O bizarro homem comedor de ratos

Muitos amigos deram a dica deste post sobre essa matéria do R7 que fala de um misterioso homem comedor de ratos que está espantando moradores da Escócia.

Segundo testemunhas oculares, o bizarro homem comedor de ratos costuma ficar rastejando pelo chão ao redor das casas, tentando caçar suas presas peludinhas para rangá-las cruas mesmo. Os moradores não sabem se ele é um mendigo faminto ou um louco varrido, mas o que dizem é que ele se torna cada dia mais assustador.

O cara come tantos ratos que acabou ficando conhecido localmente como Catman, ou simplesmente Homem-Gato. Ele nunca saiu de Greenock.

%name O bizarro homem comedor de ratos

%name O bizarro homem comedor de ratos

%name O bizarro homem comedor de ratos

%name O bizarro homem comedor de ratos

A cidade é uma rica região escocesa, com portos e casas suntuosas, que contrastam com um homem completamente sujo e rastejante, sempre com ratos na boca. O lance é tão esquisito que muitos pensaram que se tratasse de uma dessas lendas urbanas pós modernas, como o Slenderman e a mulher gostosa da boate que rouba seus rins.

Mas não era. Ele existe mesmo!

Não precisamos pensar muito para perceber que esse cara pode virar uma fonte potencial de risco biológico na região. Pela cor dele nas fotos, podemos ver que é um homem branco completamente sujo de preto, que me faz pensar que ele deve habitar algum tipo de esgoto, como os mendigos canibais que atacaram o Cobra Plissken em “A fuga de Nova York”…

Talvez o risco biológico explique porque o Departamento de Saúde tentou localizar o homem, mas não conseguiu qualquer êxito.

Até o momento, ninguém conseguiu muitas informações confiáveis sobre ele, ou como foi parar nas ruas, e muito menos porque sua dieta parece ser exclusivamente de ratos.

%name O bizarro homem comedor de ratos
Tem gosto de frango!

Alguns dizem que o Homem-Gato é um marinheiro russo que chegou ao local nos anos 70, mas nunca conseguiu ir embora. Assim, desesperado e sem conseguir se manter, ele passou a morar nas ruas. Sem comida, passou a comer ratos! Outros moradores locais sugerem que ele é um mendigo que apanhou de uma multidão e ficou impossibilitado de andar.

Apesar dos relatos divergentes, todos concordam em uma coisa: ele rasteja, come ratos e não fala, só emite grunhidos.Em 2010, saiu a matéria definitiva sobre a tal lenda do Homem-Gato. Segundo os relatos, ele tem “um rosto negro como nuvens escuras”.

%name O bizarro homem comedor de ratos
Pelo menos o catman sabe dar joinha

Em 2011, um documentarista começou uma investigação para descobrir tudo sobre ele, mas o Homem-Gato se recusou a falar na frente das câmeras e o documentário não durou muito.Foram apenas cinco minutos de imagens e um monte de perguntas com zero respostas.

%name O bizarro homem comedor de ratos

É possível que este cara misterioso esteja rastejando pelas ruas escocesas há 50 anos. Será? Acho improvável, mas até o momento não sabemos muito sobre esta bizarra figura.

O que eu posso te dizer, meu amigo GUMP é que esse cara aí não é o único humano que come ratos. Ratos são parte da dieta humana desde os tempos mais remotos.

%name O bizarro homem comedor de ratos

Na foto acima, San Smey come um pedaço de rato assado na cidade Battambang, no Camboja, 19 de fevereiro de 2004. ( Chor Sokunthea / Reuters )

No Camboja e principalmente na Coréia e Vietnã os ratos são uma iguaria muito apreciada.

%name O bizarro homem comedor de ratos
Dilícia!

Na foto abaixo podemos ver alguns compradores de rato cambojanos escolhendo a carne do almoço. O consumo da carne de rato quadruplicou no Camboja devido à alta da inflação, que colocou outras carnes fora do alcance das pessoas pobres.

%name O bizarro homem comedor de ratos
O segredo é escolher os mais gordinhos.

Evidentemente, os ratos habitam toda sorte de lugares nojentos, de modo que eles são um grande vetor de doenças aos humanos. Por isso, se o rato de esgoto não for cuidadosamente limpo, ele pode causar diversas doenças aos comensais. Eles devem ser preparados com bastante cuidado, afim de matar os germes.

%name O bizarro homem comedor de ratos
O padrão das cozinhas do Vietnã não é bem o que chamamos de limpa.

Outros países que tem problemas com ratos são a Índia (suspeita-se que os ratos comam boa parte da produção agrícola indiana todos os anos) e também o Paquistão. O problema é que os ratos são vorazes e se reproduzem numa velocidade absurda. Em poucos meses um casal de ratos dá uma explosão populacional inacreditável. Os ratos comem muito e dão prejuízos acachapantes. Estima-se que entre 8 e 10% da produção mundial de alimentos (raízes e cereais)  vá para a barriga de ratos.

Há mais de 1700 espécies diferentes de ratos. Dessas, cerca de 125 são pragas. Num mundo de sete bilhões de pessoas, a Organização mundial da Saude estima que exista pelo menos três ou quatro ratos para cada humano! Vai vendo que merda! Só no Brasil o prejuízo que os ratos dão passa fácil dos 4 bilhões de dólares anuais! E isso só faz crescer!

Não obstante em comer comida, esses roedores ainda comem toda sorte de coisas estranhas, como fios, cabos, e etc, causando enormes prejuízos indiretos. Por exemplo, se um rato comer um cabo de fibra ótica de telefonia ou dados, e romper a conexão ele pode deixar bancos fora do ar por longo tempo, gerando um grande transtorno social.

Em outros países o rato é um problema gravíssimo! Um desses é a Austrália. No ano de 1993 ocorreu a pior praga de ratos na Austrália, que provocou danos estimados em 96 milhões de dólares (69 milhões de euros). Os ratos destruíram milhares de hectares de cultivos e atacaram rebanhos e galinheiros (…), além da maquinaria agrícola, segundo o centrio público de investigação científica CSIRO, participante da operação “Mouse alert”.

Dessa forma é meio que comum que os pobres sejam levados a se alimentar dos ratos, porque olhando friamente, estamos falando de uma fonte de proteínas abundante.

%name O bizarro homem comedor de ratos
Paquistão e Índia: Mercados disputados na compra de ratos.

Pense comigo, se os caras comem morcego, cobra, sapo, barata e até cachorro… Você acha que iam deixar um ratinho dando sopa?

%name O bizarro homem comedor de ratos
Vendedora de rato no Vietnã: Tem do torradinho e do mal passado.

Claro que não iam deixar passar um rato dando sopa sem levar uma dentada.

E se um rato pequeno pode se revelar um lanche apreciado, o que dirá dessas ratazanas do banhado, que perto de um rato normal são quase um peru de natal!

%name O bizarro homem comedor de ratos

A ratazana do banhado habita as beiras de rios, se alimentando de peixes mortos outros roedores menores, e dejetos humanos. (tipo cocô) Esse bicho come de tudo, e devido ao estado grave de poluição de muitos rios, comer a ratazana do banhado pode não ser um bom negócio, já que elas costumam ser bem contaminadas com mercúrio, chumbo e outros metais pesados produtos da poluição dos grandes centros. Segundo a OMS, (Organização Mundial de saúde) mais de 200 doenças são transmissíveis pelos ratos. Entre elas as doenças mais conhecidas são: a leptospirose, tifo, peste bubônica, febre hemorrágica, salmonelose, nefrite epidêmica, sarnas e micoses.

Quando escasseia o alimento, o ratão do banhado costuma dar um “rolé” pelas casas das proximidades em busca de fazer um rango.
%name O bizarro homem comedor de ratos

Nesse caso, o alvo preferido é a casa que tem animal de estimação, onde ele sempre encontra com facilidade alguma comida dando sopa, como ração de cachorro.

%name O bizarro homem comedor de ratos

Outro lugar onde se come ratos com bastante frequencia é em alguns países da África. Em parte pela pobreza, em parte pela cultura, os ratos costumam ser apreciados em certos locais da África. Falando nisso, o ratozilla, famoso rato gigante africano pode até ser adotado como um pet!

%name O bizarro homem comedor de ratos

%name O bizarro homem comedor de ratos

%name O bizarro homem comedor de ratos

Impressionante, não é mesmo? Mas em se tratando de ratos, pouca coisa pode ser mais GUMP que um templo na Índia, chamado de “O templo dos ratos”!

O templo dos ratos na Índia

Na Índia existe um templo até bem bonito, onde ratos são adorados como deuses.
%name O bizarro homem comedor de ratos

O templo tem esta tela em cima senão o gavião e a coruja fariam a festa. A explicação é simples. O povo se aglomera para entrar, e entram todos descalços (pisando em merda de rato) a fim de pedir bênçãos.
%name O bizarro homem comedor de ratos

%name O bizarro homem comedor de ratos

O Templo de Karni Mata, fica no Rajastão, na Índia, e é conhecida por sua devoção aos animais peludos, muitas vezes visto como o flagelo nas áreas urbanas. Milhares de ratos correm por todo o templo, onde eles são adorados, alimentados e protegidos.

%name O bizarro homem comedor de ratos
…Ali eles dão milho…

%name O bizarro homem comedor de ratos

…e também ofertam leite para os ratos.

%name O bizarro homem comedor de ratos%name O bizarro homem comedor de ratos

As crianças coabitam com ratos por todos os lados e eles andam nas pessoas que visitam o templo. Em qualquer lugar do mundo isso seria motivo para um faniquito épico, mas aqui isso é visto como sinal de boa sorte. Ou seja, essa galera está torcendo para que ratos andem neles.

A quantidade de comida que os ratos comem é colossal!

%name O bizarro homem comedor de ratos

Enquanto a maioria dos ratos são das espécies preto e pardo, há também uns poucos ratos albinos.

%name O bizarro homem comedor de ratos

São difícieis de ver e os devotos acreditam avistar um rato branco é uma bênção.
%name O bizarro homem comedor de ratos

A fila para ver os ratos é impressionante. Mais impressionante é o que acontece se você inadvertidamente matar um dos mais de 200.000 ratos do templo:  De acordo com as regras do templo, pisando acidentalmente em ratos e matá-lo é um pecado. O agressor é então obrigado a comprar uma estátua de ouro ou prata rato e colocá-lo no templo como um pagamento do pecado. Os ratos procriam rapidamente nos mais diversos ambientes. Principalmente ali. Eles precisam de alimentos, pois quanto maior a quantidade consumida maior é o número de filhotes. Em cada ninhada a fêmea gera de 5 a 12 filhotes e a cria pode ocorrer a cada 20 dias. Com aproximadamente 1 ano e meio, os ratos já estão prontos para a reprodução. Você já imaginou a magnitude disso?

 

%name O bizarro homem comedor de ratos
Se pisar num você está fodido!

 

Ratos que comem dinheiro

Acredite se puder, existem casos estranhos de ratos que comem dinheiro! Claro ratos causam enormes prejuízos em todo o mundo, já que eles comem 10% do seu peso AO DIA. Mas esses aqui causaram prejuízo ao comerem as CÈDULAS. Um dos casos aconteceu na China, quando um comerciante passou a guardar o dinheiro no famoso método “debaixo do colchão”. Eis que a casa tinha ratos e os ratos se fartaram. Zhao Zhiyong cara perdeu mais de dois mil e setecentos reais (o que é uma fortuna na China) %name O bizarro homem comedor de ratos

Outro caso parecido aconteceu no Brasil, na cidade de Porto, no Piauí, quando um comerciante perdeu cerca de 2300 rais para ratos que jantaram seu dinheiro com mais vontade que o Leão do Imposto.

%name O bizarro homem comedor de ratos

Se ratos que comem dinheiro são coisas completamente GUMP, espere só até eu te contar dos famigerados ratos que…

Ratos que comiam cadáveres

Aconteceu na Primeira Guerra Mundial. Naquele tempo, os registros de alemães, britânicos, franceses, italianos, russos e até otomanos se referem a essas coisas que pareciam ter surgido do próprio inferno!

Sem distinção de ideologia ou credo, sem lado numa guerra onde eles pareciam fadados a vencer de qualquer maneira, os ratos estavam se impondo como uma grave ameaça aos humanos. Todos os combatentes desta grande guerra enfrentam o terrível inimigo: O rato comedor de gente morta.

%name O bizarro homem comedor de ratos

 

Embora pequenos, os animais tinham uma gigante capacidade de atormentar exércitos inteiros, sem se render ou retroceder em suas investidas, desorganizadas e caóticas. O exemplo mais surpreendente é o do implacável batalhão dos piolhos, que transita com enorme desenvoltura pelas sujas e malcheirosas trincheiras, espalhando de carona nos ratos e desesperando os soldados. Só uma coisa era pior: As pulgas! Um dos piores flagelos no front europeu.

O problema do piolho do rato é ainda mais sério do que pode parecer. Em todos os sentidos. Eles transmitem a doença conhecida como “febre de trincheira”, na qual uma dor lancinante nas canelas é seguida por uma febre borbulhante. Isso sem contar as coceiras, que levam os soldados a rasgarem o próprio corpo com as unhas em busca de alívio. Os soldados perdiam de uma a duas horas de ação mo dia apenas enxotando e tentado se livrar desses parasitas.

O problema serio foi quando por força do combate, o Homem precisou ir para debaixo da terra nas trincheiras, invadindo assim os domínios dos ratos. Esses animais muitas vezes confundem valas comuns com trincheiras, e não é incomum que montanhas de ratos eclodiam para dentro das trincheiras, atacando e mordendo os soldados, pensando se tratar de cadáveres!

%name O bizarro homem comedor de ratos

No front europeu, pontificavam dois tipos principais de roedores, o preto e o marrom, que infestavam aos milhões as trincheiras, desesperando e enojando os soldados. Os ratos alimentam-se dos cadáveres abandonados – desfigurando-os de forma hedionda ao comer primeiramente olhos para chegar mais rápido às entranhas. Com grande suprimento de soldados mortos, os ratos estavam chegando ao tamanho de gatos! Os ratos também eram lépidos e costumavam roubar toda a comida de uma companhia se esta ficasse por um instante desprotegida. Também eram conhecidos por incomodar os soldados durante a noite, passeando por seus rostos e até atacando deliberadamente.

Com um casal gerando 800 filhotes em um ano, a Guerra Mundial se provou muito mais árdua em função desses inimigos invisíveis.

fonte fonte, fonte, fonte, fonte, fonte, fonte, fonte, fonte

Artigos relacionados

Comments

comments

11 comentários em “O bizarro homem comedor de ratos”

  1. aqui no sul é comum comer ratazanas do banhado, são bastante apreciadas pelos caçadores em geral

    outras caças que costumamos comer muito são lagartos

  2. Templo da Índia… imagina o fedorzão! “RATO DE OURO?”. Olha o golpe aí…gente!
    Agora que seria uma solução para o abastecimento de proteína isso seria. Claro que com um controle sanitário adequado ou criadores (granja) bem equipados… Imagina a produção?
    Sinceramente, sabe que até já estou me simpatizando com essa ideia? Eu tenho alguma reserva de capital e acho que vou iniciar algum empreendimento nessa área…rsrs!

  3. Cara eu odeio ratos, quem mora em apartamento sempre acaba passando por alguma situação. Já gastei um dia inteiro pra matar uma ratazana que entrou no apartamento pela janela.

  4. Olá. O livro “Nada de novo no front”, escrito por um combatente alemão que lutou na 1ª Guerra Mundial, traz relatos sobre isso. Um deles:

    “…Temos de vigiar nosso pão. Os ratos têm-se multiplicado muito ultimamente, desde que as trincheiras deixaram de ser conservadas. Detering afirma que é um sinal certo de que a coisa vai esquentar. Os ratos aqui são particularmente repugnantes, pelo seu grande tamanho. É o tipo que se chama “ratazana de cadáver”. Têm caras horríveis, malévolas e peladas. Só de ver seus rabos compridos e desnudos nos dá vontade de vomitar. Parecem muito esfomeados. Já roeram o pão de quase todos. Kropp mete o dele embaixo da cabeça, bem embrulhado num pedaço de lona, mas, mesmo assim, não consegue dormir, porque eles correm por sobre o seu rosto para alcançar o pão. Detering quis ser mais esperto: amarrou um arame fino no teto e
    pendurou nele o seu pedaço de pão. Durante a noite, quando acendeu a lanterna, viu o arame oscilar de um lado para o outro. Montada no pão, balançava-se uma gorda ratazana. Até que, finalmente, tomamos uma decisão. Cortamos, cuidadosamente, a parte do pão roída pelos animais; não podemos nos dar ao luxo de jogar fora o pão, porque, neste caso, amanhã nada teríamos para comer…”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.