Keppe motor, já ouviu falar?

Eventualmente, acho uma coisa ou outra para colocar neste blog que é tão incrível, mas tão incrível, que a minha primeira postura e desconfiar que é 171.

Este post está claramente na categoria do bagulho tão insanamente foda, que seria um crime eu não postar ele aqui. O meu amigo Victor Resende me deu a dica deste post.
Eu nunca tinha ouvido falar do tal Keppe Motor. Pelo nome, presumi de cara que seria alguma tecnologia gringa. Mas boladão mesmo eu fiquei quando descobri que essa parada, uma tecnologia capaz de revolucionar o mundo, e é BRASUCA! Mais Brasuca que arroz com feijão e bife.

Você já imaginou usar um ventilador de teto SOMENTE COM UMA RIDÍCULA PILHA de 9 volts? (obs: Um ventilador de teto homologado pelo INMETRO consome em media 36 kw/h, num consumo de 100watts de potência)

Se você não matou todas as aulas de Física, você riu e pensou: “IMPOSSIBLE para quem não é o MAGNETO!”

Pois é, meu amigo. É aqui que entra o tal motor Keppe, e é por isso que o troço é não menos que uma das coisas mais fodas que eu já vi na vida em termos de energia: Com o motor Keppe você consegue fazer o ventilador de teto rodar na MESMA velocidade da rede elétrica, usando uma única pilha, e nem precisa ser Duracell!
O motor Keppe consome da pilha DOIS WATTS para fazer o mesmo trabalho de um motor hoje “padrão” que consome CEM watts.

Duvida, né? Vamos ao video e depois continuo a falar desse curioso motor, e como você pode COMPRAR UM (sim, diferente dessas alegações malucas de moto contínuos secretos e mirabolantes, os cara estão vendendo e licenciando o motor deles para você usar e ver no método científico “São Tomé!”):

Show, né?
Como diz o video, o Keppe Motor foi desenvolvido a partir das teses expostas no livro “A Nova Física da Metafísica Desinvertida”, de Norberto Keppe, especificamente a de que “a energia não tem origem na matéria, mas sim ao contrário, a matéria é advinda da energia primária, denominada de Energia Essencial, que existe no universo”.

Olhando assim, parece meio new age a parada, né?

Mas não é. Tanto que o motor Keppe já recebeu a patente no México, após uma cuidadosa análise do equipamento, seu projeto e pressupostos técnicos (quem ja tentou patentear alguma coisa sabe como é tortuoso o caminho até a obtenção da patente).

Segundo o site:

A patente foi depositada no Brasil e em diversos países, porém o México foi o primeiro a conceder o Privilégio de Invenção para o equipamento.

Keppe Motor que é um motor de ressonância magnetomecânica de alta eficiência desenvolvido pelos cientistas Cesar Soós, Roberto e Alexandre Frascari utilizam o princípio de ressonância eletromagnética para otimização de sua eficiência. O Keppe Motor recebe este nome porque foi desenvolvido segundo princípios inovadores que surgiram na pesquisa do psicanalista, filósofo e físico (Pesquisador independente) Norberto da Rocha Keppe sobre a Física, e expostos em sua obra A Nova Física da Metafísica Desinvertida, escrita em 1996 na França. De acordo com os cientistas desenvolvedores do Motor, o benefício trazido por um motor que economiza 70% de eletricidade para o meio ambiente e para a economia de uma nação é evidente. Os motores elétricos de baixa potência são os mais utilizados pois acionam eletrodomésticos, ferramentas elétricas, bombas hidráulicas, sistemas de refrigeração doméstica, etc. Eles somam centenas de milhões em todo o mundo e estão diretamente vinculados ao desenvolvimento de um país ou região, pois com o aumento do poder aquisitivo das famílias, mais motores são proporcionalmente adquiridos.

A concessão de patente no México, atesta que o Keppe Motor é um Motor que tem uma importância em termos de originalidade e inovação tecnológica.

Isso  diferencia na hora o Keppe da maioria dos hoaxes ou scam de internet, e mais ainda quando nos damos conta que os caras já estão fazendo mini kits do moto para efeito didático, demonstrativo e estão já vendendo ventiladores super eficientes com o motor deles.

Ao adquirir o Ventilador Keppe Motor você não está comprando somente um simples eletroportátil! Está, sim, sendo parte atuante da implantação de uma nova fonte de energia, muito mais limpa, eficiente e menos poluente! Uma energia mais próxima da natureza. *Nº do pedido de patente internacional: PCT / PI 0906310-2
Segundo o site, “Ao adquirir o Ventilador Keppe Motor você não está comprando somente um simples eletroportátil!
Está, sim, sendo parte atuante da implantação de uma nova fonte de energia, muito mais limpa, eficiente e menos poluente! Uma energia mais próxima da natureza.
*Nº do pedido de patente internacional: PCT / PI 0906310-2″

Se fosse somente um equipamento mega-ultra eficiente, já seria impressionante. Mas a coisa vai mais além. O Keppe Motor não esquenta mesmo quando se utiliza de alta tensão, como 110 e 220 ??volts. Como sabemos, isso é uma impossibilidade física. Esse treco é tão GUMP que ao ligar, o motor que normalmente consome energia, no esquema do Keppe GERA energia como efeito colateral de seu funcionamento. Essa energia pode ser redirecionada para a alimentação do próprio motor que a gerou, aumentando dramaticamente sua eficiência energética. (não confunda com moto-contínuo, que é hoje, uma impossibilidade Física)

Vamos pensar nos efeitos da utilização do motor Keppe para o mundo: O primeiro grande impacto viria da redução substancial da energia consumida nos grandes centros. A disseminação deste motor faria com que motores menos eficientes como o que temos hoje fossem gradualmente sendo deixados de lado (afinal quem não quer economia?) e isso impactaria positivamente na redução do consumo de energia. No video, o pesquisador nos diz que com a eficiência energética obtida com o sistema, somente um simples painel solar seria o suficiente para alimentar VINTE ventiladores, de modo que isso poderia facilmente ser implantado em escolas, não somente para refrescar os alunos num país onde as temperaturas batem recordes a cada verão, como pode ser usado também para iluminar.

A ampla aplicabilidade deste princípio de motor poderia ser usado para obter carros elétricos mais baratos, reduzindo nossa dependência dos combustíveis fósseis. Hoje, o alto custo dos carros elétricos advém do fato de que as baterias de íons de lítio necessárias para prover autonomia aos veículos são caras e pesadas. Mas se a eficiência dos motores subir para 50% isso nos diz que o carro poderá ficar com a metade do peso da bateria, mantendo a mesma qualidade. Evidentemente isso teria potencial para reduzir dramaticamente o preço dos veículos não poluentes, o que seria vantajoso, pelo menos na questão das emissões nos grandes centros. Somente frotas de taxi e ônibus usando este princípio de ressonância eletromagnética para otimização de sua eficiência, já produziriam impacto, não apenas ambiental, mas social.

Eu já sabia!
Eu já sabia!

O cientista que revolucionou o mundo com a corrente alternada, a transmissão de energia sem fios e os motores a indução, Nikola Tesla dispensa apresentações. Ele que dizia para quem quisesse ouvir que acreditava que recebeu instruções de alienígenas que teriam transmitido diagramas diretamente para sua mente, eventualmente entrava em estado alterado de consciência, e trabalhava sem se alimentar nem descansar por horas e horas a fio, desmaiando de exaustão após o esgotamento físico. Nesse momento, seus assistentes corriam para registrar suas patentes. Tesla criou assim inúmeras patentes que até hoje são estudadas cuidadosamente, dadas suas inovações. Seu plano era criar uma bobina capaz de gerar energia grátis e abundante para a Humanidade. Quando o Dr. Norberto Keppe escreveu a obra que inspirou o motor Keppe, chamado “A Nova Física da Metafísica Desinvertida”, ele delineou a base para uma nova Física que transcende certos postulados de Newton e Einstein, e até mesmo, os conceitos propostos hoje pela Física Quântica. O livro de Keppe inicialmente foi visto como uma “viagem” pois era corajoso e profético, quase no nível da arrogância, já que reformulava todos os princípios fundamentais da ciência, abrindo o caminho para levar a humanidade a níveis altíssimos de desenvolvimento tecnológico e social. Foram as descobertas de Keppe que serviram de inspiração para que os engenheiros Cesar Soos e Roberto Frascari descobrissem uma forma para capturar a energia escalar, inicialmente estabelecida por Tesla (e chamada de energia essencial ou divina por Keppe), dessa maneira, evitando os meios tradicionais que são utilizados por todos os motores até agora. O próprio Keppe reconhece que partiu para pressupostos de seu livro estudando os conceitos que Tesla havia inicialmente trilhado.

Mas como o motor funciona?
Segundo o material do site:

A Nova Física desinvertida vê a matéria e as forças como propriedades da energia do espaço circunvizinho. Este ponto de vista é constitui o primeiro passo para promover a construção de máquinas baseadas no princípio de que o magnetismo dos ímãs não derivam de dipolos magnéticos rotativos que constituem a matéria magnética mas, ao contrário, corresponde à manifestação da energia do espaço captada de fora pela matéria do ímã. Neste sentido, o Keppe Motor foi projetado para trabalhar com um rotor magnético movido por pulsos de energia eletromagnética em ressonância, que se beneficia de picos de alta voltagem produzidos no momento em que o campo magnético da bobina colapsa. Esta energia é devidamente coletada e revertida para bobinas secundárias que garantem a alta eficiência anunciada em nosso material promocional. Isso funciona de fato! 

E=mc2?

Os pilares da física tradicional são a Relatividade de Einstein e a Física Quântica de Planck, Bohr, Heisenberg e outros. Segundo estas teorias, matéria e energia são equivalentes (E=mc2) e a última tem sua origem em partículas materiais. Por esta razão, quando e pensa em energia, pensa-se primeiramente em algum elemento material (sólido, líquido ou gasoso) do qual possamos extrair energia. Partindo de estudos sobre a Metafísica grega, Keppe aponta um desvio que Aristóteles cometeu ao formular a Metafísica, ciência esta que serviu de base para as ciências da atualidade, principalmente a física, que acabou sendo a mais prejudicada. Segundo Keppe, Aristóteles formulou um princípio metafísico de forma invertida ao afirmar que o “ato viria da potência”. Esta linguagem metafísica-filosófica pode ser traduzida na linguagem da ciência moderna como “a energia (ato) vindo da matéria (potência)”, ou “a energia vinda da diferença de potenciais”, sendo que Aristóteles identifica potencial com matéria. Como se não bastasse, Aristóteles também desviou o estudo do atomismo com o seu hilomorfismo, uma doutrina filosófica que estabelece a duplicidade da substância, instituindo a noção (errônea segundo Keppe) de que matéria e forma são dois elementos distintos da mesma substância.

Este pensamento levou à ideia de que matéria e energia seriam dois elementos distintos e sempre presentes. Este pensamento foi então materializado com Albert Einstein em sua famosa teoria da relatividade restrita de 1905, e expressa matematicamente na famosa equação E=mc2, conhecida como equivalência matéria e energia. A interpretação relativística de que a “energia é matéria radiante e matéria é energia condensada” expressa muito bem o materialismo absoluto trazido por Einstein e a ideia errônea de que a energia vem da matéria.

Entretanto, Keppe, ao estudar os trabalhos do grande inventor Nikola Tesla percebeu que este grande cientista já havia realizado inúmeras invenções de vulto baseado na ideia de que o vácuo, que corresponde à ausência total de matéria, é feito de energia. A tecnologia de Tesla usava ressonância de ondas eletromagnéticas que ele denominava “ondas eletromagnéticas longitudinais”. Alguns ramos não ortodoxos da física denominam a energia do vácuo responsável pela tecnologia de Tesla de “energia escalar”, um termo que se refere a uma forma de energia “não vetorial”, ou seja, não originária da dimensão do espaço-tempo e portanto não definível por parâmetros temporais e espaciais, como são a energia potencial e a energia cinética. Baseado em suas descobertas na Metafísica e em Tesla, Keppe desenvolveu em sua referida obra, novos princípios sobre os quais deveria se basear a ciência física daqui por diante, servindo inclusive de guia para uma nova tecnologia que haveria de vir. Keppe então concluiu que:

1) A matéria advém da energia e ambas não são equivalentes. A energia (escalar de Tesla, ou essencial de Keppe) é hierarquicamente superior e sempre existe onde não há matéria (partículas), porém nem sempre há matéria – ou poderá haver – onde há energia. A matéria simplesmente capta energia essencial e desprende energia secundária segundo a ressonância de sua estrutura interna.

2) Existe apenas uma única substância, a Energia Essencial (termo keppeano para a energia escalar de Tesla), que é transcendente (não-material, não-temporal e não-espacial) e que produz a matéria através do fenômeno da ressonância. Para Keppe, matéria é uma ressonância da Energia Essencial aprisionada no tempo e no espaço.

3) As energias sensíveis ao ser humano e detectáveis por instrumentos não são essenciais, correspondendo todas elas a subprodutos da energia primária (Energia Essencial). Isso implica que a tecnologia baseada na obtenção de movimento através da diferença de potenciais de energias secundárias (gravidade, eletromagnética, etc.) pode ser substituída pela tecnologia de captação direta da energia primária (energia essencial) através do fenômeno da ressonância de uma energia secundária, eletromagnética, por exemplo.

4) A energia essencial tem duas componentes, ação e complementação, que correspondem aos dois sentidos que compõem a ressonância. Aqui entra para Keppe o conceito de “Potencial Puro”, correspondendo à ideia de que a diferença de potenciais da física causa entropia acelerada do sistema pelo uso da energia apenas em um sentido. Quando o sistema está em ressonância, a entropia é minimizada e a eficiência maximizada, justamente porque o sistema passa a se beneficiar das duas componentes complementares de ação e complementação. O potencial puro pode ser visto como um vórtice causado pela ressonância do sistema e por onde passa a energia essencial.

As pessoas, geralmente leigos, confundem o motor Keppe com um motor tipo “free energy”, que seria algo na linha do vulgo moto-continuo. Para uma Física que se fundamenta sobre os princípios aristotélicos de que a energia tem origem em partículas materiais, isso é impossível, começando por tropeçar sobre a primeira lei da termodinâmica que também é conhecida como princípio da conservação de energia.
Na verdade, o motor Keppe seria apenas um motor diferente e mais eficiente. A parte teórica aposta suas fichas que ele esta retirando essa energia do cosmos, mas eles podem simplesmente estar errados. Pode haver ainda algum detalhe no nível quântico da energia que não compreendemos bem. O que interessa é que os motores mostram na prática que são funcionais e que os princípios teóricos podem até ser “viajandões” mas no mundo real tá lá funcionando para quem quiser ver e comprar. Cabe a Ciência estruturar seus modelos teóricos para que expliquem o que acontece na prática.

Uma coisa interessante sobre o conceito Keppe da natureza da energia do universo é que se essa abordagem teórica estiver correta, nela o moto-contínuo não é uma impossibilidade como a Física atual postula. A principal tese do Keppe é que o vácuo não existe como entidade real. A própria estrutura do espaço e do tempo é derivada da tal Energia Essencial que, através do fenômeno da ressonância, cria e sustenta a matéria. Neste modelo de compreensão do universo, as partículas atômicas nada mais são do que pequenos vórtices de energia por onde a Energia Essencial se transforma em tempo, espaço e matéria. Sendo assim, o moto perpétuo assume uma nova perspectiva, já que deixa de ser uma máquina que se auto-alimenta e passa a ser visto como uma máquina que retira Energia Essencial do espaço infinito e a converte em formas secundárias de energia na dimensão do tempo, espaço e matéria, nomeadamente eletricidade ou torque e movimento. (OBS: No plano TEÓRICO. No mundo das ideias somente. Na pratica, ninguém conseguiu essa porra ainda, seja na abordagem do Keppe, muito menos na Mecânica Clássica)

Keppe Motor – Tecnologia Sustentável (Legendado) from STOP Project / Projeto STOP on Vimeo.

Agora uma coisa que é importante ter em mente, e que minha obrigação como editor deste blog faz trazer à mesa é que: Isso pode ser um golpe! 

Se você se interessa pelo negócio e entra lá para saber mais, descobre que saber mais custa grana. As explicações estão no livro. E para saber, você tem que comprar o livro.  (ou o curso – que eles tb vendem, além do ventilador, do kit, do pack com 5 dvds com aulas…) O que me leva a perguntar se toda essa parafernália de melhorar o mundo, de energia do cosmos e tudo mais não é um monte de baboseira para pegar incautos e arrancar um dindim do bolso deles.

Carl Sagan já dizia que

“Alegações extraordinárias exigem provas extraordinárias”.

Até agora, os caras parecem querer esfregar na cara de geral que sua invenção funciona e que 200 anos de nossa ciência Física estava seguindo num caminho (completamente ou parcialmente) errado. Mas eu mesmo, não vi esta parada ao vivo. Só em video, e eu não sou um cientista de motores para arrotar que isso ta errado.

A regra de “duvide sempre antes de acreditar em algo” parece ser aplicável aqui.

Se você procurar sobre a tecnologia do motor Keppe, vai achar discussões diversas em inúmeros fóruns da internet, onde você vai inevitavelmente se deparar com “doutores sabe-tudo” afirmando categoricamente que isso é um golpe. Todo fórum é assim, cheio de um querendo ser mais fodão que o outro, querendo ser “mais real que o rei” e muitas vezes, falando merda. Por outro lado, fóruns podem ter pessoas que realmente sabem do que estão falando.

Eu confesso minha ignorância técnica para mensurar e dar um veredito se isso é um golpe, uma descoberta fantástica ou um conjunto de meias verdades maquiadas para parecer algo sensacional. Do meu ponto de vista, no atual estado das coisas, tudo isso é possível. Acho importante manter a mente aberta para incríveis possibilidades, mas não vamos nos iludir. O que mais existe por aí é gente alegando que inventou maquinas incríveis que fazem isso, fazem aquilo, mas que os planos são secretos. Outro dia apareceu um que dizia ter planos de fazer um disco voador, mas que não aceitava divulgar a tecnologia grátis na net. Ele queria é um investidor com milhões para aplicar na ideia dele…

Some a isso o fato de que o Brasil está ficando a cada dia, mundialmente famoso por ser um berço de escória sangue-suga. Nossa bagunça generalizada na fiscalização e cumprimento da lei, somada ao esquizofrênico sistema judiciário, produz um campo fértil para o florescimento de esquemas de pirâmides, seitas, golpes, truques de mágica, grupos de paranóia coletiva, toda sorte de papagaiada delirante que no fi das contas se resume a um malandro rico e milhares de pessoas lesadas financeiramente. Basta abrir o jornal hoje na área de classificados, e você se escandalizará de ver surgir ante aos seus olhos centenas de anúncios de “grana fácil”, “trabalhe em casa” “marketing multinível”, “oportunidade unica de investimentos”… São promessas de mundos e fundos. A cada dia surge uma pirâmide nova, cada qual com argumentos mais estapafúrdios e promessas de lucros incríveis. E sim, esses caras enchem as burras de dinheiro antes dos sistemas quebrarem.

Por que? Porque somos um país de otários inocentes, misturado com um vasto manancial de canalhas corruptos. A pilantragem aqui corre solta do mais baixo ao mais alto escalão da República. A crônica má formação escolar somada com uma questão político-histórica explica porque somos ao mesmo tempo mestres em buscar um trabalhinho fácil que dê um dindinho ao mesmo tempo que acreditamos no que o pastor disse e contribuímos com boa parte dos nossos ganhos para ajudar na Igreja. E elas se ploriferam aos milhões Brasil afora.

Esse florescimento de portinhas de denominações evangélicas de nomes tão estranhos quanto as interpretações das escrituras que elas fazem, é só um panorama palpável de quão crédulos somos por aqui.

Acreditar em algo, ter fé não é errado. É – pelo menos ao meu ver – algo aceitável. Mas até um pastor evangélico como o Silas Malafaia concordaria que o grosso mesmo do “rebanho”, crê porque outorga a uma figura específica (no caso, a figura do pastor) a interpretação dos fatos. E se ele fala que o homem veio do barro porque assim está escrito, essas pessoas não questionam o que é o barro elas simplesmente aceitam isso enquanto dogma e seguem em frente.

Mas a Ciência não deve ser feita de dogmas (embora saibamos que em muitos casos é bem assim que alguns caras se comportam na Academia) e como diz o Carl Sagan, se eles trazem alegações extraordinárias, precisarão provar aquilo, e uma vez que oferecem esta prova, caberá ao cientista ético, pegar aquilo e trabalhar em cima para compreender. E se de fato estiver tudo errado, que se conserte essa merda toda, pois a evolução não pode parar jamais.

 

O site dos caras é este. Tenha em mente o que eu disse no post. Pense com sua cabeça, não aceite nem que sim nem que não porque uma figura que se arvora o direito de dizer o que é a “verdade” assim falou. SEMPRE tenha um pé atrás. Se algo parece muito complicado, isso não significa que esteja certo. Mantenha os olhos abertos, a cabeça funcionando e acima de tudo, não saia dando sua grana a qualquer um.

 

Related Post

72 comentários em “Keppe motor, já ouviu falar?”

  1. Rapaz, a primeira vista as contas simplesmente não batem.

    É fácil você mudar corrente e voltagem, mas a potencia de entrada é a mesma da de saída.

    É como se no lugar da usina de itaipu ser montada em agua você usar uma “pilha” pra girar o rotor (ligando e desligando ela), você precisa de mais energia pra girar ela do que a energia produzida (pelas perdas com atrito, som, calor).

    Enfim, é a minha primeira impressão. Vi diversos comentários e pra ser bem sincero tenho a mesma impressão de alguns por aí que isso é só pra vender os livros do cara.

    Algumas coisas que parecem muito com as ideias apresentadas:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Newman%27s_energy_machine
    http://bedinimotors.blogspot.com.br/
    http://www.youtube.com/watch?v=wnJpMX-GXcg

  2. Putz, não dá para não ficar com os dois pés atrás. Tudo acerca do site e dos links ali me parece new age demais. Se fosse mais acessível eu até comprava o kit, para voltar aos meus primórdios de Técnico em Eletrônica…

  3. Adorei o texto!
    Fui lendo e consumindo ávidamente a idéia, me deleitando com essa nova possibilidade e descoberta, me senti vivenciando e emcabeçando um movimento revolucionário, como você sabiamente disse, me senti mais real que o rei.
    Foi quando veio o tapa na cara ao fim do texto, o balde de água fria da realidade, que me fez recuar um passo e abrir os olhos.
    Analisando a idéia melhor, e de olhos abertos, me pareceu apenas uma empresa que vende Ventiladores e Video-Aulas de faça seu ventilador por preço maior que a economia proposta, simplesmente porque acompanha uma filosofia que QUEREMOS participar e vivenciar.
    Muito bom o texto que na verdade fala muito mais de quão trouxa nós somos, do que uma forma energética esotérica que gira um ventilador à pilha.

    PS: Adoro os GUMPCASTS embora não seja adepto do formato rádio (sempre pulo as músicas por exemplo), porém aceito que isso seja NECESSÁRIO.
    Nunca comento ou mando e-mails, mas sempre acompanho, embora o blog pareça meio vazio às vezes, saiba que sempre conta com minha silenciosa presença pensativa aqui do outro lado.

    Um abraço Philipe

  4. É fácil determinar:
    Primeiro, é preciso saber a a vazão e a velocidade que o vento sai de um ventilador comum. Então, sabendo a vazão (L/s) e a densidade do ar, vc descobre a massa deslocada por segundo, e sabendo a massa e a velocidade que o vento sai do ventilador, vc consegue a energia cinética que foi fornecida ao ar. Sabendo desses dados, vc consegue a energia mínima para fazer o ventilador funcionar, ou seja, se o ventilador fosse ideal, perfeito, sem perdas, ele consumiria somente essa energia cinética calculada. Eu não abri o site do ventilador, estou sem tempo, mas vc falou que funciona a 9 V, então P = i*U, onde P é a potência, i a corrente, e U = 9 V a tensão. A potência já foi calculada, a tensão vc tem, então vc determina a corrente. Se a corrente for maior do que a suportada pela bateria, então é furada. Se não for, vc pode calcular a impedância (“resistência”) equivalente do motor, e ver se é viável, dado que existe uma dissipação de energia no motor devido ao efeito Joule. Isso se ele não usa fios supercondutores, o que acho improvável, pois o motor deve operar a temperatura ambiente e ACHO que ainda não existem materiais supercondutores a temperatura ambiente. Esse fim de semana eu faço umas experiências em casa pra determinar a vazão e a velocidade do vento de um ventilador comum, isso se eu tiver um ventilador em casa, faz anos que não uso um hahaha

  5. A sei lá, me animei no inicio mas depois de tudo ficou foi com cara de farsa isso ai, quer dizer, o cara tem um negócio simplesmente surpreendente e mesmo mostrando ter visão de emprendendor não estar lucrando alguns milhões com o invento? Muita empresa por ai com certeza adoraria licenciar a patente dele, uma Tesla Motors por exemplo, imagina só? E o video então? Até os comentários lá no youtube estão desativados e pra mim isso ta cheirando 171. Enfim, é bom demais para ser verdade.
    Philipe, assim que tiver noticias não deixe de criar um novo post informando o que os caras da Wegg disseram sobre isso, se eu tivesse com coragem até compraria o kit para ver mas sabe aquele medo de jogar dinheiro no lixo né?

  6. Olá Philipe, belo post… A principio o conceito parace bastante com um outro invento também brasileiro e que tambem já está sendo comercializado. Porem, ao contrario deste motor que reduz o consumo esta outra invençao multiplica a energia a partir da captação de eletrons livres em um circuito fechado por um campo eletromagnetico. Se puder, da uma olhada pois é bem interessante.
    http://energiauniversal.eco.br/

  7. Philipe, acompanho o blog já faz um tempão, e com este post me sinto quase na obrigação de participar. Pausa para explicação: sou engenheiro eletricista, então antes que os alguém me venha com: “Mas eles podem ter descoberto algo inovador…” ou então “a teoria deles é baseada nos fluxos energéticos do planeta Zerg, passando pelo perihélio frontal…”.
    Para mim tudo se resume a uma simples análise: se os caras sequer sabem falar as unidades de medida corretas no vídeo, como confiar em qualquer informação deles?

    Outro detalhe: é bem fácil fazer um moto mais eficiente do que os usados normalmente em eletrodomésticos, porém ele seria bem mais caro. Por isto que geralmente os motores usados em equipamentos domésticos não são tão eficientes (ainda assim são bons, mas seria possível fazer melhor usando materiais mais nobres e formas de produção mais precisas).

    Para jogar a última pá de cal no assunto: o motor mostrado no vídeo como revolucionário, que está sendo alimentado por uma bateria de 9V nada mais é do que um motor comum. E os tais 60V que ligam a lâmpada…É isto mesmo que ocorre quando se tem um indutor chaveando. Não tem nada de inovador aí.

    Em resumo: apenas pessoas tentando enganar pessoas.

    Bom, espero ter ajudado.
    Me coloca à disposição para qualquer explicação adicional.
    Grande abraço.

    • Caro Veybi, fiquei curioso quando você colocou que há meios de fazer ventiladores mais eficientes porém mais caros (os caros podem se tornar mais baratos na relação custo benefício). Se tiveres mais informações sobre isso, por favor, poste aqui (se alguém mais tiver, poste também). Por exemplo, de seis em seis meses, aproximadamente, tenho que trocar a bucha do ventilador – me disseram que colocar um rolamento no eixo não dá certo. Como podes ver, já temos muitos problemas para termos produtos de qualidade e enfrentar a “obsolescência programada” da indústria.

  8. Realmente ao ler o texto até a metade, não tem como você ficar feliz por tamanha genialidade. Mas ai vem a parte que te faz voltar a realidade, que muitas vezes as aparências enganam.
    E outra, eu tenho que te parabenizar. É difícil ver algum blog que o dono escreva tanto sobre determinados assuntos.

    Na imensidão de blogs existentes hoje em dia, fico bastante feliz por ter sido este, o primeiro que eu visite, e o qual eu continuo visitando a tempos.

  9. Olha, eu não manjo nada de física, e não tenho base nem competência pra questionar nada, mas de medicina e biologia entendo um pouco. Esse nome Keppe está ligado ao jornal “STOP”, que é um propagador de picaretagem pseudo-científica, especialmente nos campos da medicina e psicologia. Entre várias pérolas, posso citar quando eles disseram que Pasteur estava errado e que as bactérias não podem fazer mal às pessoas porque fazem parte da natureza. Que lógica WTF é essa?

  10. Excelente post. Que soco no estômago quando escreveste “Isto pode ser um golpe”! É interessante percebermos como podemos ser enganados com facilidade. Realmente o negócio tem um “cheiro estranho”.

  11. Em algum lugar num estado santo qualquer do Brasil, presenciei uma ideia até que interessante, até descobrir os por trás…

    O sujeito montou empresa e custeou junto a outro sujeito as patentes pra algo revolucionário, um aparato economizador de energia para resistências, como as de chuveiro e de aquecedores de água presentes em balcões de self-services.

    No fim das contas o aparato (que vinha dentro de um bloco de “massa” para não ser desmontado e visto) atuava com diodos (não lembro ao certo, e sim, quebrei o bloco de massa claro, de curioso) para cortar pela metade a amperagem, por isso a economia, era metade da energia gasta para aquecer e manter aquecida a resistência. Também por consequência era mais demorado para chegar a temperatura ou não se chegava a temperatura máxima tendo em vista o corte na amperagem.

    Acabou que ganhei um que usei com o único propósito de diminuir o aquecimento do chuveiro elétrico que possuía tendo em vista que o máximo com a pressão de água que tinha deixava a água quente demais. Já sabendo do real funcionamento do aparato.

    Outra foi a instalação de “banco de capacitores” direto na entrada de energia, junto ao relógio de contagem da concessionaria de energia como se fosse novidade pela empresa deles apenas. Claro, oferecendo economia que poderia passar de 20%, isso pra um supermercado é um lucro e tanto.

    Qual não foi a minha surpresa depois de um tempo em ver os dois envolvidos com a polícia já que na instalação do banco de capacitores ainda havia treta no relógio para inflar a dita economia.

    Economia existe sim, mas dependendo do caso, diminui ou mata a eficiência.

    Acredito que este motor possa realmente ter algo que aumente sua eficiência, mas somente na prática poderia ver algo.

    Na página TUDO conduz a história do livro e links para o livro. Nada além de telefone para contato, nem sequer preço do ventilador eu achei.

    Há o ventilador de mesa apenas e o kit demonstrativo do motor. Pesquisando no grande oráculo, digo, google, vejo que passa dos 200 reais e aparenta ter ele de parede além de outro modelo.

    http://bioretro.eco.br/ventilado-que-economiza-70-de-energia/

    Também achei ele como kit para montagem.
    http://peswiki.com/index.php/OS:Keppe_Motor_Fan_Kit_4.0

    Creio que a idéia seja também de ensino, embora por conta das patentes seja mesmo para ganho financeiro.

    Do contrário, embora ninguém viva de luz e ar apenas, estariam realmente pensando em economia.

    Tá na hora de pesquisar mais e ver a respeito.
    como os links mencionados ali em cima pelo Rochester com ideias similares.

  12. Caro

    Segundo o Inmetro,( http://www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/ventilador2.asp) um ventilador de teto tem potencia em torno de 120 watts (tabela). Essa e a potencia, o consumo então é de 120 w.h se funcionar 1 hora, 2880 watts se funcionar um dia inteiro, e para consumir os tais 36kw.h é necessario um funcionamento intermitente por 12 dias e meio, ou caso seja usado 10h por dia durante 1 mes.
    E assim que deve se calcular o consumo de um equipamento, sua potencia nominal multiplicada pelo tempo de uso em horas.

    E caso o ventilador funcione apenas dois minutos? Então o consumo será de apenas 120x(2/60)= 4w.h ja que funcionara apenas uma fracao da hora.
    Veja que o consumo é proporcional a potencia e ao tempo de uso!

    Agora vamos ver qual a “potencia” de uma bateria…

    A potencia que um equipamento eletrico consome, ou gera (no caso de uma bateria ou outra fonte) é o produto da tensao vezes a corrente.
    No caso de uma bateria dessas a tensao é de 9v e a corrente e o quanto o equipamento demande, no entanto quanto maior a demanda menor a autonomia.
    Por isso a capacidade de uma bateria é expressa em mAh, ou seja, quantos miliamperes ela pode fornecer ate se descarregar em yma hora.

    No caso dessas baterias, é algo em torno de 500mAh ( http://en.m.wikipedia.org/wiki/Nine-volt_battery).

    Se ela pode fornecer 0, 5 amperes por uma hora, pode fornecer uma potencia continua de 4,5w nessa mesma hora.
    Caso seja usado para alimentar um equipamento que tenha um consumo de 9w, no problem, no entanto a autonomia nesse caso caira pela metade (30 minutos).
    Sempre que dobrarmos a potencia consumida, dividiremos pela metade a autonomia, entao:
    Consumo de 18w, 15 min de autonomia.
    36w, 7 min e 30 segundos.
    72w, 3min e 45 segundos.

    E entao um ventilador de potencia de consumo de 100w?
    Algo como 2 min e 40 segundos.

    Quanto tempo tem o video?
    Espero ter ajudado… a pensar!

    E se pensar for bom, pensemos…
    Como uma bateria faz um helicoptero de aeromodelismo voar e fazer aquele vento todo? Durante uns 10 min??
    Como uma pilha pequena num taser é capaz de imobilizar uma pessoa com um choque? Por alguns segundos?

    Energia vetorial ou escalar do universo?

    Ou a fisica tradicional na qual tantos fisicos, professores e engenheiros dedicaram suas vidas a dominar, e nos temos preguica de fazer umas continhas?

    É dessa preguiça travestida de ignorancia que nossos conterraneos da STOP se alimentam…

  13. o Dr. Keppe tem dezenas de livros publicados, sobre os mais variados assuntos, sendo muito respeitado internacionalmente, tendo morado em diversos paises fazendo suas pesquisas.. infelizmente pouco se ouve falar dele na midia , qualquer que seja. Ponto para o mundo Gump.

  14. eu entendo um pouco de eletronica e ja tinha pensando nisso antes devido um projeto que fiz a muitos anos de fazer eletricidade estática com apenas cobre enrolado no lápiz de escrever. porem muito bom a ideia. infelizmente no pais errado. porque temos uma politica de merda.
    gostei muito da materia e vejo que esse pessoal do video tem um coração muito bom pensando nas pessoas que nao tem acesso a energia. mas no final de tudo é apenas uma boa ideia.

  15. Philipe põe o preço dos ventiladores que utilizam energia espacial, mas precisam de uma pilha para dar arrancada, para o pessoal ver a pechincha…
    Gostaria do fundo do figado (coração já não tenho mais) que fosse verdade ajudaria muito mas tenho fé que um dia conseguiremos…

  16. cara isso vai muda o mundo de uma forma surpreendente. já imaginou eu ligar meu ventilador utilizando 1 unica pilha que custa nem 5,00 R$. como foi falado no vídeo nas regiões secas do pais como o Nordeste isso será de grande ajuda e eficiência.

    eu apoio a usar imediatamente o Keppe motor 🙂 . Será de grande economia .

  17. Gostaria que esse video fosse exibido com o ventilador SEM PAS porem com um TORQUIMETRO
    cruzando ROTAÇÃO por segundo pelo TORQUE com as devidas reduções (RPS x TORQUE = POTENCIA) e aí
    então eu teria chance de acreditar…

  18. Olá, meu nome é Paulo e fui eu que legendei o vídeo do motor perpétuo do Reidar Finsrud. Eu já assisti a muitos vídeos sobre o Keppe Motor e gostaria de recomendar uma palestra onde é falado sobre ele. A palestra começa com alguns conceitos meio esotéricos, mas depois eles mostram algumas demonstrações que acredito serem pertinentes para a compreensão do funcionamento do motor. Aqui vão os links:

    1- https://www.youtube.com/watch?v=msF5HJVG7VY
    2- https://www.youtube.com/watch?v=03jFm4m162M
    3- https://www.youtube.com/watch?v=vygUqBtyvMo
    4- https://www.youtube.com/watch?v=E_TBBOzlkeM
    5- https://www.youtube.com/watch?v=i0TDi-iNlHU
    6- https://www.youtube.com/watch?v=CfDB87qvCMg
    7- https://www.youtube.com/watch?v=_AhnI042590

    Além disso, pelas minhas pesquisas, este motor parece utilizar um outro tipo de eletricidade da qual não aprendemos nas nossas escolas e universidades: a eletricidade escalar ou pulsada. Isso significa que ao invés da eletricidade correr constantemente nos seus fios, ela ocorre em pulsos, acredito eu em intervalos de tempo regulares: liga & desliga. Só por isso, aí já se economizaria pelo menos, em média, metade em relação a algum outro aparelho convencional similar. Mas o que é falado também, é que quando há uma corrente elétrica em uma bobina de fios de cobre, e esta corrente é desligada, depois de algum tempo, há um pico elétrico de resposta, qeu seria equivalente a 10 vezes mais do que a corrente inicial. Já li a respeito disto em outras fontes e tudo indica que esta também foi uma das grandes descobertas de Nikola Tesla. E outra coisa interessante destas tecnologias é que a eletricidade corre sem aquecer o sistema, e parece ocorrer o inverso: há até resfriamento.

    E por último, gostaria de indicar uma outra palestra que tem a ver um pouco com este assunto: de que a ciência precisa estar aberta a todas as possibilidades e não ser dogmática como uma religião. O biólogo Phd Rupert Sheldrake, sobre o seu mais novo livro: A Ciência Libertada:
    http://www.youtube.com/watch?v=NdukeVtwat0

  19. Abaixo deixo uma ótima argumentação que vi no Fórum 4×4 Brasil (para termos uma noção da repercussão do tema):

    “Motores elétricos pequenos, como os de ventiladores residenciais, tem rendimentos baixos, da ordem de 10 a 20%, e por isso são baratos.
    É perfeitamente possível elevar seu rendimento a 90 e tantos porcento, mas, isso os tornaria mais caros, sendo que a economia em termos de energia poderia levar algumas décadas para ser amortizada.

    Assim um ventilador que consome 51 Watts e fornece 10 watts de vento, custa hoje R$ 50,00.
    Se for construído para consumir apenas 11 Watts, seu preço de venda sobe para R$ 200,00.
    Então, os 40 Watts economizados, resultam numa economia de R$ 0,02 por hora, e os R$ 150,00 de investimento adicional necessitariam de 7500 horas para serem pagas… e isso pode levar de 3 a 30 anos para acontecer, conforme o uso.

    A estorinha do “keppemotor” é essa, só que pintada de esoterismos, milagres e macumba.
    A idéia em sí é muito boa, e a técnica consiste em jogar energia no motor apenas no tempo ideal, em forma de pulsos, evitando o desperdício de calor.
    Mas, infelizmente, vendem a coisa como religião, e aí descamba para a hipocrisia, a enganação, ao petraiismo.”

  20. Por que quem comprou esse aparelho não faz um artigo mostrando se realmente economiza energia ou não? Será se ficaram com vergonha de cair no golpe e não tem coragem de mostrar isso.

  21. Caros amigos, o Brasil não deu certo e nunca dará por ser o país do blá-blá-blá, da burocracia e da corrupção extrema. Enquanto todo mundo discute se algo é possível ou não, se é verdade ou mentira, um povo mais prático experimenta e faz. Aqui é o país da inveja, onde, segundo Tom Jobim, o maior crime é ter talento. Uma nação da conversa mole, dos bestinhas ignorantes, um país que já está em decadência sem nunca ter subido de patamar. Aqui, como em outros países semelhantes, os seus gênios são achincalhados, agredidos, perseguidos, ocultados pela mídia – e por isso nossos inventos acabam sendo industrializados em outras nações, pois aqui nossos industriais não entendem mais de motores e o povo é uma massa de alienados

  22. Comprei esse ventilador por causa do apelo ecológico. Eu não sou cientista nem sou padre, sou um simples contador. Para mim não me interessa se é uma coisa inventada pela ciência materialista atual, ou se foi inventado pela ciência misturada com a religião da época de Platão. Quanto ao apelo ecológico, até agora não vejo nada no ventilador que pode desmentir a propaganda deles, é um aparelho bem simples, base de madeira, parece feito por um processo quase manual. Quanto a economia de energia(que também tem o apelo ecológico além do econômico), pretendo fazer uma medição.

  23. funciona sim, nada ver com entradas e saídas de eletricidade, conceitos diferentes de mentes aberetas!! Nicola Tesla e autor dos princípios e tem as patentes de tudo, assim embora admiro dr. keppe, apenas trouxe a tona recentemente. ver dr. reich y seu motor de movimento perpetuo!!

    • Espirito é que sempre a grama do vizinho é a mais verde. As coisas boas só acontecem lá fora. Ainda bem, que nem todos os brasileiros pensem assim.

  24. Gostei do post até a parte mais jornalística onde o autor relata os fatos de um lado e de outro, mas quando ele começou a por as proprias ideias, medos e paranoias… huuum.. não ficou bom.

    Minha opinião: a tecnologia existe e está a venda, sendo fabricada industrialmente com patente aceita no Mexico, nos Estados Unidos e em outros países, que não me lembro.

    Verdade é que pelo INMETRO/PROCEL os tres ventiladores que foram testados são os três mais eficientes, mais economicos e com maior vazao de ar em comparação com todos os 500 e tantos modelos que são vendidos no Brasil, melhor até que o melhor dos melhores da ARNO. Voc~es podem verificar isso no site do próprio orgão, está disponível.

    Enquanto todos discutem papeiam sobre a teoria, está aí, sendo fabricada, vendida e melhorando a eficiencia energetica dos países, possibilitando regioes sem energia eletrica terem produtos de alta qualidade com painel solar, pois ele torna a ideia viável por reduzir o custo de painel solar em media 5 vezes. Se a teoria está certa ou não, isso é o tempo e a prática que vão dizer. O importante é, ta aí,regulamentado por órgãos oficiais no Brasil e mundo a fora, provando que ele faz o que eles dizem que faz.

    Tem que analisar pelos fatos, não pelas ideias. Podem até contestar a teoria, mas não podem contestar a qualidade da tecnologia, que realmente é o que dizem que é. Para de chorar e aceita, é beneficio para todos.

  25. Acompanho o MG ha muito muito tempo mesmo. Sério, acho que tem uns 10 anos ou mais e acho que posso me considerar fã do Philipe. Apesar dele ser meu conterrâneo de Niteroi, não o conheço pessoalmente. A sua maneira de pensar é muito parecida com a minha.
    Esse é um site que fala de UFO, novas tecnologias, assuntos sobrenaturais, curiosidades, enfim. Mas diferentemente de outros sites do gênero, o Philipe mostra compromisso com a verdade antes de postar, sempre pesquisa e procura saber melhor e, quando não descobre nada, coloca uma nota no fim do post informando que existe a possibilidade de ser hoax (como foi o caso desse post). Já vi inclusive posts em que depois de um tempo o philipe editou confirmando que é era verdade ou hoax.
    Nesse caso ele está completamente certo de colocar esse aviso que realmente faz o maior sentido. Eu não entrei no site dos caras do Kepper mas eu também acharia estranho um site que pede $$$ para vender um livro da teoria ?! Enfim, o aviso foi completamente sensato e necessário, isso é fato !
    Eu pessoalmente não acredito e nem desacredito. Torço para que seja verdade mas também fico com pulga atrás da orelha assim como a maioria.
    Acho que se for golpe, acaba que a pessoa que compra vai utilizar o ventilador como uma caixa preta (sem saber como funciona por dentro), vai ler a teoria e não vai entender nada. Os caras ganharam a grana deles e fica por isso mesmo.
    Outra coisa é o que o Philipe disse:
    “Se fossem capitalistas selvagens assumindo que querem ficar ricos eu levaria mais a sério do que um grupo que pretende salvar o mundo.”
    E indo além nesse pensamento: Se eles não são golpe e a tecnologia é real por que o “boom” dessa tecnologia ainda não aconteceu ? Por que grandes corporações ainda não compraram a patente ?
    Além disso, com o aviso do STOP também dá pra desconfiar.
    Por outro lado, uma coisa que está estranha que está me incomodando é o fator “cara de pau”. Vamos considerar que realmente seja um golpe. Os caras seriam tão caras de pau de fazer um video e publicar para Deus e o mundo ver, mostrando suas caras e falando seus nomes reais ?
    Se for um golpe é muito mais arriscado do que, por exemplo, a Telex Free onde ninguém conheciam os donos e os ganhadores.
    Só se for um golpe “legalizado” onde existe uma empresa que vende um ventilador econômico (não sei ao certo o quanto econômico o ventilador a venda é) e para a legislação basta ele ser Classe de energia A e um monte de teoria sobre o motor. Ou seja, eles não estariam fora da lei e estariam entregando o que prometeram. Mas isso não quer dizer que a teoria seja verdadeira e que o motor possa chegar a altíssimo rendimento. Não sou especialista, sou formado em informática, telecomunicações e estudante de eletrônica mas, pelo pouco que eu sei, qualquer motor de indução com rotor bobinado convencional tem rendimento de 75% a 95%. A questão é: Qual o consumo do motor prometido. Qual o consumo do motor entregue. A comparação com o motor convencional de menor consumo no mercado.

  26. Aquecimento global é mentira, papo furado, se parassemos de argumentar sobre questões ecológicas, e falar em dinheiro as coisas iam pra frente.

    • Não, cara. O aquecimento global é uma realidade. O que podemos discutir é: Este aquecimento global é parte do sistema terrestre e solar, sendo repetido ao longo de eras, ou ele é – como dizem os cientistas do IPCC, que a propósito, ganham uma boa grana para pesquisar isso e portanto são parte interessada na existência do problema – se o aquecimento é causado pela atividade humana.

  27. Muitos criticam a alegada eficiência do motor devido ela estar em conflito com a segunda lei da termodinâmica, que postula ser impossível qualquer sistema ter uma eficiência de 100% ou mais, pelo simples fato de sempre haver alguma perda sob a forma de atrito ou calor (radiação).
    As leis da termodinâmica baseiam-se na ideia de um universo energeticamente fechado, ou seja, depois do (inexplicável) big-bang, nenhuma energia entrou ou saiu do universo. Bem, tal pressuposto não pode ser constatado, portanto as coisas podem muito bem não acontecer dessa forma.
    Minha opinião é que as alegações do pessoal da trilogia são válidas e nossa percepção do que é verdadeiro ou não, são limitadas por nossa cultura e filosofia, se estes ferramentais que são fundamentais para qualquer dedução for falho (ou segundo Keppe, invertido), nossa dedução também será.

  28. Ainda sob o impacto do “como vivi este tempo todo sem saber sobre isso”, comento sobre mais este avanço, cuja divulgação, não interessa a quem detém as tecnologias atuais. Gostei muito do site e dos comentários, mas, principalmente do “alerta” sobre os embustes cada vez mais frequentes. A cara do site da “maravilha tecnológica chamada de motor kepper” e o que dizem as pessoas envolvidas, o inventor, os empreendedores, os divulgadores levam a acreditar que são mais alguns interessados em levar vantagem em cima dos otários de boa fé. No entanto, cheguei até vocês através do “deus google”, ao procurar sobre o kepper motors. Estava procurando por ventiladores eficientes para colocar em minha sala e quarto. Comecei pelo INMETRO ( http://www.inmetro.gov.br/consumidor/pbe/ventiladores_de_teto_127v.pdf) , deparando-me com os modelos da Kepper Motors que são 15 x (isto mesmo, 15 vezes) mais eficientes ((m3/s)/W) que os ventiladores “comuns”, estes de R$200! Inicialmente pensei que eram erros na digitação dos valores. Felizmente, não foram erros. Estes motores para ventiladores existem (apesar de “caros”, algo em torno de R$600)! O triste é saber que estes empreendedores revolucionários brasileiros desenvolveram e estão desenvolvendo seus motores na China. Por que? Falta de investidores em Terras Brasilis? E nossas universidades, por que não pesquisam isto? Este é um assunto que merece muito mais visibilidade. Outro é o Motor a álcool pré-vaporizado (MAPV), também, criado por brasileiros e que “sumiram” pois revolucionariam o “status quo” dos combustíveis.

  29. Acredito sim que esse keppe motor tem a economia e eficiencia garantida. Porém a parte teorica, que explica a base de funcionamento do motor não condiz muito com a realidade. Sou técnico eletrotécnico e sempre pensei que se era possível captar energia do próprio eixo do motor, uma vez que a energia elétrica é gerada através de campo magnético girante\oscilante por que não acoplar um magneto no eixo do motor e uma bobina no meio como uma espécie de alternador, essa mesma energia produzida por esse sistema poderá retornar ao próprio motor, o tornando muito mais eficiente. Acredito que seja assim auê o keppe motor funciona.

  30. Prezados, interessante discussão. Por tudo que foi falado aqui, se excluirmos a base metafísica que os inventores alegam para o funcionamento supostamente eficientes (em relação a outros motores), ficamos com testes práticos para concluir sobre a tecnologia do keppe motores. Assim, o interessante seria, também, verificar a eficiência e diferença desses motores em relação a outros que também utilizam imãs permanentes em suas estruturas.
    http://ecatalog.weg.net/files/wegnet/WEG-motor-de-imas-permanentes-e-inversor-de-frequencia-artigo-tecnico-portugues-br.pdf
    No artigo do link acima, lê-se:
    “Os ímãs no rotor garantem uma grande redução nas perdas elétricas e consequentemente asseguram uma menor elevação da temperatura do motor. Devido a estas vantagens, o volume e peso do Wmagnet comparado a um motor de indução de mesma potência é menor e o tempo de vida é significativamente aumentado, conforme pode ser observado nos gráficos da Figura 8”.

    Note que é utilizada a energia magnética dos ímãs permanentes para produzir energia mecânica (giro). http://www.if.ufrgs.br/cref/?area=questions&id=674 (sobre energia armazenada em campos magnéticos)

    Assim, resta comparar as máquinas, visto que o artigo indica os mesmos pontos fortes alegados pelo inventores. Duas perguntas: os imãs permanentes se desgastam com o tempo? Qual a vida útil dos motores?

    • Keppe motor parece ser a mesma tecnologia WEG motor. Não imas permanentes não desgastam. Podem perder a magnetização devido a altas temperaturas ou dano mecânico (quebrar devido a impactos).

  31. Já descobriram alguma coisa até agora?
    Pesquisando, descobri – parece ser – o único distribuidor licenciado no brasil ecostart: http://www.ecostartshop.com.br/
    Vocês já tiveram alguma resposta? Ou alguém se fez de cobaia e comprou pra constatar a veracidade?
    Fico no aguardo… valeu!

  32. Uma dúvida o Selo Procel é confiável? Segundo o site da Keppe Motor o padrão de economia é A, sendo o melhor em comparação aos concorrentes analisados, teoria metafisica invertida a parte, isto me parece bom, não?

  33. A quinhentos reais o ventilador, a tal eficiência vai demorar 14 anos para se pagar. O motor até pode funcionar como dizem, mas o custo beneficio dele é relativo. Quem sabem em aplicações específicas onde o fluxo constante de ar seja necessário ele seja um bom negocio. Agora o interessante é que pelo visto o efeito não é escalar, afinal nada maior que um ventilador foi montado nem como protótipo.

  34. Se quiser eu tenho uma planilha que mostra o retorno do produto em comparação aos concorrentes do mercado. E te garanto que não demora 14 anos.
    Outra informação. A tecnologia já esta sendo embarcada em outros produtos que serão lançados em breve.
    Então não adianta ficar negando um tecnologia que funciona muito bem, só porque você não consegue entender.

    • Minha cara, qual parte de meu comentário negou a tecnologia, quem nem é tão avassaladora assim, osciladores de input não são mistérios insondáveis. Ele pode ter descoberto uma frequência especial de oscilação que aumente a eficiência. Os 14 anos foram para para um uso moderado de 2 hrs por dia com o preço pré pacotes de maldades da dilma. Mas se você tem tantas informações tanto sobre o projeto quanto sobre protótipos compartilhe dados e resultados de testes, o ambiente aqui é bem diverso e temos pelo que vi alguns engenheiros bem curiosos sobre esses dados.

  35. E se ele fala que o homem veio do barro porque assim está escrito, essas pessoas não questionam o que é o barro elas simplesmente aceitam isso enquanto dogma e seguem em frente. (citação)

    Tudo que se falou esta quase absolutamente certo. Exceto quanto á citação de que o homem foi feito do “barro”. Versões mais modernas da Bíblia, fala “pó da terra”. Não quer dizer necessariamente pó ou poeira (no jardim do Édem deveria estar gramado) A expressão “barro” ou “pó” se refere aos elementos químicos presentes num corpo humano ou animal vertebrado ou invertebrado apos decomposto, separado e mensurado ou pesados seus elementos. (Ver Tabela Periódica Química). Sempre que se cita algo para exemplificar, deve-se entender do assunto citado, assim evita-se entrar numa área na qual nos não entendemos.

  36. Philipe Kling David…

    O autor desse post, tece um valioso comentário de um assunto de relevância, porem ao final se envereda por uma área que nada tem a ver com a matéria. Falar dos pontos de desonestidade e roubos dos casos que a imprensa já esta cansada de nos mostrar, é redundante. O grande jornalista paulo Francis disse uma verdade, mas na crença de que estava imune a qualquer represália por estar habitando num país dito “democrático”; acabou “quebrando a cara”. Morreu de ataque cardíaco. Embora o tempo se encarregou de lhe dar razão póstuma. É importante nunca desviar do assunto “alvo” quando se escreve algo. Escrever demais também é dar “Bom dia á Cavalo”.

  37. Ok- cade todos os possiveis equipamentos contruidos com este motor e vendido em tudo qto é loja para todo tipo de pessoa q deseja algo economico e q nao polua o planeta?

  38. Primeiramente Philipe, você escreve muito bem, curti muito sua forma de expor suas idéias. Eu sou de Cambuquira e por aqui tem um hotel comprado por esse grupo do Keppe, (que seguem seus ensinamentos). Pois bem, esse hotel está aqui na cidade a anos,além do hotel existe um galpão e um banner do Keppe motor, em outro imóvel, e ainda não vi um Keppe Motor aqui na cidade. Sem julgamentos, mas isto não é meio estranho?

  39. Com um nome desse “A Nova Física da Metafísica Desinvertida”, não tem como levar isso a sério, esse Dr. Keppe afirma uma coisa absurda, e se não me engano, já foi desmascarado essa farsa, mas não sei como que, ainda, esses cara continuam por aí engando gente ingênua.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares