Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Olá galera. Aqui estou eu novamente com a terceira parte do passo-a-passo da construção do boneco “Lobisomem Sinistro”. Se você chegou agora, não se preocupe. Clique aqui e acompanhe a parte I. Para ver a parte II, clique aqui.

Só lembrando que devido a alta quantidade de imagens eu vou usar o clássico “leia mais” e vou hospedar as imagens no Photobucket, o que vai obrigar quem não conseguir visualizá-las a usar nossa gambiarra: Clique aqui e depois entre com o endereço www.mundogump.com.br no campo lá e pronto. Elas deverão aparecer.

Bom, conforme vimos na parte I, eu resolvi esculpir um boneco de um lobisomem. Estruturei e comecei a esculpir. Na parte II vimos a blocagem dos músculos, a cabeça, a criação do detalhamento e acabamento da pele e tal.

Agora na parte III, eu começo colocando o boneco no forno para assar. A polyclay, o material do que é feito o lobo, é um tipo de massa que parece massinha e praticamente não seca. mas quando você está satisfeito com sua peça e quer imortalizar ela, você apenas coloca o boneco no forno da sua casa e ele assa, ficando um boneco de um plástico bem duro e bastante leve.

Bom, aqui está nosso amigo lobo entrando na sauna.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Depois de um tempo que não sei dizer quanto foi, porque estava distraído ( eu fico assistindo o boneco assar. Geralmente sei que ele está bom porque certas extremidades como as pontas dos dedos e orelha começam a escurecer) e não marquei o tempo.

Em seguida, retirei o boneco do forno e deixei esfriar. Quando sai do forno ele ainda está um pouco duro e precisa esfriar totalmente para endurecer. Antes de pintar, eu isolo a base cobrindo-a toda com fita crepe. Isso evita que a tinta respingue na base.

O próximo passo é pegar tinta estilografica (tinta de nanquim) preta e cobrir TODO o boneco, olhando com cuidado para que não fique nenhum poro, nenhuma ruga, nenhum orifício sem ser pintado. A tinta de nanquim fica inerte ao seu meio natural (água) depois de seca e funciona como base para a camada posterior de tinta acrílica e também como área de sombra para qualquer área que por ventura não venha a ser pintada. Uma coisa importante porque sinceramente, aquele cor-de-rosa da massa é feio pra dedéu.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Depois de pintar ele de preto eu uso o bom e velho secador gump para dar uma acelerada na secagem. Quando a tinta de nanquim seca ela fica com um tom acetinado bem legal.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Após isso, eu começo a cobrir o boneco com uma camada de tinta cor de pele customizada por mim a partir de quatro cores basicas: Vermelho de cádmio, marrom claro, branco e amarelo-carne. Depois de misturada para obter o tom que eu queria, cobri o boneco seguindo a regra “do que está em baixo primeiro”. Assim pintei toda a área de pele.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Em seguida fiz uma cobertura com a técnica do pincel seco, num tom ligeiramente mais escuro e avermelhado.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Essa segunda passada com o pincel seco funciona bem nas áreas de rugas da pele, aumentando o realismo.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Num tom mais escuro eu crio um terceiro tom de pele, e com ele respingo varias manchas na pele do monstro, para dar um efeito “natural” e orgânico a pele.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Num quarto tom de pele mais avermelhado eu pinto as orelhas, pontas dos dedos, palmas da mão e interior das orelhas. Depois eu pinto a língua e o interior do palato.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Quando a parte de pele está quase pronta eu pinto os pequenos detalhes, como aquele corte na cara.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Com a tinta amarelo ocre fosca e acrílica preto fosco eu crio uma cor verde-oliva e com ela pinto a calça.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Para tirar a excessiva uniformidade da cor, eu faço uma variação tonal desta cor, só que mais clara, adicionando um poco de branco. Isso vai fazer parecer que a calça está usada e é um pouco desbotada. Com esta cor eu faço um pincel seco sobre a área da calça, ressaltando os detalhes.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Com tinta preta eu pinto o cinto e os pacotes. Com esmalte cromado eu pinto os botões.
Na ponta dos dedos eu resolvi fazer um degradê de preto, para dar um ar mais ameaçador. E o resto é finalizar usando o verniz cristal ultra-brilho na língua para dar uma “molhada” nela.

Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III

Aqui está o resultado final.

Espero que tenham gostado. Na próxima e última parte, os pêlos.

Related Post

26 comentários em “Boneco -Lobisomem Sinistro Parte III”

  1. Eu disse que essa ia se tornar a mais legal… tá, pode ainda não ser, mas eu estou curtindo muito o processo de confecção.

    Aproveitando, só mais uma pergunta:

    Que tipo de tinta você costuma usar?

  2. Philipe,

    Tudo bom? Acabo de ler um post sobre uma palestra do J.J. Abrams sobre o valor do mistério (link mais abaixo). Tenho que confessar: ver o processo de construção desse (e de outros bonecos) é exatamente isso – um mistério que vai sendo revelado aos poucos… algo que me fez (e dever ter feito muitas outras pessoas) ficarem repetindo “CARALHO!!!” um monte de vezes. E foi assim que li o post e fiquei maravilhado com cada img.

    Aliás, todo esse processo é como se você nos desse duas aulas: uma você nos ensina a técnica e macetes de como fazer algumas coisas e a outra é uma lição de evolução e inspiração.

    Quem é mais curioso como eu, sempre que pode vasculha os confins dos domínios do MG e vê pode acompanhar, de forma atemporal, o seu processo de desenvolvimento. Desde lá no comecinho com as pequenas miniaturas de RGP a esse lobisomem da casa dos infernos de super-ultra-foda que está (e olha quem nem está pronto ainda). Acho que isso que você posta aqui inspira as pessoas a ousarem e concretizarem seus sonhos (seja ele em massa, pixels ou pano -que é o meu caso).

    Cara! Parabéns e tu merece um monte de cliques nos bolsos do google…

    Um grande abraço,

    .faso

    Palestra do J.J. Abrams: http://www.brainstorm9.com.br/2008/01/28/jj-abrams-the-mystery-box/

  3. Tá muito Bom Philipe
    Os tons que você consegue e a qualidade da pintura só com pincel que você faz é de cair o queixo
    parabéns tá muito louco mesmo
    Se fizer agora o que estou pensando vai parecer um bicho empalhado
    Vamos aguardar

    VC é o Cara

  4. cara
    gosto muito de escrever, e inspirado pelo mundo gump resolvi criar um blog para postar meus textos.
    se você puder dar uma passada lá, pra dizer o que acha e se puder até dar umas dicas, seria muito bom.
    desde já agradecido,
    Lucas Carvalho

    ps: estao todos convidados a fazer o mesmo.

  5. Muito legais os adds que o google acrescenta
    tô clicando mas é muito interessante que ele consegue se aproximar do tema
    “roupas pra cachorro” “clinicas veterinárias” (vai levar esse bixo lá pra eles cuidarem vai) 🙂

    google me assusta algorítmo do capeta 🙂

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares