Malabares? Veja a bizarra pratica de jogar o recém nascido para cima

Sharing is caring!

Se você ama bebês, pode ficar chocado com o que esta mulher vai fazer com esses dois recém nascidos. É praticamente malabares com crianças que mal saíram do útero. Ela chama essa pratica de terapia (eu chamaria de tortura) cujo nome é Baby Dynamics .

Lena-Forkina

Pessoas que não estão familiarizados com as rotinas envolvidas no tal do Baby Dynamics, normalmente ficam horrorizados. Especialmente quando os bebês indefesos que estão sendo submetidos aos movimentos começam a chorar de desespero e desconforto e até vomitam. Mas Lena Fokina simplesmente sorri e afirma que aquilo “faz bem” aos bebês. Vai vendo aí:

lena-fokina-483198_w650

Uma hora isso vai dar merda, com certeza! A mulher russa de 51 anos  russo vem praticando suas técnicas de “Baby Dynamics” por mais de 30 anos e garante que nenhum dano já foi causado a um bebê.

baby-yoga

“É muito bom para os bebês e não é nem um pouco perigoso”, diz ela. “Alguns bebês choram no início, mas, em seguida, eles começam a se divertir.”

images (7)

Screen-Shot-2015-03-27-at-11.42.21-PM-778x550

Considerando-se o extremo cuidado com que os pais costumam segurar seus filhos, é bastante chocante a maneira com que Lena simplesmente os segura pelos tornozelos ou pulsos e sacode e joga a criança de tudo quanto é jeito.  Lena faz pouco caso das pessoas preocupadas com sua prática:

“A maioria das pessoas pensa que os recém nascidos só podem ficar deitados na cama, comendo e chorando. Mas os bebês nascem com reflexos naturais, que podemos usar para ajudá-los a se desenvolver física e intelectualmente.”

Lena-Forkina2.-550x877

Segundo ela, a Baby Dynamics serve também para ajudar os bebês com problemas esqueléticos ou musculares, e também é adequado para crianças saudáveis. É uma prática antiga que se originou com tribos africanas antigas.

Dr. Igor Charkovsky, um obstetra russo, adaptou as técnicas para os tempos modernos e mais tarde foi acompanhado por Lena. A Baby Dynamics agora é oferecida a crianças até aos dois anos de idade e oficinas são realizadas para ensinar os pais a praticar em casa.

0,,68183512,00

Você pode até pensar que nenhum pai estaria disposto a fazer isso com seu filho, mas, aparentemente, o método é bastante popular na Rússia (onde mais né?) e algumas outras partes do mundo. Lena diz que os adultos podem ser treinados com bastante facilidade, dependendo de suas sensibilidades. Alguns aprendem em apenas uma sessão de treinamento. A chave, diz ela, é apenas ir treinando o bebê gradualmente em vários movimentos.

 

Sacudir o bebê é perigoso?

Com mais de 80 mil compartilhamentos no Facebook, um alerta lançado pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal vem deixando pais atentos sobre os riscos de balançar crianças durante brincadeiras sem proteger-lhes a cabeça. A “síndrome do bebê sacudido” ocorre quando o ato de sacolejar os pequenos causa lesões em tecidos cerebrais (hemorragias ou edemas), o que pode deixá-los com sequelas.

O problema é mais comum entre bebês de até 1 ano, especialmente entre 5 e 9 meses. Segundo a pediatra Josineide Ramos, do Hospital Adventista Silvestre, na maioria dos casos, a síndrome do bebê sacudido se origina de episódios de violência, sobretudo quando se quer calar o choro da criança. Mas qualquer movimento que faça a cabeça pender para frente e para trás é perigoso.

— A lesão pode ser pequena, passar despercebida na hora e as consequências virem com o tempo, como déficit de aprendizado — diz Josineide.

Em situações graves, ou seja, quando o dano cerebral é maior, a criança apresenta alterações de comportamento — em geral, nas seis primeiras horas após o sacudimento —, o que pode incluir vômitos, perda de consciência, sonolência excessiva e convulsões.

De acordo com o pediatra Antonio Carlos Turner, coordenador da pediatria do Hospital Balbino, pequenos com suspeita de síndrome do bebê sacudido devem ser levados ao médico e reavaliados nos dias seguintes.

— Sacudir o bebê também traz risco de lesões na região cervical da coluna, o que pode deixar sequelas de paralisia — diz o especialista.

Apesar de tudo e dos riscos envolvidos, Lena e seus amigos russos continuam a pratica de fazer malabares com recém nascidos.

1445090942653

Lena, que tem um mestrado em Educação Física, é uma avó e mãe de cinco filhos. Ela começou a prática da dinâmica do bebê com seu primogênito que está agora com 30 anos de idade. Como todo mundo, ela estava preocupada no início, mas ver a resposta de seu bebê a incentivou a continuar. Ela diz que todos os seus filhos foram treinados na pratica bizarra e credita a isso que eles obtiveram resultados notáveis ??na vida, como ser campeões em mergulho livre, passeios a cavalo e pára-quedismo.

“Não pode haver melhor prova que a prática é benéfica!” – Diz Lena.

E aí? Você teria coragem de submeter seu bebê recém nascido a isso?

5 comentários em “Malabares? Veja a bizarra pratica de jogar o recém nascido para cima”

  1. Cara, minha filha tem menos de 1 mês de vida (25 dias parar ser mais exato) e fiquei em choque ao assistir vídeo (a minha esposa nem conseguiu assistir tudo), a estupidez humana realmente não tem limites. Philipe ouvi dizer que o correto seriam os bebes humanos nascerem com cerca de 13 meses de gestação, mas com a evolução das nossa especie fez com que o crânio dos bebes fosse grande demais, sendo assim nós acabamos nascendo com cerca de 9 meses de gestação. Ou seja, nós nascemos ainda sem estarmos totalmente “prontos”. E por causa disto o nosso pescoço é tão frágil, e alguns outros “problemas” de formação, que são “consertados” apenas após os 3 primeiros meses de vida. Em suas andanças pela internet já ouviu algo assim? sabe se existe algum fundo de razão nisto?

    Responder
  2. totalmente OFF TOPIC: escutei a sua participação no Ultrageek da Rede Geek, e fiquei bem surpreso com a sua participação, espero ansiosamente outras participaçoes suas, assim como aguardo o retorno dos seus vídeos.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.