O misterioso Efeito Hutchinson

Eu estava navegando pelo youtube quando me deparei com um video que me chamou a atenção. Trata-se de um video mostrando o que parece ser uma barra de ferro fundido, aparentemente sólida, que foi colocada sobre uma simples mesa de madeira. Há o som de um equipamento eletrônico de fundo, e então, a barra começa lentamente a dobrar, derretendo, soltando fumaça, inclusive. No entanto, a mesa de madeira permanece miraculosamente intacta. Veja:

Como isso é possível?

Segundo o autor deste experimento, este seria apenas um dos bizarros comportamentos físicos promovidos pelo que se convencionou chamar de “Efeito Hutchinson”.

Basicamente o tal “Efeito Hutchison” é um conjunto de fenômenos anômalos, que foram descobertos acidentalmente por John Hutchison durante as tentativas para estudar as ondas longitudinais de Nikola Tesla em 1979. Dessa forma, não se trata simplesmente um efeito singular e sim de muitos, que vão do derretimento e fusão de materiais aparentemente incompatíveis como madeira e metal; levitação espontânea e até o completo desaparecimento de certos objetos.
É atribuído ao fenômeno do Efeito Hutchinson um dos mais impressionantes e polêmicos experimentos de antigravidade já documentado.

O fenômeno é tão bizarro que faz com que muita gente duvide dele, e ocorre espontaneamente, como resultado de interferências de ondas de rádio em uma zona de volume espacial abrangidos por fontes de alta tensão, normalmente geradores de Van de Graff, e duas ou mais bobinas de Tesla.

Os efeitos alegados no “pacote” de fenômenos já testemunhados incluem a levitação de objetos pesados e também a fusão de materiais diferentes como metal e madeira (observe que este fenômeno aparentemente insólito foi reportado há décadas durante o experimento Filadélfia, que supostamente envolveu armar um navio de guerra com bobinas tesla gigantes para fazê-lo ficar invisível).
Também ocorrem aquecimentos anômalos de metais sem queimar materiais adjacentes, fratura espontânea de metais e mudanças temporárias e permanentes na estrutura cristalina e nas propriedades físicas de metais.

A fusão de materiais diferentes, o que é extremamente notável, e na opinião de muitos cientistas uma impossibilidade completa, indicaria que o Efeito Hutchison tem uma poderosa influência sobre as forças de Van der Waals. Em uma contradição notável e desconcertante, substâncias diferentes podem simplesmente “DESAPARECER”, mas as substâncias individuais não se dissociam. Dessa forma, um bloco de madeira pode simplesmente “afundar” numa barra de metal, mas nem a barra de metal nem o bloco de madeira se separam depois.

As pessoas que se debruçam sobre os mistérios do efeito Hutchinson e seu aquecimento anômalo de metal, sem qualquer evidência de queima ou mesmo aquecimento dos materiais adjacentes (geralmente de madeira) acreditam que esta pode ser uma indicação de que, possivelmente, há aspectos na natureza do calor que ainda njão foram completamente compreendidos. Essas pessoas alegam que a totalidade da termodinâmica é representada pela porção infravermelha do espectro eletromagnético, que é insignificante em um contexto de 0 Hz a Hz infinito. Dessa forma, o aquecimento anômalo exibido pelo Efeito Hutchison mostra claramente que ainda temos muito a aprender, especialmente onde a termodinâmica e eletromagnetismo se encontram.

A fratura espontânea de metais, como ocorre com o Efeito Hutchison, é única por duas razões:

  • não há evidência de uma “força externa”, causando a fratura
  • o método pelo qual o metal separa envolve um deslizamento movimento em uma direção para os lados, na horizontal. O metal simplesmente se desfaz.

Isso sem falar nas mudanças temporárias na estrutura cristalina e propriedades físicas dos metais. Um vídeo mostra uma colher batendo para cima e para baixo como um pano limpo em um vento forte. No caso de alterações permanentes, uma barra de metal vai ser rígida em uma extremidade, como o aço, e macia, no outro extremo, como se fosse de chumbo. Acredita-se que isso seja uma evidência de forte influência sobre as forças de Van der Waals.
O misterioso Efeito Hutchinson

Uma colher de aço penetrou um bloco sólido de aluminio.
O misterioso Efeito Hutchinson

Um cano de cobre desapareceu na frente da câmera
O misterioso Efeito Hutchinson

Blocos de metal se partem espontaneamente.

As interferências de ondas de rádio envolvidos na produção desses efeitos são geradas a partir de quatro a cinco fontes de rádio diferentes, todas operando em baixa potência. No entanto, a zona em que as interferências dessas ondas ocorrem é ressaltada por centenas de quilovolts.

Uma das suposições para explicar os fenômenos que John Hutchinson alega ter descoberto seria a de que o fenômeno aproveita a Energia do Ponto Zero. Esta energia recebe esse nome porque só poderia ser evidenciada em materiais resfriados a zero graus Kelvin, onde supostamente toda a atividade de um átomo cessa.

A energia estaria associada à emissão espontânea e aniquilação de elétrons e pósitrons provenientes do que é chamado de “vácuo do quantum.” A densidade da energia contida no vácuo quântico é estimada como sendo uma fonte espetacular de energia, não comparada a nada conhecido ainda pela nossa Ciência.

Um dos problemas envolvendo as pesquisas de Hutchinson é a instabilidade de seus experimentos. Aparentemente eles não se repetem com regularidade e por isso, são vistos como fraudes deliberadas por muitos cientistas. Mas John dá de ombros e não parece ligar muito para o que acham dele.

O cientista esbarrou por acidente no fenômeno que batizou. O dia que mudou drasticamente sua vida ocorreu em 1979, quando, ao ligar um conjunto de equipamentos de alta tensão, sentiu algo bater no ombro. Era um pedaço de metal.
John pegou o metal e jogou longe, para estupefato, ver o metal voar pelo ar novamente e tornar a atingí-lo.

Ele percebeu então que quando suas bobinas Tesla, gerador eletrostático, e outros equipamentos eram ligados juntos, criavam um campo eletromagnético complexo, e peças de metal pesado levitavam. Muitas delas disparavam em direção ao teto, e algumas peças até se desintegraram.

Tal como acontece com grande parte do novo campo de energia, ninguém pode dizer com certeza como e porque isso ocorre. Alguns teóricos dizem que o efeito é o resultado de se oposição de campos eletromagnéticos cancelando-se mutuamente, criando um poderoso fluxo de energia do espaço.

É possível que as forças que Hutchinson descobriu já fossem conhecidas por Nikola Tesla. Há muitos mistérios sobre o genial inventor da corrente alternada, e ele parece ter se empenhado para deixar uma marca indelével neste planeta.

Sua fama inspira cientistas, estudantes e atrai “interessados em ocultismo” como uma lâmpada atrai cupins no verão.

A começar pela forma como muitos crêem, uma grande massa se conhecimento veio parar em sua mente de uma hora para outra. Tesla dizia ter sofrido uma espécie de colapso mental onde um enorme volume de informações surgiram, vindas do espaço, diretamente para sua cabeça. Ele mesmo atribuiu a autoria desses conhecimentos revolucionários a alienígenas. Tesla acreditava que estava canalizando algum tipo de conhecimento alienígena que mudaria o mundo. Foi assim que ele começou a fazer experimentos estranhos, que assustaram inúmeras vezes sua vizinhança. Pense no Tesla como uma espécie de Tony Starck vitoriano.

O misterioso Efeito Hutchinson
Nikola Tesla

Ele trabalhava em seus projetos de forma tão dedicada que mais de uma vez desmaiou de cansaço. Quando o inventor ficava “fora do ar”, seus auxiliares corriam para patentear seus inventos. Tesla teria produzido uma série de maquinas e engenhos complexos, que somente ele sabia operar, mas além desses deixou centenas de desenhos, modelos e diagramas. Alguns desses projetos são de armas, acredita-se, seriam tão letais que foram trancados na Biblioteca do Congresso dos EUA e não podem ser consultados.
À parte os seus trabalhos em electromagnetismo e engenharia electromecânica, Tesla contribuiu em diferentes medidas para o estabelecimento da robótica, controle remoto, radar e ciência computacional, e para a expansão da balística, Física nuclear, e Física teórica. Em 1943 o Supremo Tribunal dos Estados Unidos acreditou-o como sendo o inventor do rádio. Além disso, o Sérvio inventou também a corrente polifásica, comutadores elétricos e ligação em estrela, novos tipos de geradores e transformadores, a comunicação sem fio, a lâmpada fluorescente, o controle remoto por rádio e protótipos de transmissão de energia. Ele também era poliglota e além do sérvio, falava ainda sete outras línguas: checo, inglês, francês, alemão, húngaro, italiano e latim.
Como se não fosse suficiente, o cara ainda tinha uma memoria surpreendente. Ele dedicou-se a ler muitas obras, memorizando livros inteiros.
Nikola Tesla relatou na sua autobiografia que experienciava momentos pormenorizados de inspiração. Durante o início da sua vida, ele foi atingido pela doença recorrentemente. Sofria de uma bizarrice súbita, na qual clarões de luz que o cegavam apareciam em frente aos seus olhos, muitas vezes acompanhados de alucinações. A maioria das vezes, essas visões estavam ligadas a uma palavra ou ideia com a qual se deparava. E apenas por ouvir o nome de um assunto, involuntariamente o visionava mentalmente, com detalhes realísticos. Tesla podia visualizar uma invenção no seu cérebro na sua forma precisa antes de avançar para a fase da construção, uma técnica conhecida como pensamento visual. Tesla tinha também muitas vezes flashbacks de acontecimentos anteriores da sua vida; isto começou a ocorrer com ele durante a infância.
Seja Tesla um canalizador de informações que viajaram pelo cosmos ou um gênio-inventor sem precedentes, o fato é que graças a ele você está vendo estas linhas aqui. Teria o genial cientista sérvio da era Vitoriana descoberto um ponto de conexão da nossa tecnologia terrestre com a tecnologia alienígena?
Seria o Efeito Hutchinson um conjunto de evidências de que talvez possamos ter evoluído tecnologicamente desconhecendo algum fenômeno básico que poderia nos permitir a fabricar um disco voador?

O próprio Hutchinson descreve o fenômeno:

Há quem acredite piamente no que John Hutchinson diga, mas muitos duvidam dele e creem que o tal efeito não passa de truques. Seja como for, fica a cargo de cada um formar sua própria opinião acerca deste fenômeno.
O cara tem um site completamente 90´s style, onde apresenta seus experimentos. Caso o conjunto de fenômenos sejam reais, temos aí uma fronteira do desconhecido, que poderá contribuir grandemente para nossa compreensão da gravidade, termodinâmica e efeitos de ondas eletromagnéticas sobre materiais. Se for uma fraude é algo não apenas detestável como também curioso, já que seus videos são tão bizarros que não parecem ter sido criados para convencer, e sim confundir.

fonte fonte

Related Post

26 comentários em “O misterioso Efeito Hutchinson”

  1. uau, Philipe, uau. é só o que posso dizer. eu já tinha lido muito sobre Tesla e sobre o experimento filadélfia, mas você destrinchou ele todo, contou muita coisa que eu não sabia. Adoro este assunto. Muitos chamam Tesla de cientista maluco, mas com perdão a estas pessoas, pelo nível de instrução, de criações e equipamentos que ele fez, criou, descobriu, etc., de louco ele não tinha nada, era sim, muito inteligente.

    • Ih, cara… Pior que não. Ele era meio maluco mesmo. No sentido literal da palavra. Tudo indica que ele tinha transtorno bipolar. Ele tinha umas neuras bem loucas, como evitar se relacionar com pessoas obesas e implicava com as roupas que as pessoas usavam. Tinha mania de conversar com bichos, pelos quais ele era meio obcecado, principalmente aves. Mas ele sempre gostou muito de bichos.
      Possivelmente, tesla foi o primeiro ativista pelos direitos dos animais no mundo, pois num belo dia chegou a conclusão que comer carne era sacanagem com os animais, e uma vergonha, pois a carne era cara e muita gente passava fome no mundo. Então ele incitou muitos a não comerem mais carne animal e removeu isso da dieta dele para sempre. Então ele tinha um pouco de loucura mas também muito bom senso, pelo menos para o estado do conhecimento científico no século XIX.

  2. Cara, muito desses experimentos lembram fenomenos poltergeist. Sinistro.

    Quanto ao Tesla, eu sempre fui fã do cara, ele foi um genio muitas vezes incompreendido e aposto que inventou muitas coisas das quais não levou o credito pois não era americano e tinha aquela idéia de Energia Free 4 all que era mau vista pela industria de energia de sua epoca (e até da atual). Enfim o Nick tesla era foda, acho que ele tem algo a ver com aquela explosão lá na Russia se não me engano com um nome dificil que me lembra Tunguska (não to a fim de pesquisar)… parece que ele estava testando uma super arma.
    Agora esse fato dele receber um download de informações do cosmo direto no cerebro eu não sabia não, e isso só torna-o mais interessante ainda do ponto de vista nerd/conspirativo/ufologico/etc.. do qual fazemos parte.

  3. Muito bom, Philipe!

    Eu não sabia dessa historia que o Tesla dizia que “canalizava” informações extraterrestres. 

    Tudo isso me deixa tão confusa:  se ha mais de um século atras alguém conseguiu chegar a tanto, porque a Ciência “oficial” parece estar tão atrasada em relação a isso?

    Duas outras figuras que me intrigam muito:

    – O matematico indiano Srinivasa Ramanujan, que dizia receber informações da deusa Namagiri.

    – Francisco Lorenz, um homem que viveu no interior do RS no inicio do século XX e tinha dominio de mais de 50 linguas, inclusive  conhecimentos em etimologia muito aprofundados. Muita gente que conheceu e atesta os conhecimentos dele, ainda estão  vivas. Aqui um depoimento publicado ha 50 anos atras:

    http://www.ocultura.org.br/index.php/Francisco_Valdomiro_Lorenz

  4. Muito interessante, pena não ter vídeos mais confiáveis sobre o efeito (se é que ele realmente existe). Nunca tinha lido sobre Tesla, loucura e genialidade podem andar juntas.
    Agora só pra ser chato, não se usa mais graus para Kelvin por ser considerada uma escala absoluta.
    Abraço.

  5. Amigo meu pediu pra saber se você faz pingente que ele idealizou com muitos detalhes e materiais diferentes apesar da imagem já existir. Caso afirmativo e sendo do seu interesse eu repasso o contato.

  6. Nossa, sensacional.. sinceramente, pra mim, Tesla está entre as mentes mais brilhantes do século passado.. uma pena que a historia dele e seus inventos e suas colaboracoes para a ciencia nao sejam tao famosamente conhecidas como as de Einstein e outros.. mas desde que vi um documentario acerca da vida dele e das coisas q inventou e pensou, me tornei fã absoluto desse cara! é sensacional!… e novamente, parabens pelo blog e por essas postagens desses assuntos que eu particularmente sou aficcionado!!

  7. cara bela materia bem reportada nao sabia dessas coisas sobre o tesla mais a veracidade do efeito hutchinson nao e facil de se conseguir ou estou errado? nao e so fazendo 1 teste e afirmando ou negativando o efeito.

    • Verdade. Sem uma comprovação laboratorial e isenta, o efeito hutchinson não pode ser considerado real, pois ele é apenas uma alegação. No entanto, um fenômeno ser aceito e reconhecido pela ciência é uma coisa. Existir é outra bem diferente. Então, pode ser que o efeito exista mas ainda não foi reconhecido, ou pode ser um simples golpe do cara, mas não sei bem a troco de que.

      • Já era do meu conhecimento esse site. Eu naveguei de novo pelo site do cara. Achei muito inconsistente, links que não levam a nada e outros que demonstram apenas pequenos efeitos. O conteúdo do site dele é disperso como  a força eletromagnética de uma bobina. Ele não tem direcionamento nenhum. Tenta ganhar migalhas de todos os lados, ou com anúncios ou com doações. As idéias dele são fantásticas, mas parece ficar só nisso. Muito frustrante navegar no site dele.

  8. Por exemplo, suponhamos que um pais militarista tenha la umas bobinas Tesla gigantescas (calma, nao estou dizendo Russia!),  para testar como arma…apenas suponhamos… eles nao poderiam gerar um campo de energia e direciona-lo para outro local da Terra, desestabilizando a estrutura de um predio em outro pais para  faze-lo  cair?
    Ou ate coisa pior, tipo  gerar uma anomalia atmosferica de pressao apenas para fazer desabar uma parte do predio, ou fundir as pessoas no concreto e desaparecer com elas “para sempress”.

    • Se isso fosse possível, não duvide, eles já teriam feito. A bobina tesla nada mais é que uma maquina que gera uma tensão absurda, me esta tensão não é controlável nem direcionável, ela se espalha esfericamente ao redor do dispersor elétrico da bobina. (eu tenho uma)

  9. Aqui ( http://www.skepdic.com/hutchisonhoax.html) vocês podem ler (em ingles)  o que eles chamam “a brincadeira Hutchinson”.

    Diz lá que “infelizmente, ele parece ser o único que pode produzir os efeitos, mas nem mesmo ele pode reproduzi-los, pelo menos não na presença de observadores imparciais. Sua prova consiste principalmente de sua palavra e seus vídeos.”(Por favor, perdoem o meu português, só estou aprendendo ..)

  10. Olá, Philipe, muito interessante este artigo principalmente no que diz em relação a levitação e a ondas de rádio, pois já ouvi diversos casos onde possui esta conexão.
    Uma história muito intrigante é a do sujeito Edward Leedskalnin, que construiu sozinho um o único monumento megalítico moderno o “Castelo de Coral” Edward dizia ter o conhecimento dos antigos egipcios e de como as piramides foram construidas…interessante que na sua casa existia muitas peças de rádio, transmissores quebrados e equipamentos dispostos a aparentemente produzir magnetismo…Sendo que seria impossível para ele um homem de 1,60m sozinhos realizar obras com pedras pesando toneladas e sem a ajuda de equipamentos que mesmo hoje não consegue realizar os mesmos feitos com precissão.
    Vale a pena conferir esta história…

    • Sim, eu cheguei a pesquisar um pouco sobre ele. Existem inclusive fotos em que uma traquitana montada numa caixa aparece. Ele nunca mostrou o que havia dentro dela, e só ligava quando estava sozinho. Especula-se que o segredo das pedras gigantes que ele levantou sozinho estivesse dentro da tal caixa.

  11. Mais sobre quebrar as “leis” da física, invenções e teorias revolucionárias e seus aspectos político-econômico-filosóficos em http://energiapontozero.blogspot.com

  12. Olá, Philipe. Tudo bem? Muito interessante!! Existe na internet um documentário chamado Thrive (tem legendado em portugues) que cita Hutchinson e outros cientistas que conseguiram retirar energia do chamado Ponto Zero. Você já o assistiu? O que você pensa deste documentário??

  13. Se esses experimentos sao verdadeiros, pq entao nao divulga como reproduzi-los, para que outros pesquisadores possam estudar a anomalia e certificar do que foi descoberto?
    Só o cara pode produzir esses efeitos? Se sim, isso tá mais pra bruxaria do que pra ciencia

  14. Philipe, há uma Dra. Judy Wood que acredita que as torres gêmeas foram desintegradas por meio de uma tecnologia que tem como princípio o Efeito Hutchinson. Dá uma olhada depois… Ela publicou um livro chamado “Where Did the Towers Go?”. Para quem curte uma conspiraçãozinha, como eu, é um prato cheio…

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares