Artes na torrada

Artes na torrada

A arte na torrada, chamada Toast Art consiste em “pintar”, cortar ou queimar formas específicas usando como “tela” uma ou mais torradas.

Artes na torrada

Por exemplo, esta torrada mostra uma forma típica do teste psicológico Roschach. Esta “obra” é parte da exposição permanente num museu na Alemanha.

Algumas obras no toast art podem parecer simplórias como a torrada ali em cima, mas existem aquelas de demonstram uma incrível habilidade do artista em controlar os tons de sépia apenas queimando varias torradas.

Artes na torrada

Além dessas existem também os murais, com centenas de torradas. Este é um mural de torradas do japão.

Artes na torrada

Já este painel foi criado pelos artistas Ingrid Falk e Gastavo Aguerre em Buenos Aires, no ano 2001.

Artes na torrada

A peça é enorme e envolve 2500 torradas, usadas como se fossem pixels. De longe, podemos ver que elas montam a imagem de uma enorme torradeira de quase 5X5 metros. Bem legal.

Artes na torrada

Maurice Bennet usou a mesma técnica com torradinhas de coquetel para fazer este retrato de Peter Jackson que enfeita o Aeroporto de Wellingtoin, Nova Zelândia. Maurice usou 2224 torradas para compor o retrato. Maurice é conhecido por seus retratos feitos com objetos, entre os quais o famoso retrato do rapper Eminen, feito com balinhas m&m´s.

Este retrato abaixo é de Elvis Presley, e foi feito usando um maçarico de propano diretamente sobre um painel de torradas. Trata-se de um trabalho de Lennie Payne.

Artes na torrada

Mona lisa com Torradas

Artes na torrada

A Mona Lisa feita em torradas está em exposição no Museu do Ripley´s believe or Not, em Orlando. Ela foi feita por Tadhiko Okawa através de um árduo trabalho de modelar uma fina folha de alumínio sobre as superfícies brancas das torradas. Esta folha foi modelada na forma do negativo da Mona Lisa e então as torradas foram colocadas numa torradeira, de modo que o alumínio esquentou e queimou a imagem da Mona lisa nas Torradas.
Fonte

Fonte

Related Post

3 comentários em “Artes na torrada”

  1. E fodam-se os famintos da África e do resto do mundo…
    Eu, particularmente, abomino essas extravagâncias com alimentos, tipo o maior sanduíche do mundo, guerra de comida, etc…
    Coisas de pessoas que não sabem em que mundo vivem…

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares