Mum Rá – Parte 2

Dando continuidade a peça, eu fiz uma forma de gesso sobre ela e isolando as duas faces com massinha de modelar colorida eu consegui obter a forma rígida do busto do Mum Rá. Felizmente os únicos problemas que tive com a fôrma foi a perda de todos os registros que se quebraram. Mas ainda assim ela continuou funcional. Uma coisa que eu percebi neste processo é que a fôrma de gesso é bem problemática na questão do desmolde. Eu andei pensando em fazer a copia usando alginato, mas isso afetaria possíveis outras copias, porque o alginato desidrata e encolhe.
Não pode ser forma de silicone RTV como fazemos para resina,m porque o silicone de platina “odeia” o silicone padrão. Dá o maior lelê. A solução que eu achei é fazer uma forma mista, de borracha de poliuretano e coberta com um berço de gesso. Isso é de longe o que garante o melhor resultado final. Mas só me liguei disso (a merda é que eu tenho a borracha de Pu em casa. Nem ia precisar comprar.) depois que tinha feito e já estava desmoldando o Mum Rá.
Aqui está a foto da fôrma:
Mum Rá - Parte 2
Veja como é uma coisa meio “traumática” para a matriz a retirada da fôrma de gesso:
Mum Rá - Parte 2

Após penar feito um desgraçado para aprender a misturar corretamente, colorir, baixar a viscosidade, e evitar vazamentos, eu consegui obter a primeira cópia:
Mum Rá - Parte 2

Olha que legal essa translucidez do material. O mais maneiro é que a sensação de encostar é IGUALZINHO de pele. Parece que ele tá vivo.

Mum Rá - Parte 2

O maior problema de lidar com o silicone de platina é a formação de bolhas. Fiz de tudo pra evitar, mas é praticamente impossível de conseguir isso sem usar equipamentos especiais.
Por sorte a maior bolha ficou localizada num lugar que seria coberto pelas ataduras do Mum Rá.
Mum Rá - Parte 2

Outro problema, mais fácil de resolver foram as emendas. A copia em gesso costuma gerar rebarbas, que tem que ser cortadas com cuidado. No meu caso, como o Mum Ra é praticamente uma face, ficou bem simples de solucionar isso, apenas joguei a área de divisão da fôrma lá pra trás. No meu caso, a rebarba é grande, porque a forma quebrou os registros, e não estava fechando com 100% de oclusão. Eu creio que fazendo uma forma mista de borracha e gesso isso se resolverá em 90%.

Mum Rá - Parte 2

Preenchi o boneco com espuma de poliuretano, para economizar o silicone, que é carão.
O passo seguinte foi pintar. Mais da metade do meu objetivo com esta peça de teste é justamente entender o processo de pintura do silicone platinum. O problema aqui é que o único tom que tive problemas de catalização é o cinza. Mas como a ideia é fazer um Mum Rá puxado pro realismo, nem me incomodei muito com isso. Mas a tinta que eu fiz acabou ficando grossa demais, ocultou grande parte do detalhamento. Pretendo estudar melhor como equacionar a questão da tinta. Creio que precisarei de comprar uns produtos químicos específicos (e cancerígenos) como Tolueno. Até para poder pintar com aerógrafo numa outra etapa.
Mum Rá - Parte 2Ele está banguela porque os dentes davam ângulo negativo e ia estragar a fôrma. Então terei que esculpir uma dentadura nova pra ele, e fazer a copia dela em resina de protético depois.

Mum Rá - Parte 2

As fotos não ficaram boas, porque eu estava com a mão cagada dessa gosma de silicone e tava difícil de segurar a câmera, boneco, etc. E no momento não posso detalhar muito com fotos, porque estou mais focado em entender o processo. Assim que eu souber exatamente o que devo fazer, farei um tutorial mais detalhado.
Hoje logo mais eu coloco as fotos do Mum Rá no estágio atual. Minha resina cristal estragou e não está catalisando. Vou ter que comprar mais e refazer a fôrma dos olhos do Mum Rá.

Related Post

8 comentários em “Mum Rá – Parte 2”

  1. Philipe, é só impressão ou ficou uma textura meio… Sabe musgo/fungo?! Parece uma coisa granulada na “pele”, que só apareceu depois que você pintou. oO

    Hey, uma dúvida que sempre tive: A tinta, como funciona?! Ela não “racha” nem se solta se você mover (no caso, por exemplo de um boneco para stop-motion)?!
    E outra: Silicone quando seca fica mole, funcionando que nem uma “pele” por cima do que quer que esteja embaixo,certo?! Então, quando a escultura ficar pronta, ela vai continuar “macia”, principalmente naquelas partes como o nariz e a orelha do Mumm-rá?!

    • OI Helena,
      Ficou meio granulado nesta etapa da pintura que estava na foto, mas mudou bastante depois disso. Acho que deu isso porque usei a “tinta” muito encorpada, aplicada com esponja.
      A parada não quebra, porque a “tinta” neste caso é borracha de silicone também, só que colorida. O material é absurdamente elástico e resistente. Ela vai ficar macia pra sempre. Como uma pele. A sensibilidade ao toque deste silicone e idêntica a da borracha daquele sutiã sem alça, cujos bojos são feitos de silicone de platina.

    • Tá sendo muito divertido e instrutivo de fazer este Mum Rá. Amanhã vou postar as fotos dele pronto. Já tá pronto, mas não posso fazer as fotos agora porque tá uma zona ABSURDA. Foi o boneco que causou o maior pandemônio no meu escritório até hoje.

  2. AH! Tá demais! Nas últimas duas fotos ele parece estar “empoeirado”: não é assim que são múmias? Hehehe… Grande trampo!

    Dúvidas:

    1: Com o passar dos anos, o Silicone de Platina não perde suas propriedades (rachar)?

    2: E a tinta não racha com o passar dos anos também?

    • Quanto a durabilidade, eu vi num video do fabricante TEK, que faz um silicone de platina também, que ele é o silicone com a maior durabilidade e elasticidade entre todos os que existem, e também o que consegue copiar mais detalhes, além de resistir mais ao UV. Como o meu é de outro fabricante, mas também é de platina, me parece que a durabilidade é meio que “A perder de vista”. A tinta, como eu disse antes, é feita de silicone também, então a causa da granulosidade é porque estava muito grossa a camada que eu apliquei, e depois eu corrigi. Como a tinta é silicone, ela também é elástica.
      Tanto que depois que catalisou totalmente lavei a cara do Mum Rá no tanque com esfregão pra testar a resistência. Este aqui é o troço mais elástico e resistente que eu já vi. Não é atoa que é caro.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares