15 Comentários

  1. Inis Elize

    Escreva sobre o funcionamento do motor Bedini. Dizem que trata-se de um moto-perpetuo.

    Responder
    1. Guilherme Goveia

      Ia comentar exatamente isso. Primeira coisa que pensei com esse texto foi nesse episodio de Black Mirror.

      Responder
  2. BEZALEL

    Essa ideia já me ocorreu também. Só que de uma maneira um pouco diferente. Eu tinha em mente transformar as prisões em linhas de montagens ou algo parecido onde o preso trabalharia para garantir o próprio sustento e o excedente iria para a família quando houver. Segundo aquela máxima: “se não foi homem pra ganhar o próprio sustento e sustentar a família quando era livre ( que foi preciso matar e ou roubar) vai ser agora que está preso”. Dessa forma geraria renda para custear o próprio encarceramento e outras despesas mais, assim como continuar sustentando os seus dependentes lá fora.

    Responder
  3. BEZALEL

    Ao invés de ficar à toa só criando caso, dando despesa e aprendendo mais malandragem ainda!

    Responder
  4. Luiz Ricardo Linch

    Essa ideia é antiga, e nos EUA existem cadeias privadas que lucram com o trabalho dos presidiários. O problema é que isso não reduziu a população prisional americana que, assim como a nossa, só cresce. Existem grupos que alegam que pessoas são mandadas para prisão com menos chances de defesa justamente para trabalhar nos presídios. Então a crítica a ideia de obrigar os presos a trabalhos forçados é que presídio serve para recuperar o condenado, não para gerar lucro, seja privado ou público. Agora se as prisões não cumprem seu papel de reabilitação é outra discussão, importante.

    Responder
    1. Philipe3d

      Essa é a beleza da ideia. Se a gente ta fazendo o condenado malhar, estamos melhorando a saúde dele! Hehehe

      Responder
    2. Diego Borges

      Luiz, devo discordar, pois na minha opinião, o principal papel da prisão não é reabilitar o preso, e sim puni-lo e afastá-lo da sociedade. E não vejo problema se o presídio gerar lucro e se auto-sustentar, visto que o custo de um preso é maior que o de um estudante.
      PS. Esses action figures do Hyperion são seus? Nunca vi a versão preta.

      Responder
  5. jonscravit

    aqui no brasil ongs e defensores dos direitos humanos vão barrar
    e fora que vão achar sua ideia maluca(aqui quem tem muitas ideias é chamado de cientista maluco)
    esse esquema vou querer ter em casa, exercícios e diminuir a conta de luz

    Responder
  6. Kleber Web

    Matérias como essas são perigosas, pois elas podem fazer com que as pessoas venham a tentar o suicídio, pois a proposta de melhora do sistema é tão óbvia que só não é realizado realmente porque ninguém esta afim de solucionar nada!!! O caos e a confusão geram muito mais renda concentrada, que acaba ficando nas mãos de uma pequena elite. Triste saber que essa situação além de já existir, ser viável e possível vai demorar ainda de 1 a 2 séculos para ser aprovada no “Brazir”.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.