Aventuras Urbanas – O passageiro da agonia – combo com duas!

Compartilhe

Eu acabei de escrever essa gumper-aventura aí em baixo e me lembrei de outra, ultra gumper!
Numa escala gumper de história escalafobética essa que eu vou contar leva dez estrelinhas piscantes, pois nem eu mesmo acredito que tenha acontecida. Mas o fato é que aconteceu.
O ano era 1994 e eu namorava a J*. Era uma namorada que eu arrumei em Três Rios, cidade de onde eu saí para morar em Niterói. Na época eu trabalhava perto da Central do Brasil e às sextas-feiras, saía ali daquela “fauna rica” e ia direto para a rodoviária.
Sabe como é namorar em outra cidade… Você começa a pegar o hábito e quando vê já tá “local” da rodoviária. Cumprimenta a servente, fala com o guardinha, chama o motorista pelo nome e o bilheteiro guarda sua passagem com a poltrona preferida por antecedência sem nem você pedir.

Então eu tava acostumado. Entrava no ônibus e já dormia antes mesmo dele sair da rodoviária. Só acordava lá em Três Rios, exatamente duas horas depois. É legal. É a sensação mais próxima que tive de uma abdução alienígena (efeito missing time) e de uma viagem interplanetária com animação suspensa.
Mas naquele dia, isso não aconteceu.

Eu até dormi, mas no meio da viagem acordei com uma puta falação atrás de mim. Toda hora as pessoas olhando pra minha direção. Eram duas mulheres que não pararam de matraquear a porra da viagem inteira. Falaram da novela, ( das sete, das oito, do especial da Globo…) de marido, uma deu conselho pra outra largar o marido que bebia. De doença, falaram da enxaqueca que uma delas tinha e das varizes da primeira. Falaram de tudo, meu. Até do preço do leite e de uma terceira mulher que fez estereoctomia. FAlaram também de filhos.
Era engraçado porque uma interrompia a outra toda hora. Frenéticas. Era uma conversa de comadre irritante que não tem como evitar não ficar ali, na frente delas ouvindo…
Quando o ônibus chegou, numa das mais demoradas viagens que eu já fiz até Três Rios, olhei para trás:
Para meu espanto, era uma só!
Só então que eu entendi que as pessoas olhavam espantadas presenciando o que se chama cisão total de personalidade – descrito por Isaías Paím em seu livro Curso de Psicopatologia – e o povão chama de dupla personalidade. Um fenômeno raríssimo.
Desci do ônibus e fui comentar o fato com o motorista.
– Cara, cê viu aquela mulher que ficou falando sozinha a viagem toda? Que doideira, meu!
– Pior não é isso. Pior é que ela pagou duas passagens. Dela e da outra – disse ele.

Surreal, né?

O outro caso de passageiro da agonia, se deu com meu avô. O vô Hugo. Não lembro exatamente quando foi, mas ele me contou uma certa vez, que numa viagem que ele fez de ônibus, sentou um velhinho ao lado dele. Era bem velhinho mesmo.
O velho dormiu na viagem e quando chegou no destino, não acordava. Meu vô tentou a todo custo acordar ele, até que percebeu, estupefacto, que viajara com um cadáver. O velho morreu no ônibus, do lado dele.

43 comentários em “Aventuras Urbanas – O passageiro da agonia – combo com duas!”

  1. aha! que coisa!
    Eu já passei por várias coisas dessas parecidas. Minha namorada mora a quatro horas da cidade onde eu moro (moro em Canoas/RS e ela em Santa Maria) e viajo pra lá quase todo final de semana. Já passei desde pessoas roncando, bebes chorando, pessoas espaçosas e
    irritadas!
    abraço

    • Você acha que eu tô aí pra sua opinião? Não acreditar é um direito seu.
      Agora tem uma cabeçada que entra aqui que me conhece e sabe em detalhes (e participou) de algumas dessas histórias. Se eu estou mentindo eles são mentirosos também, hehehe.

      • Não sei por quê esse povo implica em não acreditar nas tuas histórias, cara! Se eu dissesse que era eu o motorista desse ônibus, ninguém acreditaria…
        Mas voce sabe que isso é verdade, né Philipe??

        GUMP! :happy:
        (Mais 1 ótimo post, valeu!)

    • @Flávia você não sabe o que é dupla personalidade?Quando alguém é maltratado,estuprado,etc., Na infância,normalmente pelos pais, Para não enlouquecer, a mente se divide em duas partes.como ele (Phillipe) já disse, Na maioria das vezes ele traz testemunhas que viram o que aconteceu. Pode ser inacreditável,Mas Como se sabe, arte é sempre mal compreendida. De qualquer jeito,Histórias Gump são… GUMP! :B

  2. com certeza tá senão não teria respondido. mas sem problemas cariocas tem uma tendência forte pra contar histórias a maioria mentirosa. fica nervosinho naum!

  3. Flávia, você é uma ridícula…se não gosta / acredita nas histórias do Philippe e muito menos de carioca, que é a ‘Raça’ que impera…o que você tá fazendo aqui??? Não precisa nem te conhecer pra saber que vc é uma daquelas recalcadas fracassadas que odeiam ver as pessoas sendo o centro das atenções. Dizia o bom e velho ditado: Os incomodados que se mudem. Muito bem vinda seria a sua não presença! E o que você falou quanto aos cariocas, isso é preconceito, mas como esperar educação de alguém que se porta como você né? Espero de coração uma evolução espirutal sua! 😉

    Aprenda a fazer críticas construtivas. Vai ser melhor para você, pq para o Philipe aposto que suas palavras não valeram de nada!

    Philipe, tá de parabéns…seu blog é ótimo, me divirto aqui.
    A propósito eu moro pertinho de Itacuruçá…rsrs, meu namorado mora lá (P.S.: Li seu post sobre sua lua de mel!! rsrsr)

    Beijão.

  4. Po cara, ja deve ter um ano q eu vejo teu blog q achei viajando por aí, quase todo dia passo aqui para ver um post novo e interessante (aqui e no véio rosa), o blog é dahora, ta de parabéns bicho =D~~
    Só passei pq acho q ta na hora bicho, aehiuahaeuhaeihea…Puta merda, vida de leitor anonimo é estranha, naum gosto de me sentir lendo um jornal onde nunca vou ver a cara do jornalista, ainda mais qnd tem meio q a ver com a minha cara! Vi q vc faz uns bonecos tb, dahora bicho! Nunca me dei bem com escultura, prefiro desenho, se quiser da uma olhada no me deviant, se tiver um la depois eu te add tb =D
    Abraços e mais uma vez parabéns =P

  5. Cara! Flávia ,vc é muito chata se quer ver histórias puramente verdadeira leia jornais ( e ainda assim….)
    O Philipe escreve muito bem, óbvio que tem verdades e tem ficção tbém no meio . Que tem vc ler Janete Claire ou Paulo Coelho será que lá é tudo história real ?!?!?!? Se quer só histórias reais ñ deve ver novela , cinema nem mesmo tv ..Procure uma caverna bem isolada e começe a fazer lá seus registros ( nas paredes …kkk)
    Abraços Philipe .
    Gosto muito do site

    • O que me intriga é: volta e meia eu escrevo contos que as pessoas pensam ser reais. E quando eu conto passagens bizarras da minha vida, que SÃO REAIS, as pessoas simplesmente não acreditam. Mas veja, este é o mote do blog. Então tá, né?

  6. É normal que as pessoas não acreditem em suas (hi/e)stórias, olha só o nome do blog…. Fora que vc é um escritor de CONTOS, ou seja, por mais verdade que seja, naturalmente alguns fatos serão, digamos… (não me leve à mal) acrescentados.

    Pra mim não interessa se é verdade ou não, até por que fica um gostinho de mistério…. eu visito o blog por que vc escreve bem pra kcte. Um dos poucos blogs com posts grandes, que eu gosto de ler.

    • Obrigado pelos elogios. mas as pessoas tem que aprender a separar as coisas. Um escritor de contos também pode contar a verdade. O segredo não é o que você conta, mas a maneira como você conta. Agora, que aquilo ali é tudo verdade, é.

    • Ah, varias coisas me impressionaram. Eu me impressiono em diferentes sentidos. No sentido da violência, eu diria os videos do BME e a luta livre dos japas, estourando lâmpadas fluorescentes na cara.

  7. Poxa, seu blog é mesmo fascinante!! E posso te confessar uma coisa? Desde que conheci seu blog, relato as histórias pra minha mãe e meu namorado, eles adoram, e agora relato aos meus alunos divulgando o site como incentivo à leitura!

    • Bianca fico muito feliz mesmo de saber disso. Eu realmente penso que este tipo de feedback é o melhor que um blogueiro pode ter.
      Estou preparando um sistema de palestras para dar gratuitamente em escolas, mostrando que um bog é algo que pode ser um recurso ultra-valioso para o professor que souber aproveitar isso, pois as crianças adoram.

  8. Pois tenha certeza, Philipe, se mais professores fizessem uso de uma ferramente tão valiosa como seu blog, muita aula deixaria de ser rotineira, entendiante e chata, e os alunos aprenderiam muito mais! Ontem mesmo um aluno me disse: “Fessôra, quando eu crescer quero ser inteligente igual a senhora! A senhora sabe muita coisa, conta cada história!” Esse comentário eu devo ao seu blog, tem me ajudado muito a acalmar os adolescentes que ensino!!

  9. OI… É A PRIMEIRA VEZ QUE ENTRO NO SEU BLOG E ACHEI MARA…
    FOI POR ACASO E PRA MIM FOI ALGO DE SORTE!!!
    SOU ESPIRITA(PREMUNITIVA,SENSITIVA E TAMBEM VEJO AS VEZES)
    NAO É UMA ESCOLHA, E SIM UM DOM…
    ACREDITO SIM EM TUDO, JÁ QUE PRA MIM ISSO NÇAO TEM NADA DE ANORMAL, É BEM REAL!!!
    QUE DEUS ILUMINE SUA VIDA PRA QUE VC CONTINUE DIVIDINDO COM SEUS LEITORES ESSAS FANTANTICAS HISTORIAS DE VIDA E SEUS CONTOS…
    ABRAÇO

  10. OI… É A PRIMEIRA VEZ QUE ENTRO NO SEU BLOG E ACHEI MARA… FOI POR ACASO E PRA MIM FOI ALGO DE SORTE!!! SOU ESPIRITA(PREMUNITIVA,SENSITIVA E TAMBEM VEJO AS VEZES) NAO É UMA ESCOLHA, E SIM UM DOM… ACREDITO SIM EM TUDO, JÁ QUE PRA MIM ISSO NAO TEM NADA DE ANORMAL, É BEM REAL!!! QUE DEUS ILUMINE SUA VIDA PRA QUE VC CONTINUE DIVIDINDO COM SEUS LEITORES ESSAS FANTANTICAS HISTORIAS DE VIDA E SEUS CONTOS… ABRAÇO

    Leia mais: http://www.mundogump.com.br/aventuras-urbanas-o-passageiro-da-agonia-combo-com-duas/#ixzz0m8ZDXI9y
    Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial

  11. parabéns Philipe!!!!
    obrigado por me dares a oportunidade de me divertir bastante. Sou amante de boa leitura e achei o teu site bárbaro. Descobri ele ontem e tem me feito muito bem. Já li uns 10 contos … vc é um grande escritor! continue assim

  12. E como eram as vozes que você ouvia na conversa da mulher ?. Dara pra ouvir duas vozes diferentes ???.

    Essa sua história me lembrou o filme psicose ( aquele velhão em preto e branco).

    hehe.

  13. Bom,,, Carioca e’ como o bahiano,,,, sao muito divertidos, adoram ser o centro da atencao, mas mentem pra caralho. Agora o que voce escreve se nao aconteceu com voce,,,, quase o mesmo aconteceu aqui comigo em  Pernambuco. E por coincidencia, tambem sou escutor e uso um clay a o’leo importado dos Estates. Caro mais excelente. Abracos

  14. Rapaz, faz um bom tempo que visito o mundo gump…
    Já posso até usar a camiseta: Mundo Gump, eu li tudo. rs

    Só queria mesmo deixar registrado que em meio a uma
    monografia jurídica em psiquiatria, seus textos são um
    oásis…
    Parabéns pelo bebê, é engraçado como mesmo nesse ambiente
    virtual a gente consegue se alegrar com as boas notícias de quem
    não se conhece pessoalmente, continue nos alegrando com
    suas histórias (ou estórias! )

  15. Essa história me lembrou a piada da pinga, em que o cara pede ao garçon que coloque duas, uma pro amigo que já morreu. Como ele não apareceu, ele vai tomar as duas…..!…rsrsx

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.