Olhando de soslaio

Fazia tempo que eu não praticava o delicioso esporte social de olhar o jornal alheio na lotação.
E dessa vez foi no metrô. Metrô lotado de oito horas da manhã. Seis estações a percorrer e meus olhos saíram passeando pelo meio de cabeças e figuras que formavam aquela paisagem bagunçada.

Eu tenho a estranha mania de olhar pras pessoas e ficar imaginando a voz delas. Olho uma gorda e penso: Ah, essa tem cara de que fala fino. Ou então uma nordestina. Nordestina eu quase sempre acerto a voz. Fico torcendo pra pessoa falar alguma coisa pra ver se eu acertei. Algumas vezes eu acerto, outras erro desgraçadamente e muitas vezes é engraçado, porque um cara que deveria ter a voz de Cid Moreira pode se revelar a maior taquara rachada.
Então eu tava olhando pro povo quando assim, sem mais nem menos, eu vi um jornal. O jornal do cara entrou bem na minha frente, e só o que eu consegui ver foi uma chamada:
Julgamento de Suzane Hoje!
Porra, neguinho tá fazendo um circo do caramba em cima dessa menina babaca. Assassina, ré confessa, e quer mais o quê, malandro? Xilindró e pronto. Parece que o advogado vai alegar que ela perdeu a virgindade com o namorado. Curioso, quando não tem solução o advogado apela para a pagação de mico.
Ora, o meu carro é vermelho. E daí?
E daí que a assassina perdeu a virgindade com o namorado? Queria o que? Que ela perdesse a virgindade com os pais?
Parece sabe o que? O gambá.

Quando o gambá tá acuado, vai morrer, tá ferradão mesmo, sabe o que ele faz? Planta bananeira! Isso mesmo. Fica de cabeça pra baixo.
Parece que o advogado da Suzanne vai dar de gambá no julgamento. Nesse caso, até vale a pena assistir.

Ouvi dizer que assistir ao julgamento é mais difícil que passar em medicina na USP. Puts cara, é muita vontade de ver o circo pegar fogo do brasileiro, né?

Mas em baixo da notícia tinha lá uma chamada que é o tema deste post:

MULHER CASA COM ANIMAL. CERIMÔNIA TERÁ CENTENAS DE CONVIDADOS.

Ai que vontade maldita de ler a notícia. Aposto que isso vai ser na índia. Esse tipo de aberração costuma ser na índia.

Acabou que o cara sacou que eu estava filando o jornal dele e como se fosse coisa que tira pedaço, fechou logo pra eu não ver. Fiquei puto. Mas aí imaginei a voz que ele tinha e segui feliz para meu serviço.

Related Post

4 comentários em “Olhando de soslaio”

  1. Foi na india sim, 🙂

    a mulé vai casar com uma cobra…
    mas a cobra não vai pro altar e sim uma cópia de latão feita especialmente para a ocasião !!!

  2. Best regards from NY! Automack car covers http://www.broadband-companies.info/2004-2005-ford-ranger.html Hartford insurance 401k maryland body builder web site covert clandestine surveillance ship ships boat boats mckinley subaru pa Zithromax patents photos canopies awnings party tents camping tent home stocks

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares