O homem com o maior saco do mundo

Isso que eu chamo de “estar com o saco cheio”. (vomitável!)

Ok, agora explicando a aberração que você acabou de ver:

%name O homem com o maior saco do mundoResumindo: O saco do cara tá cheio de vermes e veias entupidas.

O nome da doença é Filariose ou filaríase. Também conhecida como Elefantíase.

A filariose ou elefantíase é a doença causada pelos parasitas nematóides Wuchereria bancrofti, Brugia malayi e Brugia timori, comumente chamados filária, que se alojam nos vasos linfáticos, causando linfedema. Esta doença é também conhecida como elefantíase, devido ao aspecto de perna de elefante do paciente com esta doença.

%name O homem com o maior saco do mundoMosquito Aedes Aegipt

Tem como transmissor os mosquitos dos gêneros Culex, Anopheles, Mansonia ou Aedes, presentes nas regiões tropicais e subtropicais. Quando o nematóideo obstrui o vaso linfático, o edema é irreversível, daí a importância da prevenção com mosquiteiros e repelentes, além de evitar o acúmulo de água parada em pneus velhos, latas, potes e outros.

%name O homem com o maior saco do mundoMosquito Culex

Afeta 120 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo dados da OMS. Só afeta o ser humano (outras espécies afetam animais).

1. O Wuchereria bancrofti existe na África, Ásia tropical, Caraíbas e na América do Sul incluindo Brasil.mosquitos Culex, Anopheles e Aedes. No Brasil o vetor primário e principal é o Culex quinquefasciatus.
2. O Brugia malayi está limitado ao Subcontinente Indiano e a algumas regiões da Ásia oriental. O transmissor é o mosquito Anopheles, Culex ou Mansonia.
3. O Brugia timori existe em Timor-Leste e Ocidental, do qual provém o seu nome, e na Indonésia. Transmitido pelos Anopheles.

O parasita só se desenvolve em condições úmidas com temperaturas altas, portanto todos os casos na Europa e EUA são importados de indivíduos provenientes de regiões tropicais.

O período de incubação pode ser de um mês ou vários meses. A maioria dos casos é assintomática, contudo existe produção de microfilárias e o indivíduo dissemina a infecção através dos mosquitos que o picam.

Os episódios de transmissão de microfilárias (geralmente à noite, a depender da espécie do vetor) pelos vasos sanguíneos podem levar a reações do sistema imunológico, como prurido, febre, mal estar, tosse, asma, fadiga, exantemas, adenopatias (inchaço dos gânglios linfáticos) e com inchaços nos membros, escroto ou mamas. Por vezes causa inflamação dos testículos (orquite).

A longo prazo, a presença de vários pares de adultos nos vasos linfáticos, com fibrosação e obstrução dos vasos (formando nódulos palpáveis) pode levar a acumulações de linfa a montante das obstruções, com dilatação de vasos linfáticos alternativos e espessamento da pele. Esta condição, dez a quinze anos depois, manifesta-se como aumento de volume grotesco das regiões afectadas, principalmente pernas e escroto, devido à retenção de linfa. Os vasos linfáticos alargados pela linfa retida, por vezes rebentam, complicando a drenagem da linfa ainda mais. Por vezes as pernas tornam-se grossas, dando um aspecto semelhante a patas de elefante, descrito como elefantíase.

Se você descobrir alguém com a perna igual a de um elefante ou com membros grotescos assim perto da sua casa, meu amigo… temei! Há uma grande chance de você se contaminar via mosquito. Notifique a secretaria de saúde da sua cidade, compre MUITO inseticida e cortinados.
A filariose é um problema de saúde pública HÍPER comum no Brasil.

Comments

comments

38 comentários em “O homem com o maior saco do mundo”

  1. É provável que seja filariose. Isso é comum no Brasil. Ataques ao escroto são menos comuns. E raramente chegam neste estágio. Esse sujeito deve ser das antilhas, ou de alguma localidade rural nas proximidades da costa rica, áfrica ou leste asiático.
    È o tipo clássico de “doença da pobreza”.

  2. Caramba… Desse jeito eu nunca tinha visto. Acho que na perna é mais comum, né?
    De cara pensei o mesmo que Leon. Não dói quando ele senta?
    Situação terrível… =/

  3. Se tem algo que eu pedidira pra Deus acabar, são os mosquitos.
    Raio de bicho irritante, nenhum mamífero que se preze gosta de um treco desse.

    Depois pediria pra Deus deixar o gosto da carne de peixe com o gosto de carne de vaca.

  4. Que australopithecu!!!
    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAAHA

    Esse cara devia corta essa merda e morrer, com o saco dava para várias coisas é só usar a imaginação retardar do ser humano.

  5. >POR QUE NAO CORTA ESSA PORRA?? QUE AGONIA
    Olha,vc quer q o cara morra????
    Dar uma tacada no seu ovo iria doer não?
    Imagine cortar o ovo????????
    E impossivel…
    Meu comentario:Coitado… nao pode se expressar,cuidado pra nao mijar no proprio saco quando for ao banheiro,e o coitado,como ele pode cagar sem melar o saco?
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKk

  6. [quote comment="4336"]Notem a expressão do cara que auxilia ele a subir a escada. É como se ele estivesse pensando”-porra vcs tem mesmo de me filmar fazendo isso?”.[/quote]
    careacas pode crer é tipo isso mesmo e o outro pegando no saco dele com uma cara de “caralho que humilhaçao isso sera que vou ganhar uma graninha????” 🙁 :sly:

  7. bem, isso é verdade. mas em áfrica existe uma tribo que tem o problema de elefantíase por beberem sangue menstrual das vacas que criam. esse hábito faz com que os testículos fiquem enormes.

  8. Que negoçio e esse…oxe como e q o cara consegue viver com uma pica deste tamanho???,como e q ele caga?,e na hora ´´daquilo´´,como e q ele consegue enfiarrrr…???impossivel,isso e mt serio mesmo!, nunca vi nada parecido na minha vida.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.