Globeleza: Já começou a tosqueira

Hoje dei de cara pela primeira vez com a vinheta da Globeleza que anuncia o carnaval na Tv Globo. Mesmo quem não tem o hábito de ver televisão, uma hora ou outra acaba dando de cara com essa espalhafatosa representação da nossa brasilidade.

Eu entendo que em algum momento do passado, provavelmente num tempo perto daquele em que a mulher do alemão Hans Donner se retorcia pelada na abertura de Tieta, e gostosas requebravam com um boneco de lata ao som da musica de Sidney Magal em Rainha da Sucata, em que mulheres seminuas subiam das águas sem perder o fôlego no Fantástico, mostrar mulher pelada na televisão era vanguarda.

Era.

Curiosamente a Globo que gosta de frisar suas habilidades inovadoras, que carta para os quatro ventos que mudou sua famosa identidade visual de cromados e cores do arco-íris, que é hábil em sempre dizer que “O que pinta de novo, pinta na tela da Globo.” (foi o slogan do longínquo ano de 1985) Não se cansa de repetir formulas maquiando e remaquiando o cocô.

Apesar de toda sua “inovação”, algumas coisas se enraízam nesse canal de maneira quase incompreensível. Uma delas é a tal vinheta Globeleza. Alguém dentro da Globo acredita que isso é legal. Acredita que isso dá ibope. Acredita que as pessoas ficam esperando para ver a Globeleza do ano, e talvez por isso, essa pessoa que certamente manda nas entranhas da emissora estabeleceu uma bula papal em que a “Globeleza precisa sambar cada vez mais rápido”.

Esqueça a palavra graciosidade. Ela não existe no universo da Globeleza. O que vale é mostrar coxas, peitos, bunda, ao som de uma batucada frenética, em uma dança que parece muito mais um anúncio de coquetel de excitantes. Não sei se é verdade que o Redbull te dá asas mesmo, mas seja lá o que for que a Globeleza bebeu para fazer aquela vinheta, deveria ser proibido pela ANVISA.

Gente, eu sei que é chover no molhado dizer que aquilo não é apenas feio, que é meio ofensivo e muito, muito cafona.  A cafonice é perdoável em se tratando de televisão. Está aí o SBT que não me deixa mentir, mas ser datado como essa vinha é, já não beira o ridículo mais. A Globo se enterrou até o pescoço com atrações ridículas e patéticas. A sensação que passa é que a Globo tem uma dificuldade formidável de inovar suas “fórmulas sagradas”. Nem vou criticar seu sistema – copiado da era do rádio, estruturado nas novelas, mas ver a Globo hoje é ter um gosto amargo de coisa velha e recauchutada permanentemente na boca.
globeleza02-436

Aquilo que funcionou no passado deu certo lá atrás. O mundo era outro, as pessoas eram outras. Tudo mudou, mas aparentemente a Globo quer continuar encaixando as mesmas pecinhas no joguinho, só mudando elas para cores diferentes. Chega a ser irresistível construir um paralelo desse comportamento de “maquiar o cocô” com os governos brasileiros ao longo das últimas duas décadas. Muda-se logotipo, muda-se slogan, mas as praticas mais nefastas, mais grotescas da administração do público ainda persistem. Não se faz as reformas que o país agoniza precisando e vai se fazendo um puxadinho aqui, criando uma secretaria ali, gerando um factóide acolá…

Há uma permanente sensação de que nada muda, que é acompanhada da pior de todas as sensações, a sensação que é isso mesmo, e que não vai mudar nunca. Quem não gosta, foda-se, que vá embora e deixe a gente aqui que o batuque tá bom.

Eu não trabalho na Globo, mas tenho amigos que trabalham. Mas como telespectador, que ainda sou (embora pouco) tenho uma certa sensação que a coisa anda complicada para a Globo. Talvez ela realmente domine ainda o ibope, as métricas e tudo mais e ainda seja a maior emissora de Tv da América do Sul, uma das maiores do mundo, e certamente a emissora de Tv que tem a melhor qualidade técnica. O problema é que o mundo mudou. Há novas mídias. Já decretam em muitos sites que a TV morreu e esqueceram de avisar a ela –  o que aliás eu discordo diametralmente.

Mas é fato que crescendo o leque de opções para o antes restrito telespectador, há um abismo que se abre para todas as emissoras de Tv. Seus custos são altíssimos, e por tabela, seu lucro, mas diante de uma progressiva redução de audiência em todas elas, será difícil negar que as pessoas que antes estavam ligadas na televisão vendo a novela e esperando o Jornal acional começar, hoje podem estar jogando videogame, ou lendo o Mundo Gump…

O que é ainda pior: o sistema de métricas televisivas se baseia nos aparelhos ligados, mas quantos desses aparelhos são como as televisões de salão de beleza ou aquela televisão muda de sala de espera, de fila de cartório? Uma tv ligada em que ninguém está vendo?

O fato é que com uma redução de números concretos de audiência, começa um “farinha pouca, meu pirão primeiro”. Dizem os marujos que num navio, os ratos são os primeiros a perceberem quando algo vai dar merda. Já numa empresa, quando algo vai dar merda, a primeira antena que capta os maus sinais são os funcionários mais antigos. Talvez por saberem como já foi, por serem a memória viva da instituição. É nessa hora que me lembro que o Boni, que já foi o Todo poderoso abaixo apenas do Roberto Marinho, disse que a Globo devia acabar com o Big Brother,  (programa do próprio filho dele) e que ele acha que aquilo é baixo nível. Boni, que já saiu da Globo faz tempo, talvez tenha sido o primeiro a perceber que ela está numa situação constrangedora para a potência que já representou antes.

Foram outros tempos, vá lá. Isso é verdade. Ser líder de audiência hoje é muito – horrivelmente muito – mais difícil.

Mas o que será que leva a Globo a manter essa “mulata exportação” padrão Sargentelli requebrante no ar por tantos anos? Deve haver alguma explicação sensacional que escapa aos meros mortais como eu. Desejo por ver mulher pelada? Ontem certamente, mas hoje?

3601920270-nayara-justino-25-nova-globeleza-da-emissora-da-familia-marinho

Hoje a gente abre o email e tem uns dez “aumente seu pênis”, com fotos de mulher pelada em todo lugar. Quem tem amigos no “zazap”  recebe vulvas e vaginas de todos os tipos e padrões de resolução a torto e a direito. Mulher pelada virou algo tão corriqueiro, tão batido…

Essa coisa de associar o carnaval com sexo, com mulheres voluptuosas fazendo caras e bocas requebrando as ancas cobertas de purpurina parece uma coisa tão grotesca, é como se a Tv quisesse me colocar a carapuça de animal da “raça macha” que tem a obrigação de babar de tesão de ver aquela louca se sacudindo como o coelho da Duracel ligado na tomada 220.

Era de se esperar mais de um canal. De fato, eu preciso assumir que passo o ano todo pensando em como será a Globeleza no ano seguinte, porque cada vez me parece que fica mais tosco. E estranhamente, apesar da velocidade crescente, sempre acho que a Globeleza samba mal. Velocidade não é qualidade. É uma experiência ver até onde vai a falta de vergonha na cara da Globo.

Aquilo é ruim, pelo amor de Deus. Não sou carola, gosto de mulher pelada. Mas Globeleza é um troço que já deu o que tinha que dar. É bananeira que deu cacho. Porém, ninguém tira aquilo do ar e nem sequer OUSA mudar aquela merda, gravada em estúdio, com aparência de qualidade barata.

Se eles contratassem um puta animador, para fazer a Globeleza sensual e tal, animada, dançando, eu ia achar bacana. Mas do jeito que é, aquilo é muito pobre. A maior inovação que a Globeleza ja viu foi quando ela foi feita em 3d lá por meados de 2004, por aí.

Depois disso, foi ladeira abaixo.

Também me parece inegável que esta vinheta pretenciosamente ou não, parece querer esfregar na cara do povo um ideal de mulher, absurdamente sensualizada, rebolante, da cor do pecado, dançando loucamente a cada comercial. E é esse ideal de mulher brasileira que ano após ano é vendido para os estrangeiros, que nos vêem como os mais pervertidos do mundo. Na mente de muitos gringos, vir ao Brasil é estar no set de filmagem das Brasileirinhas, e não me espanto quando vejo esses caras agindo como idiotas pensando que todas as brasileiras são putas, inclusive você, sua irmã e sua mãe (e a minha, lógico). É legal isso? Para o figurão da Globo é. Afinal, trata-se apenas de um “efeito colateral” dos peitinhos saltitantes…

Nem a  porra do sambinha os desgraçados mudam, mané!

globeleza_2008

Coisas assim como a Globeleza costumam acontecer em lugares onde o custo do erro aumenta. Eu explico: Todo erro tem um custo. Errar, como dizem é parte da natureza humana. E é por conta dos erros que algumas pessoas ficam ricas, outras pobres, já dizia o Eike Batista.

Mas há uma brutal diferença entre um ambiente em que errar é parte de um longo processo de inovação na busca pelo acerto, que irá – em tese- redimir todos os erros até aquele ponto, e um ambiente que persegue o erro como um crime, pelo qual se paga com sua cabeça rolando na sarjeta.

Talvez a Globo com todo seu baú e poder, na busca por não perder mais audiência do que já vem perdendo organicamente sem que possa fazer nada para impedir, começou a oprimir seus trabalhadores na busca pelo menor erro possível.

Isso funciona num primeiro momento, mas o resultado dessa prática consistente, é um “bundismo” generalizado. Ninguém tem peito de inovar, porque inovar pode dar merda, o público pode não entender, os astros podem conjuminar e então há a perda de algum ponto de audiência, que deflagrará a caça às bruxas pelo infeliz que teve aquela ideia cretina, quem aprovou, e tal.
Isso forma um belo celeiro de cagões, que vão tentar repetir com o menor volume de alterações (que eles vão depois cartar que são as inovações – mas só se der certo) para maquiar o que já existia. Parece ser esse o retrato da Globeleza, que é aquele bolo requentado a cada ano, com um pouco de cobertura colorida disposta de maneira diferente em cima que é servido para as multidões silenciosas.

Related Post

65 comentários em “Globeleza: Já começou a tosqueira”

  1. Falou tudo, Phill!
    A globo tem muito desse lance de”panela velha”. Tá aí a Globeleza, o BBB, Faustão entre outras escatologias televisivas que não nos deixam mentir! Acho que mesmo mudando a programação, já deu o que tinha que dar.

    • FAto. Quer ver um troço que me deixa puto? Globo Reporter.
      Meu… Globo Reporter era maneiro, era uma instituição da emissora, como é o fantástico. Hoje, o Globo Repórter sofre do mesmo problema da revista Seleções. Foi foda, o tempo passou, e agora só fala de doenças e dieta. quando muito tenta dar uma de discovery falando de alguns lugares como abrolhos ou pantanal. Sou do tempo do documento especial, do jornalismo de verdade. Do Gulart de Andrade. Porra… E nem precisava ir muito longo podia ser só uma imitação do 60 minutes, ou de alguns programas da BBC. Aparentemente os caras querem o caminho mais facil. Materia tati-bi-tati para o espectador não ter que pensar, não refletir.
      O Globo repórter ficou um lixo.

  2. Eu disse a mesma coisa, em outras palavras, ressaltando ainda mais como a mulher negra [e vendida na tv no portal Geledes. E s[o faltarma me tacar a vassura me chamando de machista e racista. Infelizmente parece que at[e as que gostariam de estar no lugar da caricata beldade em quest’ao n’ao prendem. Parece que uma parecela significativa da popul;’ao ainda ache alguma gra;a nisso.

  3. O que mais me intriga é os programas de carnaval terem a programação com selo “L” de livre, enquanto um desenho (como pica pau) ter a classificação indicativa de “10 anos”

  4. Ver Tv hoje pra quem tem mais de 30 anos e menos de 50 é praticamente doloroso, vivemos na época em que a TV era um dos maiores centros de entretenimento de uma casa, o que hoje não é mais.
    Podemos ir atrás do que nos interessa sem esperar passar na Tv, sem assistir comerciais quilométricos, filmes cortados, seriados ou desenhos que vc não sabe se vão passar até o final ou mantém o mesmo horário de exibição!!Quem viveu essa época sabe como era, algumas vezes marcantes, pois só ali víamos algumas coisas novas!
    Antigamente a TV tinha o povo na mão, hoje só assiste quem vive do mesmismos como os aspirantes a aposentados e os próprios.Programação defasada pra alimentar quem sobra.
    Ainda espero por mais ridículo que seja, um canal como a antiga Manchete foi, que acredito eu, que a Globo tenha feito algo pra acabar com ela, pois era uma grande ameaça ao seu império !!!
    Também não sei como essa coisa de Globeleza ainda existe como outras coisas do canal, mas como um velho ditado diz: Se tem, é pq tem gente que compra ( ou vê ) .
    A gerações vão mudar, os futuros idosos serão mais ligados a tecnologias e isso vai fazer uma puta diferença em muita coisa.
    Meus pais que beiram os 70 anos esperam sempre pra ver as noticias nos jornais do meio dia e da noite, e neles passam as noticias que eu li de manhã em portais de noticias.Imagina quando idosos não precisarem mais esperar seu jornalzinho pra ver o que acontece no mundo, e a gurizada não assistir mais desenhos em horários fixos (se é que existe isso ainda)? Esse vai ser o futuro, e isso é que vai mudar de vez essas emissoras que fazem de “tudo” pra ter um pouco de atenção.

  5. Outro dia a Rosana Hermann fez um texto sobre o fato dos sites de celebridades continuarem sobrevivendo com notícias do tipo “de bikini, fulana de tal mostra o corpão sarado na praia”. Daí, se você vai no Google Imagens e tem mais 1.200 resultados para a mesma fulana de bikini. Ninguém precisa dessa notícia, o site apenas nos lembra de algo que gostamos de ver, mas esquecemos de procurar. Quanto a Globeleza, desde o ano passado, teve mulatólogo (sério), cobrando 1 milhão de reais para encontrar a mulher ideal. E ideal, pelo jeito, é ser uma sósia da Valéria Valenssa. Teve também uma loira tonta no Facebook, lançando argumentos fúteis e se lançando como candidata à globeleza branca., mas essa não é a mudança que queremos. O que esperar de uma emissora que lança o mesmo show de Roberto Carlos e a mesma insípida canção natalina todo ano?

    • Eu gostaria de esperar mais, mas tá difícil. O que não consigo entender é: A globo tem dinheiro, tem um parque formidável de produção, tem especialistas em tudo que é área, uma equipe técnica foda, os melhores equipamentos. E gasta isso fazendo novelas, como aquela em que um macaco era pintor (não to falando mal, meu avô com 90 anos e alzheimer adorava aquela novela)…
      MAs olhando tecnicamente, NADA impediria a Globo de ter criado uma série como Lost. A Globo ja fez, no passado séries espetaculares, como Memorial de MAria Moura, A muralha e etc. Por que hoje se ousa tão pouco? Há horários em que a televisão de um modo geral parece uma piada. Sábado pela hora do almoço é inacreditável como nada que presta está passando.
      O mais estranho é que isso não se restringe ao que ela produz. Por exemplo, perdi as contas de quantas vezes o canal exibiu aqueles filmes tipo “Vovozona”. Um lixo. E no parque de produtos ja comprados e empoeirando, ela tem um caralhão de filmes maneiríssimos. A sensação é que o programador não está nem aí.

      • Philipe, realmente o que você diz faz todo sentido. Os caras tem uma baita estrutura, conhecimento e experiência de sobra pra criar um novo breaking bad, mas só sai umas novelas meia bocas, com uma história boba que retrata um mundo fictício mais falso que a fenda do biquíni do bob esponja. Eu acredito que um dos principais fatores são os roteiros. Repare só, as novelas são escritas há milênios pelos mesmos escritores. A coisa não se renova, é sempre o mesmo plot batido, todo mundo é rico e tem motivações fúteis, a realidade do país passa longe de cada cena.

        Seria bom também ter novos programas de divulgação científica, social e política. Um programa, talvez até nos moldes do mundo de beakman, que explicasse para as pessoas de forma direta o que é evolução, inflação, petrolão, liberdade de expressão, direitos humanos, etc. Tem tanta gente boa no youtube já fazendo isso, abrindo os olhos para a nossa realidade e tirando muitos da ignorância (eu inclusive).

      • Phlilpe, prazer falar contigo, há muito tempo não comento teu post, e como o assunto me interessa muito, pois quem não se limita a esta midia obsoleta que é a Globo,tem uma percepção diferente.
        Quem determina a programação da Globo são seus anunciantes que pagam milhões em publicidade, acredito que isto va mudar pois o futuro esta ai com inovações, uma hora a casa cai, mas tente concordar comigo, a Globo tem em sua grade 5 exibições de novelas, com uma media de 1 hora e meia cada, o roteiro é sempre o mesmo, so para exemplificar, a novela das oito, um carga rico, , pedras preciosas, meio bronco, com um casamento falido, com filhos que não são exatamente os herdeiros corretos do negocio e se relacionando com uma novinha. Agora o reprise da tarde, roteiro, um cara podre de rico, neste caso, criador de gado, bronco, com a mesma situação com os filhos, esposa e se relacionando com uma mulher mais nova, o gap entre estas novelas é de 10 anos de diferença, mas a trama principal e a mesma, agora te pergunto, por que os anunciantes não exigem uma guinada de 180 graus?? Na minha opinião, dentro deste segmento de novelas, são eles que determinam as regras e enredos.

  6. Muito bom o texto, Philipe, assim como todo o blog. Já o acompanho há alguns anos, mas é a primeira vez que comento.
    Oq quis dizer com “Nem vou criticar seu sistema – copiado da era do rádio, estruturado nas novelas”. Que sistema seria esse?

    • O sistema da Globo é construído com base num quadro de novelas. As novelas são o gancho que mantém a grande parte da audiência presa. Note que as novelas não terminam simultaneamente, toda novela termina com as demais no meio de seu curso. Isso num grafico, revela uma estrutura equivalente a uma parede de tijolos. A globo faz isso porque sabe que cada novela que termina é um momento crucial de ganho e perda de audiência.
      Fora isso, ela se divide um tripé: Novela + Jornalismo + entretenimento, que podem ser especiais, programas de humor, filmes ou programas de auditório. O material é sempre dividido com seus famosos núcleos de produção. O sistema baseado em novelas, com ganchos e etc e tal vem dos tempos do rádio, com as radionovelas, que faziam grande sucesso.
      Há uma estrutura oculta até mesmo no jornal nacional. Se você parar para ver, a última matéria de sábado do jornal nacional nunca é pesada, nunca é triste, corrupção, etc. Ela é sempre uma matéria leve, para abrir u espaço de respiração no final de semana. As coisas mais simples podem parecer um simples acaso, mas são cuidadosamente planejadas. Um bom exemplo disso é a estratificação das novelas, que vão da malhação (que tem a função de educar o jovem espectador e habituá-lo a ver novela) até a novela das nove (agora talvez já seja das dez.) cujas tramas são sempre mais pesadas, mais densas. Essa escala é afetada inclusive pela questão orçamentária. Ao intercalar novelas com blocos de jornalismo, ela faz exatamente o que ja se fazia no rádio de outrora.

  7. Essa é uma das piores épocas do ano para quem mora no exterior dizer que é brasileiro ( ao menos pra mim e para muitos de meus amigos)… Concordo plenamente com seu comentário, amo meu país e acho que temos uma cultura muito mais rica doque esse lixo que se apresenta por aí, pior que isso, é tentar explicar para os gringos que a mulher brasileira a verdadeira, não é essa prostituta de luxo vendida como imagem padrão até pela Embratur… O brasileiro gosta de levantar tantas bandeiras, por que não levanta uma de “chega dessa baixaria porque nós somos melhor que isso” ?

    • É precisamente isso o meu sentimento. Penso que rola aquela preguiça marota de fazer algo de melhor qualidade. Rola um “vamos vender aquilo que eles já esperam que sejamos: Carmen Miranda e Bando da Lua”. è uma opção pelo caminho fácil, pelo atalho da mediocridade. Recentemente, numa entrevista a atriz Laura Cardoso, que deve estar beirando os 80, disse uma coisa muito marcante que é: O ator precisa ter cultura. Precisa ter uma base de vivência e uma cultura casta o suficiente para se segurar na profissão. O que ela vê, são jovens desesperados pelos holofotes da fama, mas que não fazem “o dever de casa” que é, antes de tudo se aculturar. Creio que o que a Laura Cardoso vê como atriz, acontece também nos níveis de bastidores. Certamente, a velha guarda vai sendo aposentada, vai saindo e novas pessoas vão ocupando postos de decisão. Se esses caras não tem uma base de cultura, um conhecimento mais amplo e uma visão de mundo mais sólida, é desastroso, porque equivale a colocar na direção de um veículo alguém que não tem a habilitação e nem o conhecimento necessário para dirigir. Não estou dizendo que é o caso, mas essa é uma possibilidade com o qual teremos que lidar com base nos resultados que todos observamos.

  8. Acho fera demais o jeito como você pega um aspecto mínimo da rotina ou da cultura do brasileiro e faz uma leitura muito mais abrangente e pormenorizada dos elementos que cercam aquele aspecto.

    Mais um excelente texto, Philipe. Parabéns.

    • Não duvido que daqui a pouco não coloquem uma assim, já que esta virando moda a mulher gorila por ai. a verdade é que a globo (e a TV aberta no geral) só mostra mais do mesmo ano após ano, as vezes de um angulo diferente, mas sempre a mesma coisa.

  9. Sempre penso nisso quando vejo a programação da TV, nossa não muda nunca, as gerações mudaram, mas mesmo assim enfiam goela a baixo o Faustão todo domingo, e vários outros programas chatos, ultrapassados. O jeito é se virar com a TV paga (que tbm não é lá essas coisas) e com a internet.

    • Acho importante frisar que eu não sou contra a Rede Globo. Pelo contrário! EU acho que a Globo se rebaixa numa luta “de solo” pela cota de audiência cada vez menor. A Globo era boa em lutar no alto nível, mas no solo, não sei se ela se sai tão bem. Nota-se um certo imediatismo… Sei lá. Parecia que na fase no Boni havia mais planejamento. Mas pode ser somente uma sensação, não tenho conhecimento interno suficiente para poder fazer uma análise mais criteriosa nesse aspecto.

  10. a cara…eu gostei da globeleza…e achei ela gostosa igual a antiga, e como os tempos são outros, hoje existe uma peça chamada controle remoto…é só mudar de canal e assistir a rede tv, ou sbt…

  11. De fato, tosco demais. Como diversas coisas na Globo.

    Globeleza, só a primeira. Bonita e sambava mesmo. E a mulher que saía da água e da abertura da Tieta, se não estou enganado, era a Isadora Ribeiro.

    A Globo está cheia de coisas que podem ir pro lixo agora, para a nossa alegria: Faustão, Galvão Bueno, Big Brother, novelas (são todas iguais)….

    A única que teria como dar calor na Globo, seria a Record com sua fonte inesgotável de dinheiro: a sacolinha da Igreja Universal. Mas eles optaram em ser uma cópia barata da mesma Globo, aí lascou…

  12. Remaquiar o cocô foi a cereja do bolo. Tv já foi. Não dá mais pra entender e nem pra engolir a tosqueira que passa nos canais abertos. Excetuando uma ou outra e não mais que três emissoras, pela qualidade de alguns programas, mas no geral, está ruim e muito. Sinal dos tempos.

  13. Grotesco é mesmo a palavra: filmar uma mulher pelada dançando. Nao é sensual nem mesmo estético…

    E o pior de tudo, a beleza negra só é mostrada nessas horas e assim. A tevê nao valoriza atrizes, modelos, apresentadores ou entrevistados negros. Os brasileiros no geral nao valorizam a beleza negra. Mesmo pra nós ela é mostrada como uma coisa exótica.

    Li ha muito tempo que as novelas da Globo foram muito importantes décadas atràs pra que os brasileiros conhecessem o Brasil e se reconhecessem como unis nesse aglomerado de culturas.

    Mas acho que o tamanho do país e sua imensa diversidade cultural dificultam tanto a organizacao administrativa quanto uma verdadeira identificacao com o pais.

    A Globeleza é pra mim uma tentativa de colocar goela abaixo uma imagem do país onde a maior parte do país nao se reconhece realmente.

  14. Cara, saudade da época que eu era moleque e assistia desenho nas manhãs da globo quando eu estudava a tarde. E dos filmes da sessão da tarde, quando estudava de manhã. Domingo, trapalhões. Os enlatados americanos, homem de 6milhões de roletas,kkkk, as panteras, casal vinte, Hulk, SWAT, bareta, Kojak, agente 86, Batman com o coringa hilário. Veio TV pirata, armação ilimitada e outras produções nacionais da hora. Éramos felizes e não sabíamos,rsrs. Mas os tempos são outros mesmo. estamos cada vez mais conectados e em busca de informação em tempo real. A globo infelizmente se perdeu.

  15. Arriscaria a dizer que existe uma relação entre a programação de baixo valor cultural e o incremento das classes B, C, etc., grande mercado consumidor. Se a Globo “elitizar” a programação, essa turma toda poderia migrar para SBT e Record. O que dá no mesmo se falarmos de qualidade…

  16. Só um pequeno ponto pra mostrar como o machismo é encrustrado na mente até de pessoas mais liberais: Mesmo fazendo um puta texto pra falar que objetificação de nudez feminina não é inovadora no mundo atual, o Philipe ainda teve que incluir a linha “gosto de mulher pelada,” que por si só não adiciona nada ao texto, mas deixa claro que ele é homem hétero. Mesmo ele sendo casado e já tendo um filho, isso não basta. Tem que declarar que gosta de ver mulher pelada.

    Não é uma crítica, é um apontamento curioso. Aposto que essa frase foi inclusa ali naturalmente, sem se pensar muito nela.

    • Essa frase está aí porque ela é uma verdade. Eu gosto MESMO de ver mulher pelada. Eu já pensei até mesmo em ser fotógrafo de ensaios sensuais para sites de nudez feminina como o Domai do Eolake Stubblehouse… Minha esposa que não curtiu muito essa minha ideia, mesmo sendo uma nudez artística, hehehe. Só não levei isso à diante por uma questão de custos. O valor pago não cobre custos de equipamento, locação, maquiador e modelo, revelando-se inviável financeiramente para a realidade do Brasil, mas plenamente realizável na Europa oriental onde todos os custos são mais baixos.
      Não creio que dizer que gosto de mulher pelada reforce verdadeiramente que sou hétero. Tenho um amigo homossexual que gosta (aliás, gosta muito) da nudez feminina (mas ele também curte muito a masculina, que ele acha inclusive mais bonita – e nisso nós discordamos)
      Isso está no texto para que ele não passe a ideia de que eu sou um daqueles titios que tem raiva do nu feminino, que não admite a nudez e por isso critica a nudez na televisão. Gostar de ver mulheres nuas não é machismo, Nibelung, creio que machismo seria apenas gostar de mulheres nuas, ou alegar que só as mulheres “gostosas” podem aparecer nuas na Tv, coisa que eu nunca disse.
      Eu gosto de um monte de coisa, por exemplo, fotografar insetos, e do mesmo jeito que fotografar insetos não dá nenhuma pista de machismo ou feminismo, gostar de ver o nu feminino não creio que seja algo rotulável como machismo. Aliás, preciso dizer que em grande parte dos casos, eu prefiro certas fotos de mulheres vestidas.
      Tenho uma ótima relação com a nudez, não me sinto reprimido nesse aspecto nem um pouco.
      Também não tenho nada contra a indústria do sexo, dos pornôs, das putarias, das casas de swing, termas e etc… Desde que com maiores de idade.
      Acho que tudo tem sua hora, seu lugar. Só não acho que a hora da mulher pelada rebolativa fazendo vem com o dedinho seja no intervalo do desenho infantil ás 4 da tarde.

      • Felipe, acho que pikachu (?) não quis dizer que gostar de ver mulher pelada é machismo – ele quis dizer que você, de alguma maneira, se sentiu “obrigado” a adicionar “olha, não me entenda errado, eu gosto de mulher pelada” no texto porque sem isso o texto perderia, nos olhos de pessoas machistas, seu selo de importância. É como se, se você não se afirmasse como “apreciador de mulher pelada”, nada da sua crítica fosse importante, porque um certo tipo de pessoa – que infelizmente é bem comum – poderia simplesmente pensar “ah, que viadinho”\”ah, que cara chato, quer tirar a mulher pelada da tv”. Acho que foi isso que ele quis dizer e concordo, e aliás curti o texto também! A mulher brasileira, e a brasileira negra, está travando uma batalha tão difícil todos os dias que chega a ser ridículo, além de contraditório, ter essa vinheta em pleno 2015, e pior, logo em uma data festiva em que a violência e o comércio de mulheres é tão maior.

      • Por isso que eu disse que não era uma crítica, e sim uma observação. A Luiza entendeu bem meu ponto. O problema não é você gostar de nudez feminina ou não, mas a forma como essa frase entrou no texto de forma antinatural, e que não acrescenta nada à ele, exceto pra te posicionar como “apreciador de mulher”.

        Não disse ali que você era machista, e sim como o machismo impregnado na sociedade te fez achar necessário incluir aquela frase. É igual quando um ateu de vez em quando fala “ai meu deus” por ser uma frase de uso comum.

  17. Parabéns Philipe, disse tudo, nem assisto mais a globo, dificilmente paro pra assistir, prefiro a programação do sbt, record, canais fechados e entre outros, fiquei com raiva desde que soube (aliás, sempre desconfiei) e tive certeza que a mesma gosta de manipular a informação, quando houve manifestações ela primeiro mostrou o povo agressivo depois mostrou os ataques dos policias, tentando deixar entender que o povo atacou e foi atacado, mas ela não mostrou eles (PMs) metendo bombas na casa dos outros com criança e etc, sem falar que essa coisa de impressão pra quem está vendo de fora pega mesmo, um exemplo é aqui no próprio brasil, gostam de intitular baiano de preguiçoso (sou baiano, não me importo quando rola piadas mas toda vez que fala de baiano ter que ser preguiçoso, capoeirista ou baiana de acarajé é foda), gaúcho de gay ( que um próprio gaúcho foi processado pelo povo de rondonia por brincar demais não precisava pegar tanto no pé do povo, acho que por isso se chatearam), carioca ladrão, nordestinos burros e sem cultura, acre mato, e etc, e em todos os lugares do nosso brasil tem gente de todo tipo, pensamentos, idéias e etc, odeiu quando algo, alguem, um grupo ou alguma coisa é generalizado e é exatamente o que acontece quando ficam procurando representar o brasil com coisas vinculadas ao sexo e etc, muito chato isso, adoro mulher ( principalmente a minha) mas ficar o tempo todo querendo sexualizar tudo, pra que? porque? idiotice, e esta emissora tem muitos bons atores, autores e etc, os melhores estão lá, umas das poucas coisa que mudaram e não acertaram foram os desenhos animados, os de antigamente eram bem melhores os de hoje na sua maioria só tem tiros aliens e besteiras…

  18. E u adoro o pessoal da net, você é sempre rotulado de algo por seu leitor baseado naquilo que o leitor entendeu, oque pode nem ter sido aquilo que você quis expressar… algo desse gênero… kkkkkk

  19. sempre tem uma feminista /feministo como Nibelung para mostrar a verdadeira face do feminismo …pregam aos quatro cantos a liberdade sexual ,fazem marcha das vadias , mas se um homem apenas fala que gosta de ver mulher pelada é o “‘machismo encrustado na mente ” kkkk … se fosse o contrario , era apenas uma mulher usando a sua liberdade sexual, que o homem não deve se meter no que a mulher gosta ou deixa de gosta , no que fala ou deixa de falar sobre sexo …Coerência pra que né?

  20. Vc disse tudo meu caro…Mas a raiz de tudo? Da política à recauchutagem da Globo? EDUCAÇÃO! Somos um país de baixíssimo nível educacional e cultural. Não vamos falar em diplomas, pq temos uma geração de semi-analfabetos, com diplomas nas paredes…E o pior? Não vejo nenhuma disposição do Estado, como ente público, em mudar essa realidade. Pq? Pq não interessa!! Senhores: Bem vindos ao inferno!

  21. Quer entender porquê a Globo AINDA se sustenta de novelas? Porque nunca inova? Porquê a Globeleza está lá todos os anos na tua tela em sua postura enigmática de decifra-me ou sambo na tua mente? Vá para as ruas. Conversa com o pobre e o simples. Não julgando-os de serem desculturados como muitos fazem apenas por não terem estudo. E então verá que o que foi “remaquiado” não foi o que você chama de cocô, mas o que as pessoas realmente estão esperando.
    As novelas seguem uma linha entre o “de época”, “bem humorada”, “séria” porquê é o que as pessoas querem ver. Eu ainda vejo mulheres discutindo sobre novelas. E me perdoem os moralistas de sofá que não convivem com essas pessoas, mas elas discutem as atitudes, o caráter, o certo e o errado em cima do que ali está. Estas mesmas pessoas, ao contrário dos que acessam ao teu blog, mal sabem navegar pelo facebook, quem dirá chegarem até aqui! Nesse ponto a TV ainda assume um papel importantíssimo na vida dessas pessoas, ajudando-as a formar opinião, mudar de opinião, repensar conceitos. Está lá, só precisa chegar perto para ver.
    Quem vive no universo do carnaval, quem curte e se diverte, quem trabalha neste meio, espera pela Globeleza sim! Assim como tu espera a próxima temporada da tua série favorita, independente de onde você a assista.
    A última notícia do Jornal Nacional não é leve porque eles não querem que você pense (a menos que tenhas uma memória de peixe dourado), mas um alivio diante de tanta dificuldade. Porque as pessoas seguem discutindo o que foi exibido na noite anterior: “Viu o escândalo da Petrobras???”
    É leviano achar que as pessoas não pensam, não tem opinião própria ou que a TV lava a mente das pessoas, especialmente nos dias atuais. Elas fazem isso, mesmo tendo o acesso ao conhecimento limitado, as vezes, pela própria falta de conhecimento.

    E sinto náuseas de como se demonifica somente a Rede Globo, como se todas as demais emissoras fossem santas, corretas e realmente se preocupasse com o bem estar dos telespectadores. Onde estão as pessoas criticando a Record e sua programação que, a sua maneira, é cópia da Globo? E o Cidade Alerta e suas cópias em outros canais? E o SBT com sua programação imutável a ponto de não ter nada de novo e precisar se apoiar nos seriados do Bolaños para ter algo que chame de audiência?

    Mas o mais essencial que gostaria que você entendesse, Philipe, é que o que lhe é mais agrada, pode ser o desprezível do próximo e o desprezível dele, o que lhe agrada.

    Cada pessoa é um mundo próprio, com suas próprias leis, dinâmicas e funcionamentos. Quando você aprende a admirar isso e a ver beleza nisso, teu conhecimento vai muito, muito mais além.

    Pega tua câmera e vai registrar o dia-a-dia da gente simples, conviva com as pessoas. Vai entender do que estou falando.
    Não sei se no Rio há o programa Saúde da Família. Se houver, procura um agente comunitário de saúde e pede a ele para deixá-lo acompanhar seu dia-a-dia de trabalho e você vai entender do que estou falando.

    E por favor, não te ofendas com meu comentário. Respeito muito tua opinião, pois tu a formou a partir de teu próprio senso critico. Tudo o que eu quis foi lhe dar um outro ângulo para olhar. E como fotógrafo você deve saber bem como basta olhar de outra forma para que tudo se transforme.

    Abraços

  22. Sabe… é difícil para mim, um caipira de cidade pequena, expressar minha opinião num assunto como esse, sem parecer 100x mais “velho rabugento” que você, Phillipe. Por aqui o ritmo é mais devagar, e isso facilita em alguns pontos. Pode ter certeza que se vive diferente numa cidade onde grande parte das pessoas te conhecem, em relação a uma metrópole, onde reina o anonimato. É assim para o bem e para o mal. Lembro-me de meu pai recomendando simplesmente não assistir televisão, porque era um instrumento de destruição da família, da moral e dos bons costumes.
    Hoje, com muitas primaveras a mais, vejo que ele tinha razão em um punhado de coisas, e com certeza cada um que lê esse texto, criado numa família estabilizada, que passou da adolescência, já se pegou lembrando de alguma coisa parecida, transmitida pelos pais.
    Não estou dizendo aqui que a TV Globo tem como alicerce a destruição da família. Estou dizendo que 100% das emissoras populares tem por trás da fachada uma doutrina para passar adiante, e essa não tem a ver com qualquer coisa que interesse ao trabalhador comum, ao cidadão que faz diariamente o trajeto casa-trabalho-escola-casa. Tem a ver com dinheiro e poder, e só isso.
    Então a resposta na minha opinião para tanta nudez é bem simples. Quem tem mais de 30 não precisa dela. Já se habituou.. vê mulher pelada em todo lugar, como você mesmo ressaltou. Mas seu filho de 04 anos é público novo, e ainda não está habituado. Que dirá às 16:00. Cadê a Maria do Rosário?
    De maneira geral, telejornais, filmes, novelas, documentários : nada está livre da visão daquele que o criou, e no âmago da questão: o dinheiro de quem está financiando, e da sociedade que essa pessoa quer criar. De um lado, uma sociedade focada na família, repleta de indivíduos que se satisfazem com pouco, em geral com vida simples, visto que alcança felicidade em coisas que são de graça ou custam muito pouco. De outro, uma sociedade focada em consumo, em vícios, em comportamentos inconsequentes que levarão a vidas totalmente desestruturadas, desde o ponto de vista familiar até o financeiro ( aqui se ganha muito ).
    Isso é uma opinião, não me quero dono da verdade nunca. Apenas vejo várias coisas sendo feitas para “condenar” as pessoas a viver uma vida de ilusão e não perceber a verdade nítida aos olhos atentos : Uma enorme parte da sociedade ainda é constituída de escravos, até hoje. Escravos de carteira assinada e carro na garagem. Mas ainda assim escravos.
    Propaganda de bolacha em programa infantil não pode, mas se ela estiver despida e sambando, então tudo ok. E daqui a pouco veremos as indefectíveis propagandas oficiais para incentivar o uso de camisinhas..até parece que estão preocupados com a saúde das pessoas. Segue um link com a solução para o problema da AIDS. goo.gl/mBivhw
    Abraço a todos e obrigado pela paciência de quem leu até aqui. O tema é tão profundo que dá um livro, fácil.

  23. Eu fico confuso, posso chamar de um paradoxo. Não saberia dizer se a Globo ficou nesse nível sendo reflexo da atual população brasileira, ou se a população chegou a esse nível por causa da globo.

  24. As feministas são machistas que usam saias. Elas são mulheres que querem mandar nas outras mulheres. Só isso. Ahhh e antes que eu me esqueça, os “mulatólogos” fazem “chapinha” nos cabelos da Globeleza e ainda falam em “realçar a beleza da raça negra”…

    • Pelo contrário, Adriana. Feministas são as que querem que não exista nenhum padrão pra mulher seguir. O que elas criticam são as imposições de padrões opressores de feminilidade e masculinidade que são forçados em meninas e meninos desde pequenos e a falta de respeito e violência com que a sociedade em geral trata quem não segue esses padrões. Feministas querem que cada pessoa tenha a liberdade de ser como quiser e não sofrer discriminações nem preconceitos por isso.

      E sim, o racismo ainda é muito grande, embora sutil, no Brasil e a obrigatoriedade do alisamento é uma das consequências dele.

  25. Ah, Phillipe, eu tava aqui lendo o conto Ganzu e a parte 4 e a 5 estão iguais; (Spoiler) o capítulo em que os bandidos invadem a casa e são as primeiras vítimas do Ganzu sumiu. Sabe se deu alguma bronca no sistema?

  26. a 10 anos eu tomei a decisão que mudou minha vida para sempre, vendi meu aparelho de televisão era um modelo moderno com tela quase plana e som esterio e digo sem sombra de duvida foi o melhor negocio que já fiz na vida, ainda hoje recebi a ligação da sky tv por assinatura e a vendedora demorou a entender que eu não tenho tv. parece bobo mas o tempo passou e percebi que a televisão te tira a capacidade de pensar por conta própria a programação tem como alvo te tornar suscetível a sugestão e fazer coisas bizarras parecerem normais, isso sem entrar em paranoia conspiratórias, de fato quando cento onde tem uma televisão sinto como se inconscientemente minha atenção se volte pra ela mesmo sem ter o mínimo interesse no que esta se passando não sou nenhum gênio mas pra mim esta claro que a tv deixou de ser um meio de comunicação para se tornar um meio de manipulação a muito tempo. já me perguntaram “tu não tem tv? e como tu faz pra saber as noticias?” e eu respondo: simples eu busco as informações não fico esperando que elas venham até mim, pois fazendo isso deixo espaço que para quem interesse dar apenas as informações que convém a eles saber.
    liberte seu cérebro livre-se da maquina de lavagem cerebral entregue a domicilio!

  27. Olá a todos, faz uns 4 anos que penso de uma maneira similar a esse post. A Globo não inova nada na Grade, sendo que eles possuem mesmo potencial, única novela que eles fizeram que pelo visto caiu nas graças do povo foi Av. Brasil nesses últimos anos. Tirando isso é só porcaria e repetição. A Globo faz parte do Globosat, que tem ótimos canais como GNT, GloboNEWS, Sportv(onde mais eu veria a NBB?), Multishow, Rede Telecine etc. Porém a Globo tem uma programação estática, voltada para as novelas, com futebol no ano inteiro (em um horário que eu acho ruim), e com foco considerável na tal “classe C”. (Não acho que as pessoas são dividas por renda ou costumes e classes, somos todos humanos, bons e ruins, uns menos e outros mais sábios). Mas ainda faz bons trabalhos a Globo como no Fantástico a entrevista com Venina Veloso, ex-gerente, sobre a PETROBRAS e também a denúncia das máfias das próteses ortopédicas.
    Acredito que futuro da TV será um grande Stream, mistura de netflix com já atual tv, onde você escolhe a sua grade de programação e assiste quando quer e com uns programas ao vivos, como esportes, campeonatos etc. Com sistema de ppv talvez e outras coisas grátis.

    ps: vc vai falar da Crise hídrica Philipe?

  28. Não adianta discutir: a culpa não é da Globo, é do povo que assiste à uma programação que dá nojo. A Globo conseguiu “formatar” o povo brasileiro de tal forma que hoje em dia tudo que vem dela é aceito sem reclamação, e cria moda. Você só é alguém se usar alguma coisa que a Globo mostra em suas novelas, se comprar o CD de um dos cantores e cantoras que ela promove, ou se acompanhar o BBB. A verdade é uma só: TODO POVO TEM O GOVERNO E A TELEVISÃO QUE MERECE.

  29. Como odeio esse estereótipo de mulher… Fica “sambando” com aquele sorriso de puta no rosto; se “tremelicando” toda, parece até a dança fértil do acasalamento para atrair as macacadas do seu harém. Tipo: “venha e me transborde de prazer com suas impurezas dentro, olhos semi brancos e amarelados, pele suada e pútrida de carne e alma escura”. “Deixe dentro de mim as sementes de suas raízes, onde eu possa esculpir, assim como esculpo meus excrementos do dia a dia”.

  30. É uma porcaria,darmos de cara todos os dias,na rede globo de televisao,uma verdadeira baixaria,com aquela mulher
    nua,dançando em pleno horario nobre,nossos,filhos liga a Tv,pra assistir algo,sadio,e dao logo de cara com uma porcaria daquela,uma mulher nua dançando,o mundo esta completamente de cabeça para baixo,e se concondarmos com isso,daqui uns tempos pode ter certeza vai estar pior!!!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares