da Coppe.
          Há uma outra questão que é a polarização do avanço tecnológico. Já vai longe o tempo em que vanguarda era na academia. Hoje academia é cuspe, giz e papers. A massa da vanguarda está nas companhias privadas. São as empresas que fazem patentes, que registram e criam departamentos focados em avançar as pesquisas. A academia, tirando raros casos, como o MIT, Delft, Frauhofer, Paris5 e poucas outras sofrem com a fuga de cérebros para os grandes centros privados de pesquisa.
          Então, se eu tivesse que perguntar a alguém, não seria na Coppe, aquele antro de interesseiros vaidosos e corruptos, mas sim no MIT, que curiosamente está pesquisando a mesma coisa que dá título a este post.
          http://www.thestar.com/sciencetech/article/300042
          A propósito, há uma explicação mais detalhada sobre o funcionamento de um motor deste tipo aqui. Dá pra ver que não é energia de estado zero. Mas é uma otimização absurda da perda energética que existe nos motores convencionais.
          http://jnaudin.free.fr/html/johnmot.htm
          http://www.rexresearch.com/johnson/1johnson.htm

          Responder
          1. Fernando

            Para se investigar o assunto não há nenhuma necessidade de publicações em qualquer lugar. Basta perguntar a alguém que saiba física.
            Sugeri a Coppe, embora pertencer àquela instituição não garanta o conhecimento de física. Afinal, lá, como em qualquer outro lugar, existem administradores, gente que faz política, etc… Há inclusive professores que não têm nada a ver com física.
            Vá até lá, e pergunte a alguém que SAIBA física – poderia ser um estudante de engenharia eletrônica ou um estudante de física, por exemplo.

            Paralelamente, lamento informar que o MIT nunca pesquisou motores magnéticos, e não dedica tempo algum a este assunto – se quiser, não faça cerimômia, e tente encontrar algo do gênero nas linhas de pesquisa desenvolvidas no MIT.
            Repetindo o comportamento anterior, você encontrou uma “reportagem” publicada em site externo ao MIT, e ingenuamente acreditou piamente em tudo o que leu.

            A propósito, a fonte primária do assunto deste tópico (“o motor magnetico vem aí”) é o site “www.motormagnetico.org”, que obviamente não tem qualquer ligação com a Universidade de Delft.
            Ridiculamente também faltam à “reportagem” original informações triviais tais como “quando ocorreu a tal demonstração?” ou “quais os 30 cientistas que compareceram ao evento?”. Nada disso consta da “reportagem” original, e obviamente não existe qualquer referência a tal evento no site da Universidade holandesa.

            Sendo um centro de pesquisa de formas alternativas de energia, seria de se esperar que lá houvesse alguma nota ou menção sobre o assunto, não? Entretanto, embora haja uma área de notícias no site da Universidade, nada consta sobre a suposta “reunião”, que, se de fato tivesse acontecido, seria notícia não só em todos os centros de pesquisa, mas também em todos os jornais do mundo.

            Admito que, para o seu blog, seja importante a publicação de fatos sensacionais, coisas bizarras, etc. (eu mesmo gosto bastante de frequentá-lo), mas não precisa exagerar em certas áreas. A crença em moto contínuos, motores magnéticos, multiplicadores de energia, etc, é defendida, via de regra, por ignorantes e vigaristas…

            Já disse antes, e vou repetir: penso que várias teorias conspiratórias têm algum charme, mas, pelo amor de Deus, se alguém quiser insinuar alguma coisa “escondida” ou “mal explicada” na área da Física, então que entenda um mínimo de Física.

            Grande abraço.

          2. Philipe3d

            Ah, então eu estou maluco, porque bastou escrever no google para achar este link do MIT em que eles descrevem como um aluno ganhou um PRÊMIO ANUAL DA INSTITUIÇÃO para motores de movimento perpétuo que incorporem campos elétricos e/ou magnéticos. Justamente o aluno do MIT que levou esta fez um motor magnético. http://web.mit.edu/newsoffice/…Estranho uma instituição dispensar prêmios em dinheiro para algo que não é de seu interesse, né? Quando eu digo que há alguém no Mit pesquisando isso, não significa que o motor magnético seja uma linha de pesquisa da instituição. Do mesmo jeito que a UFRJ, o MIT é um instituto de vasto espectro, e absolutamente nada impede um professor de física de estudar e/ou investigar uma alegação de um indivíduo externo à instituição. Você acha mesmo que qualquer coisa que os professores fazem sairá publicado no site da instituição? Veja, o cerne desta discussão inútil no qual ante algo que você não consegue compreender, propõe a perguntar a quem realmente “saiba” se “isso é possível”. Particularmente eu acho graça desta sua ideia, na medida em que alguém que “Sabe” é apenas alguém que estudou os periódicos científicos e acredita neles. A minha pergunta é: isso faz com que algo que não esteja publicado seja falso? Seja inexistente? Não. Simplesmente não foi teoricamente explicado de maneira que possa ser reproduzido. Agora minha segunda intervenção é: Algo deste tipo, que ainda não tenha obtido uma patente definitiva, deve ser descrita em detalhes para que outros roubem a ideia? Eu creio que a resposta mais racional a esta pergunta seja “não”. Com base nesta ideia, me volto à questão da sua incredulidade com relação ao video que teria sido registrado na universidade de Delft. No caso, segundo consta nos dados que acompanham o mesmo no youtube, o video teria sido obtido no dia 27 de abril de 2009. (embora eu tenha achado um relato de uma pessoa que estava lá e disse que foi no dia 20)Uma coisa muito curiosa foi a coincidência de que uma das testemuinhas é justamente Brasileiro, formado na Coppe. O Dr. Joge Duarte: https://venus.tue.nl/ep-cgi/ep… Como ele aparece claramente no video, trajando uma jaqueta cinza, e seus dados do link (oficial) acima dizem que ele é professor de motores e eletromecânica em Delft, eu creio que o ponto da discussão já não é mais se aconteceu lá ou não. Pra mim está claro que foi lá. A questão é: Isso é um hoax? É um truque? Ou esta tecnologia realmente funciona, utilizando-se talvez de alguma propriedade – talvez até conhecida e pouco usada, como o arranjo de Hallbar. Isso não tenho como saber, na medida em que a maquina é mantida em sigilo -segundo apurei em fóruns internacionais – a pedido dos investidores.
            De qualquer forma, resolvi seguir seu conselho. Como o professor em questão é da Coppe e estava lá, eu perguntei a ele. Assim que ele me responder eu aviso.

          3. Philipe3d

            Fernando, ele me respondeu, cara.
            Aqui está a resposta dele:

            Prezado Philipe,

            O artigo em anexo descreve o que foi apresentado em Delft.
            A máquina foi desmontada o suficiente para mostrar que se trata de uma invenção excepcional. Algumas partes não foram abertas durante a apresentação porque ainda não estão protegidas por patentes. Contudo, o objetivo da demonstração foi atingido, que era colocar o inventor em contato com investidores idôneos. Não estou envolvido nas negociações entre as partes, por isso não sei exatamente quando o investidor — sim, finalmente um acordo foi fechado com o inventor — pretende mostrar a invenção abertamente para um público mais amplo. Quando me for comunicado a data, lhe aviso.

            Por coincidência, estou planejando passar pela Coppe no mês de julho (este ano). Quem sabe poderíamos marcar um encontro no Rio, e contarei em detalhes as aventuras com a máquina turca.

            Cordialmente,

            Jorge Duarte

            Aqui está, em primeira mão, o PDf que ele me mandou.
            http://www.portifolium.com.br/Motor.pdf

      2. CLAUDIO

        amigo philipe , se vc conhecer alguem que possa investir neste projeto favor entrar em contato , pois tb desenvolvi um motor magnetico super eficiente , se for do seu interesse entre em contato  pelo email     dfm1969@hotmail.com

        Responder
  11. Nataliciopedrozo

    de: nataliciopedrozo@hotmail.com– Ei cara eu acredito que tu sejas Fhilipe .
    Caro colega sou um sujeito comum, em nada estraordinário, porém me pego de surpresa a respeito de meus pensamentos. Certa vez uns treze anos atraz como eu ouvia muito, musicas no vinil (um aparelho de segunda mão)- certa vez tive que restaurar o auto falante e fis isto com cartulina branca, tracei no compasso o cone e copiei visualmente o formato original. mas ao passar disso tive uma ideia de tornar o auto-f mais resistente pensei em como seria se eu ao invés de usar cartolina no cone eu utilizasse um material de borracha que tornasse possível as vibrações que propagassem o som. Então confecsionei o cone utilizando uma luva de latex.
    Bom faltou melhor compreensão da causa; funcionou,mas o som não foi tão bom assim.
    É o fato mais curioso dessa história, claro além de eu querer melhorar as coisas que eu timha, não em desine e capacidade, mas sim porque eram velhas ou quebradas. Foi a uns dois anos atraz; sempre mexi no motor de minha mobilete e depois minha moto, mas quando eu comecei a trabalhar em uma fábrica de automóveis, claro sem duvidas comecei a questionar o fato de que muitas coisas giravam em torno daquilo. (uma empresa produs carros para consumo, e também gera fonte de renda para que as pessoas possam consumir seus “produtos” ) e em meio as questões ambientais no mundo, fiquei chocado no quanto, “mesmo tendo melhorado”elas poluem muito.
    Não sou ambientalista, mas intendo sobre poluição. E, engraçado cara, como trabalho na area da limpeza, é comum achar uns imãs caidos por aí.(e eles eram diferentes, eram bem mais fortes na capacidade de atração e repulsão) Estas figuras do cotidiano parecen terem me dado inspiração.
    Sempre brimquei com imãs e embora não entendia sua naturesa os achava muito interessantes.É curioso para mim tentar (não tendo formação superior) entender a força mágica dos imãs. É claro, porque um motor a combustão nescessitava de esplosões no seu interior para funcionar, dar o resultado de giros continuos em um eixo, se na minha mão eu tinha um objeto que poderia produzir bem esse processo, Cara isso me deixou maluco passei a perder o sono pensando nas possibilidades desse recurso, e ate mesmo nas mudanças da estrutura social do mundo.Comecei a desenhar varias combinações de como isso poderia funcionar. Não tenho recursos para desenvolver projetos como tal. Mais cara pensa em você não tendo nenhuma influência de pessoas ou externa, apenas a imaginação, pô eu nunca fiz ideia sequer de que lá fora minha idéias ou projetos já estavam sendo desenvolvidas. Eu entendi que tudo é uma questão de perspectiva.
    O meu objeto de atenção já estava sendo observado por outros. Mas é claro que a perspectiva da visão de um é melhor que a de outro. No começo já pensava em como era incrível ninguém ter pensado, só eu em desenvolver um motor se valendo apenas e unicamente da capacidade nataural dos imãs. Hoje é 13/04/2011. Faz dois meses que adquiri meu primeiro computador. Não tenho esperiencia em usar enternete, só tenho uma noção média de informática. Mas foi o suficiente para que no yuotube eu descobrisse sobre motores magnéticos, e de tantas pesquisas chegar até você. Na epoca falava com meus colegas sobre essa maravilhosa idéia e que se desse certo poderia mudar o mundo. Mas cosequentemente era zombado . Não me acho um gênio só acredito que se observarmos melhor e tivermos acesso as particularidades do que vemos então podemos modificar, melhorar ou corrigir. Podemos dizer que Santos Dumont desenvolveu sua obra através das qualidades de outras obras . Em fim quero intender o que esta acontecendo se de fato tal motor já foi desenvolvido(que eu acredito que sim, claro, já são tantos anos que outras pessoas tiveram a mesma ideia que eu) porém duvido do porque ainda não temos acessso a isto. Se ouve uma barreira que nos prototipos não tenha dado certo. E alguns tentando serem espertos declaram ja terem desenvolvido só para frustrarem a outro que na sua perspequiva estão tão perto de desenvolver a questão por completo. Se puder me mande visualisações mais claras de projetos mais interessantes. Intenda uma coisa meu caro, se, já desenvolveram, porque não divulgão um projeto mais claro para que as pessoas possam livremente copiar, eu farei isso,
    se enteder essa nescessidade, e conseguir desenvolver o meu projeto, até mesmo para prova física da coisa para mim.

    Responder
    1. Philipe3d

      Natalicio, eu acredito que estejam bem perto de concluir um motor 100% magnetico, mas duvido muito que isso venha a ser oferecido gratuitamente para qualquer um fazer no estilo Santos Dumont. Isso vai contra os interesses econômicos globais. Além do mais, as demandas de motores não poluentes são de larga escala.
      A questão dos interesses me parece que não irã permitir que se abandone o conceito de “reabastecimento” que caracteriza a industria petrolífera. Dessa forma, um motor que não dependa de ser reabastecido é um mau negócio pra muita gente. Talvez por isso os motores elétricos com baterias cambiáveis ou recarregáveis estejam num horizonte ainda distante, porém mais próximo do grande público.

      Responder
  12. Eduardo Parisotto Pinto

    é possível! montei protótipos cerca de menos de 10% do tamanho deste e funcionou.(usei cabeças de video-cassetes,tem ótimos rolamentos e montei com imãs de neodímio);estou montando um em escala maior(pouco maior que um bojão de gás de 13Kg).quero liga-lo a um gerador para alimentar minha casa;penso também em montar um para um carro pequeno(tipo um UNO); estudo também cavidades ressonantes à laser(isso vai revolucionar tudo;caudeiras,usinas nucleares etc…)

    Responder
    1. Philipe3d

      Se vc conseguir, filma a parada e me manda que eu divulgo aqui e ajudo a te tornar milionário.

      Responder
    2. Jvvasques

      Mas você esta querendo gerar energia para casa toda? Isso seria a solução para toda a população de não tem energia.

      Responder
    3. Marcio Antonio Sens

      O homem sempre sonhou e buscou a obtenção de energia sem consumir materiais ou sem transformar outras formas de energia. Estes engenhos foram denominados de motos-contínuos, ou motos-perpétuos.
      Tais dispositivos se caracterizam pelo movimento de um mecanismo que, após iniciado, continuaria indefinidamente.
      Distinguem-se dois casos: o de primeira espécie, no qual o mecanismo geraria sua própria energia, violando o primeiro princípio da termodinâmica, e o de segunda espécie, no qual o mecanismo converte toda a energia recebida em trabalho, violando o segundo princípio da termodinâmica.
      A maioria destes dispositivos promete converter a “energia” gravitacional ou dos ímãs em energia elétrica, sem consumir qualquer material, sem reduzir a massa inicial ou sem reduzir a força inicial de atração magnética. Tal premissa fere todos os princípios físicos e já não são considerados pelos institutos de pesquisas ou de registros de patentes. Se pode até solicitar a patente destes dispositivos, mas sequer são analisadas e jamais concedidas.
      Da mesma forma, o homem continua sonhando em transformar materiais comuns em ouro. Esta idéia foi denominada de alquimia ou da pedra filosofal.
      Os estudos caseiros para a construção de motores magnéticos estão em moda atualmente, por ter os ímãs se tornado muito fortes e de baixo custo, incluindo com fluidos magnéticos. A tentativa, como sempre, é obter energia gratuita.
      Se pode fazer uma pedra, ao cair, gerar um trabalho, pela força gravitacional. Assim como se pode fazer um ímã, ao atrair um objeto ferromagnético, ou ao repelir outro ímã, gerar um trabalho. Mas com isto, a pedra ou o ímã, ou o material ferromagnético se desloca e entrega parte de sua energia potencial, devido à mudança de posição. Para se recolocar os objetos na posição original, e fazer gerar outro trabalho, será necessário entregar energia aos mesmos. Disto tudo, parte da energia será perdida em calor e não sobrará nada mais do que se entregou ou que se tinha originalmente.
      Qualquer motor ou gerador que recebe um impulso ou energia inicial para se mover, sem consumir outra forma de energia ou de material, irá parar ao consumir a energia recebida inicialmente. Mesmo uma usina nuclear, que aparentemente funciona gratuitamente, mas consome e enfraquece o material energético e, sem renovação, pára de produzir energia elétrica.
      O fato de um ímã ter muita força de atração e repulsão, não significa que se pode retirar dali alguma energia, pois as propriedades permanecem, a massa permanece.
      Os engenhos mecânicos que menos energia consome são os relógios, pois precisam apenas se manter em movimento, sem entregar energia. Mesmo eles param de funcionar se for consumida a energia armazenada na mola ou na bateria, ou no contrapeso. Ou alguém acredita que um relógio funcione indefinidamente somente com a energia do pêndulo gravitacional? Mesmo os artefatos que se movimentam em vitrines escondem uma bateria, que pode durar anos. Mas isto porque tais dispositivos ilusórios não entregam ou geram trabalho. Experimente tocar com o dedo – vai parar logo. Mesmo assim, muitos continuarão a se iludir que se pode produzir energia do nada, sem consumo, sem transformação e continuarão a produzir artefatos caseiros e a colocar filmes na Internet. Acredite se quiser. Alguns artefatos magnéticos parecem perfeitos, pois giram livremente diante do público, e de espectadores, fazem barulho e vento. Precisa ser questionada, nestes casos, quanta energia foi colocada – armazenada para a montagem do artefato, no posicionamento dos ímãs. Assim como na montagem de um relógio de corda ou de mola. Monta-se um relógio mecânico e ele funcionará por uma semana sem qualquer entrada de energia- como?
      Márcio Antonio Sens

      Responder
      1. Eduardo Parisotto Pinto

        Caro Marcio Antonio Sens, o objetivo não é construir um moto-continuo,mas sim com pequenas fontes (baterias de lítio,gel,etc….)proporcionar uma vida maior ao artefato em questão.esse tipo de motor magnético exige ou uma trava(como é esse demostrado,em que com um martelo é destravado),ou com um campo elétrico,através de um enrolamento em pontos da carcaça para imobilizar o rotor;esses enrolamentos (bobinas),após serem desligados liberam para que o campo magnético intenso gire o rotor e com um circuito acoplado as bobinas ,fazendo as mesmas produzirem eletricidade que irá reabastecer a bateria(fonte) usada para controle do motor magnético.
        Os governos não tem interesse no momento;o petróleo é quem dita e manda no globo;é clçaro que já tem um motor deste sendo cada vez mais aperfeiçoado nos EEUU,Japão,Inglaterra,etc…. mesmo que alguém o tente produzir,não vai conseguir homologa-lo;as leis não permitem. No Brasil por ex. o carro elétrico que está por vir,será de 3 a 4 vezes mais caro. Mas geradores para dividir o consumo caseiro, perece ser a solução. Abs.
        Eduardo Parisotto Pinto.

        Responder
      2. JOSE PEREIRA

        pois eu tenho a resposta a sua duvida de dar energia indefinitivamente ao motor gravitacional e arranjar um meio para lhe dar essa energia indefinitivamente vou lhe dar uma dica e tirar uma parte da rotação desse motor e devolver essa rotação ao motor com um desiquilíbrio que fara uma força de torque ao motor que por si multiplicara essa força para poder ser utilizada sou JOSE PEREIRA DE PORTUGAL :josemanuelreispereira1@gmail.com

        Responder
    4. Jader Pereira

      Tdo bem Eduardo eu tenho tentado agora sem sucesso um motor magnetico como voce consegiu os meus roda apenas algumas voltas e pararam voce poDE ME PASSAR ALGUMAS POR FAVOR.

      Responder
      1. JOSE PEREIRA

        JADE,sou JOSE PEREIRA de PORTUGAL,NÃO pense no motor magnético ,faça um motor gravitacional utilize a gravidade que e gratuita para por o motor em movimento vou lhe dar uma dica que não do a toda a gente procure por os pesos em desequilíbrio e vera que terá muito torque pondo os pesos longe do eixo.FORMULA ,ESQUEMA : EIXO-DISTANCIA-NEWTON-METRO =TORQUE=ENERGIA GRATUITA«transformação em energia eléctrica o mecânica»:josemanuelreispereira1@gmail.com

        Responder
  13. Nvpostal

     Deve se levar em conta a atração magnética da Terra, que é uma força de contínua  frenagem puxando PARA BAIXO (portanto a posição, o jogo de pesos no giro das peças pode aproveitar ou perder com essa força), e o vácuo dentro de uma caixa selada, ao contrário, que pode aliviar o atrito e incrementar o giro. Dá para alimentar um pequeno motor de baixa voltagem continuamente.

    Responder
  14. Emiliogsilva

    Principio básico de física que estudamos desde o ginásio: a energia não pode ser criada nem destruida apenas transformada/convertida. O balanço de energia em uma equação é sempre preservado, mesmo a energia liberada de reações nucleares é resultante da conversão de matéria nessa energia. Jamais haverá um motocontinuo, acreditar nisto nos posiciona no mesmo nível dos alquimistas que perseguiram a pedra filosofal.  Por outro lado nenhum governo até hoje conseguiu conter o avanço da humanidade, parem com as teorias conspiratórias. A eficiencia das máquinas está avançando, com perdas de energia menores mas qualquer máquina que entrega energia perde energia, mesmo sem estar acoplada a nenhum sistema de transmissão desta energia o atrito das partes moveis, a resistencia do ar ou qualquer perturbação decrescerá a energia interna dela, pode demorar cada vez mais mas vai parar. No caso da máquina em questão ela não poderá nunca fornecer uma energia maior do que a da potencia da martelada caso contrário estaria criando energia do nada, e como eu disse no inicio deste texto…  

    Responder
    1. JOSE PEREIRA

      nao se pode chamar de moto-continuo mas de motor de energia gratuita esse e o facto . Afirmaçao a sua resposta de JOSE PEREIRA de PORTUGAL

      Responder
  15. Oliveirabispo21

    Philipe3d vamos se unir todos os curiosos. rsrs o que quero é formar um grupo de pessoas que se interessem pelo mesmo propósito e claro produzir energia eletrica limpa e infinita.
    sei que não me conhece mas estou interessado em produzir energia para residencias
    e condominios, etc me adicione oliveirebispo21@hotmail.com 

    Responder
    1. JOSE PEREIRA

      estou interessado também sou de Portugal josemanuelreispereira1@gmail.com vamos todos produzir energia limpa eu já tenho protótipos e tenho muitas ideias mas falta pessoas que tenha-o dinheiro para me ajudar já falei com muita gente mas não acredita-o tenho muita dificuldade em por em pratica os meus inventos já tenho um carregador de baterias inventado por mim para carregar um banco de baterias de 700 ah feito de peças de recuperação fico-me em 100 euros e no mercado um com a mesma potencia vale 500 euros e mais etc…..

      Responder
  16. Luiz Neto

    Energia a um baixo custo existe e se chama res-pira-ção ou queima controlada. Toda pira (queima) deve ser controlada para que os seus resultados sejam benéficos (o alcance dos objetivos individuais de cada um). Todo mecanismo em algum tempo já foi experimentado, mas nem todos se mostram de fácil manutenção. Já o motor do fusca não tem nada de econômico mas com alicate e um rolo de arame qualquer mecânico mexe. 

    Responder
  17. Fernando

    ola amigos estou em  estagio avançado de depressao nada mais pra mim faz sentido procurei ajuda mais nada adinatou, estou muito confiante nesse tipo de motores embora a sua real eficasea jamais tenha sido provada, gerar movimento é relativamente facil agora ter quantidade de energia suficiente para gerar um trabalho é deverdade mais complicado espero sim venha a funcionar efetivamente essas ideia para nao sermos condenados a viver em uma estufa gigante sofrendo, a natureza vai cobrar o que esta sendo feito pode se ter certesa. até mais e abraço a todos tenhao uma otima semana.

    Responder
  18. Geovamendesdesouza

    Meu deus alguém faça alguma coisa precisamos salvar o mundo , vamos fabricar motores magneticos ja para nos libertarmos, sigam me os bons!!!!!!

    Responder
  19. Milton Francisco

    Pessoal,
    Acredito neste projeto e que pode mudar radicalmente nosso mundo, montar o primeiro modelo é essencial para libertarmos nosso mundo.
    Que teremos muita resistência dos poderosos isto é fato, mas como já foi dito a internet como fonte de informação quebrou todas as barreiras.
    Estarei acompanhando a evolução desta revolução dos tempos, espero que vença o futuro.

    Responder
  20. Raifran Raposo Costa

    Assunto Motor continuo
    Segunda as Três leis de Newton que.
    1. ( princípio da inércia )Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças imprimidas sobre ele.
    2. ( princípio fundamental da dinâmica )A mudança de movimento é proporcional à força motora imprimida, e é produzida na direção da linha reta na qual aquela força é imprimida.
    3. ( Princípio da Ação e Reação )A toda ação há sempre oposta uma reação igual, ou, as ações mútuas de dois corpos um sobre o outro são sempre iguais e dirigidas a partes opostas.
    Lei da conservação da energia
    Em física, a lei ou princípio da conservação de energia estabelece que a quantidade total de energia em um sistema isolado permanece constante. Tal princípio está intimamente ligado com a própria definição da energia.
    Para uma tentativa de criar um motor continuo mecânico é necessário tem em mãos um novo conhecimento da mecânica alem do que já conhecemos pois todos eles obedecem as leis a cima, na tentativa de construir um motor continuo eu notei que eu iria precisar de algo que desobedeça as leis da física, para os físicos isso não existe, com diversas tentativas eu notei que tudo que eu ia precisar era de um engrenagem posta no perímetro de outra maior ligadas apenas por um eixo paralelo ao eixo principal; ao tentar rotacional ela permanecia parada em relação a maior e teremos a impressão que as duas eram uma só peça, mas ela não ia influenciaria a maior na rotação, essa engrenagem eu batizei de PONTO DE INVERÇÂO pois era possível inverter uma rotação sem interferir no movimento na maior, a principio eu achei que tal ponto não seria possível pois ele desobedecia as leis da física, então descobre algo parecido com o que eu queria e que obedecia as leis da física, mas não me servia pois tinha um rotação em relação a engrenagem maior, foi ai que me veio uma ideia chave, inverter a rotação do que eu tenho de concreto, com muito estudo eu consegui e agora poderia contar com três tipos de ponto de inversão, PONTODE INVERÇÃO NEGATIVO ( segue as leis da física conhecida ), PONTO DE INVERÇÃO NEUTRO ( foge da lei de conservação de energia podendo diminuir ou aumentar) e por ultimo o PONTO DE INVERÇÃO POSITIVO ( com as características do anterior só que gera maior força).
    Com essa descoberta eu então idealizei o seguinte protótipo, tendo duas engrenagens, uma movendo o Ponto De Inversão Negativo e transformando em positivo e a segunda sendo movida pelo Ponto De Inversão Positivo de modo que as duas tenham o mesmo raio e rotacione na mesma velocidade, então vai ocorrer que a primeira engrenagem vai mover a segunda com facilidade e sendo necessário apenas vencer o atrito e a resistência do ar movendo todo o sistema, mas a segunda não pode ser rotacionada a não ser por intermédio da primeira, então faço uma pequena ligação entra as duas e ponha a segunda para mover a primeira, como as duas vão seguir na mesma velocidade então seria como forçar com um dedo uma parede, com isso inicia-se o movimento e o motor vai ganhar grande velocidade, uma aceleração constante sendo que a maior velocidade possível vai depender da resistência do metal, com isso muitas leis da física vão ter que ser revistas, só que eu não tenho como fazer esse motor apenas testar as em partes que compôe todo o processo.

    Responder
  21. Marcos da Silva Vieira

    E obvio que funciona. Qualquer um que já tenha brincado com imãs sabe disso. Estava acompanhando a entrega do equipamento de energia solar pela internet quando encontrei o video no youtube e fiquei extasiado. Irei fazer um e quero saber como se ligam os fios no motor para gerar energia. Tenho um compendio de fisica, acho que a parte que fala sobre geradores, tenha a resposta. Ajudei a fazer um toroide, para ser usado em um aparelho de som com dois capacitores de um fara; creio que isso esta bem proximo a minha resposta, estou enganado?

    Responder
  22. Josias Bauer

    Onde está o link do PDF? Eu clico ele volta para essa mesma pagina…
    Abraço.

    Responder
  23. antonio

    Boas.leiam os comentarios do jornal expresso. Todos vos se vao surpreender…

    Responder
  24. Lineuve Figueiredo

    Tesla foi brilhante, cometeu um único erro, acreditou que a humanidade e boa. ele foi 99% brilhante, infelizmente cometeu esse erro que lhe custou muito caro.

    Responder
  25. Roberto

    Acho que o pessoal da física tá estudando muito e estão ficando como o cavalo de carroça, preparado para tal função: o mesmo não consegue olhar para o lado, pois esta tampado com uma viseira direcional, sendo controlado por rédias amarrada à boca. Um cavalo pode galopar; é um animal criado para correr livremente pelos campos, mas livre, não puxa carroça e não serve para nada. Grande parte da evolução em máquinas foram criadas por pessoas insistentes e livres de conceitos pré condicionados por leis criadas por homens. Assim acredito que vamos mudar a filosofia ora implantada para guiar a humanidade. E então iremos para um futuro limpo e menos estressante para viver.

    Responder

  26. Algum covarde filho de uma prostituta infectada de doenças venéreas removeu o vídeo.
    Porque ele não aparece na minha frente que eu quero encher ele de pancada?
    Bom.. como eu disse.. ELE É COVARDE.. FROUXO.
    Mas logo alguém irá dar um fim neste imbecil.

    Responder

  27. pessoal quem remoel foram os iluminates a nova ordem mundial eles nao querem isto no mercado se nao eles perderao o seu petroleo nao venderam mais

    Responder

  28. Senhores a verdade é que, desde os inventos de Tesla há inúmeros canalhas que ganham muito dinheiro com a venda do petróleo e eles próprios vão e compram tudo que possa minar esse monopóleo, imaginem um carro sem custo para se locomover seria muito bom para quem tem mas péssimo para quem quer mamar seu dinheiro, malditos canalhas mil vezes malditos, mas um dia eles não conseguirão mais segurar a nossa evolução e o mundo será cada vez melhor.

    Responder
  29. Leonardo Vilins

    Eu tenho interesse, se alguem ai conseguiu, primeiro nao tente patentear, vcs sabem oq

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.