Scanner para digitalizar pessoas

Sharing is caring!

Pessoal, saiu uma matéria no Globo Online sobre a pesquisa em que eu trabalho aqui no INT.
Adivinha quem é um dos pesquisadores que vai operar o scanner? Eu mesmo.

Brasil adota scanner para digitalizar pessoas

Plantão | Publicada em 26/02/2007 às 10h19m

O Globo Online Brasil vai adotar primeiro scanner a laser para digitalizar e monitorar pessoas (Foto: Divulgação) RIO – Não há limites para a era digital. É o que pretende provar o WB4, primeiro scanner tridimensional a laser a ser utilizado para digitalizar pessoas no Brasil. O equipamento vai ser usado para escanear trabalhadores da Petrobras, a maior produtora de petróleo da América Latina.

O equipamento, que deve entrar em atividade até o fim do ano, vai ser usado para mapear os funcionários e para gerar modelos virtuais em 3D de cada um deles. A idéia é usá-los em cenários virtuais que simularão as situações de trabalho dessas pessoas em refinarias, plataformas e instalações terrestres. A partir daí é possível projetar ambientes, equipamentos de proteção, planos de emergência e simular cenários de acidentes para conhecer melhor os riscos e aumentar a segurança no trabalho.

Scanner a laser para pessoas vai ajudar Petrobras a prever acidentes de trabalho, dentre outras utilidades (Foto: Divulgação)

A aplicação do scanner – cujo nome completo “Cyberware Whole Body Color 3D Scanner WB4” é tão complicado quanto sua aplicação – é o resultado de uma parceria fechada entre a Petrobras, a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e o Instituto Nacional de Tecnologia (INT).

O instituto possui o maior acervo de informações antropométricas da população brasileira, mas estes dados foram obtidos a partir de modelos bidimensionais. O scanner vai permitir ampliar esta base para o campo das três dimensões (3D).

O projeto tem duração prevista de dois anos.

FONTE

Também saiu na IDG – Que moral, hein?

Comments

comments

1 comentário em “Scanner para digitalizar pessoas”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VEJA TAMBÉM