Este cara quer te pagar dez mil dólares para você indicar uma boa namorada pra ele

Forever alone, mas com dindim. Será?

Aos 29 anos de idade, Lu Ren desistiu de buscar por conta própria sua alma-gêmea. Ele está tão fato de falhar que resolveu terceirizar o trabalho. O jovem de Alabama criou seu próprio site de namoro, que afirma explicitamente: “Encontre-me uma namorada e eu vou te pagar U$ 10.000! Sério.”

Pago U$ 10.000 por uma namorada que preste!
Pago U$ 10.000 por uma namorada que preste!

Parece uma idiotice completa de alguém a quem a máxima de P.T. Barnum sobre os idiotas serem facilmente separados de seu dinheiro cairia como uma luva, mas este caso merece uma análise um pouco mais aprofundada, porque como estamos habituados hoje em dia, nem tudo é o que parece ser.

Ren, não é um looser qualquer. Ele é graduado na Harvard Business School, mudou-se para Birmingham no ano passado por razões de trabalho. Ele passou os últimos 12 meses tentando um monte daqueles encontros “alguns interessantes, alguns maçante, e alguns totalmente bizarros” de solteiros.

Mas então ele sentiu que estava perdendo muito tempo, e decidiu ir direto ao ponto, oferecendo dinheiro em troca de ligações. “Se você me apresentar a uma menina e eu namorar com ela por mais de 6 meses, eu vou pagar-lhe US $ 10.000,”. Mas há um problema: Uma das regras diz que uma mulher que submete seu próprio nome, não é elegível para a recompensa.

A estratégia de namoro do Ren é bem ousada e eu diria, inovadora. Mas ele explica:

“Olhe isto deste modo: se você trabalhar 12 horas/dia, como você gostaria de passar as poucas horas acordado que restam? Provavelmente não vai querer ficar em torno de um bar com os dedos cruzados. Desta forma é mais divertido para mim.”

Ren disse ao Business Insider que ele acha que $ 10.000 é uma taxa bastante razoável para este tipo de serviço, dada a importância de encontrar alguém com quem você pode acabar se casando.

“Eu sempre tive de vontade de experimentar uma coisa como esta. Eu estive matutando sobre esta ideia de que eu poderia pagar alguém numa base pontual para ajudar a me colocar na fita com alguma mina, e isso é algo que realmente iria me poupar uma tonelada de tempo. Ajudaria avançar nesse tipo de problema de seleção adversa que você recebe de serviços de namoro on-line.”

Ren diz que já tentou de tudo. A clássica jornada armada com amigos, sites de namoro, eventos para solteiros, mas nada deu certo pra ele. Com o namoro on-line você tem esse problema de seleção adversa. Somente as pessoas que estão em processo de avaliação de parceiros tem acesso a ele, e isso para Ren, gera uma artificialidade no lance.
Mas, com o seu próprio website, Ren tem acesso a perfis de mulheres que foram involuntariamente submetidas. “Com este site eu tenho acesso a basicamente todo mundo”, explicou. “Você não tem que se cadastrar no site ou sabe quem eu sou, você apenas tem que saber indicar alguém legal.”

Dateren.com apresenta um formulário de envio, através do qual as pessoas podem adicionar informações sobre as mulheres que acha que pode estar interessado em sair com Ren.

“Se você acha que qualquer uma de suas amigas estaria interessado em ir a um encontro comigo, use o formulário abaixo para compartilhar algumas informações, fotos, e tudo aquilo que você ache que seja bom” escreve ele. “O próximo passo seria conversar por telefone, Skype, ou até mesmo tomar uma xícara de café para tranquilizar mutuamente que nós não somos loucos. Eu entendo que há sempre o risco potencial de pessoas que pensam você é um um tarado da internet e decidir que não gosta do que está fazendo,” Ren admitiu.

Ren-Lu-You2-600x504

Ren teve sua cota de encontros frustrados, alguns tão terríveis que sua decisão de gastar 10 mil dolares não é tão surpreendente. Em entrevista ao Al.com , Ren conta que teve uma que apareceu como uma hora de atraso, e ela não conseguia encontrar o restaurante. Depois ficou vagando sem saber onde ir e ele precisou ir encontrar com ela em um estacionamento.”

“Eu pensei que eu ia ser esfaqueado ou algo assim. Quando ela saiu do carro que ela estava fumando um cigarro, e ela disse que não fumava. E notei que estava faltando alguns de seus dentes. Nós tínhamos que jantar de qualquer maneira, e eu a levei de volta para o estacionamento depois. Foi quando as coisas ficaram realmente ruins:”

A mulher supostamente perguntou Ren se ele era racista.

Ele disse que “isso não tinha nada a ver com raça, eu só não acho que temos química, eu sinto muito.”
Quando ela estava indo embora com o carro, ela murmurou alguns epítetos raciais pra ele, o que o magoou. “Foi muito ruim. Não foi realmente apenas agradável.

Ele acrescentou que nem todos os seus encontros foram tão ruins, mas ele simplesmente não quer perder mais tempo no namoro da maneira tradicional. “Eu estou tentando tornar o ato de achar uma namorada o mais eficiente possível”, disse ele.

Seis meses namorando este cara para ganhar U$ 10.000?
Seis meses namorando este cara para ganhar U$ 10.000?

Curiosamente, parece estar funcionando. Ele está supostamente recebendo lotes de boas respostas – cerca de 20 sugestões dentro de alguns dias da criação do site. “Estou recebendo um monte de jovens profissionais, pessoas como médicas, advogadas e outros tipos de pessoas que não são frequentes num site de namoro normalmente, ou talvez as pessoas com muito medo de manchar a sua imagem profissional (por aparecer em um site de namoro) – algo que, aparentemente, eu não tenho medo de fazer “, disse ele.

“Esse é o tipo de pessoas que eu sinto que estão sendo encaminhados para mim agora. O que é bem legal, porque eles não têm de se expor a forma como se estivessem em um site de namoro”.

As pessoas querem saber o por que de Ren ter definido o período de seis meses para descobrir se aquela pessoa que indicou a parceira pode ganhar os $10.000.

É que há uma boa chance de ele ser enganado. Mas Ren diz que ele pensou sobre isso também. “Francamente, se duas pessoas – ou pelo menos uma pessoa – está disposto a colocar em seis meses de investimento e sair comigo o tempo todo, e me namorar, e ainda assim for bem sucedidas em me enganar durante seis meses inteiros, eu acho que eles merecem ganhar essa grana pelo golpe”, disse ele.
“Isso realmente não me preocupa tanto assim. Eu sou um bom juiz de caráter, e em seis meses, você pode descobrir muito sobre uma pessoa. Posso até falhar espetacularmente, mas quem sabe?”

Acredite ou não, a ideia de Ren Lu não é exatamente original. Em 2012, um cirurgião plástico de Nova York chamado Emil Chynn também ofereceu a pagar R$ 10.000 para quem o apresentar-lhe à mulher de seus sonhos. Dois anos atrás, um supervisor de São Francisco ofereceu também US$ 10.000 para a pessoa que pudesse apresentá-lo ao amor de sua vida.

Tá. Isso aí tudo é muito bonito e tal, mas pode me chamar de teórico da conspiração, mas penso que um cara formado em Harvard, não é um retardado que se esforça para parecer ser. Esse cara está dando um lindo golpe publicitário para lançar algum tipo de app, ou empreendimento virtual de namoro diferenciado. Ele se esmera nas entrevistas em dizer que o método tradicional dos sites de namoro não funcionam bem, e sempre amarra seu site, – ganhando assim, valiosos links da mídia internacional, além de sempre deixar amarradinho de que está repleto de perfis interessantes. Me parece bastante óbvio que ele está prestes a tirar proveito desse papo todo, e veja que genial, sem SEQUER precisar mesmo pagar dez mil para quem quer que seja. Imagina quanto valeria o espaço dele nos jornais e portais da internet? É muito, assombrosamente muito mais de U$ 10K. Assim, se eu estiver certo em minha desconfiança, este cara é um gênio do marketing, se aproveitando do sistema.

Não que seja impossível haver pessoas tão desesperadas para encontrar um namorado que precisem pagar por isso. A ampla maioria dos sites de namoro decentes são pagos. Não há absolutamente nenhum mal em investir grana em algo que vá te proporcionar algum (ou muito) prazer. Vimos mesmo no artigo que essa ideia de 10.000 pratas para o cupido não é uma novidade.
Realmente, sempre tem um cara que é um zero à esquerda na arte da conquista. É gente que tem uma dificuldade social tão imensa que chega na hora H e não sabe o que fazer, o que dizer. Erram pelo excesso, parecendo bobos ou sequelados, e alguns entram num spin off de afastar as pessoas que ele justamente gostaria de atrair. Sei bem disso, porque eu casei cedo. casei com 23 e estou casadão até hoje, mas tenho muito amigos (e amigas) solteiros profissionais. Um desses caras, que não vou dizer o nome, chegava a dar pena. Ele se empenhava. E sempre mudava o foco, acreditando que a noite tinha sido falha porque ele não estava com o perfume certo, ou com a roupa certa, ou porque o carro dele não era o certo. O cara sempre acreditava que o que o levava a falhar com as mulheres era algo extrínseco, quando na verdade, ele simplesmente não sabia o básico dos mecanismos de conquista.

A coisa mudou muito quando um dia, eu por acaso ganhei num concurso do portal Papo de Homem sobre histórias escrotas de relacionamentos. O premio era um treinamento especial na arte da paquera e namoro, e claro, eu já era bom nisso ao ponto de que já tinha passado, há muito, dessa fase. Então eu dei o treinamento de como conquistar mulheres e ser irresistível com garotas para esse meu amigo e… Puta que pariu, o cara “virou uma chave”. De Looser rei do camarote virou o Mister pegador-rei da Alcova. Então considerando que cada um disputa com as armas que possui, eu se fosse esse maluquinho desesperado com dez mil doletas para torrar, não iria investir em cupidos profissionais, mas sim no aperfeiçoamento das táticas de apporoach. Hoje está tudo estudado, há neurocientistas, psicólogos e especialistas em diversos aspectos comportamentais que montaram ao longo de anos todo um processo técnico de conquista. O lance é que isso é uma faca de dois gumes, já que uma vez que se aprende qual é o “caminho das pedras cerebral” na arte da conquista, o sujeito se torna um MACHO ALFA de primeira. Dificilmente ele vai querer namorar e se prender a uma mulher só podendo e conseguindo conquistar a mulher que ele quiser.

Já que eu estou falando disso aqui, tem dois produtos que eu poderia indicar para quem está “travado” na tentativa desesperada de procurar a sua alma gêmea (alma gêmea? Ih, já começou mal!)

O primeiro é o que se chama de consultoria social. Tudo se aprende na vida, né? Não seria diferente com os relacionamentos. Esse é um workshop para tornar qualquer zé ruela em um conquistador profissa rapidamente. Já saiu matéria sobre o lance na revista NOVA. Muitas mulheres morrem de medo de topar com caras assim, porque basicamente seria como jogar na vida com cheatcodes. Nego que deu iddqd na arte da pegação (os fortes entenderão). Caso você tenha se interessado, dê uma olhada aqui na ementa e descrição do workshop, como funciona e quanto custa. Para algo que muda a vida da pessoa de um modo BRUTAL, é barato.

O outro é mais caro, por ser uma parada muito mais cabulosa. É um workshop VIP em autoconfiança, que rolará em São Paulo dias 18,19 e 20 de Novembro. Tô indicando o link, mas nem sei se ainda tem vaga. Também não sei o que é que os caras vão ensinar nessa parada, mas já ouvi rumores nos grupos que participo que é um troço épico, e que rola todo ano. Parece que isso aí é mega disputado, então não sei se tu consegue. Há pouca informação sobre isso, mas há alguns artigos que podem dar a dimensão da parada.

http://vejasp.abril.com.br/noticias/guia-da-paquera

http://www.usconsultoriasocial.com.br/wp-content/uploads/2010/04/revista-nova.jpg

http://usconsultoriasocial.com.br/wp-content/uploads/2010/04/abril.com_.png

Parece que a diferença do Workshop VIP para o Workshop Executivo é que no Workshop VIP os consultores da US Consultoria Social de todas as partes do Brasil estarão reunidos em São Paulo para ensinar até o cara mais inábil do mundo a conquistar uma mulher. Aqui está o LINK DA PARADA

A arte do Namoro

Se o caso da pessoa não é exatamente se tornar um pegador serial, e sim entender por que costuma falhar no namoro, não consegue fazer um relacionamento durar (que é o caso de MUUUITA gente por aí) há outros produtos que talvez possam ajudar. Conquistar é uma coisa, manter é outra. Ambas são importantes.
Há um curso online de coaching de relacionamentos, que promete ensinar não apenas a conquista, mas a manutenção da relação. Sei lá, coisas assim tem aos montes em tudo que é livraria, né? E mesmo com tanto material, todo mundo tem um amigo ou amiga que nunca dá certo, e sempre aponta os defeitos na relação e os coloca na conta do outro. É uma tática para não assumir seus erros e vacilos? Certamente. Colocar a culpa no outro é sempre um jeito de não lidar com nossas fraquezas e incapacidades num relacionamento.

Mas há muitas pessoas que estão em busca de compreender onde estão errando. Talvez para estes, o auxílio de um coaching de relacionamentos pode ser um apoio fundamental, já que o especialista vai pegar você pela mão e levar por todo um processo de revalorização do relacionamento. O psicólogo clínico e psicanalista Julio Guariente desenvolveu um curso online voltado apenas para isso. Você pode ver ele mesmo explicando a parada aqui.

Seja como for, o mundo hoje está REPLETO, ABARROTADO de formas de namoro e relacionamento. De apps como o Tinder a sites especalizados de cruzamento de perfis para gerar namoros e casamentos, eventos para solteiros, como cruzeiros especiais para singles entre muitas outras coisas. Parece que só não namora quem não quer. Lógico que sempre tem aquelas pessoas que não sabem bem como fazer. Algo muito comum é o cara que se separou e voltou para o “mercado”, mas como passou muito tempo no estaleiro, já não tem mais as “manhas da pista” como dizem. Para esses eu realmente recomendaria os treinamentos que citei ali em cima. Há milhares de dicas fundamentais sobre paquera e sedução, e muitos materiais beberam nas mesmas fontes para criar métodos infalíveis de conquista. Para esses que querem boa informação sem pagar muito, eu indico este livro: CÓDIGO DA ATRAÇÃO

codigo (1)

Lógico que o Código da atração não é o workshop e não chega nem perto do que deve ser esse wokshop vip em sampa com especialistas, mas é uma leitura de 150 paginas bastante válida para quem está enferrujadão.

Tem até material para mulheres que pretendem conquistar, mas não sei se vocês vão querer que eu indique isso.

Bom, com tudo isso, podemos ver que investir dez mil doletas em um cupido só se justifica se você for um cara de Harvard especialista em ganhar grana dando uma de esperto, tipo eu, que obviamente ganho acesso postando sobre a suposta malandragem dele e ainda ganho comissão indicando tudo isso. Nada mais justo, uma vez que estou fazendo propaganda para esses caras, né?

Related Post

2 comentários em “Este cara quer te pagar dez mil dólares para você indicar uma boa namorada pra ele”

  1. Poxa, então vc ganhou um curdo do PdH? kkkkkk, que massa!

    Bem, eu uma vez achei um livro, que rola pela internet inteira aliás mas não é divulgado, que pelo menos pra mim e para alguns amigos que eu indiquei (nota: todos os que indiquei) foi não somente uma mão na roda, mas algo que definiu muita coisa, até uma amiga minha leu o livro e achou bem coerente!

    O livro chama Seduction Community Sucks, que é bem rapidão de ler (umas 96 páginas, mas com pouca coisa escrita nelas), de fácil entendimento e passa bem a mensagem, tanto do que realmente acontece, como do how-to-do da coisa. Eu recomendaria você Philipe dar uma pesquisada, se jogar o nome acima no Google ele aparece fácil, fácil (é vinculado a um site do puabase, mas fora deles tb acha).

    Eu posso colocar ele como indicação também para quem tem uma certa dificuldade, porque eu sempre fui travadão, principalmente se tivesse sentimento. Aí após a leitura desse livro, e aplicação do que ele tinha escrito, eu mesmo entendi que 90% do que me travava era só meu medo mesmo. E isso foi igualzinho com todos pra quem indiquei, que nem eu mencionei antes.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares