A sabedoria do Shampoo

Outro dia, me espantei ao olhar para o chão. Uma tampa de bueiro motivacional trazia escrita uma mensagem importante:

FORÇA E LUZ
FORÇA E LUZ

De fato, todos nós precisamos de força para levar o dia-a-da e luz para não enlouquecer na jornada. Fiquei imaginando que tal qual o bueiro motivacional, poderia haver “mensagens” ocultas ou mesmo explícitas em muitos outros lugares.

Hoje tomando banho, dei de cara com uma nova mensagem motivacional, dessa vez trazida pelo shampoo OX.

A sabedoria do Shampoo

Eu não sei bem porque um shampoo deve ter como uma tagline:  “o Essencial é o que fica”. Mas achei bacana. Na vida, o essencial é o que fica? Será? Eu não sei. De fato, talvez faça algum sentido, afinal, se algo fica, é porque é importante, não é mesmo? Mas daí comecei a pensar se seria uma afirmativa refutável.
Nessa vida, não levamos os bens materiais, não levamos da vida muita coisa que passamos nossa existência inteira para conquistar. A vida nos mostra que o essencial, o essencial mesmo, é justamente o que não fica. Só fica para trás o que não é essencial. Nossa consciência se vai para outro plano, outra dimensão, sabe-se lá pra onde, há quem pense que desapareça, enfim, o fato é que tudo aquilo que faz você ser você, que é sua consciência, se vai. O que fica? Fica o corpo sem vida, um invólucro vazio e descartável, fica a carne que será devorada pelas bactérias e pelos micro-organismos, ficam os ossos, que logo serão pó… E fica porque o essencial se foi.

Mas por outro lado, podemos pensar que talvez a OX esteja trazendo uma mensagem ainda mais profunda. O essencial é o que deixamos para os outros. É nosso impacto no mundo. Os que ajudamos, o bem que fizemos, os que orientamos, os que dissuadimos do mal, os que tiramos das trevas… O essencial talvez não sejamos nós! Precisamos ser humildes e reconhecer que tal qual uma formiga é um ser absolutamente desprezível na monumental edificação da natureza, ela pode fazer uma diferença brutal. Uma única formiga exploradora que encontra uma fonte de alimento e consegue voltar para sua colônia e levar um rastro de feromônios mostrando onde está a comida, é desprezível? Não é. Ela fez a diferença para a colônia, para as irmãs que virão depois dela.
Se o essencial é o que fica, a pergunta urge: O que estamos fazendo de essencial no mundo? Estamos trabalhando apenas e tão somente para acumulação vazia e despropositada que gera satisfação temporária e ilusória, mas não levará a absolutamente merda nenhuma no decorrer da passagem do tempo?

Estamos conscientes de nossas falhas e erros, para que busquemos melhorar ou apenas mascaramos nossos vacilos com cortinas de fumaça e presepadas a fim de disfarçar nossa imperfeição numa sociedade doente que pune o erro?

O aprimoramento pessoal é essencial para aqueles que desejam uma vida com significado.

No que devo investir minhas forças, um benefício temporário concedido pelo universo, para que os que vierem depois de mim encontrem um mundo melhor que o que eu encontrei quando por aqui passei?

De tal modo que temos duas ideias igualmente intrigantes onde se o essencial é o que se vai, talvez tenhamos falhado na missão, porque o ideal mesmo era que o essencial ficasse em nossa efêmera passagem pela Terra.

E assim, percebi que estava gastando toda a água do planeta, e terminei correndo o meu banho.

Força e luz.

 

Related Post

7 comentários em “A sabedoria do Shampoo”

  1. Esse Phlipe é um filho da mãe… o cara não tem apenas ideias super inspiradas, ele ainda sabe escreve-las como ninguém. Não sou muito de puxar o saco, mas neste caso não tem como não fazer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares