Criatura bizarra encontrada numa praia da Arábia Saudita

Veja que criatura estranha. Primeiro eu pensei que era um balão de festa com um rosto pintado, mas daí percebi que a “coisa” estava mexendo a boca.

Será uma criatura submarina desconhecida? Um peixe cabeça? Uma sereia decepada?

Quando finalmente o cameraman deu zoom, eu descobri o que era.

É um baiacu.

Criatura bizarra encontrada numa praia da Arábia Saudita

O baiacu é um peixe que infla quando assustado. Ele aumenta em cerca de seis a oito vezes de tamanho e fica muito grande para a maioria dos predadores. Isso sem falar no veneno letal deste peixe. Comeu, morreu. Por seu veneno poderoso (tetrodotoxina), ele sempre foi o único peixe cujo imperador do Japão era proibido de comer. Em alguns restaurantes especializados do oriente, o baiacu é servido por um alto preço. Sua carne é apreciada pela capacidade que tem de adormecer a língua e o interior da boca. Na verdade isso é provocado por microscópicas quantidades de veneno. Mas tem que ter coragem para comer, pois caso ocorra um erro na preparação, a morte do comensal é quase certa.

Presente em praticamente todos os mares, existem centenas de espécies de baiacu. É possível que ainda existam espécies de baiacu desconhecidas da ciência.

Related Post

20 comentários em “Criatura bizarra encontrada numa praia da Arábia Saudita”

  1. Olha, baiacu é muito bom, meu sogro sempre pesca. Comer a carne não tem problema (desde q vc não estoure a o “saco” do veneno, quando for limpar). No Japão o que mata é justamente o molho preparado com o veneno, os chefes que querem preparar este prato em particular. Passam 7 anos aprendendo tudo sobre o baiacu, e muitos poucos completam este curso.

    Show de bola.

  2. O Veneno se concentra nas visceras, principalmente fígado e vesicula(o dito´´saco de veneno´´)mas tem tambem em quantidade suficiente pra matar na pele…
    outra parte bem venenosa sao os olhos, em alguns lugares usam olhos pra sacrificar animais doentes.
    o veneno age paralizando a musculatura.
    existem casos de pessoas que foram salvas colocando-se marcapasso e respiraçao por aparelhos.
    Em um tempo passa o efeito do veneno.
    pode ser em alguns dias ou até alguns meses…
    UmPonto

  3. D: eu queria ser a primeira que ia dizer que é apenas um baiacu mto inflado DDD:

    esse daí estava mto assustado, acho que se assustassem mais ele, com certeza ele ia explodir :B

  4. Faz mó tempão que eu acompanho o MG mas nunca comentei em nenhum post hehe! Mas me veio uma idéia na cabeça: antes tu queria fazer um livro…mas tu ja pensou em fazer uma revista? Uma revista mensal…eu juro que assinava *_*
    Parabéns, adoro isso aqui!

    😀

    • O livro tá pronto. Será meu segundo livro, mas uma revista… Puts, uma revista dá muito, muito trabalho mesmo. Mas concordo que ia ser super legal. Só que requer uma estrutura, uma equipe, um investimento muito grande, saca?
      Livro é mais fácil. Mas o que eu queria mesmo ( e talvez consiga) é fazer o mundo gump virar um programa de Tv.

  5. eu concerteza assistiria…

    Parabéns novamente! E não desista não…a TV ta precisando de coisas assim mais interessantes, pq passar o domingo inteiro vendo a Maisa, o Faustão e a Eliana é queimação de neurônio!
    :meh:

  6. Eu tenho um bonequinho de baiacu verde aqui na minha mesa, junto com um jacaré e um ETzinho. O ET e o baiacú tirei de uma caçamba de lixo num condomínio rico…sabe como é, essas crianças ricas jogam fora muitos brinquedos…agora são meus para sempre…
    Hum…hum…no japão ainda morre duas dezenas de pessoas por ano envenenadas por baiacú. O cozinheiro tem que ser mesmo muito craque na faca, se cortar o peixe com um milímetro de erro o japa dá a primeira mordida fica paralisado na hora. A pessoa morre porque paralisa a respiração também, lógico. Legal, né? Vai um pedacinho aí?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares