O mistério da pintura sinistra

quadrodomal

 

Esta pintura tenebrosa, verdadeiramente aquerôntica, não é apenas estranha e sinistra. Ela é assombrada!

A pintura se chama “O homem angustiado”. Dizem que ela  pode causar atividade paranormal inexplicável. Hoje, a pintura estranha  está atualmente na casa de Sean Robinson, morador de Cumbria, Inglaterra.

Quando Sean era um menino, ele viu a pintura a óleo de aparência estranha na casa de sua avó. Esta estava – por alguma razão que talvez nem seja coincidência  – bem escondida sob um monte de cortinas no porão da velha casa. Sean se sentiu atraído por ela, como que enfeitiçado por uma força misteriosa. 

Ele passou algum tempo a sós com a pintura e apenas olhando para ela durante horas. Conforme o tempo passou, e sua avó faleceu, ela deixou a pintura como herança para Sean.

No momento em que Sean tinha uma família própria, ele pensou que já era hora de levar sua pintura e pendurar na parede de casa. Depois de muitas discussões com sua esposa sobre isso,  (certamente porque essa porra é feia pra danar) Sean eventualmente colocou o quadro na parede.

Isso se revelou um grande erro. A pintura foi possuída por um suposto espírito desconhecido que causou atividade paranormal ao redor da casa. Portas começaram a rachar no meio da noite, complementado por gritos vindo do nada. Mas a experiência mais terrível de toda a família tinha eram os pesadelos que começaram a acorda-los noite após noite.

Quando Sean finalmente entendeu que a pintura estava causando todos os problemas, ele decidiu investigar a sua origem. Sean descobriu que “o buraco era mais embaixo”:  o artista que pintou “O homem angustiado” havia cometido suicídio. Antes de se matar, ele tinha misturado o seu próprio sangue com a tinta a óleo que ele usou para a pintura.

Apesar da atividade inexplicável, a pintura permanece no porão da casa de Sean, já que ele não está disposto a vendê-la. Se já não fosse estranho o suficiente, o cara ainda resolveu colocar uma câmera filmando a pintura a noite inteira para registrar os “efeitos da puntura na casa”.

Cruz credo, bicho!

Você já ouviu de falar de alguma pintura assombrada? Curiosamente, eu já.

A mãe de um amigo meu de infância se matou. E desde que isso aconteceu, o pessoal da rua dizia que o quadro de um menino chorando que ela tinha comprado e gostava muito estava causando altos transtornos na casa. Ao ponto da avó dele jogar o quadro fora.

Anos depois, eu soube que não era só o quadro dele o assombrado, mas sim TODOS os quadros de um certo pintor.

O pintor italiano chamado Graham Bragolin não conseguia fazer sucesso. Desesperado e na miséria (essa é a parte do mito da parada, ninguém tem certeza se ele fez mesmo) ele decidiu fazer um pacto com o diabo, oferecendo a alma daqueles que comprassem seus quadros.
(Nos anos 80 tinha uma versão da história deste “pacto” com a boneca da Xuxa, aquela que supostamente vinha com uma faca dentro).

Na noite do pacto, Graham sonhou com 28 crianças sendo torturadas no inferno. Ao acordar pegou telas e tinta e começou a pintar as crianças que havia visto em seu sonho. Dizem que ele usou formas subliminares para mostrar que as crianças estavam mortas. A principal seriam as pupilas dilatadas. Os quadros venderam tanto que logo ele começou a produzí-los em série.
Como eram baratos, logo os quadros se espalharam pelo mundo todo. Era comum ter um deles em casa.

Foi então que surgiu um fato interessante. Uma residência pegou fogo, sendo praticamente destruída, mas eis que lá estava o quadro, praticamente intacto na parede:

crianca-chorando

Após essa, outras residências pegaram fogo, e os quadros eram sempre encontrados intactos. Isso gerou na população o medo de que os incêndios estivessem ligados aos quadros e então houve destruição em massa das pinturas.

quadrosnoticia

A lenda conta ainda que o pintor arrependido passou a visitar os países onde seus quadros foram vendidos, indo à imprensa se explicar e pedir que destruíssem as pinturas.
Supostamente ele chegou a ser entrevistado pelo programa Fantástico na década de 80, revelando o pacto e explicando que quem tivesse um de seus quadros, tinha levado uma maldição para casa.
Tentei encontrar este video, mas não achei. Se alguém tiver o link manda aí.

Há um monte de videos falando das pinturas. O numero de pinturas originais das crianças chorando era 27 quadros, mas com o tempo, descobriu-se que ele poderia ter feito um numero muito maior quando os quadros entraram na moda. Eles estão espalhados pelo mundo todo e pode até haver um aí na sua casa!

Segundo pesquisei, o Bragolin usava outros pseudônimos. Bruno Amadio, Giovanni Bragolin, Franchot Sevilha, Bragolin e J. Bragolin.

Bruno Amadio era um pintor de formação acadêmica e trabalhou na Veneza pós-guerra, produzindo pinturas para os turistas. 27 pinturas dos “Crying Boys” foram feitas sob o nome de Bragolin, e suas reproduções foram vendidas no mundo inteiro. Na década de 1970 ele foi encontrado vivo e ativo, ainda pintando em Pádua.

A verdade é que como a vida desse pintor é um mistério, ela deu margem a essas lendas urbanas. Segundo a Wikipedia, também há alegações de que ele fugiu para a Espanha após a guerra, e teria usado as crianças de um orfanato local (posteriormente incendiado) como inspiração para as pinturas.

Há ainda outra lenda de que um bombeiro ao relatar que em incêndios ocorridos na Inglaterra, nos anos 70, estranhamente os quadros não se queimavam. Um jornal da época o THE SUN (famoso por histórias irreais e sensacionalistas) confirmou a historia. O jornal dizia que eram quadros satânicos fruto de pacto demoníaco do pintor Giovanni Bragolin. As pessoas escreviam para o jornal relatando tragédias que ocorreram depois da aquisição de tais quadros, grupos queimavam-no em fogueiras, uma histeria coletiva tomou conta das pessoas na Europa. É claro que todas essas afirmações não provem de fontes seguras, o que as caracterizam simplesmente como boatos.

Segundo o verbete sobre ele na wikipedia, nunca houve uma prova de que a entrevista dele ao Fantástico realmente existiu. Por mais que se procurem vídeos no youtube ou registros escritos, nunca nada foi encontrado que comprovasse a entrevista.
Não há sites que indiquem clara e convictamente onde ele nasceu, de quem era filho, onde passou sua infância. Tudo que se sabe sobre ele é sua misteriosa lenda urbana.

Aqui está uma listagem com as pinturas que sabe-se são as originais de Bragolin.

Além dos falsificadores (os quadros viraram uma febre) tem os imitadores. Assim, nem todo quadro de criança chorando é obra dele, mas pode ser, já que muitos dos mais famosos quadros dele foram reproduzidos em pôsteres e vendidos em tudo quanto foi feira e vidraçaria.

 

6dd1e148927cc96b66d3e94a5b01a993fonte fonte

 

Related Post

16 comentários em “O mistério da pintura sinistra”

  1. A primeira imagem c/menino chorando, vi em algum lugar, qdo criança, anos 70, mas já não lembro onde. Não parece ser de Bragolin, pelo menos não aparece na lista do site como obra do autor.

  2. A minha mãe tinha um quadro desse menino chorando. Era só uma reprodução impressa barata, obviamente, mas realmente era assustador! Ao virar o quadro de lado, via-se uma espécie de “monstro” engolindo o menino, onde o cachecol era a língua da criatura. Essa foto não está com um contraste muito bom pra chegar a perceber a coisa… mas era um “trompe l’oeil” dos bem sinistros.
    Eu lembro que realmente teve uma matéria no Fantástico (ou algum outro programa do gênero) porque minha mãe resolveu jogar o quadro fora durante uma mudança.

  3. parece uma pessoa queimada Oo

    vc viu essa notícia? http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/11/131126_eua_adolescente_instrumentos_rp.shtml
    Título:
    Adolescente passa a tocar 13 instrumentos após golpes na cabeça

  4. Philipe você poderia fazer um artigo (até com um toque de divertimento) acerca da boneca da Xuxa e do Fofão.
    E uma matéria mais mais completa sobre os quadros do Bragolim. Tempos atrás, vi uma matéria bem completa em um site (não lembro qual) que analisava diversos detalhes de várias pinturas de crianças chorando atribuídas á ele. Havia detalhes bem interessantes nas pinturas, não de cunho satânico e etc, mas da forma como as crianças estavam…bastava virar o quadro que você tinha a nítida sensação de que o pintor torturava ou mantinha as crianças amarradas enquanto as pintava..ou algo assim.

  5. Quando era moleque nos anos 80, lembro de uns quadros de palhaços chorando ou tristes, não lembro bem. Minha mãe colocou um desses no meu quarto, eu ficava olhando aquela porra fascinado! Minha tia tinha um desses quadros de menino chorando, a lágrima era tão realista que eu ficava passando o dedo pra ver se molhava!

  6. Chamem a SCP Foundation!
    Essa história era famosa em algumas igrejas evangélicas na década de 80. Não que fosse algo que o pastor ia lá na frente e falava do negócio, dizendo pra não comprar o quadro senão leva capeta pra casa. Era mais uma lenda urbana que encontrava terreno fértil num ambiente onde tem muita gente paranóica, procurando o diabo em cada esquina. As crianças contavam da mesma maneira que se discutia a “loura do banheiro”, que aconteceu com o primo de um amigo de fulano de tal… Quando, depois de adulto, encontrei na net os quadros de verdade, me decepcionei. A história é muito mais interessante que as “evidências”.
    Uma curiosidade: no seriado Família Dinossauro havia uma versão “jurássica” de um quadro desses na sala da casa do Dino.

  7. Caraco … Eu lembro desses quadros, na cidade onde meus parentes viviam cada rua tinha pelo menos uma casa com um quadro desses, e eu lembro também de ouvir essas lendas com relação ao capiroto estar relacionado com os quadros, houve uma “caça-as-bruxas” com relação a esses quadros… Realmente era bizarro.

  8. Eu e minhas amigas quando crianças destruimos um fofão para ver se tinha um punhal dentro… mas não tinha nada…rs ironicamente a dona do fofão tinha um quadro de uma criança chorando na sala…

  9. Ja tive um quadro do pintor Graham Bragolin, um vez em minha casa esse quadro caiu do nada sem explicações.
    No outro dia minha casa foi inteira queimada, e os bombeiros não tinham explicações para o acontecido.
    Não lembro exatamente o que foi feito com o quadro, acredito que minha mãe jogou fora. A questão é que, essa historia é verdadeira e aconteceu com a minha familia !

  10. Nós tínhamos um quadro destes em 1997, que foi dado por uma tia.

    Em uma noite de chuva, esse quadro simplesmente despencou da parede, com parafuso e tudo, do nada! Porém nós não ligamos…

    Na manhã seguinte, pouco antes das 8 da manhã, a minha casa pegou fogo, não sobrou nada… absolutamente!
    Nós perdemos tudo neste incêndio, onde nem os bombeiros souberam laudar a causa!

    Sou uma vivente e sobrevivente desta “lenda”, que pra nós aqui da minha família, amigos e vizinhos, é a mais pura verdade!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares