Mais um ano que se vai… E eu ainda por aqui

Compartilhe

Não vou negar o óbvio. 2017 foi uma bosta. Parece que todo mundo concorda com isso. Basta olhar lá fora. Parece que tudo deu ruim.

Em termos de Mundo Gump eu não tenho o que festejar. Fomos de mal a pior, aos trancos e barrancos. Não consegui manter minha meta de três posts ao dia, e ao invés disso, fiz foi um post a cada 3,4 dias, uma média pífia perto de quando eu fazia cinco posts gigantes ao dia, nos velhos tempos em que a vida não era tão tumultuada e corrida pro meu lado.
Isso me leva a pensar se um sujeito que escreveu “este blog está morrendo” num post outro dia não está certo. Está.

Está morrendo lentamente. Definhando como um idoso decrépito que um belo dia acorda e descobre que não consegue mais levantar a perna pra enfiar na cueca. Houve um tempo de inocência onde eu acreditei que talvez com sorte, um dia viveria desse blog. Pesquisando coisas interessantes, estudando assuntos diversos e escrevendo coisas que divertiriam e ensinariam as pessoas. Foi um tempo em que redes sociais não eram maquinas de viciar nem prender pessoas. Um tempo em que video não era uma obrigação e que sucesso não se media com joinhas comprados.
2017 foi um ano em que fui ficando mais pobre (financeiramente falando) porque tudo aumentou e o custo de vida explodiu. E isso é fundamentalmente parte do problema, porque comecei a ter que trabalhar cada vez mais fora do blog para não sucumbir em dívidas.  Aliás, a coisa está tão feia que é algo a se comemorar que eu vou entrar em 2018 sem dever nada pra banco. Pelo menos isso.

2017 pode ter sido um ano ruim, mas não vou negar seus aspectos positivos. Me esforcei pra caramba nesse ano, maluco. Vcs viram poucos posts aqui o que significa que eu estava me matando de ralar feito um condenado criando outras coisas e muitas deram certo. Eu fiz coisa que se bobear, como dizem, “até Deus duvida” em 2017! Monstros, fadas-múmia, anjos, santos, demônios, armas, dragão, armas do Van Helsing, criaturas tenebrosas, aliens… Eu abri minha loja, eu aprendi como se não houvesse amanhã, então, embora aqui na interface de blogagem pareça que foi um fracasso, não vejo assim, esse foi um ano de vitórias.
A começar pelas realizações de sonhos. Viajei pela Europa, fui nesse lugar aqui:

%name Mais um ano que se vai... E eu ainda por aqui

Um ano em que você vai aqui em cima e faz esse tipo de foto aqui em baixo, não pode ser considerado um ano perdido, né?

moinhonomonte2 1024x634 Mais um ano que se vai... E eu ainda por aqui

Sem falar no fato de que eu comprei uma impressora 3d de resina, com uma resolução fabulosa, algo que até então me parecia uma aquisição inatingível. Meu pai trouxe ela desmontada na mala e… funcionou!

22140943 1932053136840484 1194453829403063556 n 1 Mais um ano que se vai... E eu ainda por aqui

Li muito em 2017. Estudei muito, aprendi coisas novas quase todos os dias.
Talvez o ponto pior de 2017 foi quando um medico me disse que eu podia estar com câncer, e o ponto alto desse mesmo ano, foi constatar que ele estava errado. Agora sem sombra de dúvidas, uma das coisas que mais me empolgaram em 2017 é uma coisa que só será concretizada em 2018, mas que já está em curso, que é:

Meu novo estúdio.

Será foda, e digo mais: Não será pouco!

Que venha 2018 com suas mutações inexplicáveis, meandros insondáveis e suas vicissitudes, que eu continuarei por aqui. Feliz ano novo.

Artigos relacionados

13 comentários em “Mais um ano que se vai… E eu ainda por aqui”

  1. Cara, acompanho vc há uns 03 anos, mt boa suas matérias, realmente cê tem escrito menos, mas, tempo é dinheiro e vc tem família p sustentar.
    Vc está nos meus favoritos e, raramente, não há um dia q não acesso procurando coisas novas.
    2017 foi um terror p mim tbm, mas, a vida segui e n vou deixar de acessar o mundogump periodicamente. Vc escreve bem, uma mistura de coloquial com genial e com um tok de surreal e sobrenatural. Viajo nisso aí tudo. Um bom 2018 p tds nós, mas, vc tem mt gente q te acompanha. Já sou meio órfão e sozinho e final de semana é fatal eu acessar seu blog. Fica c Deus e torço p q concilie grana e entretenimento.
    Feliz ano novo p vc e família.
    Eduardo

  2. Parabéns, Philipe! 2017 na verdade foi “Du caralho”, só não foi como planejado. Obrigado por continuar nos prestigiando com o Mundo Gump, mesmo sendo a parte não rentável dos seus projetos atuais. Que 2018 continue de muito sucesso, mesmo que seja fora dos planos e de muito trabalho!

  3. Philipe, não encerre o blog…
    Adoro vir aqui!
    Essa coisa de não corresponder mais ao que você planejou no início é apenas a infinita mudança que o viver representa.
    Seu blog é ótimo, interessantíssimo, não merece terminar.

  4. Que hoje o mundogump é uma sombra do que já foi, isso é fato;

    Se vc prefere manter a qualidade de tudo que faz ou empurrar algumas coisas com a barriga, é uma decisão sua;

    De qualquer forma, vc não deve nada a ninguem;

    Seu blog já foi tão querido por mim que quando eu venho aqui e não tem nada de fantástico, até me vem a sensação que o mundo já não é tão cheio de mistérios como antes, coisas da mente;

    Abraços, sabemos que o ser humano tem somente duas mãos e que o trabalho de artesão/artista é sagrado;

  5. Nunca deixei e nunca de deixarei de acompanhar o blog. Espero que as coisas melhorem esse ano e você consiga continuar o trabalho massa que você sempre fez. Boa sorte Philipe =D

  6. …eu me lembro de quando o blog começou. Inclusive adorava o antigo layout. Por ser fã de Forrest Gump, cai no site de paraquedas. E mano!!! que beleza!!!! Acompanho e rio a muitos anos (inclusive lembrar de certa vez que vc criou uma historia pseudo/real de alienígena, sequestro e ameaça).
    Grande amigo!!! (te considero assim, foda-se!!!) não pare nunca de escrever!!!!
    E se não for pedir muito, faça um mega compilado dos seus post’s e matérias, e coloque se não a venda, apenas para baixar pelo publishing da Amazon (garanto que o premio do ano sai pra ti).
    Tenho saudade de grandes matérias que se perderam no tempo. Gostaria de poder lê-las novamente.

  7. Philipe, seu blog é do tipo raro que mesmo se fosse 1 post por mês seus leitores estariam aguardando com muito carinho e ansiosos para saber qual seria a próxima história maluca a ser contada.

    Não se preocupe em metas do tipo N posts por dia. Certamente nenhum de seus leitores se preocupa com isso, pois sabem que qualidade é muito melhor que quantidade.

    Abraços!
    Hugo

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.