Comendo o Gaebul vivo

Se tivessemos que elencar os países do mundo com a comida mais nojenta, certamente a Coréia estaria “nas cabeças”. Claro, é totalmente possível que o que para nós seja nojento, para eles não é, e vice-versa. Eles podem morrer de nojo só de imaginar uma feijoada. Mas temos que reconhecer que um sujeito que come o Gaebul vivo (um prato típico) merece nossa consideração gastronômica.

E aí? Você comeria?

Related Post

16 comentários em “Comendo o Gaebul vivo”

  1. Phill, é horrível, mas o clímax, o cara botando na boca não aparece. Ao contrario deste vídeo aqui http://www.youtube.com/watch?v=4CGseBM85gc
    Que os véios botam o queijo cheio de vermes pela goela afora.

  2. Estava lendo essa matéria 
    http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/05/capsulas-com-po-humano-sao-apreendidas-na-coreia-do-sul.html  do G1 e por ser da Coréia também lembrei desse vídeo…

    Cada coisa bizarra nesse mundo…

  3. Bom, é sim nojento, mas perde tranquilamente pra algumas esquisitisses que eles comem, como insetos e outras nojeiras. Não sei, esteticamente me pareceu ‘menos ruim’. Agora, o fato de estar vivo não ajuda o_O Sem contar que tenho pena dos pobres bichinhos kkk
    Enfim, antes eles do que espetinhos de cachorro ‘-‘

  4. fico imaginando essas coisas se contorcendo dentro do bucho do  cidadão, pois isso deve ser engolido inteiro, ou será que mastigam antes de engolir?kkkkkkkkkkkkkkk

  5. Esse é aquele bicho que comeu um cara na última versão do filme King Kong, não é? Aquele que ele vai sendo engolido e ainda dá pra ouvir seus gritos… blergh!

  6. Alguém me explica, por favor, qual o significado nessa cultura em comer o animal ainda vivo?

    Cru eu até posso entender… mas qual motivo sadomasoquista leva alguém a comer um animal ainda vivo?

    Não tenho muita frescura em comer carne. Infelizmente, até hoje não me apresentaram uma alternativa razoável em trocar a carne por outro alimento. E com relação a ter pena dos bichinhos, vale lembrar que BOA PARTE de nossa sociedade, utiliza animais de alguma forma.

    • Na cultura oriental, eles desenvolveram uma certa obssessao por alimentos fescos. Com o tempo, a busca por garantia de que o alimento era fesco atingiu um ponto tao bizarro que eles comecaram a comer os animais vivos. Em alguns casos a coisa e bem triste, como quando eles comem as carpas parcialmente fritas, mais ainda vivas no prato. Algumas crendices locais potencializam a crueldade, como a crenca de que ao sentir dor, o animal libera uma condicao quimica que amacia a carne. Gracas a esta ideia sem fundamento cientifico algum, eles prnduram animais vivos em ganchos de acougue, dao pauladas, jogam agua fervente em cima e arrancam a pele deles com eles ainda vivos.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares