51 Comentários

  1. Irmão Fabiano

    Não sabia que você tinha piromania… Sua esposa sabe disso???

    Responder
  2. Anonymous

    Botar fogo em coisas é muito bom… lembro que uma vez consegui fazer uma garrafa de álcool queimar sem explodir, não me pergunte como…

    Ass: Pendragon

    PS: Já morei em Juiz de Fora…
    ótima cidade, péssimo clima, especialmente pra minhas alergias.

    Responder
  3. Philipe

    Quem tem pirumania é boiola, hehehe.

    Sacanagem, eu não tenho piromania, mas goosto de ver fogueira, colocar fogo em uma coisa ou outra. O fogo tem uma beleza incomum. Essa minha atração pelas chamas deve ser uma reminescência no núcleo celular dos meus ancestrais mais primitivos.

    Guilherme: Hoje colocaram uma outra árvore no lugar. ( está bem pequena ainda)

    Responder
  4. Predador Design

    Cara, lembrar dessas merdas de infância são show, o legal é aquela de não sacar porque todos estão putos com a GRANDE FAÇANHA QUE FIZEMOS… hauhauahuau
    Cara, um dia começo a desenterrar as minhas tb!

    Responder
  5. marcio

    King Kling,
    Quando a nova arvore ficar meio grandinha bora la tentar de novo? Eu levo o alcool! (Se nao der a gente bebe ele com limao…)
    Marcio

    Responder
  6. Rafael Collaço

    Agora maior e mais experiente, é só usar alguma receita do Anarchist Cookbook de explosivo e demolir a árvore em cima da casa do vizinho. E desta vez vê se consegue o bônus de incendiar o carro.

    Responder
  7. Anonymous
    Responder
  8. Danilo

    Eu já tive umas dessas brincadeiras com garrafas de alcool, mas a minha foi tão estúpida quanto essa. Eu fui tentar fazer pipoca na churrasqueira, resultado: toquei fogo na minha perna. ahsiauhsuiahsa

    Responder
  9. Philipe

    Puts, isso deve doer. Mas é assim mesmo. Rir da própria desgraça é uma coisa que nos fortalece.

    Responder
  10. koveiro

    pow morri de rir com essa história cara eu tbm gosto de tacar fogos nas coisas é mt maneiro

    Responder

  11. Gostei da frase:
    “Eu me sinto feliz como um pequeno bruxo que desperta uma criatura diabólica de seu sono nas trevas mais profundas”

    Responder
  12. Ricardo Urruth

    hahaha
    queria ver a cara do dono do carro

    Minha mae me disse q eu fui expulso de uma creche pq eu tentei por fogo num colega…Oo

    Responder
  13. Verena

    Você falou do Bozo, eu lembrei da história de um amigo meu… vou escrever no word (que tem coressão autonatika) e já volto!

    Responder

  14. O Kot (é, é esse nome mesmo do maluco) tinha seus 7 / 8 anos. Todos os dias, antes de ir pra escola, ele ligava pro Bozo. TODO SANTO DIA!

    Um dia, ele tomou o lanchinho, tomou o banhinho, e foi lá, ligar pro Bozo. Só que nesse dia…

    – Tu… (na orelha dele)
    – Tu… (na televisão)
    – Tu… (na orelha dele)
    – Tu… (na televisão)
    – Alô? (o Bozo na ORELHA dele)
    – Alô? (na televisão)

    – Alô? Amiguinho? (e ele congelado, ouvindo no telefone e depois na televisão)

    – Amiguinho? Fala comigo! (E ele continua estático! Congelado. O grande sonho. Assim, sem aviso prévio)

    – Amiguinho? Você tá aí?

    Ele começa a chorar e desliga.

    Ele escuta o Bozo falando: Ah… o amiguinho desligou…

    Ele nunca mais assistiu Bozo…

    Responder
  15. Jordana

    Tentei incendiar a casa da vizinha uma vez. Ela nunca desconfiou que fui eu pq fiz com que parecesse um acidente.

    Responder
  16. Kiki

    Hehe, o que não faz um moleque desocupado. Acho que a maioria das crianças tem alguma historinha envolvedo fogo e confusão (inclusive eu), mas a sua, hein?

    Coitada da árvore rsrsrs

    Responder

  17. Já taquei fogo em formigueiro, e quando estava em casa deixava um doce qualquer em um canto da casa só pra juntar formigas, depois era fire!!!!! Mesmo assim foi uma criança normal.

    Responder
  18. juliana

    tu e maluco ja pensou se taca fogo na casa do ome eletemata te esquarteja e te em palha com a cinza da arvore ou pior manda seu pai pagar tudo que te surra e te mete numa banheira de sal grosso arnika e limao

    Responder
  19. jack

    Esse tipo de atitude é bem coisa de meninos retardados, mas a culpa não é deles foi a natureza que os fez assim eu diria que é uma falha de montagem…..rsrsrsrs…isso não acontece com meninas.

    Responder

  20. Essa foi muito boa e me fez lembrar quando achei uma caixa de fosforos de motem e risquei todos e joguei num monte de sacos de lixo na esquina da minha casa, a fumação tomou conta de tudo e um fedor assolou os moradores e eu e meu primo dentro de casa escondidos e rindo pra caramba, ah! que saudade dessa época, muito engraçado essa história, parabens.

    Responder
  21. R.Radke

    “uma árvore que tem na frente da casa do vizinho que fica ao lado da casa da minha avó.”

    cara se a arvore é no vizinho com certeza é do lado da casa da sua vó né –‘

    Responder
  22. RickySykes

    a cara…se eu contasse as cagadas da minha vida isso daria um blog e tanto,e são todas no melhor estilo american pie

    Responder
  23. Renato Sambi Colotto

    Isso me fez lembrar algumas artes feitas pelos meus irmãos mais velhos e pelos meus primos… Foi a clássica “bombinha em cocô de cachorro”, no caso uma cadela boxer, que fazia umas “flores” de tamanho jurássico! O resultado: A parede dos fundos de casa toda manchada de cocô canino, com o conseqüente fedor dos infernos!! E meu padrasto saindo fulo da vida pelo quintal afora, berrando tudo o que é palavrão possível… Sobrou cascudo para todo mundo!

    Responder
  24. Ramon

    Uahuahuhauahuha Essa História é digna de Ria da minha vida.
    Chorei de rir dessa tua história. O legal é que criança não tem noçao da merda e do perigo que passou… Tudo é bonito e divertido não importa se foi quase carbonizado, ou se abre a cabeça de um moleque com um tilojo arremessado por cima do muro do colégio (meu caso). hehehhehe
    Olha que dá pra fazer um livro viu?!

    Responder
  25. Luiz André

    Eu fiz a mesma coisa só q na casa da minha avó;shuashuahsuahsushahsahsuahsuahsau

    Responder
  26. Tadeu

    Já fiz algo parecido, mas queimei todo o gramado da casa dos meus avós, que no verão ficavam secos, e eu vendo aquilo “bobiando” coloquei meu “plano” em ação :B

    Responder

  27. Cara, que doideira! Parece que “crianças ? fogo” é mais que um fato para todas. Eu, quando criança, botei fogo no colchão da minha cama brincando com fósforos. E o melhor foi assistir queimar tudo. HAHA.

    P.s.: Sou de Juiz de Fora, e já passei férias em Três Rios quando criança também! Acho que só não nos encontramos pela diferença de idade. Creio que devo ter metade da sua, haha. :B

    Responder

    1. Cara botar fogo em colchão é mesmo um perigo. O troço queima gerando um calor absurdo. E vc ainda está em JF? De vez em quando eu vou aí na tua terra, sabia?

      Responder
  28. DANIEL

    eu assustava o cachorro com bombinhas, o cachorro tava lá, quieto e dormindo, eu ia lá, riscava a bombinha na caixa de fósforo e botava perto do meu cachorro, quando a bombinha estourava ele saia correndo pra debaixo do tanque. Eu, na minha inocência de criança, adorava ver aquilo, mas agora q eu tenho 14 anos vejo a perversidade que eu fazia com o Ringo.

    Responder
  29. Jackie

    Cara to chorando!!!!!! Eu tb já aprontei uma das minhas. Mas o fogo foi pequeno, mas o estrago foi grande. Imagina sexta-feira, dia que minha avó fazia as orações dela. Eu e a molecada brincado à tarde toda. Tá daqui a pouco eu acho um pacote de velas delas e acendo uma vela e deixo ela escondida num canto debaixo do tanque. A galera vai embora e lá vai minha avó e ve a vela acesa e acha que é despacho dentro da casa dela. Meu, ela gritou tanto…deu polícia, a molecada levou o deles sem culpa… e eu, acho que assustada com o rebu chorando num canto…A bruxa vem me pegar! A bruxa vem me pegar! Digna de um Oscar! Faz mais de 25 anos isto e ela morreu sem saber quem foi o macumbeiro…

    Responder
  30. Gabrielle_slz

    Nossa eu era mestre em mexer com fogo e causar alguns pequenos acidentes, dos que fazia a minha mãe enlouquecer e me dar um baita dum esporro… Se bem que a uns dias atrás quase botei fogo na minha cozinha, tudo porque esqueci o fogo ligado com uma panela e óleo dentro em cima, enfim… Legal já morou ou mora aqui em Juiz de Fora?? Eu sou daqui…
    Ótima história!!!

    Responder
  31. Duda Kuhner

    Já taquei fogo em tantas coisas quando eu era pequena q perdi a conta de quantas vezes minha mae brigou comigo e como na maioria das vezes no final das contas eu e minha mãe estavamos uma comendo os braços e pernas da outra (como eu gosto de dizer:uma tipica conversa entre mãe e filha kkkkkk)

    Responder
  32. Bruno

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    sem palavras, e eu achei que tinha feito merda na infancia rsrsrsrsrs

    Responder
  33. ju

    Quando eu criança uma vez induzi uma amiga minha a brincarmos de fazer fogueira ,so que foi dentro do quarto dos fundos da casa dela que  tinha o chão todo em madeira, uma cama e um guarda roupa  velho onde a empregada passava e mantinha todas as roupas limpas e por lavar da casa,pra piorar a situação eu achei uma garrafa de alcool no armario, aí num me veio ideia mais brilhante à cabeça que não a de aumentar a proporção das chamas…..pense!!!!!que quando tudo começou a queimar pelo quarto nós saimos correndo sem avisar nada pra ninguém, até que a empregada percebeu e começou a gritar, logo chegou o carro de bombeiros e nós duas  do lado de fora da casa, como se nada tivessemos a ver com a situação……

    Responder
  34. ellen martins

    E vc se divertindo com a merda que fez kkkkk xD
    Não conhecia o blog e já tô adorando ^^

    Responder
  35. DanXP

    Me fez lembrar minha infância, quando eu taquei fogo em um monte de troço na rua com as outras crianças, tudo o que era combustível nós botávamos no fogo. Aí eu peguei uma alerta (era aquele negócio espiral que espantava mosquito), botei fogo e fiquei segurando. Quando o calor chegou onde eu tava segurando eu não sei por que raios eu fiquei segurando aquele treco quente. Corri pra minha casa e saí gritando minha mãe “MÃE, MÃE, TÁ QUEIMAAAAANDO!!!”

    Responder
  36. bezalel

    Olhe só, estava lendo uns post(s) antigos lá pelas pgs 605 a 610 mais ou menos. Li um que contava historias instantâneas (desafio, baseado em fotos enviadas), lembra?
    do poema de bruxaria, do velho que paga pela propria morte, etc,SENSACIONAL!
    Mas o que mais “bombou”nos comentários foi o de quando v, tacou fogo numa árvore nas ferias na casa da sua avó, lembra? PARECE QUE EXISTE BASTANTE PIROMANÍACOS POR AI, NE? MAS O PESSOAL ADOROU, ISSO É O QUE IMPORTA!

    Responder
  37. Lidson Mendes

    Não consigo ler tudo sem passar mal de rir, também adoro botar fogo nas coisas é muito bom.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.