Solução Espanta-Tubarões

O verão está aí e com ele vai acontecer o aumento do numero de ataques de tubarões nas praias do nordeste. Isso é algo que está ficando tão clássico quanto a reportagem sobre a seca no nordeste onde o reporter começa em close, no meio da represa seca pelo sol. É o tipo de troço que acontece todo ano e ninguém toma uma providência para resolver.

Solução Espanta-Tubarões

Os ataques registrados em Recife e proximidades são decorrentes da construção de um porto, que afetou o ecossistema de tal modo que os tubarões confundem os surfistas com “comida grátis”. Como resultado, temos pessoas mutiladas e feridas por animais que só queriam se alimentar.

Talvez uma solução que pode ajudar a manter os tubarões afastados da costa é o uso de um campo magnético forte. Aqui está um link que fala de uma pesquisa que mostrou que ímãs de terras raras, (neodímio-ferro-boro) são capazes de espantar tubarões e até mesmo deixá-los em um estado de “coma” temporário devido a sua grande sensibilidade à emissão eletromagnética. O tubarão possui pequenos pontos no nariz que são fortemente enervados e funcionam como um tipo de detector de energia eletromagnética. Como o ímã emite muita carga eletromagnética, isso gera uma sobrecarga na detecção dos peixes. Isso provoca um enorme incômido (eu imagino que seja algo como uma forte dor de cabeça) E os peixes fogem.

Até hoje os cientistas estavam tentando criar um tipo de solução química para afastar os peixes, mas com a descoberta de que ímãs de terras raras surte um efeito imediato-não nocivo aos animais, é provável que este caminho venha a ser explorado diretamente. Com a descoberta, seria possível criar roupas que atuem como um “campo de força” anti-tubarão. Obviamente que o alto custo desses ímãs ( é este tipo de ímã que nós vamos usar para levitar o Maglev Cobra) inviabilizará criar roupas com eles, mas os cientistas já conhecem outros metais que emitem uma carga positiva contínua e que poderão ser usados para tal.

fonte

9 comentários em “Solução Espanta-Tubarões”

  1. Olá Philipe!
    O que vc acha, ao invés de roupas com esse material fosse aplicado “bóias” em determinados pontos da praia?
    Abraços, parabéns pelo blog que acesso diariamente!

    Responder
  2. Acho que os tubarões já foram suficientemente sacaneados, campos magnéticos fortes afetam não só tubarões, mas raias e até bactérias têm seu metabolismo alterado por campos magnéticos, , uma medida como essa deve causar uma problema similar ao desequilíbrio causado na Austrália quando inseriram o sapo cururu para acabar com pestes agrícolas e isso reduziu em 50% a população de crocodilos

    Responder
  3. [quote comment="57945"]Acho que os tubarões já foram suficientemente sacaneados, campos magnéticos fortes afetam não só tubarões, mas raias e até bactérias têm seu metabolismo alterado por campos magnéticos, , uma medida como essa deve causar uma problema similar ao desequilíbrio causado na Austrália quando inseriram o sapo cururu para acabar com pestes agrícolas e isso reduziu em 50% a população de crocodilos[/quote]

    Concordo, é por isso que eu acho que uma solução para evitar ataques de tubarões deve estar no surfista, que é a criatura ocasional e não numa rede ou num cercado permanente no mar. A idéia é só fazer um campo de força ao redor do surfista. Deixar isso montado na água é certamente prejudicial aos animais marinhos.

    Responder
  4. Não é justo tomar uma providência que prejudique os animais.
    O Mar é habitat deles, não nosso!
    Praias com alto índice de ataques de tubarão não deveriam ser usadas para banho.

    Responder
  5. [quote comment="60159"]Não é justo tomar uma providência que prejudique os animais.
    O Mar é habitat deles, não nosso!
    Praias com alto índice de ataques de tubarão não deveriam ser usadas para banho.[/quote]

    Eu respeito sua opinião, mas acredito que os tubarões são mais vítimas ao atacar humanos do que feras assassinas. Por exemplo, os tubarões viviam “na deles” até que construíram um porto lá em recife e a construção do porto provocou um desequilíbrio ecológico que culminou com ataques a humanos. Em pouco tempo, a mídia fez estardalhaço e centenas de tubarões que não tinham nada a ver com o pato foram assassinados.
    Redes de contenção foram usadas em outras praias com problemas similares nos EUA e isso se revelou ainda mais desastroso, pois os tubarões ficavam presos nas redes e morriam sufocados.
    A melhor solução envolve uma forma de dissuadir o animal de atacar algo que ele pensa que é comida sem precisar machucá-lo nem matá-lo. Se as defesas magnéticas oferecerem isso será um grande avanço.
    De qualquer modo, se a pesca industrial do cação continuar como está, e a farra das barbatanas para chinês broxa se mantiver no mesmo rítimo, em pouco tempo os animais serão dizimados completamente e não haverá mais perigo. :/

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares