Sobre Philipe Kling David

Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar.
Saiba mais...

81 Comentários


  1. Porra! hehehe
    Philipe, você não teria uma cópia dessa fita pra colocar aqui pra galera no Youtube? :)

    Responder
  2. Vital

    Haha histórias da vida novamente!
    Estava sentindo mta falta disso

    Para variar, nota 10! Só queria mesmo era ver o video… porra!

    Responder
      1. Rochester

        Po, pede pro professor, quem sabe ele não tem ainda.. isso vale ouro haha

        Responder
  3. EduTomazett

    Simplesmente incrível… na hora do Fredy Gay eu comecei a rir e não parei mais.

    Responder
  4. Spoks

    Caraca! Queria tanto ver o vídeo! Vc podia tentar encontrar o seu professor, e quiçá, ele ter a fita. Seria mt bom!

    Responder
  5. heleno

    esta foi a historia mais engraçada que ja lia por aqui, e o pior e que ja passei por umas parecidas com essa.
    Vamos começar uma campanha em busca do video perdido.
    abraço

    Responder
  6. rbocchi

    uahauahuh

    ri pacas aqui..

    até que não é uma má ideia a tal campanha em.. uahauhaah

    o/

    Responder
      1. Alberto

        Cara, seu professor era dos melhores. Quem dera fossem todos assim.
        Hoje você deve entender que ele não esperava nenhuma obra ao nível de Hollywood. Deu a você a nota máxima porque viu seu imenso esforço e quis incentivá-lo.

        Responder

  7. Eu também sofria dessa “megalomania” nos trabalhos escolares. E no fim nunca dava certo e eu tinha que acabar improvisando. Quando eu fazia 8a série eu inventei uma maquete de uma usina eólica que se mexia de verdade… e a pilha acabou nos 1os 15 minutos da feira de ciências.

    Responder
  8. Giovanna

    Tb achoooo
    Vc tem q conseguir essa fitaaaa!
    Acha esse professor seu das antigas!!!
    Ai que curiosidade!

    Responder
  9. Antonio Vale

    Cara…
    Fantástico. Nota 10.000 p/ vc.
    Só falta postar no Youtube o video.

    Responder

  10. De-mais!
    De fato, uma pena que o vídeo tenha se perdido. Pelo menos você ficou com uma excelente história para contar! Brilhante!

    Responder

  11. putz
    não sei o que é pior
    vc querer maquiar sua mãe de freddy krueger
    ou ela aceitar

    malz ai philipe
    mas vc era meio sem noção

    Responder
  12. Gustavo

    Cara, passei mal de tanto rir desse post… Me fez lembrar de um monte de coisas. A maquiagem de algodão e goma laca com base de maquiagem que vc fez na sua mãe, veio em uma das revistas SET especial “a morte de Freddy” (tenho até hoje) não é? Fui lá reler e só de lembrar o resultado travei de tanto rir ahahah… Mas eram legais essas revistas pq a cada número vinha uma dica de maquiagem: Prótese dentária de zumbi, ferimento de garras de lobisomen, etc. Lembrei tb de um trabalho com proposta igual que fiz na quinta série… Criar um produto; Então eu Criei o Chá “Zuza”, o chá emagrecedor do Cazuza (maldade minha, eu sei). Na época o Cazuza usava aquele lenço na cabeça e estava nas últimas mas ainda fazia shows. Então fiz uma caixinha preta de papel cartão, colei um esqueleto e desenhei um lenço na cabeça dele. Depois pintei caprichadamente o Chá Zuza e fui na maior cara de pau apresentar o trabalho na frente da classe… Como eu sempre fui magérrimo, caiu como uma luva o papel. Começava dizendo “quer ter um corpinho igual ao meu”… A classe foi ao delírio eheh. Tirei uma nota boa e o professor tb mostrou aquela caixinha a várias outras classes.

    Responder
    1. DANIEL

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      Não tem como não rir dessa, o Chá Zuza, putzgrilla, eu tô aki me cagando, mijando, morrendo, rolando de rir

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK :B :B :B :B :B

      Responder
  13. Cristiano

    Muito bom Philipe…suas histórias estão cada vez melhor…Parabêns pelo livro!

    Responder
  14. Jackie

    Puta que pariu! Eu queria ter uma mãe assim, ou melhor eu queria ser uma mãe assim. O máximo que eu fiz pelo meu filho foi fazer uma mecha branca no cabelo e me fantaziar de Vampira para o baile de Halowen para a festa de oitava série dele. Tem mãe de aluno (crente é lógico) que não fala comigo até hoje e meu filho virou o filho da “MACUMBEIRA”. Até que para ele foi bom, porque ele manteve as amizades que realmente valem a pena, e os meninos confiam em mim. O lado ruim é que eu tenho que levá-los às festas radicais e meu filho me leva como troféu. Phill, tu não sabe a zica que é ver um bando de barbados te chamando de tia. (Eu tenho 34). Por isso eu sei o que tua mãe passou, estou 100% empática à ela. A última que eles me aprontaram foi me enfiar no show da Pitty e pedir para que eu fosse pedir autógrafo a ela e eu passei o resto da madrugada fotografando a baianinha abraçada com eles. O lado ruim é que eu perdi um churrascão com meus amigos para bancar a adolescente. Mas, enfim, eu acho que as mães deveriam agir assim com os filhos, serem cúmplices de suas maluquices para mostrar a eles que nós somos confiáveis e os amamos. As mães deveriam ser assim: amigas dos filhos e estar presentes em episódios hilários e inesquecíveis. Parabéns para sua mãe e para você também.

    Responder
  15. André

    Cara, me escangalhei de rir tbm…
    Parabéns, viu… Lembrei de alguns micos que paguei na escola
    tbm…

    Responder
  16. Maria Goreth Kling David

    Querido filho,

    Queria enviar uma resposta pra duas pessoas ai: P/ Jackie

    Obrigada por suas palavras. Elas me emocionaram pela compreensao. Saiba que um dia, quando os anos passarem e vc estiver com cabelos “meios descoloridos pelo sol, nao brancos” vc vai adorar nao ter ido ao churrasco dos seus amigos e ter ido no camarim pegar autógrafos e sempre se lembrará do dia que descoloriu a mecha de cabelos do seu filho pra ele fazer bonito no baile de Hallowen.

    P/Gustavo

    Rapaz aquela revista ensinou muito bem a fazer a maquiagem, so nao explicou depois como fazer para tirar aquela coisa dura agarrada na raiz dos meus cabelos. Mesmo colocando uma touca de banho aquilo agarrou na frente e sofri debaixo do chuveiro para retirar pilhas de algodao molhado. Ainda pior sentia que havia “fracassado como atriz e como mae ja que nao conseguira dublar em ingles uma falinha atoa…

    Philipe chorei e ri ao mesmo tempo! Chorei de saudade daquele dia distante em que fiquei desde as 13 horas da tarde sentada deixando voc me transformar naquele homem horroroso. E ri ate sair lágrimas nos olhos pelo divertido que ficou contado aki.!!

    Responder

    1. Hahaha, show de bola, mãe.
      Tá aí, galera. Minha mãe, leitora do mundo gump e minha testemunha ocular da maioria dos fatos aqui narrados. Só uma correção, a touca era de natação.

      Responder
  17. Lucas

    UHEUAHEUAHEUAHEUAHEAU SHOW DE BOLA, MANOLO! Cara, minha mãe não é de se jogar em apresentações, ou seminários, ou qualquer coisa do tipo, mas se eu realmente precisasse, acho que ela o faria. Na verdade, acho que qualquer mãe faria, é só ver quando o[a] filho[a] realmente necessita dessa ajuda.

    Uma das melhores histórias, quiçá a melhor, parabéns! Grande abraço

    Responder
  18. Ricardo Camata

    Poxa, eu fiz o Vento Enlatado, não foi tão legal assim. Mas teve video gravado numa filmadora enorme e apresentado no monolito do Jesuíno também. Bons tempos

    Responder
  19. Leandro263

    Putz, queria ver isso, nem que fosse uma foto. Lendo sua história me deu uma ponta de remorso por todos os trabalhos que fiz me valendo da lei do menor esforço. Principalmente os da faculdade…

    Responder
  20. Napster

    Que bacana… história excelente!!! Só vc mesmo Philipe… :happy: :happy: :happy:

    Responder
  21. Maria Goreth Kling David

    Io Philipe ,

    Lembrei mesmo na hora em que comentei com seu irmao Andre que foi uma touca de piscina. Senao me engano uma do proprio Andre ja que vc prometeu comprar uma nova pra ele.

    O dificil era que ela era muito justa nos meus fartos cabelos. Dava dor pra tirar ja que prendia os fios novos eheheheh!

    Só nós… Bjao

    Responder

  22. Cara essa historia me fez lembrar de um video q eu fiz qndo tava na setima serie com meus colegas, os mais abusados da sala.
    O trabalho foi pedido por um professor de gramatica, e era pra fazer algo sobre um tema serio, tipo miseria, fome, violencia, e o nosso (claro) era sobre prostiruição. O nosso grupo era formado por 5 jovens q não sabiam o q era noção, eu, q era o a aluno mais alto e velho da sala (ja tinha repetido dois anos) o Rafael gordo, Dodo (gordinho q se achava forte), Dante (menino bem afeiçoado q malhava as garotinhas) e a Jenifer (Uma mina com esse nome só poderia ser gostosa).
    Enfim nós pegamos a camera do pai do Gordo e fomos pra casa do dante fazer um filminho sobre prostituição, A idéia inicial era q a jenifer fosse a Pu… prostituta, mas ela se recusou pq iria manchar a imagem de menina certinha q ela tinha (hum), então colocamos um vestido no gordo e no Dante, enqnto o Dodo era o Cafetão e eu era um Delegado meio perturbado. Enfim eu devia ter uns 15 anos e o resto uns 13 (a jenifer tinha 14, tbm era repetente) só sei q no filme aparecia de tudo menos a critica q era pra fazer q o professor tinha pedido. Agente filmou os cara na cama zuando, neguinho bebendo cachaça de verdade, o Gordo imitava uma puta como niguem, parecia uma festa Gay aquela porra. Ai chegou a hr de ver o video, ligamos a camera e fomos vendo aquela merda toda q haviamos feito. Logo dps do video q agente tinha gravado, começavam uns barulhos esquisitos na camera, qndo agente foi ver melhro oq era aquilo, descobrimos q o pai do gordo tinha tinha feito um filminho caseiro com a mãe do gordo. Mano, pensa numa cena engraçada q vc não pode rir pq seu amigo ta do seu lado chorando. No fim, agente apresentou o trabalho e por incrivel q pareça, tiramos um 10! È q como agente nunca entregava trabalho nem um, o professor resolveu reconpensar agente pelo esforço, q foi mais diversão q qlqer outra coisa. No fim eu nunca mais vi esse video, Mas sempre q eu lembro eu rio das coisas idiotas q agente fazia qndo era muleque.

    Responder
    1. Jackie

      Cara chorei de rir! Filminho porno no meio da apresentação do trabalho sobre pu digo prostituição! Eu tb passei por um perrengue parecido quando fui assistir o tape do batizado da filha de uma amiga e o marido colocou a fita errada. E era um casal certinho, católico praticante, e enfiaram no vídeo a fita em que eles estavam … “fazendo um exame de amigdala”. Cara eu chorei de rir…

      Responder

  23. Porraaaaaaaa, ficou bom pa caramba porraaaaaaaa, acha logo esse video porraaaaaaaa hahahahah (ri alto aqui)

    Responder

  24. Cara, caí no teu blog nem sei como (link, google, e-mail, sei lá), e justamente nesta postagem! Cara muito show, e se serve de consolo, minha mãe também se prestaria a esse papel! Parabéns!!!

    Responder
  25. Meyreélen

    Adorei! Eu e meu marido somos dependentes do Mundo Gump aki em casa, tenho que adquirir o livro já. Parabéns
    Ps: Adoraria que minha psicóloga fosse a Freddy Kruger GLS cover huauahuhu

    Responder
  26. fabricio

    uhuahuahua meu sem ver os videos ja chorei de rir imagina se tivessem postado aki uahauh,,,pior q cara queria buscar o ator la dos USA kkuahuah to chorando de rir ate agora..

    Responder
  27. DANIEL

    Porraaaaaaa!!!
    Procura esse professor q eu tô doido pra ver esse vídeo. Se lendo eu já quase morri de rir (levei um tombo da cadeira agora), imagina o ataque q eu vou ter se eu ver o vídeo. Pena q minha Mãe não faria isso. Mas sua Mãe aceitou n a lata ou Vc teve q usar akela manha q os filhos tem? Muito bom o post

    Responder

    1. Cara minha mãe topava (e ainda topa) qualquer maluquice que eu proponho. O legal é isso. Com a minha mãe não tem tempo ruim. Ela vai de cabeça junto comigo mesmo.

      Responder
  28. Fabiola Faria

    Nossa, ri muito da sua história, mas chorei pelo que sua mãe escreveu. Quero poder fazer algo assim pelo meu filho

    Responder

  29. Me emociono de ler esse tipo de história tão rica, tão verdadeira. Que exemplo de mãe, que exemplo de empreendedorismo juvenil! Parabéns, do fundo do coração. Adorei =)

    Responder
  30. fernanda mohr

    ahahahaha!!!muito bom!Já senti que nãovou parar de ler os textos aqui tão cedo.

    Responder
  31. Wanya Maggi

    Dificilmente “humoristas” me convencem a rir. Principalmente os atuais.
    Achei seus contos incríveis.
    Me tornei sua fã.
    Parabéns!

    Responder
  32. Luciana Roque

    Philipe, adorei seu texto! Vc escreve muito bem e é muito engraçado (mesmo narrando uma suposta desgraça). Virei sua fã.

    Responder
  33. Fafa

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ri muito agora sério e meu dia estava pessímo q história incrível “o grau insano de inocência do demente”  kkkkkk…

    Responder
  34. Kellyrock98

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk admiro a força de vontade, por favor bota no you tube eu preciso ver essa cena kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, fico imaginando como vc ficou, eu no seu lugar iria rir junto para não ficar tão sem graça mas realmente kkkkkkkkk adorei a história kkkkkkkkkkkk

    Responder
  35. Lucas Palmeira

    essa fita se perdeu e esta em algum lugar do mundo matando pessoas… kkkk

    A hora do pesadelo + O chamado = A hora do Chamado

    Responder
    1. Philipe3d

      Não tenho foto, porque naquele tempo, foto era com filme, e filme de retrato era caro e meu pai não deixava eu mexer na maquina dele. Mas tinha uma filmagem em VHS.

      Responder
  36. José Carlos Dias

    Excelente, me fez muito bem…. Excelente história .

    Parabéns a esta mãe participativa !!!!

    Responder
  37. Sami

    hahahahahhahahahahahaha já li essa duas vezes!
    ‘tava passando o tempo e encontrei o teu blog (?)
    tuas histórias são hilárias! Já li quase todas, essa eu tinha de comentar! o/

    Responder
  38. vanessa BMG

    sou tua fa k talento pra se meter em encrencas kkkk tenho 31 anos faço tudo por minhas filhas tbm mae  e isso parabens a sua 

    Responder
  39. Rafael Silva Ramos

    Eu ri demais, li cada linha como se eu estivesse lendo Ponto de Impacto doido pra saber o resultado da próxima linha. Demais demais essa história. Voce é um excelente escritor, sabe prender as pessoas, e essa história, só deixou a desejar a foto ou o vídeo. Quem sabe um dia nao venha á tona?

    Responder
      1. Madureira

        Eu tenho um que funciona e placa de captura de vídeo. Te desafio a botar isso no YouTube. rsrsrs.

        Responder
  40. Marcelo Marques

    Cara, muito legal sua idéia, rapaz criativo! Acho q depois de td sacanagem do professor vc quem precisou de análise! rsrs, todo mundo tem uma história de escola pra contar!

    Responder
  41. Madureira

    Dessa aí eu lembro. Entrei na sua casa para fazer aquele projeto de software com o seu pai e dei de cara com sua mãe de Freddy Krueger. Foi surreal. Nem sabia o quanto você tinha investido nesse projeto. Achei que era mais uma brincadeira sua, que vivia inventando coisas, esculpindo personagens de RPG, pintando com aquarela e todo tipo de viagem. Posso confirmar que estava realmente bem produzido. Parabéns.

    Responder
  42. Luiz

    Hahahahahaha cara que sensacional.

    Minha mãe é uma pessoa muito boa, talvez na necessidade ela me ajudasse também.

    Responder
  43. Rivelino

    Queria dar meus Parabens Duplo , Para voce Philipe pela sua ideia ambiciosa e surpreendente (será que voce tem á copia dessa fita ?) e Para sua Mãe que comprou , atuou, apoiou o seu projeto Louco , que Historia louca kkkkkkkkkk

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>