Suicide mouse: Mikey pode te levar para o inferno?

Suicide mouse: Mikey pode te levar para o inferno?

O leitor Lucca Bacal sugeriu um post sobre um video chamado suicidemouse, ao qual ele me desafiou a assistir até o fim.

Confesso que o desafio de “assistir at√© o fim” me levou a pensar que se tratava de mais um daqueles videos onde a gente espera que algo aconte√ßa e do nada surge a cara de um monstro com um grito muito alto. Seria batido se fosse isso, mas felizmente n√£o era.

Antes de mostrar o video, eu devo colocar aqui o texto que o acompanha.

Segundo muitos sites, trata-se de um video sinistro, nunca lan√ßado oficialmente. Nele aparece o MickeyMouse, personagem mais famoso das ind√ļstrias de Walt Disney.

Alguns sites gostam de frisar que o próprio Walt Disney  foi ocultista, e sofria de depressão. Eu me lembrei de ter lido em algum lugar que Disney carregava uma grande culpa por sentir responsável pela morte da mãe. Isso teria inclusive contribuído para que ele tirasse a figura materna da ampla maioria dos seus personagens.
De volta ao video, que supostamente seria uma vers√£o digitalizada de um filme que teria sido feito na fase ocultista de Walt, vemos Mickey andando cabisbaixo, com uma cara depressiva, passando em looping por 6 pr√©dios, enquanto toca uma m√ļsica sinistra no piano. Pelo som da musica podemos supor que √© uma grava√ß√£o de um piano real, num ambiente confinado, como uma sala qualquer. Pode ser que o piano esteja sendo tocado enquanto rola a proje√ß√£o em loop na parede. Isso me levou a crer que talvez o loop do mickey n√£o fosse exatamente sobre o personagem, mas sim uma condi√ß√£o repetitiva de conduzir a um transe. Me perguntei se Walt n√£o estaria registrando uma tentativa de contato entre ele e sua m√£e morta.

In√ļmeros experimentos m√≠sticos s√£o baseados na amortiza√ß√£o da consci√™ncia. Monges usam a respira√ß√£o cadenciada e o mantra. Certas praticas ocultistas do s√©culo XIX usam uma chama bruxuleante de uma vela, e os experimentos usando aparelhos de tv em feedback cont√≠nuo com uma c√Ęmera apontada para a tela jogando o sinal para a Tv √© usada por pesquisadores para obterem o que se chama de trans comunica√ß√£o instrumental. Basicamente o que muitos alegam √© que este tipo de atividade repetitiva seria capaz de gerar um tipo de port√£o de comunica√ß√£o entre mundos. Muitas pessoas alegam terem visto pessoas mortas nos aparelhos de tv exibindo loops infinitos.

Imediatamente quando notei o piano e a cena em loop pensei se não estaria vendo o registro de um experimento ocultista do século XX. Segundo os dados que eu levantei, o vídeo original tem 9:04. Essa versão é sem o final.

Subitamente, o som fica chiado e, aos 1:49, a tela fica preta. Quando volta, aos 2:40, o som muda pra choro, murm√ļrios e gritos desesperados. O v√≠deo come√ßa a ficar distorcido. Aos 4:40 o som come√ßa a ficar com uma voz grossa e tem coisas que parecem estarem passando atr√°s da imagem.

Depois, aos 5:15, o choro se transforma em grito de dor. Cores aparecem, o filme fica com um fundo obscuro. 6:18. O Mickey Mouse fica sem o rosto. Volta uma m√ļsica estranha, diferente da do in√≠cio.

O fim desse v√≠deo √© desconhecido. Segundo o relato da descri√ß√£o, duas pessoas estavam assistindo o v√≠deo, mas Leonard Maltin n√£o aguentou e saiu, deixando um funcion√°rio pra fazer anota√ß√Ķes de tudo, at√© o √ļltimo segundo.¬†O cara teria sa√≠do da sala, dito 7 vezes “o verdadeiro sofrimento n√£o √© conhecido”, ent√£o ele teria tirado a arma de um seguran√ßa e se matado.

No final tem um trecho de um texto em russo, onde se l√™: “As vis√Ķes do inferno conduzem os telespectadores para ele”.

N√£o se sabe¬† como ou devido a quem este video teria vazado de dentro dos arquivos da Disney Company. Uma pessoa conseguiu uma c√≥pia do material que Leonard Maltin e seu subordinado estavam registrando em m√≠dia digital e enviou para um site de arquivos on line. Da√≠ a coisa lentamente se espalhou. H√° ind√≠cios de um email de Leonard Maltin questionando uma pessoa se ela teria informa√ß√Ķes sobre o video. Isso levou √† suposi√ß√£o de que a Disney estaria usando todo seu poder e influ√™ncia para obter e deletar esses videos na net.

Aqui est√° o video:

Leia maisSuicide mouse: Mikey pode te levar para o inferno?

Estar√° a Matem√°tica por tr√°s dos sucessos cinematogr√°ficos?

Eu estava lendo um artigo muito interessante da news Scientist sobre a matem√°tica oculta atr√°s de filmes blockbusters. O artigo original est√° aqui. Basicamente ele trata do trabalho de um psic√≥logo norte-americano chamado James Corte, da Universidade de¬† Cornell em Ithaca, Nova York. O cara analisou 150 filmes de Hollywood e descobriu que quanto mais …

Leia maisEstar√° a Matem√°tica por tr√°s dos sucessos cinematogr√°ficos?

Construiram o carro do Pato Donald

Olha s√≥ que legal. quem n√£o lembra do carro do Pato Donald? Sempre achei maneiro aquele carrinho vermelho pequeno, com rod√Ķes e um porta-malas que vira banco traseiro para levar os sobrinhos. Finalmente algu√©m teve a saca√ß√£o de construir o carrinho. Ele √© pequeno, me parece do tamanho de um gurgel mini ou pouca coisa …

Leia maisConstruiram o carro do Pato Donald

Princesas da Disney repaginadas

Um artista chamado JeffToon criou uma interessante seq√ľencia de artes com as princesas da Disney, s√≥ que bem mais sinistras que o tradicional. Ficou legal a repaginada que o cara deu. A seguir algumas das artes dele. Ia ser legal ver um desenho animado assim. Via: Neatorama Veja tamb√©m Arte Lumin√°rias ufol√≥gicas e outras cria√ß√Ķes …

Leia maisPrincesas da Disney repaginadas

Quer ganhar 6 edi√ß√Ķes da revista Veja gratis?

N√£o que eu goste dela. Muito pelo contr√°rio. Acho altamente preconceituosa e tendenciosa, mas sabe como √©. de gra√ßa at√© inje√ß√£o na testa, n√©? Se voc√™ quiser ganhar 6 edi√ß√Ķes da Veja sem gastar nada al√©m de dois minutos, aproveite esta dica que eu vi neste blog: ENTRE AQUI ‚ÄĘ Deixe o CPF em branco …

Leia maisQuer ganhar 6 edi√ß√Ķes da revista Veja gratis?

Xuxa satanista? Homem aranha satanista? Simpsons satanistas? Nintendo do capeta?

Tem certas religi√Ķes evang√©licas que d√° gosto de assistir aos cultos, tamanha “compreens√£o” que os pastores revelam ter em todas as √°reas do conhecimento.Delicie-se com o pronunciamento de f√© do pastor Josue Yrion e veja que n√£o podemos mais confiar em nada que passa na Tv. [youtube]http://br.youtube.com/watch?v=MkDKGtYVgBM&feature=related[/youtube] Josue Yrion √© incans√°vel em atacar os √≠dolos …

Leia maisXuxa satanista? Homem aranha satanista? Simpsons satanistas? Nintendo do capeta?

Parques s√£o sempre legais

Parques s√£o sempre legais

Parques s√£o super legais. Sobretudo os parques tem√°ticos. Antigamente, quando eu era guri, meu sonho era ir no Tivoli Park da Lagoa no dia do meu anivers√°rio e ainda ganhar um sorvete. Mas eu nunca fui, o Tivoli acabou e essa tristeza ir√° para o caix√£o comigo. Em compensa√ß√£o, toda vez que n√≥s √≠amos pra …

Leia maisParques s√£o sempre legais

Fotografia – Trazendo a fantasia de Disney para a realidade

Fotografia - Trazendo a fantasia de Disney para a realidade

Super legal a id√©ia da campanha da Disney de convidar celebridades para reviver em fotografias (sensacionais) de Annie Leibovits alguns dos mais importantes personagens dos desenhos e filmes da companhia. A que eu mais gostei foi a Branca de Neve. A cole√ß√£o ainda inclui Roger Federer como Rei Arthur, Julie Andrews como a Fada Azul …

Leia maisFotografia – Trazendo a fantasia de Disney para a realidade

Uma f√°brica de brinquedos na China

O tão esperado dia das crianças vem chegando e com ele, o sonho de brinquedo de muitos bacuris se aproxima da realidade, ou da decepção, em certos casos.

√Č ineg√°vel que os pais, pelo menos os da classe m√©dia, s√£o altamente afetados por este tipo de marketing que gerou o dia dos pais, dia das m√£es, dia das crian√ßas, e agora quer implantar o “dia da sogra” como uma data presente√°vel.

Como se j√° n√£o fosse suficiente a p√°scoa e seus ov√Ķes de chocolate (a m√≠dia e o marketing querem que voc√™ pense que quanto maior o ovo, maior seu amor pelo presenteado) o natal e seus milh√Ķes de comerciais com velhinhos de √≥culos sorrindo com panetones ou chester bolinha nos bra√ßos, o ano novo e suas roupas brancas com detalhes em prata, e as cores da moda para atrair de tudo, menos desgra√ßa, o carnaval e a cerveja, e seus pacotes de viagem, seus hot√©is com traslados, os ingressos, os abad√°s e as lembrancinhas de lugares long√≠ncuos o in√≠cio das aulas e os materiais, cadernos, mochilas, livros. As √©pocas de gastan√ßa se espalham pelo ano.

O fato, meus amigos é que somos engrenagens de uma maquina que não se sustenta. Uma bicicleta gigante que está em permanente pedalar para não cair. Somos forçados pela lei do consumo capitalista. Bem, isso não é necessariamente uma constatação tão ruim, uma vez que, sob certos aspectos, até na natureza o consumo é praticado. Pelos menos nós já saímos da fase de consumir uns aos outros.

Aí vem a pergunta fatídica : Será?

Leia maisUma f√°brica de brinquedos na China