24 Comentários

  1. jefferson

    Na região onde moro, Rio Claro interior de sp, o pessoal que costuma soltar balão tem feito bolsas de ar com saco de lixo ou sacos pretos, no inicio tinham um formato mais ovalado agora, como no vídeo abaixo, disputam para fazer o mais cumprido… só uma curiosidade que talvez não tenha alcançado todas as cidades do brasil e para justificar a aceleração vertical talvez uma corrente de ar forte..
    Comparando com os que eu já vi a imagem analisada realmente não bate com os “balões ” que eu já vi mas chega mais próximo que os drones.

    https://www.youtube.com/watch?v=a7QB8AelcKI

    Esse vídeo parece bem interessante com formatos variados e a filmagem tremida poderia passar fácil como um avistamento
    https://www.youtube.com/watch?v=tpb2f3oeRvs

    Responder
    1. Ramón Rodrigues

      Cabeça do capiroto…. Minha imaginação não foi fértil o suficiente…

      Responder
  2. Drake Hollster

    Primeiramente adorei o artigo, li a sua análise e gostei que em momento algum você afirma que é algo alienígena. Uma duvida, o Edison Boaventura chegou a tirar uma segunda foto do céu após o OVNI sumir? Essa segunda foto provaria que o objeto não era um balão ou algo do tipo, pois as informações do EXIF mostrariam que no mesmo lugar, com diferença de segundos o objeto não estaria mais lá.

    Responder
  3. João Francisco Ferreira Pinto

    Análise perfeita, só faltou uma coisinha: existe um outro motivador a ser considerado, além do dinheiro e atenção eu acrescentaria aquela vontade de “fortalecer a causa”. Isso está na moda, as pessoas acreditam em algo, querem que todos acreditem também, dai criam uma historinha para provarem que estavam certas, tipo essas fanfic que se acha no facebook. As pessoas que fazem isso encaram a mentirinha que criaram como um “sacrifício” a ser feito em nome de algo maior, seja para prevenir alguma situação ou para provar que determinadas coisas de fato ocorrem. Não to dizendo que seja o caso do Edison, eu já vi alguns vídeos de palestras que ele organizou e alguns no youtube e achei super confiável. Inclusive acredito que a foto seja verdadeira e seja de fato um OVNI. De uns tempos pra cá minha ideia sobre os UFO´s mudou, não acredito mais que seres extraterrestres estão por ai, voando em pratos com sistema anti-gravidade, roubando vacas e marcando pessoas. Somos nós mesmos ali, vigiando, monitorando, abduzindo, marcando e catalogando. Nós inventamos a máquina do tempo cara! Estamos visitando toda a nossa história, modificando o que já havia sido modificado, ensinando a manipular o fogo, a construir pirâmides, a acreditar em extraterrestre rsrs. Um dia nos tornaremos seres de 4 dimensões e a ideia de passagem de tempo não será mais importante. Seres extraterrestres existem sim, vivem em mundos bem distantes, tão distantes que nunca vão passar por perto e se passarem por aqui não vão nos ver, somos uma poeirinha no cosmos, umas larvas correndo ao redor de uma bola de barro.

    Responder
  4. Rob Latinfield

    Apenas não entendo por que uma foto sendo que poderia ter filmado, ainda mais com o celular que ele tem, dois cliques e já começa a filmar. É sempre assim um avistamento, a pessoa vê e na melhor parte (nesse caso o movimento que o ovni fez) não dá para registrar.

    Responder
    1. Philipe3d

      Eu imagino que ele não esperava que só conseguiria uma unica foto. Segundo me contou ele até pensou em fazer uma selfie com o troço no fundo.

      Responder
      1. Rob Latinfield

        É, na hora cada uma tem uma reação mesmo. Eu sempre quis presenciar um fato desse, tanto é que a câmera do celular já está no atalho do celular pra filmar rápido. Não creio que isso seja um drone, gosto de acreditar na existência de seres superiores, tanto é que o caso que mais me fascina é o de Varginha.

        Responder
  5. Alarico Caiser Soze

    Philipe, entrei no Portalburn e não consegui sair mais, hahaha. Ainda bem que onde trabalho não abre nem Mundo Gump nem o Burn, senão o estrago seria muito grande, hahaha. São grandes trabalhos, sem dúvida alguma.

    Responder
  6. Walmy Junior

    Gostaria que me respondesse com sinceridade. Você consegue adicionar uma imagem renderizada em uma imagem digital sem alterar seus metadados e não pecar em nenhum dos dados acima analisados?
    Poderia enviar os arquivos do programa que fez a simulação?

    Responder
        1. Philipe3d

          Não faço ideia de como desassemblar a imagem, interpretar o cabeçalho para efetuar as modificações. Talvez um hacker consiga. Eu penso que teria que entrar muito na estrutura do arquivo para fazer alterações de baixo nível nele. Te mandei o arquivo.

          Responder
  7. Walmy Junior

    Olá, Kling.
    Os dados GPS estão especificados no exif como impreciso 5m?
    A Adriana fez uma analise no site onde Boaventura publicou pela primeira vez, abaixo do seu parecer. Sendo que a luminária do poste, só pode ser vista naquela posição estando do outro lado da pista, pode se dizer que a posição que ela indica é a mais correta?
    Se Boaventura estava do outro lado da pista apontando para baixo o OVNI não está sobre a mata do parque. Isto inviabiliza seu estudo de reflexão, posição e sombra? E principalmente isto seria um indício de inserção de imagem, já que o objeto não condiz mais com a posição, sombra e brilho da sua analise?

    Responder
    1. Philipe3d

      Todo GPS tem um grau maior ou menor de imprecisão. O do Iphone parece ser 5m, mas o que não significa que ele esteja impreciso, ele PODE estar nesse raio de imprecisão horizontal de ate 5m.
      Eu posicionei a câmera no ponto onde o GPS informa ser o ponto da fotografia. A reflexão no objeto 3d é só uma suposição, não deve ser tomada como uma afirmação. Pode ser um reflexo do parque, mas pode ser qualquer outra coisa, inclusive sombra. O que sabemos com mais certeza aqui é o posicionamento do sol em relação à imagem, que é baseada no 3d com dados astronômicos físicos.

      Responder
      1. Walmy Junior

        Primeiro lugar quero te elogiar pela atenção dada em minhas refutações que é difícil encontrar em blogs. Esta imprecisão horizontal de 5m parece obedecer a análise da Adriana, que também obedece a sobreposição simulada do Google maps. Que vejo muito em análise forense.
        O que eu quero é ter minha conclusão baseada em mais de um especialista.

        A grande contradição que vejo é o relato do objeto ser fotografado sobre o parque e este objeto da foto estar sobre a cidade. Se a análise da Adriana obedece o quesito GPS(margem de erro) e o quesito Vista (fato).
        Pelo outro post que vc me enviou um hacker poderia inserir um objeto sem alterar os metadados se este compreender a linguagem de maquina e fizesse alterações de baixo nível.

        Sua argumentaçao com a sombra é satisfatória, mas a análise de angulo da sua analise com a analise da Adriana é de quase 90º. Isto não compromete o reflexo?

        Se o reflexo e relato não coincide e considerar a possibilidade hacker.

        A conclusão teria que considerar que o objeto pode não estar lá?
        Ou Boaventura se enganou com a posição do objeto?

        Responder
        1. Philipe3d

          Creio que nesse caso, cabe apostar onde a testemunha diz ter visto o ufo.

          Responder
          1. Walmy Junior

            Nao entendi…
            Na analise da imagem, vale mais o relato do que a imagem?
            Sendo assim qual imagem pode ser considerada fraude?

          2. Philipe3d

            Não, eu disse que quando houver duvida, o criterio de desempate deve ser sempre o relato. (especialmente para dados que não estejam na imagem)

          3. Walmy Junior

            O lado esquerdo do poste capturado pela camera esta na imagem, portanto isto eh um dado da imagem. O relato eh um dado do fotografo. Entao como vc salientou ente parenteses o dado que nao esta na imagem eh o relato. Estou errado?

          4. Lis

            Entendi o argumento do walmy. O observador esta na mão da pista apontando em outra direção. Isto é um fato incontestável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *